Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Adopção crianças devolvidas

Imagem de aqui

 

"Ele é muito dócil mas há outra face, ele não queria saber da escola!"

 

Juro que me vieram as lágrimas aos olhos, como é possível?..estou para aqui a tentar verbalizar o que me vai por dentro e não consigo, como é que é possível?, como é que esta senhora tem a lata de vir dizer uma coisas destas para a televisão?  Mudava de roupa todos os dias..e isso é defeito?, teve 3 negativas num período... e isso é motivo para se abandonar uma criança ao fim de cinco meses e meio do período de pré-adopção?

 

Supostamente a imbecil, desculpem mas hoje não vou estar com meias palavras e não me ocorre nenhuma outra forma de me referir a ela, tem dois filhos biológicos, será que eram ambos perfeitos?, tiveram sempre boas notas, nunca se portaram mal, nunca fizeram uma asneira? Nunca os devolveu porquê? Porquê escolheu uma criança que já tinha sido abandonada antes, que viveu uma grande parte da sua vida na expectativa de encontrar uma família,  para a voltar a abandonar e a fazer sofrer?

 

Gostava sinceramente de falar com as assistentes sociais que fizeram a avaliação do processo, gostava de saber como foi avaliada esta senhora, porque entregam uma criança a alguém que está à espera que esta seja perfeita. Não faço ideia da história de vida da criança, mas não é difícil de entender que não terá tido uma vida fácil, como pode alguém estar à espera que ela seja perfeita?..existem as crianças perfeitas?

 

Eu sempre disse que adoptar é um acto de egoísmo, ninguém adopta por querer ajudar as criancinhas, todos adoptamos porque queremos ter filhos, mas um filho não se escolhe, e não se escolhe quando é biológico como não se escolhe quando é adoptado, um filho é uma davida que se recebe de braços abertos e se aprende a amar, com virtudes e defeitos.

 

Entretanto alguém deixou o seguinte comentário na noticia da TVI:

 

"Esta criança no dia em que deixou a instituição para ir com esta família irradiava alegria, felicidade, e sempre o ouvi dizer que queria ser adoptado. Sou voluntária nesta instituição e esta criança já tinha laços com esta família antes de lhe ser entregue."

 

Ainda por cima eles já conheciam a criança desde antes, coisa que não acontece na maioria dos casos, como é que há gente tão anormal que consegue destruir assim os sonhos de uma criança?

 

O mais grave é que estas coisas passam impunes, como dizia a Susana há pouco no Facebook, se alguém abandona um filho biológico é recriminado e  criminalizado, esta gente abandona as crianças desta forma e não só não é responsabilizado, como continua na lista de adopção e há quem lhes entregue outras crianças.

 

Vídeo com a noticia da TVI aqui

 
Jorge Soares
Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:13

Posts relacionados

Related Posts with Thumbnails


33 comentários

Imagem de perfil

De libel a 16.01.2012 às 11:08

Estou contigo na tua revolta Jorge, mas não posso deixar de culpabilizar o sistema pela forma como trata certos casos. Tantos cuidados no desenrolar dos processos, tanta burocracia para se adotar uma criança, tantos preconceitos, tanta pesquisa, tanta porra de papelada, tantos anos de espera, para quê??...para depois permitirem que a criança sofra novamente o abandono Acho que eles não procuram filhos para as famílias, mas sim pais para as crianças. O cuidado maior deveria passar por inserir a criança na família e não pela procura dos pais perfeitos para ela. Gostava de poder dizer que não concordo com a devolução de crianças, mas gostava mais ainda que a criança fosse a primeira preocupação numa adoção. Existem casos e casos, e aqui neste, é uma absoluta estupidez as razões expostas, a falta de sentimentos falou por si. Mas, exemplo vamos supor que é a criança que está infeliz naquele lar, que não gosta daquela família, que prefere voltar para onde estava. Lá está, acredito que não será muito fácil, a vontade de uma criança pode ser manobrada até que seja firme nos seus quereres. Mas pensamos, ainda bem que existe essa possibilidade, pois não sei o que será pior, continuar na instituição ou infeliz inserido numa família com a qual não se identifca.

É muito díficil dar uma opinião, mas concordo contigo, há gente muito imbecil mesmo!!..

Beijinhos
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 18.01.2012 às 23:42

Olá Libel

Pois, haveria muito a dizer..e haveria que ver como foi todo o processo, será que houve avaliação?

Quem adopta deve saber que as coisas quase nunca são como se idealizaram, a maioria das crianças mostra resistência inicial, há crianças que passam semanas a dizer que querem voltar para o centro de acolhimento, há crianças que demoram muito tempo a adaptar-se às novas condições...e somos nós que temos que saber lidar com isso, e não desistir à primeira contrariedade, afinal, nós somos adultos, eles são só crianças.

Jorge

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor






Estou a ler

Regressar a Casa

Rose Tremain

 

O Rapaz de Olhos Azuis

Joanne Harris

 

O jogo de Ripper

Isabel Allende

 






Visitas


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D