Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




cartãodocidadão.jpg

 

Imagem de Lusopt

 

"Pelo artigo 5.º da Lei n.º 7/2007, de 5 de Fevereiro, é proibida a reprodução do cartão de cidadão em fotocópia ou qualquer outro meio sem consentimento do titular, salvo nos casos expressamente previstos na lei ou mediante decisão de autoridade judiciária. Não é permitida a retenção ou conservação do cartão de cidadão, para verificação de identidade que se mostre necessária por qualquer entidade pública ou privada, salvo nos casos expressamente previstos na lei ou mediante decisão de autoridade judiciária." (de lusopt)

 

Hoje foi noticia que para além de ser ilegal, vai passar a dar direito a multa de até 750 Euros para quem tirar ou pedir a fotocópia.

 

Por volta da hora do almoço tive que ligar para a empresa do cartão de crédito para confirmar que não estava a ser roubado por uma empresa de telecomunicações (estava!). Depois de me darem a informação pretendida fui confrontado com o seguinte:

 

-Tenho aqui a indicação de que a fotocópia do seu cartão de cidadão que temos connosco está desactualizada, pode enviar-nos uma actualizada?

-Eu acabo de ler algures que tirar fotocópias do cartão do cidadão é ilegal e até pode dar direito a multa.

-Mas eu tenho aqui a indicação para pedir outra.

-Mas isso é ilegal!

-Eu tenho indicação para pedir, e de certeza que lhe vai chegar uma carta a pedir para enviar.

-Mas como é que vocês pedem uma coisa ilegal?

-Vai receber uma carta a pedir, quando puder envie!

-Mas é ilegal

-Pois, mas se puder mande na  mesma!

 

Portugal no seu melhor, é ilegal, mas mande na mesma

 

Jorge Soares

 

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:01

cartaodocidadao.jpg

 

Imagem da TSF

 

O bloco de esquerda vai apresentar uma moção na assembleia da República para mudar o nome do Cartão do Cidadão para "Cartão da cidadania", dizem eles que cartão do Cidadão  não respeita a identidade de género de mais de metade da população portuguesa.

 

Na realidade o documento chama-se "Cartão de Cidadão" não "do cidadão". Fui ver ao dicionário, segundo o Priberam, cidadão é um substantivo masculino, o feminino é cidadã ou cidadoa,  

 

Reconheço o mérito ao Bloco de esquerda na luta contra a descriminação e pela igualdade e paridade de direitos, mas convenhamos que esta vez foram um bocadinho longe demais. Alegam que não há razão para a utilização de linguagem sexista num documento oficial, não poderia estar mais de acordo, só que a mim pessoalmente não me parece que dizer "Cartão de cidadão" ou "do cidadão" seja linguagem sexista, tal como não o é quando dizemos "Cartão de Eleitor" ou mesmo simplesmente eleitor.

 

Por outro lado, "cidadania" que é a palavra sugerida pelo bloco para substituir cidadão é, de novo segundo o Priberam, um substantivo feminino, ou seja, deixamos de discriminar uma metade da população para passar a discriminar a outra metade,,,, não me parece lá muito lógico.

 

Ia sugerir que voltassem a chamar "Bilhete de identidade"... mas lá está, identidade também é um substantivo feminino... e continuamos a discriminar... 

 

Pessoal do Bloco de Esquerda, estão a fazer um bom trabalho, sinto que o meu voto valeu mesmo a pena quando votei em vós... mas vamos lá concentrar-nos no que é mesmo importante, pode ser?

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:12

O big Brother existe mesmo

 

É uma falha terrível na minha educação cultural, eu nunca li o 1984 de George Orwell, algo que tenho que resolver mais não seja porque dá muito jeito para citações, sobretudo em casos como o de hoje.

 

Ontem foi noticia o facto de ter sido detido em Colares um dos criminosos mais procurados nos Estados Unidos que andava desaparecido desde 1973, há qualquer coisa como 38 anos. O senhor vivia entre nós há mais de 20 anos, mesmo sendo um fugitivo americanos, conseguiu casar e formar família e adquirir a nacionalidade Portuguesa sem que nunca ninguém desconfiasse de nada. 

 

Fiquei a pensar como é forte o braço da lei americana que consegue descobrir alguém numa pequena aldeia de Sintra quase 40 anos depois da sua fuga do país.

 

Hoje podiamos  ler no Público que o senhor terá sido traído pelas saudades da família lá nos states, uma chamada telefónica para um familiar que teria os telefones sob escuta, denunciou o actual paradeiro.

 

Quase ao mesmo tempo, através e do Perplexo, chegava uma versão diferente da história. Segundo dois jornais americanos, o Huffington Post e o New York Times, as autoridades americanas identificaram-no pela impressão digital no cartão do cidadão, onde aparece como José Luís Jorge dos Santos.

 

A ser verdade esta versão, os americanos não só tiveram acesso à base de dados do cartão do cidadão português, onde estão os meus dados, os dos meus filhos, os de todos os portugueses que tem cartão do cidadão, como se deram ao trabalho de comparar uma a uma as impressões digitais de cada um de nós com a base de dados dos criminosos americanos. 

 

No meio de tudo isto é complicado saber em que versão acreditar, mas para mim é mais fácil de acreditar que o nosso governo, ou alguém por ele, deu acesso aos nossos dados às autoridades americanas, que no facto de que as autoridades dos Estados Unidos estiveram 38 anos a ouvir as conversas telefónicas da família do senhor até que ele finalmente se decidiu a ligar. 

 

Tudo isto não deixa de ser assustador, assim de repente ficamos a saber que os nossos dados pessoais, é preciso recordar que no cartão de cidadão constam todos os nossos dados, morada incluída, estão à disposição de quem os quiser ver.

 

É evidente que quem não deve não teme, mas neste país existem leis que é suposto protegerem a nossa privacidade, existe até uma coisa chamada Comissão Nacional de Protecção de Dados, o facto de agora descobrimos que afinal os nosso dados andam por aí a passear.. é assustador... pelo menos para mim é.... 

 

É preciso recordar, que tal como diz o Perplexo, o contrário nunca sería possivel, nos Estados Unidos só se podem tirar impressões digitais aos criminosos, sendo que esta não está em documento nenhum... o que só prova que apesar de tudo, os americanos são muito mais ciosos da sua privacidade e dos seus direitos que nós...

 

É claro que eu posso simplesmente estar a ser paranoico e se calhar os americanos estiveram mesmo 40 anos a ouvir as conversas telefónicas da família do senhor. Tenham cuidado, the big Brother is watching You.... mesmo.

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:08

O simplex.. às vezes é tãoooo complicado!

por Jorge Soares, em 16.09.09

Simplex

 

"Simplex pode ser muitas coisas, todas elas relacionadas com a simplificação da relação do Estado com os cidadãos"

 

Quando não sabemos como começar um post, nada como utilizar uma definição, retirei a esta do Blog Simplex, não é difícil perceber qual a cor política dos autores da coisa... não faço ideia se é a forma oficial, mas pelo menos é a que eles vendem.

 

Antes de ir de férias, verificamos que o BI do N. estava caducado, era hora de ir tratar do novo cartão do cidadão, aqui bem perto há uma conservatória do  registo civil, foi lá onde fui com a R. há uns meses atrás, na altura não correu mal e até falei disso neste post.

 

Escolhido o dia, às 9 da manhã lá estava a P. com o N... ela e um monte de gente mais, tanta que quando ela lá chegou tinham terminado as 15 (???) senhas para a parte da manhã. Sim, eles entregam 15 senhas da parte da manhã e 10 da parte da tarde.... e não há mais nada para ninguém....

 

No dia a seguir, cheguei por volta das 8 da manhã e já  lá estavam algumas pessoas na porta, calhou-me o numero 10, segundo a funcionária seria atendido por volta das 11.. já que ia perder uma manhã de trabalho, pedi outra senha e além do cartão do N., tratei do meu também.

 

Achei que a senhora estaria a exagerar, fui comprar o jornal e decidi esperar ali,... passada meia hora, uma das funcionárias ainda atendia o numero 1, a outra estava a atender quem ia levantar os cartões já prontos.... e foi com grande espanto meu, que verifiquei que se demorava mais a receber o cartão que no processo de o fazer....SIMPLEX, pensei para os meus botões... e claro, havia 10 senhas para levantar cartões, e 10 da parte da tarde.

 

Com tanto tempo sem fazer nada, puz-me a fazer contas, a Cidade de Setúbal tem 113000 habitantes (censo de 2001, hoje fiz o trabalho de casa), a 25 senhas por dia, mais as 35 da loja do cidadão, são 60, ora, 60*5*52, quantos anos demorará para que todos os habitantes da cidade tenham o cartão?.. é só fazer as contas....

 

Saímos de lá era quase meio dia, e claro que tudo isto se repetiu, levantar cedo e ir fazer fila incluído, para levantar os benditos cartões... vejamos, no meu caso, o Simplex contribuiu para que eu perdesse um dia de trabalho, (mais uma facadinha na famosa produtividade de uma empresa portuguesa).

 

Sai de lá irritado com a forma de trabalhar daquela gente, devagar, devagarinho e parado, já para não falar que no dia de levantar eram 9:15 quando eu decidi que já estava bom e fui perguntar quando é que começavam a entregar as senhas e a trabalhar... com um cartão do cidadão em que a minha fotografia assusta qualquer pessoa que tenha a infeliz ideia de me pedir o documento.  O melhor da história é que uu tinha um Bilhete de identidade válido até 2015, agora tenho um cartão de cidadão que termina em 2014 e acho que o SIMPLEX é a maior treta que já inventaram neste país.

 

Ora, alguém me explica onde está a parte da simplificação no meio de tudo isto?.. é que antes e na mesma conservatória, demorava 15 minutos a tirar o BI e não tinha que me levantar de madrugada nem perder um dia de trabalho... então e se chamassem a tudo isto... COMPLICADEX?

 

 Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:44

O Cartão do cidadão da R.

por Jorge Soares, em 02.01.09

Cartão do cidadão

Imagem retirada da internet

 

Na terça feira fui com a R. tirar o cartão do cidadão, a P. tinha tentado na loja do cidadão mas eram muitas horas de espera...e quando foi repartida a paciência, tanto a mãe como a filha estavam noutro lado qualquer, esperar não é com elas. Assim que lá me calhou a mim, mas em lugar de ir à loja do Cidadão fui ao Registo Civil.... que ainda por cima é a dois passos de casa.

 

Na semana do ano novo e num dia de chuva, imaginei que teria poucas pessoas, engano meu. Bom, não eram as centenas da loja do cidadão, mas eram umas dezenas, tirei o  numero 16... iam no 6.... a R. não gostou muito, mas eu sou uma pessoa paciente.

 

À falta de cadeiras, 5 cadeiras para umas 15 pessoas...nem está muito mau, encostei-me ao balcão e lá fui seguindo as peripécias de quem não está habituado às modernices. Havia duas pessoas a atender....e tinham como clientes duas pessoas de idade. Entre o verificar os dados, assinar na máquina e inserir as impressões digitais electrónicas, eu estava a ver a minha vida andar para trás. Passado um bom quarto de hora ainda atendiam as mesmas duas pessoas e dado que eram 10 da manhã.... já me estava a ver sem almoço.

 

Já estava a ser difícil perceber de quem era a inépcia, se das pessoas ou dos funcionários.... principalmente quando não havia maneira de o código postal que a senhora indicava, ser aceite pelo sistema..... passados mais uns 10 minutos lá acertaram com os 7 números do código postal.

 

Terminadas aquelas duas pessoas, a coisa começou a andar, isto quando já tinham colocado o cartelinho que dizia "Só há senhas para depois das 14". Como entretanto as pessoas começaram a desistir, passadas umas duas horas, lá fomos atendidos, e como a menina R. é mesmo despachada, a coisa correu bem e saímos de lá a tempo de almoçar.

 

O Cartão do cidadão vai substituir o Bilhete de identidade, o numero de contribuinte e os dois cartões da segurança social, além de que a nível de segurança é um grande avanço... já não era sem tempo. Principalmente porque desde há décadas que na maioria dos países a fotografia é impressa directamente no documento e que já não se utiliza aquele tamanho que não está com nada.

 

Um destes dias tenho que lá ir tirar o meu...... no registo civil, claro!

 

Jorge

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:51

Posts relacionados

Related Posts with Thumbnails


Ó pra mim!

foto do autor






Estou a ler

Regressar a Casa

Rose Tremain

 

O Rapaz de Olhos Azuis

Joanne Harris

 

O jogo de Ripper

Isabel Allende

 






Visitas


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D