Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Golo de Vilha de calcanhar na despedida da Espanha

Hoje começou a terceira jornada do mundial para os grupos A e B, não havia muito a decidir restava a escolha de primeiro e segundo lugar e pouco mais... O vencedor do Grupo A, a Holanda irá enfrentar o segundo do Grupo B, o México, o mais importante do dia era saber quem iria enfrentar o Brasil, calhou a fava ao Chile que perdeu com a Holanda.

 

Havia também um Espanha-Austrália para cumprir calendário já que ambas selecções estavam eliminadas. Vinha a caminho de casa à hora do jogo e a ouvir o relato via rádio nacional de Espanha. Os locutores espanhóis pouco discutiam as opções de Del Bosque e até o que se passava em campo, só pediam que a Espanha marcasse para não ser o primeiro campeão do mundo a ser eliminado sem marcar sequer um golo... 

 

Pelo meio comentava-se o facto de a equipa ter ido do 80 ao 8, de campeão do mundo a eliminado na primeira fase, achei curioso um comentário de um dos locutores:

 

- Se há quatro anos antes do mundial alguém me tivesse pedido para assinar um papel em como aceitava ser campeão mundial em 2010 e eliminado na primeira fase em 2014, assinava de cruz... se alguém quiser que eu assine para 2018 e 2022, assino já de olhos fechados.... pois.

 

Hoje a selecção da Austrália já não era a mesma dos jogos anteriores e a Espanha lá foi marcando, até deu para um golo de Villa marcado com um toque de calcanhar, para alegria dos nuestros hermanos da rádio...

 

Para muitos dos jogadores que fizeram história foi o último jogo por uma selecção que marcou uma era e que ficará na história do futebol ao ser bicampeã da Europa e campeã mundial.

 

No outro jogo do grupo, como era mais ou menos previsível, a Holanda ganhou ao Chile pela diferença mínima.

 

No grupo A, Brasil e México venceram os seus jogos e classificaram-se para a fase seguinte. Vi o jogo do Brasil e uma vez mais não gostei, o resultado é muito melhor que a exibição, valeu  à equipa da casa um Neymar muito acima da média e uns Camarões muito brandos. A primeira parte foi muito pobre, os Camarões conseguiram empatar o jogo e em certos momentos silenciar o estádio. 

 

Na segunda parte apareceu Neymar e resolveu o jogo... mas este Brasil, tal como todas as equipas de Scolari, não termina de convencer... que não quer dizer que não seja capaz de vencer.

 

No outro jogo o México carimbou o passaporte de volta a casa à Croácia com um convincente 3-1... vou querer ver o Holanda-México, aposto que vai ser um daqueles jogos de encher o olho.

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:59

Posts relacionados

Related Posts with Thumbnails








Estou a ler

Regressar a Casa

Rose Tremain

 

O Rapaz de Olhos Azuis

Joanne Harris

 

O jogo de Ripper

Isabel Allende

 






Visitas


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D