Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Afinal têm vergonha de quê?

por Jorge Soares, em 07.10.15

burros.png

 

Imagem do Facebook de RiseUp Portugal

 

No Domingo logo a seguir às primeiras projecções a imagem acima apareceu-me no Facebook e evidentemente partilhei, basta ler dois ou três posts cá do Blog para se perceber que não vou à bola com a direita nem com este governo, não é segredo nenhum e não tenho problema em o mostrar, como não o tiveram outras dezenas de pessoas que partilharam o seu desgosto pelo resultado das eleições através de imagens como esta ou até de frases nos murais.

 

Passado pouco tempo um dos meus contactos publicou um texto no Facebook a pedir respeito por quem votou na Paf e a insurgir-se contra quem "não sabia perder e usava imagens ofensivas de burros"  (SIC).

 

Curiosamente foi o único comentário por parte de quem apoiava a coligação vencedora, se havia gente a festejar fazia-o em silêncio longe das redes sociais... pelo menos longe das que eu costumo frequentar.

 

Mais curioso ainda é que até agora não consegui encontrar uma única pessoa que reconheça que votou em quem ganhou, todas as pessoas com quem falei, já fosse em pessoa ou nas redes sociais, se mostraram chateadas e, segundo elas, votaram nos outros partidos..

 

A coligação esteve perto dos 40%, pela lógica quase metade das pessoas que conheço, e sim, eu conheço pessoas que não são de esquerda,  terá votado no PSD/CDS.

 

Hoje à  hora do almoço comentávamos as eleições e rapidamente cheguei à conclusão de que os meus colegas também tinham reparado no mesmo, ninguém conhecia alguém que tivesse votado na coligação, apesar de haver quem reconhecesse que não tinha ido votar porque "são todos iguais".

 

Como não acredito que tenha havido fraude nas eleições, só posso concluir que há muita gente com vergonha de reconhecer que votou no governo que tanto criticava até agora e por tanto, MENTE COM OS DENTES TODOS.

 

Vamos lá ver, tem vergonha de quê? Eles ganharam, normalmente quem tem vergonha é quem perde, certo? Será vergonha ou consciência pesada por tudo o que gritaram e criticaram no passado? Ou será que sabem que o que vem a seguir é mais do mesmo, mais do que está escrito ao lado do burro, e portanto não querem ficar ligados a isso?

 

Se calhar era bom que reflectissem no que significa essa vergonha, é que vai haver mais eleições no futuro, eu votei num dos partidos que perdeu, mas tenho orgulho nisso, ter vergonha era sinal de que tinha que votar noutros ... ou em branco.

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:19

Posts relacionados

Related Posts with Thumbnails


5 comentários

Sem imagem de perfil

De Maria G. a 07.10.2015 às 09:24

Pois...isto também me leva a concluir que infelizmente, o Tuga é masoquista. Pena é, levar-mos todos pelas escolhas de alguns.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.10.2015 às 10:01

Talvez aqui os burros sejam aqueles que votaram em partidos que ou nao sabiam ou sabendo deram o seu voto a partidos que a partida a maioria da sociedade portuguesa rejeita pelas suas politicas para irem para o governo. partidos que sao antieuropeistas, antinato, anti euro,anti europa, anti austeridade seja ela qual for, querem rever e recusam metas de convergencia, isto foi um filme ja visto, por isso a coligacao apesar de perder votos, deputados, ganhou.o unico que podia ser alternativa , o ps , nao foi o partido mais votado para ter a iniciativa de formar governo, e se fosse como formar govetno com partidos a sua esquerda tao antagonicos das suas politicas.o que eu acho e que os votos em partidos a esquerda do ps nao vao servir para nada, nao sao os outros qur sao burros, burros sao aqueles que fragmentando a sua votacao desta maneira acharam que eram alternativa.

Agora so ha uma maneira de formar um governo estavel e duradouro e a coligacao como partido mais votado formar governo incluindo o ps. caso contrario nao ha estabilidade governativa,havera acordos pontuais, vitimizacao e cada um esperando desferir o golpe para novas eleicoes sem arcar com as consequencias de ter criado crise politica. A outra opcao era o ps e toda a esquerda coligados, mas ai ou o ps mudava muito ou eram os outros a faze-lo.

Ainda nao vi onde estao os burros. mas eles andam por ai.
Imagem de perfil

De energia-a-mais a 07.10.2015 às 14:32

Jorge eu não consigo fazer esse exercício que fazes de tentar entender - acho simplesmente que o povo português é dos mais incoerentes que existem... agora giro, giro, é ver a coerência de quem votou neste magnífico governo que empobreceu toda a classe média e jogou para a pobreza nua e crua os que já pouco tinham, vir de saco na mão ajudar as campanhas de «luta contra a pobreza» e espetar toneladas de alimentos no banco alimentar ou na cruz vermelha - eu acho do melhor!! esta da «caridadezinha» mata-me...

Teresa
Sem imagem de perfil

De Ideias e Baleias a 08.10.2015 às 13:32

Quando a comunicação social vende PàF e PS como partidos principais e ignora os outros em 90% do tempo, é garantido que um deles irá vencer. Não interessa se são bons ou maus, se a memória dos eleitores é boa ou má. São os que os eleitores vêem. E excluem os outros partidos, tal como a comunicação social o faz. Tenho escrito muito sobre isso no meu blog.

Para além disso, a forma de atribuição de deputados controla bastante bem a entrada de partidos na Assembleia da República e permite facilmente a manutenção dos existentes. Veja-se o distrito de Beja ou de Bragança que elege apenas 3 deputados e todos os outros votos vão para o lixo.

A forma que os partidos pequenos têm de entrar é apostar no distrito de Lisboa (mas populoso) e tentar concentrar o máximo de votos em Lisboa. Fora disso é quase impossível.
Sem imagem de perfil

De marta a 08.10.2015 às 18:23

Olá Jorge,
Eu votei na coligação, não tenho vergonha nenhuma de o dizer. Mais, foi a primeira vez que votei à direita. Não o fiz de animo leve nem por me dar prazer a austeridade, foi antes na tentativa de evitar o espectáculo triste a que estamos a assistir querendo formar governo quem perdeu as eleições, foi antes pelo receio de serem deitados no lixo os meus sacrifícios. No meu conceito de democracia ganha quem tem mais votos, nas urnas, não no facebook. No meu conceito de democracia forma governo quem ganha. No meu conceito de democracia, cada um vota em quem quer e não tem que o dizer. No meu conceito de democracia eu aceito quem tenha ideias diferentes das minhas. É por sentir (infelizmente) que o meu conceito de democracia é brutalmente diferente do desta nossa esquerda, que pela primeira vez votei na direita e não me envergonho minimamente disso.

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor






Estou a ler

Regressar a Casa

Rose Tremain

 

O Rapaz de Olhos Azuis

Joanne Harris

 

O jogo de Ripper

Isabel Allende

 






Visitas


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D