Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Mas qual é o problema dos pensos higiénicos?

por Jorge Soares, em 26.05.15

 

De caminho para casa apanhei a R. no Liceu, quando chegamos ela foi logo ter com a mãe a queixar-se que tinham acabado os pensos higiénicos, a minha meia laranja ia-se passando:

 

- Mas tu vens da rua com o teu pai e vens-me dizer a mim que não há pensos? Porque é que não pediste ao pai e ele passava no minimercado contigo e compravam?

- Eu pensei que tu ias comprar 

- Eu?, mas tu vens da rua com o teu pai, porque é que haveria de ir eu?

- ... Mas 

- Daqui a bocado quando fores para o vitória, vamos comprar.

 

Entretanto a minha meia laranja andava às voltas com os trabalhos de casa dos mais novos e pediu-me para a levar ao Vitória, com o recado de passar algures a comprar os pensos higiénicos.

 

Como há uma bomba de gasolina ao lado do Vitória, parei o carro em frente ao estádio, ela quis logo esquivar-se, mas eu disse-lhe que nem pensar, que ela tinha que ir comigo, a conversa foi mais ou menos assim:

 

- Então mas vamos lá?

- Sim, vamos, tu e eu!

- Mas eles dão-nos um saco não dão?

- Um saco?, um saco para quê?

- Para trazer os pensos pela rua?

- Mas claro que não, agora não dão sacos, além disso qual é o problema dos pensos?

- ... pois... são pensos 

 

Ela estava mesmo encavacada e eu já me estava a rir...

 

- Deixa lá, se tu não os queres trazer eu trago, achas que há algum problema com isso? 

 

Chegamos à loja e ela a custo lá conseguiu escolher uns, evidentemente fui eu que tive que ir à caixa pagar e que os  tive que levar de volta até ao carro... mas fartei-me de gozar com ela.

 

Juro, não consigo perceber qual é o problema das pessoas com os pensos higiénicos, até porque não é a primeira ou a segunda vez em que pelas conversas percebo que há um enorme pudor à volta do assunto. Eu não tenho nem nunca tive problemas nenhuns, já aconteceu mais que uma vez a P. ligar-me para que eu passe no supermercado para os comprar e eu vou sem problema nenhum...

 

Acho que tenho que ter um conversinha sobre o assunto com os meus filhos... ainda duvido que a teimosa da R. queira ouvir falar do assunto.... por vezes penso que apesar da idade, eu sou mesmo o mais novo desta casa.     

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:48

Posts relacionados

Related Posts with Thumbnails


10 comentários

Imagem de perfil

De energia-a-mais a 27.05.2015 às 10:36

hahahah mas tu não percebes que isto dos penso são coisas de mulher? queremos lá que nos vejam com os ditos, sem estarem devidamente acondicionados?? lool os homens nunca vão entender...

Teresa
Imagem de perfil

De Maria Alfacinha a 27.05.2015 às 16:39

A idade também conta, não te esqueças
Sem imagem de perfil

De Escaravelho a 28.05.2015 às 09:28

"De caminho para casa apanhei a R. no Liceu".
Mas qual liceu ? Em Portugal não há liceus. Há Escolas Secundárias e Escolas C+S.
Imagem de perfil

De A Miúda a 29.05.2015 às 09:08

Há escolas que como antigamente eram liceus e entretanto abriram outras escolas secundárias na zona ficaram sempre a ser tratadas por "Liceu" mas claro que a escola em causa é Escola Secundária xxxxxxx. Apenas as pessoas quando se referem a ela dizem Liceu.
Percebeu? :)
Imagem de perfil

De Sandra P. a 28.05.2015 às 11:23

Quando tinha a idade dela passei elo mesmo... A temática pensos higiénicos era um tabu e corava...
Sem imagem de perfil

De Célia a 28.05.2015 às 14:18

É os pensos e os preservativos, sempre a mesma história. Até já conheci quem tivesse vergonha de sair à rua com um saco de papel higiénico na mão. Mas o quê que as outras pessoas têm a ver com aquilo que compramos ou deixamos de comprar. Quem é que paga a conta afinal???
Sem imagem de perfil

De MM a 28.05.2015 às 19:14

É por causa do gozo que os 'outros' fazem. Quando fiz voluntariado tive que ir, numa ocasião de promoções, comprar papel higiénico, pensos e outros items para uma instituição. À saída da caixa com dois carros cheios de pacotões de papel higiénico, ouço uma mãe fazer o seguinte comentário para a filha de 10-12 anos: "Tanto cócó!" A pequena riu-se mas quando viu que nós não tinhamos achado piada ao comentário ficou um pouco envergonhada.
É assim que se transmite a parvoíce entre gerações. Faz muito bem em falar com os seus sobre este assunto para quebrar esta mentalidade.
MM
Sem imagem de perfil

De s o s a 28.05.2015 às 23:50

estas cenas do cotidiano sao em regra deliciosas. Mas sobretudo é o perceber digamos o lado mais humano de quem nos habituamos a ver como critico ou apoio de causas.
Sem imagem de perfil

De fernando a 29.05.2015 às 12:54

Jorge como eu o compreendo :)
A confusão que faz às cabeças, sejam mulheres ou homens, o facto de um homem estar a comprar pensos higienicos num supermercado ou noutro espaço qualquer.
Trabalhei na área da saúde, num hospital de Lisboa, e aprendi com uma enfermeira a "fazer" pensos para as doentes internadas (cortes nos orçamentos) e já "utilizei" esses conhecimentos em algumas situações em contexto de férias e em eventos publicos, não imagina a cara das jovens para quem "fiz" os pensos quando, depois de os terem pedido a alguem do sexo feminino, lhes surgi eu a dar os ditos, foi de "ir às lágrimas" de tanto rir, para mim e para as minhas companheiras de "aventura".
Sem imagem de perfil

De Anonimo a 29.05.2015 às 17:20

De facto parece que estes sao os verdadeiros problemas da vida para muita gente, nao duvido.

Comentar post








Estou a ler

Regressar a Casa

Rose Tremain

 

O Rapaz de Olhos Azuis

Joanne Harris

 

O jogo de Ripper

Isabel Allende

 






Visitas


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D