Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Porque é que nunca seremos nórdicos?

por Jorge Soares, em 04.03.15

Stego.jpg

 

Imagem de aqui

 

A senhora simpática e sorridente ali na fotografia chama-se  Cecilia Stego Chilo, em 2006 era ministra da cultura do governo Sueco e alguém descobriu que  durante uns anos se tinha esquivado da sua obrigação de pagar a taxa de licença de televisão, qualquer coisa como 2.861 Euros.

 

Admitindo o erro, ela demitiu-se de imediato do governo e invocou como motivo  que a falha em cumprir estas obrigações "não era aceitável"

 

Eu já por cá falei do do facto de nós europeus do sul por mais que admiremos e invejemos a cultura nórdica, nunca lá chegaremos, foi a propósito da primeiro ministro lésbica da Finlândia, de condições de trabalho.. ou da falta delas, e até do pagamento ou não dos devidos impostos, normalmente demoro-me a tentar explicar que não dá, porque nós não somos nórdicos, até podíamos ser altos e louros (eu sou), mas nunca teremos nem a cultura nem a consciência de estado e do dever que tem os nórdicos.

 

Depois da pobre explicação da falta de conhecimento, o primeiro ministro entrou na fase da vitimização, a culpa não é dele, é dos jornalistas curiosos e dos funcionários sem escrúpulos que insistem em descobrir estas coisas. Certo é que pouco a pouco vamos sabendo novos detalhes sobre o passado de desconhecimentos e esquecimentos em série que pautam as obrigações fiscais do  agora primeiro ministro.

 

É claro que se fossemos nórdicos nada disto aconteceria, primeiro porque é muito mais difícil encontrar quem não cumpra os seus deveres, segundo porque não haveria funcionários sem escrúpulos que filtrassem dados fiscais de políticos... e é claro que quando não há coisas para filtrar dificilmente haverá jornalistas à procura... e terceiro, porque quando há uma excepção como a da senhora Cecilia Stego Chilo, a decência obriga a que as pessoas se demitam.

 

Como não somos nórdicos, não há decência que nos valha, cada um faz o que lhe apetece e pelos vistos nem para se ser primeiro ministro é necessário cumprir com as obrigações fiscais.

 

Jorge Soares

 

PS: Curiosamente na mesma noticia em que se fala da ministra sueca, aqui, também se fala de um ministro português que se demitiu após alguém ter levantado suspeitas sobre a sua situação fiscal.... não, não é do PSD

 

PS2: Não falo sobre o caso da sisa de António Costa (esta noticia) porque no mesmo jornal já foi publicado (aqui) o desmentido de Costa... e acredito nele como disse no outro dia que acreditava no desconhecimento de Passos Coelho.

 

PS3 - Curiosamente, consigo lembrar-me de um ministro do PSD que se demitiu por ter contado uma anedota... parece que não ter piada é pior que não cumprir obrigações fiscais.

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:13

Posts relacionados

Related Posts with Thumbnails


21 comentários

Imagem de perfil

De Kok a 05.03.2015 às 10:46

Òh Jorge não estás a ter em linha de conta a máxima nacional: o desenrascanço e o xico-espertismo!
Sem esquecer a convicção generalisada de impunidade de que gozam as "elites". E este caso é um exemplo disso considerando outros a quem foram penhorados bens, vencimentos e contas.
E quanto a Passos Coelho o que percebo é que até nas justificações se revela um mediocre; o que aliás não constitui novidade, né?
1 abraço pah!
Sem imagem de perfil

De António a 05.03.2015 às 21:47

Talvez seja medíocre, mas é 1º Ministro de Portugal, e o senhor é o quê, já agora?
Imagem de perfil

De Kok a 05.03.2015 às 23:28

Sr. António eu sou o que poderá perceber se aceder ao meu perfil; já do Sr. António nada se pode saber. Porquê? Porque não deixa quaisquer link ou seja, é um anónimo com nome.
E se de facto está interessado digo-lhe
-que sou um português sem quaisquer relevância.
-não tenho impostos por pagar.
-não devo nada à seg- Social.
-não me escondo nos erros alheios para justificar os meus erros.
-não omito quer por negligência, quer por outra razão, as minhas obrigações e/ou deveres.
-e sendo um vulgar português (que já foi multado por estacionamentos indevidos e uma vez por excesso de velocidade) tenho consciência de não ser um exemplo seja para quem for.
Especialmente para o Sr. António; nem pretendi ser!
Mantenho no entanto o que disse: o Sr. Coelho é um mediocre 1º ministro (a letra minúscula é propositada).
Aceito que o Sr. António se contente com um 1º ministro como o Sr. Coelho. Está no seu direito. Não é o meu caso; para mim um 1º Ministro tem que ser e ter mais do que um bom aspecto e um discurso de palavra fácil mas que após "espremida" não tenha conteúdo.
Espero ter respondido à sua pergunta: "já agora".
Cumprimentos!
Imagem de perfil

De golimix a 09.03.2015 às 21:34

Esqueceste de dizer que és um querido, mais sincero que o Sr. Coelho e com um sentido de justiça mais elevado e coerente.


Se calhar o Sr. António até já ficou esclararecido.

Pelos vistos as abéculas são sempre defendidas, mesmo que não mereçam. Falo, obviamente, do medíocre do nossso PM
Imagem de perfil

De Kok a 10.03.2015 às 10:17

Obrg pelo apoio elogioso que aceito muito embora reconheça um certo exagero ditado pela amizade com que nos relacionamos.
Porque sempre há quem siga a "voz do dono" (sem sentido prejorativo) acreditando por isso em tudo o que ele diga , não é de estranhar que o defenda sejam quais forem as circunstâncias; isso acontece até com ditadores!
Sem imagem de perfil

De Teodoro a 05.03.2015 às 11:01

Jorge, foi na mouxe, ou na mouche? (com o AO, nunca se sabe bem), bem foi em cheio! Parabéns!
Imagem de perfil

De DyDa/Flordeliz a 05.03.2015 às 11:10


Olá Jorge,
Passei agora mesmo pela tua entrevista.
Como sempre, estou atrasada, mas nem por isso esquecida das nossas longas conversas, trocas de ideias que se estendiam noite dentro, ou do teu afável comentário ou simpática resposta as minhas dúvidas e brincadeiras.
Confesso que tenho saudades. Mas tudo tem um tempo. A vida muda e nós mudamos com ela.
Tu queixas-te da falta de tempo,e eu, acompanho-te no queixume.
Embora não leia com assiduidade, lembro-me muitas vezes de ti e tento regressar ao teu espaço e acabo a ler de "empreitada".
Criaste por aqui bons debates. Muitas vezes fui apanhada na "rede". A discussão e troca de galhardetes, faz-nos pensar, investigar e procurar a informação ficando muito mais abertos á mudança e muito mais tolerantes a outras opiniões.
Bem…não me alongo mais.
Continuo a gostar de ti. Serás sempre o primeiro :-)
O Norte continua de braços abertos para a tua família.


Sem imagem de perfil

De Cris a 05.03.2015 às 11:44

Admiro a forma de estar em sociedade do inquilinos dos países do Norte da Europa, é um facto. Eu acho que o povo educa-se e os exemplos têm de vir de quem tem visibilidade e/ou poder. Infelizmente, é o que se vê... Resta-nos, a quem tem uma réstia de decência, tentar continuar a remar contra a maré...
Imagem de perfil

De energia-a-mais a 05.03.2015 às 13:27

Bem, eu cá acho que a mentalidade não é uma questão de geografia! se calhar muita coisa mudava com um sistema de ensino orientado para a cidadania e para os valores (olha, curioso - como no sistema nórdico!!!) em vez de se insistir em metas curriculares que promovem notas em pauta...defeito meu que vejo a educação como pilar de qualquer sociedade

Teresa
Sem imagem de perfil

De verdade a 05.03.2015 às 18:33

ANTONIO COSTA quando era Ministro também não pagou a contribuição Autarquica, curioso ninguém fala disto, e não se demitiu...
Sem imagem de perfil

De anonimo a 05.03.2015 às 19:13

Bem a verdade é que na tal cultura nórdica também se transgride, e a actuação perante a transgressão denunciada é muito diferente da atitude de alguns a sul, nem todos não é, é só procurar exemplos. O caso é que não sabemos se a tal transgressão ("admitindo o erro" ou a intenção, quem sabe o que se passa na cabeça dos outros??? só sabemos o facto). não sabemos a norte se não fosse denunciada, se a consciência da "inquilina" em causa a impediria ou não de dormir em paz. A natureza humana é como é, mas também se educa e se transmitem valores. E quem transgride rua, não é exemplo para ninguém.
Sem imagem de perfil

De s o s a 06.03.2015 às 00:22

pois é. além da diferença de "habitos", por aqui tenta-se é esconder. Explico : obrigaçoes fiscais nao cumpridas, sao creditos que no caso as finanças apuraram, relativamente a dados que lhe foram fornecidos pelas entidades pagadoras, ou até pelo proprio contribuintes. Outra coisa é a evasao, o dinheiro recebido e nao declarado, por exemplo de sacos azuis. No caso do coelho, só acedendo ás suas contas bancarias, poderia determinar-se p.e. quanto nao foi comunicado as finanças. E até pode acontecer mais o seguinte, suponhamos : contratei o coelho no pressuposto de que tal iria resultar em aumento de faturaçao. Como tal nao se verificou, decidi comunicar ás finanças tudo quanto lhe paguei... sem recibo.
Sem imagem de perfil

De Brut d´Froujarq a 06.03.2015 às 00:27

Os ónus desses ufanismos éticos que apregoa, pendem somente para um lado do espetro político. O seu lado do espetro político (rosa-choque), fica aparte dessa ética, quando protege o António Costa e, não menciona outros mais célebres, no âmbito da falta de ética política.
Sim, concordo que os nórdicos entendem-se todos iguais, e com elevados padrões éticos, mas só em Portugal, é que ser de esquerda, significa ser "bom", estar no "lado certo", como se percebe no seu subconsciente.......enfim.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 06.03.2015 às 08:24

Não percebo essa parte do rosa choque, se se refere às minhas preferências políticas lamento desiludir, mas não é por ai.

Parece que para si e para muitas outras pessoas o facto de haver mais como ele desculpa o facto de Passos Coelho não cumprir com as suas obrigações de cidadão responsável, nesse caso, o facto de haver um Isaltino e um Valentim Loureiro no PSD desculpam Sócrates?

Para mim nada desculpa a falta de seriedade e num país a sério este primeiro ministro já se tinha demitido, como pode ele exigir-nos a todos que paguemos os nossos impostos e obrigações se ele não paga?

Jorge Soares
Sem imagem de perfil

De Brut d´Froujarq a 06.03.2015 às 16:54

O ministro Carlos Borrêgo do PSD, teve uma atitude "à nórdica", é verdade, ao se demitir por causa de um comentário jocoso, mas esse tipo de atitude na classe política, nunca mais teve exemplo igual até hoje, querendo-se agora e à força, que este PM tenha a mesma postura....mas pergunto, porquê só aos mesmos, essa atitude puritana?
Quer se goste ou não, a nossa matriz política, social e cultural, não é a mesma dos nórdicos, ponto final, e, não é equivalente nem politicamente honesto, exigir perfeição comportamental, dos políticos à direita, e indulgenciar o laxismo comportamental, dos políticos à esquerda.
A tempestade num copo de água que se pretende criar, resulta do facto do PS, não estando a conseguir ganhar o jogo político (votos) dentro de "campo", quer ganhá-lo na "secretaria", com truques e golpadas.
Quando menciona Isaltino, Valentim Loureiro e Sócrates, está a falar de criminosos julgados e a julgar. Não confunda esses com gente séria.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 06.03.2015 às 21:45

Eu não sei o que quer o resto do país, mas o que eu quero é viver num país sério, com pessoas sérias, só políticos sérios conseguem fazer governos sérios... ora, tudo o que temos vindo a descobrir nos últimos dias o que mostram é que tenos um primeiro ministro que não cumpre com as suas obrigações e para mim isso não é ser sério.

O senhor coloca Sócrates, Isaltino e Valentim Loureiro noutro patamar,isso é consigo, para mim as pessoas ou são ou não são sérias e quem não cumpre com as suas obrigações com o país não é sério.... por muito primeiro ministro que seja.

A nossa matriz legal e cultural não é a mesma do nórdico porque nós não exigimos que seja, o senhor acha que um primeiro ministro que não paga os seus impostos é digno de confiança, lá está, o senhor não é nórdico nem gostava de ser, as minhas exigências são diferentes, para mim os políticos tem que ser sérios e os que não o são não são dignos de me governar... mas eu sou alto e loiro, pelos vistos nasci com expectativas erradas e no país errado, o senhor tem o primeiro ministro que merece.. .eu quero mais e melhor.. pelos vistos tenho que voltar a emigrar.

Jorge Soares
Sem imagem de perfil

De Brut d´Froujarq a 07.03.2015 às 01:57

Todas as suas dissertações, baseiam-se, desde logo, numa premissa falsa e desonesta, pois, o PM pagou os impostos devidos!
Vê-se alto, louro e nórdico ao espelho? Troque-o, está avariado.
E se quer mesmo emigrar,acho que a Grécia assenta-lhe que nem uma luva, vá lá saber-se porquê.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 07.03.2015 às 10:54

E todas as suas premissas se baseiam em que é licito não pagar a segurança social e não cumprir as suas obrigações a tempo.... e claro que nunca ouviu falar da Tecnoforma e dos milhares de euros em formação para funcionários de aeródromos que nunca existiram....


Jorge Soares

Comentar post


Pág. 1/2



Ó pra mim!

foto do autor






Estou a ler

Regressar a Casa

Rose Tremain

 

O Rapaz de Olhos Azuis

Joanne Harris

 

O jogo de Ripper

Isabel Allende

 






Visitas


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D