Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Há algo que nos una e identifique como país?

por Jorge Soares, em 17.03.14

Façamos um 25 de Abril todos os dias

Imagem minha do Momentos e Olhares

 

São os grandes feitos do passado, como o 25 de Abril de 1974 e os Descobrimentos, que mais simbolizam a capacidade de união dos cidadãos, e os principais elementos de identidade nacional continuam a ser a bandeira, Fátima, a gastronomia e o fado. 

 

Vinha no carro a ouvir a noticia e fiquei a pensar no assunto, foi hoje apresentado um estudo que fala sobre quais são os motivos que unem os portugueses, os resultados para além de óbvios, quanto a mim são deprimentes, senão vejamos:

 

"44% dos inquiridos acreditam que há união entre os portugueses, 32% defendem que é “moderada”, mas quase um quarto sustenta que o laço não existe."

 

E o que é que nos une?, a bandeira nacional, Fátima, a selecção nacional e o futebol... ou seja, passaram 40 anos do 25 de Abril, pouco ou nada mudou e para uma grande maioria dos portugueses, o país continua a ser Fátima, fado e futebol.

 

Não os culpo, eu próprio tentei pensar  em algo que realmente una os portugueses e o único que me ocorreu foi mesmo a selecção nacional, e isso é quando eles conseguem ganhar. Imagino que a maioria terá pensado nos descobrimentos, num povo de marinheiros, ... talvez isso possa ser motivo de orgulho para quem queira viver do passado,  somos um país com uma história longa ... mas para mim é tão importante saber estar como encontrar, nós soubemos lá chegar mas está à vista que não soubemos lá estar e ninguém  se quer lembrar da forma como de lá saímos.

 

Mas sabem o que é mesmo triste? Isto:

 

"... além do 25 de Abril de 1974 e dos Descobrimentos, o Estado Novo também é referido e por metade dos inquiridos."

 

Metade dos inquiridos coloca o estado Novo ao mesmo nível do 25 de Abril e dos descobrimentos...  e assim de repente eu percebo porque é que tenho tanta dificuldade em identificar algo que me una ao resto do país.... para mim o estado novo é das coisas mais vergonhosas que aconteceu por cá e só deve ser lembrado para evitar que alguma vez se possa repetir.... encontrar num regime que condenou um país a viver na miséria e o atraso e o amordaçou de costas para o mundo durante 40 anos motivos de orgulho ou união é no mínimo deprimente. Alguém acha que saiu mesmo algo positivo do Estado novo?

 

Mas ainda resta alguma esperança, ... "há muito orgulho nos feitos da história, do desporto, das artes e da ciência, mas “embaraço e vergonha no sistema económico e político actual” .

 

Pena que depois esse embaraço e vergonha não se traduzam em nada na hora de votar e a maioria ou não põe lá os pés ou continua a votar em quem tanto os envergonha.... vá lá a gente perceber este povo.

 

Há evidentemente muita gente neste país que é motivo de admiração e até algum orgulho, ... nas artes, nas ciências, na investigação, será que o país sabe que eles existem e está à altura deles? 

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:11

Posts relacionados

Related Posts with Thumbnails


6 comentários

Imagem de perfil

De DyDa/Flordeliz a 17.03.2014 às 23:51

Se há alguma coisa que nos una?
Claro que há!
Falta de dinheiro
Falta de emprego
Falta de educação
Falta de disciplina
Falta de palavra
Falta de brio
Falta de humildade
Falta de ....
- TANTA COISA

Já sei. Não falavas deste tipo de união, mas que queres?
Como tu, recordo pouco mais que, una os portugueses.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 18.03.2014 às 00:00

Sabes o mais triste?, nem isso nos une, nem a miséria e todas essas faltas nos unem contra quem nos levou a este estado.

Jorge
Imagem de perfil

De DyDa/Flordeliz a 18.03.2014 às 00:20

Tens razão, não somos unidos.
Basta ver o exemplo dos "tipos" que nos guiam. Nem eles conseguem união (dentro ou fora dos seus partidos) para consertar a "porcaria" que durante estes anos andaram a fazer.

E olha que entre os três + os outros, já lá vão 40 (uma vida!). A maior parte, já lá anda à quarenta anos...
Será amor à causa, ou, ao tacho?

Nem chega a ser uma união de facto, é mesmo um casamento à moda antiga.

Imagem de perfil

De Jorge Soares a 18.03.2014 às 23:44

Amor à causa deles.. isso de ceretza
Imagem de perfil

De golimix a 18.03.2014 às 13:13

Brilante Dida!
Imagem de perfil

De energia-a-mais a 18.03.2014 às 11:07

Olá Jorge! olha este teu post parece que foi escrito com o que anda dentro da minha cabeça. Também ouvi referências e esse estudo e parece que a RTP iria passar ou passou uma reportagem sobre o assunto e eu fiquei a pensar - o que me une aos demais? e realmente encontrei pouco ou nada que me identifique com o país, melhor dizendo, não encontrei pontos comuns que unam os portugueses por uma causa, por um motivo. Talvez como dizes, se sinta empatia pela seleção (mas acho que nem isso gera consenso) pelo fado e talvez por Fátima (se bem que não me parece que seja união, apenas são símbolos que nos habituamos a referir). Mas o que me preocupa é saber que entre os mais novos, se não existirem motivos comuns de união, em breve ninguém se lembra dos símbolos do passado e passaremos a ter um conjunto de pessoas que por acaso vivem dentro das mesmas fronteiras territoriais e falam a mesma língua (se bem que cada vez se sintam com menos vontade de cá viver e se fale muito outras línguas...) Enfim, terá isso a ver com a realidade de um povo subjugado e com pouca auto estima? dizes que há alguma esperança, há orgulho em alguns feitos históricos, desportivos, das artes ou das ciências...achas mesmo? nós não temos de pensar todos da mesma forma para sermos unidos mas dava jeito estar unidos para o futuro e isso não me parece possível, sobretudo porque as pessoas não fazem ou não agem a pensar na sociedade geral, cada um age a pensar no seu proveito (quando muito nos que estão mais próximos).

Teresa

Comentar post








Estou a ler

Regressar a Casa

Rose Tremain

 

O Rapaz de Olhos Azuis

Joanne Harris

 

O jogo de Ripper

Isabel Allende

 






Visitas


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D