Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Meo-box.jpg

Imagem da internet

 

Há uns tempos atrás eram comuns por aqui os posts em que eu falava do péssimo que era o serviço de cabo que tinha na altura, até que um dia me fartei, mudei de operador e nos últimos 3 anos a única vez que estive sem serviço de internet foi durante o tempo em que estiveram a mudar a ligação para a fibra. Sei que há quem tenha problemas, mas cá em casa desde que entrou a MEO, terminaram os problemas com o serviço.... mas nem tudo são rosas.

 

Este fim de semana tivemos um problema com uma troca de telemóveis, o cartão antigo não servia no novo e ficou encravado dentro do aparelho, com receio de estragar, decidimos ir à novíssima loja da MEO no também novo centro comercial Alegro de Setúbal.

 

Primeira surpresa, as lojas da MEO não são todas iguais e não prestam todas o mesmo serviço, o telemóvel tinha que ir para os técnicos, mas eles naquela loja não o mandam, tínhamos que ir a outra.. que ao fim de semana está fechada. Curiosamente ao lado havia um cliente que pretendia resolver um problema que tinha a ver com troca de pontos... não, também não era ali, só em Almada... ali pelos vistos só vendem telemóveis.... indignada a senhora pediu o livro de reclamações e com toda a razão..

 

Entretanto como ainda tínhamos o telemóvel antigo, pedimos um cartão novo para utilizar enquanto não retiravam o antigo de dentro do novo... Sim senhor, elas tem lá muitos, mas a activação custa sete euros e meio! Aqui veio ao de cima o meu mau feitio ... e depois de reclamar, a menina lá decidiu ligar não sei para onde e afinal conseguiam activar o cartão de forma gratuíta.

 

Já que estava numa de reclamar, e dado que passam a vida a bater-me à porta com ofertas do mesmo serviço mas bastante mais barato, decidi perguntar quando termina o meu período de fidelização... Março de 2015... ora, então está numa óptima altura para renegociar o contrato...

 

Nova chamada telefónica por parte da menina, depois de muita música, pelos vistos elas ligam para a mesma linha para a que ligam os clientes, passou-me o telefone e pôs-me a falar com alguém do call center.

 

Depois de muita conversa e de muitas explicações de parte a parte, a menina do call center começou por me oferecer 5 Euros de desconto, coisa que não aceitei, o meu vizinho da frente paga muito menos pelo mesmo serviço e eu tenho pelo menos dois outros operadores a oferecer bem mais barato.

 

Mais conversa, mais música, mais conversa, no fim abdiquei de dois serviços que em dois anos nunca utilizei, fiquei com os mesmos canais, os mesmos 3 telemóveis associados ao pacote, as mesmas chamadas gratuitas para todas as redes quer do fixo quer dos telemóveis, ou seja, com o mesmo serviço, mas fiquei a pagar menos 20 Euros por mês...  um desconto de mais ou menos um quarto do que pagava.

 

Os sete euros e meio que me queriam cobrar converteram-se em menos 240 Euros por ano... nada mau... e quando cheguei a casa o meu filho conseguiu resolver o problema com o cartão encravado.

 

Acho sinceramente que a MEO deveria rever a sua política de serviços nas lojas, não faz sentido nenhum que um cliente compre um telemóvel numa loja e se quando o abre, mesmo que seja ainda dentro da loja, este não funcionar, o tenha que levar a outra loja que pode ser a dezenas de kms, para tratar da garantia... assim como não faz sentido não conseguirem resolver uma situação de uma simples troca de pontos por carregamentos e nem sequer tenham um simples catálogo dos pontos para tentar ajudar o cliente.

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:18

Luis Figo, A vida é um negócio

Imagem do Público

 

O Luís Figo é o contrário do estereotipo do jogador de futebol Português,  é  uma pessoa inteligente que sabe muito bem o que quer, que sempre fez uma gestão séria e sóbria da sua carreira e que mesmo numa situação como a que o levou a trocar o Barcelona e a Catalunha pleo Real e  Madrid e a viver na primeira vez que jogou contra o Barcelona pelo Real Madrid, um dos momentos de maior tensão que algum jogador de futebol terá sentido, conseguiu sair por cima e seguir em frente.

 

Li com alguma atenção a versão em papel da entrevista do Figo ao Público, uma entrevista sóbria e em que como quase sempre, o ex jogador não se fica pelas meias palavras, muito ao seu jeito encara todos os assuntos com frontalidade, incluindo os mais melindrosos como a sua suposta entrada na politica nacional com o seu apoio a José Sócrates.

 

De toda a entrevista destaco 3 pontos fortes:

 

-Nunca ninguém obrigou a quem lhe fez ganhar muito dinheiro a assinar os contratos.

-José Sócrates enganou-o muito bem, tal como enganou muitos milhões de portugueses

-Está farto do país e quer vender tudo o que tem por cá.

 

Sendo que em grande parte a última deriva da segunda, o Figo está farto das consequências do seu apoio a Sócrates e da forma como este apoio surgiu.

 

Desde que deixou de jogar o Figo faz da sua vida um negócio, muita gente vê aquele pequeno almoço com Sócrates como uma entrada na política,  nesta entrevista o Figo tenta alimentar essa forma de ver o assunto, na realidade ele sabe que não se trata de nada disso. Aquele pequeno almoço não foi para o Figo mais que um negócio, não deixou de ser mais um contrato em que alguém lhe deu a ganhar dinheiro, muito dinheiro.

 

Ora, usando as palavras dele, ninguém o obrigou a assinar esse contrato, ele só o assinou porque viu que para além do negócio imediato, isso lhe poderia ter trazido muitas vantagens no futuro, acontece que o Sócrates passou à história e essas vantagens esfumaram-se... e Figo sente-se enganado, não porque Sócrates tenha sido um mau governante ou porque deixou o país na ruína, mas sim porque com a mudança de côr politica, o Figo passou a ter menos portas abertas.

 

Para o Figo a vida é um negócio, mas nem o país deve ao Figo mais que agradecimento e admiração porque como ele diz muito bem, fez parte de um grupo de jogadores que levou o nome de Portugal muito longe, nem ele precisa de ser ingrato ao ponto de culpar Portugal e todos os portugueses pela má opção de negócios que ele fez no momento em que assinou o contrato de muitos zeros com os responsáveis da campanha do José Sócrates...  

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:28

Posts relacionados

Related Posts with Thumbnails


Ó pra mim!

foto do autor






Estou a ler

Regressar a Casa

Rose Tremain

 

O Rapaz de Olhos Azuis

Joanne Harris

 

O jogo de Ripper

Isabel Allende

 






Visitas


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D