Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Guarda Redes da Argélia

 

 

Foi um grande jogo de futebol, a Argélia vendeu muito cara a derrota que só aconteceu no prolongamento, durante toda a primeira parte puseram em sentido a defesa e o meio campo alemães e com um pouco mais de calma e discernimento podiam ter resolvido o jogo.

 

A Alemanha claramente não estava à espera de uma Argélia tão atrevida e teve muita dificuldade em controlar o meio campo, a jogar com 3 defesas deixava muitas vezes espaços por onde Slimani e companhia entravam com muita facilidade, por várias vezes teve que ser o guarda redes Neur a substituir os ausentes defesas centrais e a vir cortar bolas bem para fora da sua grande área. Neur que diga-se de passagem foi mesmo um dos homens do jogo.

 

No prolongamento, já com as duas equipas em claras dificuldades físicas, sobressaiu a classe das estrelas alemãs, mas a Argélia vendeu cara a derrota e nunca deixou de acreditar e de atacar. A equipa norte-africana pela forma como se apresentou ao jogo e por tudo o que fez, merecia melhor sorte.

 

No outro jogo do dia, a França foi sem surpresa muito superior à Nigéria e venceu por dois zero naquele que terá sido até agora o jogo mais desnivelado destes oitavos de final

 

Segue-se um interessante França - Alemanha nos quartos de final, o jogo de hoje com a Argélia  foi intenso e teve prolongamento, para o fim do jogo era visível que vários jogadores teutónicos se arrastavam pelo campo, a França teve hoje e nos jogos anteriores a vida bem mais facilitada que a Alemanha, a Alemanha, apesar de me parecer melhor equipa que a França,  vai chegar ao duelo com os franceses bastante mais desgastada.

 

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:35

Roben atira-se para a piscina e Proença apita penalti

 

 

Vinha ouvir o relato do Holanda-México da Rádio Mundial da Antena 1, para quem não sabe a rádio pública transmite via onda média e internet, todos os relatos dos jogos do mundial. Na altura foi unânime para todos os locutores e comentaristas da rádio, Roben atira-se para a piscina e Pedro Proença apita penalty. 

 

Era a terceira vez que Roben procurava o contacto dentro da área e se atirava para o chão, na primeira era penaltie, não foi uma mas duas faltas na mesma jogada,  Proença não viu, na segunda Roben atira-se para a piscina, Proença não se deixou enganar, à terceira foi de vez e o golo convertido já nos descontos por Huntellar,  mandou o México de volta a casa.

 

O México tinha começado melhor o jogo, foi superior à Holanda durante toda a primeira parte e no inicio da segunda marcou mesmo, com o golo em contra a Holanda tomou conta do jogo e o México, cedo demais, abdicou do meio campo, depois disso só deu Holanda, só na segunda parte foram 10 cantos a favor dos holandeses. Num desses cantos, já a menos de cinco minutos do fim do jogo,  a Holanda marcou, depois seguiu-se a queda de Roben na área e o golo Holandês.

 

Vi depois as imagens no noticiário da SIC, quem comentou o lance na televisão tentou ser simpático com Proença e deu como acertada a decisão do árbitro, quanto a mim não é penalti e não me estranharia nada que este tenha sido o último jogo de Pedro Proença neste mundial, não há dúvida que ele é um excelente árbitro mas é humano e portanto pode enganar-se.

 

Louve-se o querer Holandês, em quatro jogos eles começaram três a perder, nunca deixaram de acreditar, deram a volta ao resultado e já estão nos quartos de final.

 

No outro jogo dia joga-se ao mais improvável dos confrontos dos oitavos, consta que a Costa Rica tinha marcado os bilhetes de avião de regresso a casa para o dia a seguir ao terceiro jogo, a Grécia é uma selecção cheia de experiência e tem alguns jogadores de classe, mas durante a primeira fase mostrou muito pouco.

 

Talvez por isso o jogo tenha tido uma primeira parte chata e muito pobre a nível futebolístico, a Costa Rica marcou no inicio da segunda e depois, muito à imagem do que a Grécia fez no Euro 2004 wm que terminou campeã da Europa, limitou-se a defender. A Grécia que jogou uma boa parte do jogo contra 10, insistiu até ao fim e marcou o golo do empate já nos descontos.

 

O prolongamento não mudou o panorama, a Grécia atacou mais, a Costa Rica defendeu  o melhor que conseguiu mas sem deixar de tentar atacar. Mesmo no fim do prolongamento a Grécia podia ter marcado, Navas salvou a Costa Rica e o jogo foi a penalties.

 

Nos penalties, só à quinta alguém falhou e a Costa Rica classificou-se para os quartos de final onde irá enfrentar a Holanda. A Grécia de Fernando Santos, que terminou expulso, volta a casa.

 

Jorge Soares

 

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:09

James Rodrigues

 

Já o tinha dito aquando dos jogos anteriores, James Rodriguez está talhado para sair deste mundial reconhecido como um dos melhores jogadores do mundo. Para já foi nomeado o jogador mais influente da primeira fase do mundial, não só marcou três golos muito importantes como fez mais duas assistências para golos dos seus colegas.

 

Hoje foi sem dúvida nenhuma o homem do jogo, comandou o meio campo da Colombia e os seus dois golos foram decisivos para a chegada por primeira vez do seu país aos quartos de final de um mundial.

 

Quanto ao Uruguai, tal como já tinha sido notório na primeira fase, é Luís Suarez e mais dez, com este já de regresso a Montevideu, a equipa perde o sentido do jogo, deixa de ser uma máquina arrasadora e converte-se num lote de excelentes jogadores que não conseguem ter um jogo objectivo.

 

Vitória mais que merecida da Colombia, de longe a melhor equipa em jogo e uma das que pratica o melhor futebol que se tem visto neste mundial... o Brasil vai ter muito com que se preocupar daqui até ao jogo dos quartos.

 

No outro jogo do dia, o Brasil teve que suar e correr muito e mesmo assim só nos penalties eliminou uma aguerrida e moralizada equipa do Chile.

Este  é um Brasil à imagem de Filipe Scolari, não joga por aí além, não termina de convencer, mas ganha jogos e passo a passo já está nos quartos de final. 

 

Hoje para além do resto, teve a sua dose de sorte, os penalties são sempre uma lotaria que pode pender para um lado ou para o outro, hoje pendeu para o Brasil e o povo pode continuar a festa e o sonho do campeonato mundial.

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:54

Conto - Recruta

por Jorge Soares, em 28.06.14

sedutora

 

Não estava em seus planos apaixonar-se. Desde a separação, há oito anos, só pensava em cuidar dos filhos e honrar o estável cargo público. Tudo caminhava bem, sem rebolados, desvios ou cambalhotas. Nunca mais dera gargalhada. Um sorriso magro era suficiente. Nunca mais saíra dos trilhos. Descarrilar era para cambetas. Bastava ir naquela direção, firme e sempre — para esquivar-se de eventuais escorregos e desastres.

 

Margarete era assessora de imprensa. Preparava clippings, contextualizava para a chefia os fatos mais pertinentes, agendava entrevistas, escrevia releases. Bem informada, a criatura. Lidava com gente de todo o naipe, peneirava declarações, sintetizava casos emblemáticos. 

 

Conhecia bastante da vida alheia, mas procurava reservar-se. Gostava de novidade, mas não queria virar notícia. No gabinete, pouco falava de sua vida pessoal.

 

Seu lema era manter a objetividade jornalística e a discrição pessoal.  O casamento aconteceu de forma planejada, com um namorado da faculdade. Durou até bastante: doze anos. E acabou sem grandes sofrimentos, amor já mirrado. Desde então, optou por não mais se iludir com promessas de afeto. 

 

Era comum nutrir admiração por homens com quem convivia. Porém, quando ela sentia a iminência de uma paixão, tratava de podar o sentimento logo na cepa para que a decepção não frutificasse.

 

Margarete só não contava com um novo estágio em sua vida. Naquele bendito agosto, foi contratado pela assessoria de imprensa do tribunal o jovem Márcio, que cursava o penúltimo período de jornalismo na Universidade de Brasília. A vaga foi concorrida: oito estudantes pleiteavam o emprego. Márcio desbancou os concorrentes pela escrita clara e desenvoltura. Redigiu, à queima-roupa, um texto interessante sobre a crise dos Três Poderes no Brasil. Além de cultura, o rapaz demonstrou disposição, simpatia e a maior das virtudes: uma boniteza linda de arder.

 

Contratado com louvor, o candidato perfeito passou a cumprir vinte horas semanais de estágio remunerado. Enquanto aprendia jornalismo, Márcio cativava, seduzia, enlouquecia Margarete, num vertiginoso crescendo. 

 

Os colegas notaram a diferença: a mulher renovou, perfumou-se, desembestou a rir alto, passou a falar de si como que a exigir elogios. Estava timbrado em sua testa: APAIXONADA. 

 

A diferença de idade seria relevante para o belo foca? A incerteza atormentava a chefa. Queria se declarar logo para o moço e confessar que ele lhe trouxera novas cores e que aquela paixão fulminante não cessava e que aquilo estava muito errado, mas que ela não podia perder a chance da grã-felicidade. 

 

Enlouquecida pelo estagiário! Poderia haver situação mais ridícula para uma respeitável servidora pública? Só crescia o medo de ser enjeitada pelo jovem atlético, espetacular. Ao mesmo tempo, o desejo de conquistar o estagiário movia e dava sentido a cada respiração de Margarete — uma mulher de 44 anos completos e não privada de beleza.

 

Foi num final de expediente, em sexta-feira de entrevista coletiva, que Margarete cercou Márcio. A repartição já estava vazia, e ela considerou o momento inadiável:

 

— Você é o melhor estagiário que já tive.

— Bom saber. Eu me esforço bastante.

— Tenho sonhado com você, Márcio.

— Espero que não seja pesadelo

— brinca, mostrando aquele sorriso.

— Você me acha velha?

— Claro que não. 

— Feia?

— Nada disso. Você é muito bonita, chefa. E inteligente.

— Topa sair comigo agora?

— Opa. Demorou.

 

Márcio encarou a situação com naturalidade e acompanhou Margarete. Ela dirigia o carro tremendo — de febre, comichão... “Será que devo avançar?” Durante o caminho até o Parque da Cidade, a mulher emudeceu. Pensou em retroagir. Não sabia se o encontro resultaria em graça ou desgraça. “E se Márcio for virgem?” — pensava, em estado de choque. “E se zombar de mim?”.

 

Ela parou num dos estacionamentos do parque, debaixo de uma árvore frondosa. Tentava manter a calma; mas estava pálida, doente de angústia. Perguntou se ele gostava de verde, se amava Brasília, se queria mesmo trabalhar como jornalista. Ele respondeu positivamente, com uma doçura inacreditável, a boca rogando um beijo imediato.

 

Se Márcio a repeliu? Não, muito pelo contrário. Agarrou Margarete como ela assim desejava: demorado, quente, com conhecimento de causa e sem pudor. “Como pode um garoto de 20 anos com uma pegada dessas?” — suspirou, boba de tão feliz. 

 

Vendo os olhinhos virados da chefa, Márcio ousou mais, com brincadeiras de amor criativas e carícias pontuais. A assessora de imprensa se desmanchou, permitindo tudo, sem hesitar. Cheia de esperança, paixão, encantamento, completamente desbussolada, Margarete deixou-se amalgamar ao corpo hercúleo de seu jovem aprendiz.

 

Ele se comportou de forma gentil e delicada. Não delatou o ataque nem menosprezou o sentimento da patroa. Propôs a Margarete — por que não? — um encontro por semana, em sigilo, onde ela desejasse. 

 

“Será que é verdade?” — delirava a quarentona, sentindo-se desmerecedora de tão insólito e apetitoso enredo.

 

A jornalista bem que tentou, mas não conseguiu disfarçar a doentia preferência pelo discípulo. Percebeu um ou outro olhar de repreensão e despeito de alguns colegas. Mas e daí? Quem nunca se apaixonou e, por conta disso, deu bandeira, vacilou? 

 

A relação acabou abrupta, com o fim do estágio profissional de seu amado. Foi um adeus embargado, dolorosamente necessário. Margarete abateu-se, mas sem desespero ou desejo de morte. Aprendeu muito com a história vivida. Aulas práticas de vaidade, confiança, autoestima, superação, feminilidade, prazer... A mulher desprezível ficou pra trás e deu lugar a uma criatura em constante descarrilamento. 

 

No seguinte processo seletivo de estagiários, o escolhido foi Raul. Não tão belo, não tão jovem quanto Márcio; mas também interessante e vigoroso. 

 

Desta vez, a iniciativa não foi da chefa; mas do novato, que, em menos de um mês de trabalho, já a convidava para um programa romântico na Ponte JK. Ela bem que achou graça daquele assédio ao contrário.

 

À saída de um motel, no Núcleo Bandeirante, os dois foram surpreendidos por um assaltante de capuz encardido e arma brilhante graúda. O delinquente entrou no carro como demônio.  Ainda haveria muitos deliciosos estágios a viver, mas a bela assessora de imprensa foi friamente abatida nos braços de Raul. 

 

No exato momento do tiro, o celular de Margarete assobiou: era Márcio disparando pra ex-chefinha um recado carinhoso pelo WhatsApp: “Saudade”.

 

Maria Amélia Elói.

 

Retirado de Samizdat

 

 

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:20

O fim do sonho

 

Imagem do Público

 

As hipóteses não era muitas, mas no fim ficamos com a sensação de que seriam maiores que aquelas em que todos, incluindo os jogadores, acreditávamos. Não foi um jogo por aí além, mas foi um jogo em que na maior parte do tempo Portugal esteve por cima e criou oportunidades suficientes para ganhar pelos tais 4 golos de diferença.

 

Tal como aconteceu desde o primeiro dia, faltou sorte, aquela tal estrelinha de que tantas vezes se fala e que normalmente acompanha os campeões.... é claro que a sorte é muitas vezes o resultado de muito trabalho, mas não me parece que hoje tenha faltado vontade e trabalho.

 

Paulo Bento apostou de inicio num meio campo diferente e acertou em cheio, o Gana só a meio da primeira parte conseguiu ter algum controlo do jogo, de resto, Portugal foi superior, só não conseguiu traduzir em golos as oportunidades criadas.

 

Cristiano Ronaldo marcou finalmente um golo neste mundial, foi considerado o melhor em campo e Portugal foi eliminado com 4 pontos.

 

No outro jogo do grupo, a Alemanha entrou cheia de vontade de resolver, marcou um golo e ficou-se por aí, a vitória por um zero era mais que suficiente e até servia aos dois. Os Estados Unidos ficaram com os mesmos 4 pontos que Portugal, classificam-se graças aos 4-0 da Alemanha a Portugal.

 

Nos outros jogos do dia, a Argélia empatou com a Rússia 1-1 e com isso, surpreendentemente mandou os Russos de volta a casa.

 

A Bélgica, a jogar com 10 desde o meio da primeira parte por expulsão do portista Defour, ganhou por 1-0 a uma Coreia do Sul cheia de vontade mas muito pouco esclarecida.

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:49

Messi resolve

 

 

Hoje a Argentina deu finalmente um ar da sua graça, num jogo que pouco ou nada iria decidir e que terminou com ambas Argentinos e Nigerianos a festejar, Messi marcou dois dos três golos com que  a Nigéria foi brindada.

 

Uma vez mais não foi um grande jogo apesar dos 5 golos. Hoje Messi não esperou pelo fim do jogo para resolver, começou logo aos três minutos a marcar, a Nigéria que não tinha Messi mas tinha Musa, empatou no minuto a seguir. Messi marcou de livre mesmo ao cair do pano da primeira parte, mas Musa voltou a marcar logo no início da segunda... Rojo desempatou logo a seguir.

 

Apesar dos 3 golos de hoje, continuo a achar que a Argentina é Messi e pouco mais.... um conjunto recheado de excelentes jogadores nem sempre forma uma excelente equipa, vale São Messi.  

 

No outro jogo do grupo, a Bosnia despachou o Irão de Carlos Queiroz, que ainda tinha uma leve esperança de classificar, com um esclarecedor 3-1, ambas as equipas foram eliminadas. 

 

Nos jogos da noite, a França e o Equador proporcionaram um excelente espectáculo de futebol num jogo que terminou 0-0 mas em que os guarda redes, principalmente o do Equador mas também o da França, tiveram várias oportunidades para brilhar. A França confirmou a qualificação, o Equador precisava de ganhar para seguir em frente, com o empate ficou eliminado, mas deixou uma excelente imagem neste mundial.

 

No outro jogo, a Suiça despachou  as Honduras com um claro 3-0 e irá enfrentar a Argentina na fase seguinte.

 

À primeira vista a França tem a vida muito mais fácil que a Argentina, a Suíça vai ser um osso duro de roer.. veremos se são capazes de parar Messi e os seus repentes.

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:17

Na Bolívia o tempo passa a girar ao contrário!

por Jorge Soares, em 25.06.14

O tempo ao contrário

 

Imagem do El Mundo

 

A imagem acima é real, não foi invertida pela via digital, nem é resultado de um qualquer fotoshop, o relógio na topo do edifício do congresso de La Paz gira ao contrário dos relógios do resto do mundo desde a meia noite da passada sexta feira, dia do solstício de Inverno no hemisfério Sul.

 

Quem deu a ordem foi Evo Morales, presidente da República da Bolivia que acha que no hemisfério sul o mundo gira ao contrário e portanto os relógios não tem porque girar para o mesmo lado dos do norte. 

 

Segundo Eugénio Rojas, presidente do senado Bolivariano, a iniciativa serve para ensinar ao povo que é possível questionar as normas estabelecidas e pensar de forma criativa. Segundo ele, a Bolívia é um país do sul e portanto não tem porque seguir as regras e normas do países do norte.

 

Pessoalmente entendo a ideia e o principio, mas não consigo deixar de ver que no fundo não passa de uma forma que encontrou Evo Morales  para dar mais umas bicadas ao imperialismo que desde o norte teima em ditar as regras para o mundo.... um pouco à imagem daquela ideia de Hugo Chavez de mudar a hora oficial da Venezuela para uma que começa a meio de um fuso horário só para não partilhar a mesma hora dos imperialistas americanos... no fundo, tudo isto não passa de política

 

Haveria de certeza muitas outras formas de estimular a diferença e a criatividade de um povo que na sua grande maioria tem origem indígena e portanto é mesmo diferente.... O que prevejo que aconteça é que a partir de agora, quem utilizar o relógio normal vai ser qualificado de traidor imperialista  .... mas vai de certeza ser bom para a industria dos relógios... seja ela de um pais do norte ou da China.

 

Para mudar o rumo a um país não se mudam os relógios, mudam-se mentalidades e ideias... digo eu!

 

Evo, y que tal utilizar toda esa energia y criatividad en algo verdaderamente util para el pueblo y no en cosas que en realidad no sirven para nada? Al final, para llevar el país en otra direccion, no hace falta cambiar los relojes, lo que hace falta es cambiar mentalidad e ideas.

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:12

Italia fora do mundial

 

 

Dos jogos que vi até agora neste mundial, o Italia-Inglaterra foi um dos melhores, a Itália começou muito bem e a Inglaterra apesar de perder parecia ser uma excelente selecção cheia de juventude e com muito bom futebol... na altura vaticinei que seriam estas duas equipas a dominar o grupo... o que vale é que eu não gasto dinheiro em apostas ....

 

A Inglaterra já estava eliminada desde há uns dias e hoje a Itália, que depois daquele jogo pouco mais mostrou, foi derrotada por um Uruguai que com Luiz Suarez em campo é outra coisa. O jogo em si foi fraco, quezilento e confuso, com imensas faltas de parte a parte e  até mordidelas teve, parece que os 10 jogos de castigo não serviram de lição a Luiz Suarez.

 

No outro jogo do grupo, um jogo em que já nada se decidia, Costa Rica e Inglaterra empataram a zero.

 

Ao contrario destes, nos outros dois jogos do dia houve golos para todos os gostos e feitios, a Colombia que se apresentou com 8 alterações no onze inicial, marcou 4 golos ao Japão. Foi um excelente espectáculo de futebol, a equipa do Japão que precisava de ganhar para se classificar, nunca abdicou de atacar e de jogar o jogo pele jogo. Mas esta Colômbia mesmo com a equipa B, é uma selecção recheada de excelentes jogadores de futebol, uma boa parte deles já passou pelo futebol português, e na segunda parte já com James Rodrigues em campo, embalou para uma vitória cheia de golos, alguns deles verdadeiras obras de arte. Muita atenção a esta Colômbia que mostra um futebol cheio de classe e qualidade e muita atenção a James Rodrigues que pode sair deste mundial a provar que já é um dos melhores do mundo.

 

No outro jogo do grupo C, a Grécia de Fernando Santos venceu mesmo ao cair do pano a Costa do Marfim e conseguiu classificar-se para os oitavos de final... pelo que vi dos jogos dos gregos, não me parece que vá muito mais longe... mas também era o que parecia no Euro 2004 e depois foi o que se viu... Não há dúvida que Fernando Santos tem feito um excelente trabalho.

 

Hoje esteve outro português em campo,  Pedro Proença arbitrou o Colombia Japão e fez um excelente trabalho.

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:58

Forca de Portugal

 

Imagem do Público

 

"Jovem responde em tribunal por “ultrajar” a bandeira nacional em instalação artística

 

A peça que valeu a Élsio Menau uma média de 17 valores no final do curso de Artes Visuais da Universidade do Algarve, pode levá-lo a ser condenado a prisão.

 

A peça, na qual a bandeira nacional surge “enforcada” numa estrutura de madeira, valeu ao autor 17 valores, no final do curso, mas custou-lhe a seguir um processo judicial. O trabalho esteve exposto num terreno particular em Faro, há cerca de um ano, mas ao fim de dois dias a GNR foi ao local e levou consigo a obra."

 

Há coisas para as que sobram as palavras, li ou ouvi algures que a GNR apareceu porque um cidadão fez queixa porque se sentiu desrespeitado com a bandeira colocada daquela forma, gostava de conhecer pessoalmente essa pessoa, saber se paga todos os seus impostos, se cumpre com todas as leis, e muito mais importante, se vai votar... gostava também de lhe perguntar se apresentou queixa contra Cavaco Silva no dia em que este em directo para todo o mundo hasteou a bandeira ao contrário na praça do município.... ou se só as obras de arte o incomodam...

 

Somos definitivamente um país de gente e princípios estranhos....e com tanta coisa que julgar, andam as autoridades e a  justiça deste país a perder tempo em coisas destas...

 

Vídeo da montagem da obra:

 

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:40

Golo de Vilha de calcanhar na despedida da Espanha

Hoje começou a terceira jornada do mundial para os grupos A e B, não havia muito a decidir restava a escolha de primeiro e segundo lugar e pouco mais... O vencedor do Grupo A, a Holanda irá enfrentar o segundo do Grupo B, o México, o mais importante do dia era saber quem iria enfrentar o Brasil, calhou a fava ao Chile que perdeu com a Holanda.

 

Havia também um Espanha-Austrália para cumprir calendário já que ambas selecções estavam eliminadas. Vinha a caminho de casa à hora do jogo e a ouvir o relato via rádio nacional de Espanha. Os locutores espanhóis pouco discutiam as opções de Del Bosque e até o que se passava em campo, só pediam que a Espanha marcasse para não ser o primeiro campeão do mundo a ser eliminado sem marcar sequer um golo... 

 

Pelo meio comentava-se o facto de a equipa ter ido do 80 ao 8, de campeão do mundo a eliminado na primeira fase, achei curioso um comentário de um dos locutores:

 

- Se há quatro anos antes do mundial alguém me tivesse pedido para assinar um papel em como aceitava ser campeão mundial em 2010 e eliminado na primeira fase em 2014, assinava de cruz... se alguém quiser que eu assine para 2018 e 2022, assino já de olhos fechados.... pois.

 

Hoje a selecção da Austrália já não era a mesma dos jogos anteriores e a Espanha lá foi marcando, até deu para um golo de Villa marcado com um toque de calcanhar, para alegria dos nuestros hermanos da rádio...

 

Para muitos dos jogadores que fizeram história foi o último jogo por uma selecção que marcou uma era e que ficará na história do futebol ao ser bicampeã da Europa e campeã mundial.

 

No outro jogo do grupo, como era mais ou menos previsível, a Holanda ganhou ao Chile pela diferença mínima.

 

No grupo A, Brasil e México venceram os seus jogos e classificaram-se para a fase seguinte. Vi o jogo do Brasil e uma vez mais não gostei, o resultado é muito melhor que a exibição, valeu  à equipa da casa um Neymar muito acima da média e uns Camarões muito brandos. A primeira parte foi muito pobre, os Camarões conseguiram empatar o jogo e em certos momentos silenciar o estádio. 

 

Na segunda parte apareceu Neymar e resolveu o jogo... mas este Brasil, tal como todas as equipas de Scolari, não termina de convencer... que não quer dizer que não seja capaz de vencer.

 

No outro jogo o México carimbou o passaporte de volta a casa à Croácia com um convincente 3-1... vou querer ver o Holanda-México, aposto que vai ser um daqueles jogos de encher o olho.

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:59

Posts relacionados

Related Posts with Thumbnails

Pág. 1/4








Estou a ler

Regressar a Casa

Rose Tremain

 

O Rapaz de Olhos Azuis

Joanne Harris

 

O jogo de Ripper

Isabel Allende

 






Visitas


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D