Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





família.jpeg

 

A orientação sexual não pode ser critério para a exclusão e para vedar direitos.

Não existe nenhuma razão válida que justifique que os casais

do mesmo sexo continuem a ser proibidos de adotar.

Deputada Sandra Cunha

 

Foram precisas 5 votações e esperar que existisse uma maioria de esquerda no parlamento, para tornar legal algo que desde 1975 está escrito na constituição, "Todos os cidadãos tem a mesma dignidade social e são iguais perante a  lei", como diz a Sandra e muito bem, ninguém pode ser excluído ou discriminado devido à sua orientação ou gostos sexuais.

 

As leis hoje aprovadas não só são da mais elementar justiça, como tornam legal algo que todos sabemos que há anos é um facto, há em Portugal muitos casais homossexuais com filhos adoptados. Até agora tinham que o fazer de forma individual, muitas vezes escondendo a sua condição de homossexuais e em condições  em que não eram garantidos aos pais e às crianças todos os direitos garantidos ao resto dos casais e crianças portuguesas.

 

A partir de agora, não só não tem que esconder a sua condição de casal para poderem adoptar, como com a aprovação da lei da co-adopção, ambos os membros do casal poderão ter os mesmos direitos sobre os seus filhos.

 

Quase tão importante como as várias propostas que foram hoje aprovadas na assembleia da república é o facto de hoje ter ficado claro o que significa a existência de uma maioria de esquerda, na sua grande maioria as propostas agora aprovadas tinham sido chumbadas pela antiga maioria, ou no caso da lei do aborto, aprovadas em contra dos direitos dos portugueses. Hoje essas estas propostas foram aprovadas porque há no parlamento, pelo menos por uma maioria dos deputados, uma real vontade de fazer diferente do que tinha sido feito na última legislatura.

 

Havia muita gente com esperança de que alguns deputados do PS fossem contra a disciplina de voto do partido, parece-me que ficou claro que isso não vai acontecer, senhores do PSD e  CDS, querem mesmo formar um governo contra este parlamento?

 

Vídeo do discurso da Deputada do Bloco de esquerda Sandra Cunha em defesa de quem adopta e das crianças institucionalizadas.

 

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:41

Posts relacionados

Related Posts with Thumbnails


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.11.2015 às 00:54

Segundo li nas notícias existiu pelo menos um deputado do PS que votou contra (ou absteve-se? Não tenho a certeza, sei que não votou a favor) e existiram deputados do PSD que votaram a favor. Tanto uns como outros merecem a minha consideração: foram de encontro às suas opiniões e não formatados pelas ordens superiores dos seus partidos
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.11.2015 às 10:03

De facto, um clarao de democracia ofuscou as bancadas monoliticas dos camaradas habituados ao pensamento unico, quando um grupo de deputados do centro direita, tantos como o grupo do bloco de esquerda ou do pcp, estavam votando ao lado destes as propostas apresentadas por estes. Com tanta luz ate ficou tudo cego a esquerda, nem viam quantos deputados ao centro direita votavam, foi preciso certificar-se, e isso a democracia foi bonito ver a liberdade de pensamento. A luz foi tanta que deu para ver as cores do arco iris do lgtb coladinhas as caras monoliticas e com tal intensidade que iluminou as galerias onde foi possivel ver um deputado que em tempos esteve momentaneamente no tempo de socrates sentado nas bancadas so para aprovar a lei do casamento gay, eta coerencia democratica dos camaradas.
Sem imagem de perfil

De queima beatas a 21.11.2015 às 10:24

Casais do mesmo sexo? Até na mecânica uma porca só acasala com um parafuso. Ao menos chamem-lhe por exemplo ajuntamento ou parelha tendo em vista benefícios da situação como IRS bonificado, assistência social, poupança em gastos comuns tipo renda da casa a meias. Todos os direitos de vida em comum, agora casal?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.11.2015 às 11:01

Para quem quer formar opiniao sobre estes assuntos sem ser paleio ha aqui visoes cientificas entre cientistas noruegueses e americanos e ingleses que chega a ser muito curiosa.




http://www.mdig.com.br/index.php?itemid=33021#

O Conselho Intergovernamental de Cooperação Nórdico, do qual fazem parte Noruega, Suécia, Finlândia, Dinamarca e Islândia, decidiu deixar de financiar o Instituto Nórdico de Pesquisas de Gênero, o NIKK, após o jornalista, comediante e sociólogo, Harald Eia, rodar um longo, genial e devastador documentário, "Hjernevask" ("Lavagem de Cérebro"), que mostrou a manipulação e a falta de base científica da "ideologia de gênero", base "intelectual" do feminismo agressivo, a ideologia queer.


Leia mais em: Duríssimo golpe contra a “ideologia de gênero” nos países nórdicos - Metamorfose Digital http://www.mdig.com.br/index.php?itemid=33021#ixzz3s7dlJKRR
Imagem de perfil

De poetazarolho a 24.11.2015 às 06:18

Género e número, alguém me esclareça, estou confuso, pois se a mente se abre não pode permanecer fechada, que dizer então se forem 3 mães ou 3 pais, 2 pais e 1 mãe ou 2 mães e 1 pai ? Combinações até ao infinito, ou no mínimo até ao limite da imaginação não serão possíveis ? O que diz a lei quanto a isto ? Ou como ouvi já não sei onde "Não produzam tantas leis que já não consigo desobedecer a todas".
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.11.2015 às 10:24

Mas esclarecer o que? sabe ler e ver, entao pense por si. se precisar de explicaçoes, pois nao e comigo.

Comentar post








Estou a ler

Regressar a Casa

Rose Tremain

 

O Rapaz de Olhos Azuis

Joanne Harris

 

O jogo de Ripper

Isabel Allende

 






Visitas


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D