Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




fake.jpg

 

Imagem de aqui

 

Eu comecei por encontrar a noticia no ABC online espanhol, como é costume ao longo do dia os jornais online portugueses foram fazendo eco. Primeiro o SOL, depois o JN, o DN, a TSFPT JornalNoticias ao minutoRevista SabadoTVI 24,....

 

Entre os comentários à noticia no ABC já havia quem colocasse a questão de se seria verdade ou não e para ser sincero até fiquei com a pulga atrás da orelha.

 

Com o correr do dia e à medida que a noticia ia sendo replicada nos jornais portugueses fui-me convencendo que poderia ser verdade, principalmente porque para além do carro cortado, que acompanhava o texto do ABC, iam aparecendo outras fotografias que não estavam no jornal espanhol e algumas que inclusivamente pareciam não estar no vídeo (è claro que estavam, mas uns cortes aqui e ali dão para disfarçar).

 

Ao fim do dia como estava sem tema para o post do blog, decidi que este era bom e sem investigar muito, fiz o mesmo que fizeram a maioria dos jornais, confiei no discernimento do ABC.. .e saiu este post

 

Podia simplesmente apagar o post como fizeram alguns jornais com os artigos quando deram pelo logro, podia fazer como o ABC e simplesmente mudar o texto para uma noticia sobre a brincadeira que levou à noticia original (sem dizer que eles também se deixaram enganar)....  mas acho que isso seria uma falta de respeito por quem por aqui passa...  resta-me assumir o erro 

 

Não deixa de ser interessante  ver como funcionam os jornais portugueses, eu costumo dar uma olhadela diária a alguns jornais espanhóis, principalmente o ABC e o EL Pais, não é a primeira vez que ao longo do dia vejo em português, muitas vezes mal traduzido, noticias que tinha visto em Castellano, mas nunca tinha visto tantos jornais copiarem uma noticia que afinal,.... era falsa!... Dá para ver o nível de investigação e de verificação dos nossos jornais, pelos vistos se está escrito na Espanha, é porque é verdade.... Sim, eu sei, eu também caí, mas eu não sou jornalista nem me pagam paar isto.

 

Quantos jornais tem que repetir uma noticia para que ela seja verdade?, todos, mas mesmo assim, ela continua a ser falsa.

 

O vídeo faz parte de uma campanha de marketing de um escritório de advogados... é tudo falso.

 

Deixo o meu obrigado à Dalma que me deixou o link que esclarecia tudo e felicito o anónimo que teve a perspicácia de desconfiar da veracidade da noticia e  teve a coragem de o dizer nos comentários do post.

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:48

Carlos Sá, o super homem é português

por Jorge Soares, em 17.07.13

Carlos Sá

Imagem do Público

 

Ouvi falar pela primeira vez deste super atleta em Janeiro passado, eu ia de viagem no carro e ele era convidado na tarde desportiva da Antena 1. Voltei a ouvir falar dele ontem quando foi noticia nas redes sociais por ter ganho aquela que será talvez a ultramaratona mais difícil do mundo, a Badwater, nos EUA, são 217 kms pelo vale da morte na Califórnia.


A prova, que decorre em pleno deserto com temperaturas que nesta altura do ano rondam os 50 graus, tem um desnível de mais de 4500 metros, começa nos 86 abaixo do nível do mar e termina no monte Whitney a 4421 metros de altitude.


Carlos Sá que tem 39 anos, demorou 24:38.16 horas, deixando o segundo, o australiano Grant Maughan a 15,01 minutos e o terceiro, o mexicano Oswaldo Lopez a 48,47.


Esta vitória faz com que o atleta português seja considerado o ultramaratonista mais completo do mundo e será sem dúvida um dos melhores atletas que existe.


Pena que em Portugal o seu sucesso não passe de uma nota de rodapé, a vitória numa das provas mais difíceis do mundo não mereceu uma chamada de primeira página em nenhum dos jornais portugueses, nem dos desportivos nem nos generalistas, nos restantes meios de comunicação a noticia só teve algum relevo hoje, talvez devido a que foi um dos principais temas do dia nas redes sociais. Pelos vistos para os jornais desportivos deste país, o mais importante que aconteceu ontem no desporto Português foi mesmo a vitória do Benfica num jogo a feijões contra uma equipa de segunda linha da Suíça.. fantástico.

 

Eu fiquei a saber da vitória do Carlos pelo Facebook, é por estas e por outras que cada vez mais portugueses dispensam a compra dos jornais.

 

Desde aqui quero deixar os Parabéns ao Carlos Sá por esta magnifica vitória celebrada por ele com a bandeira nacional, foi um feito digno de um autêntico super homem.


Jornais desportivos

Imagem do Facebook


Jorge Soares


Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:26

A Federação também não lê A Bola

por Jorge Soares, em 13.02.13

Porto Fora da taça da Liga - A Bola

 

 

Federação iliba FC Porto, que continua na Taça da Liga 

 

Está visto que o conselho de disciplina da Federação Portuguesa de Futebol não lê A Bola, caso contrário nem se tinham reunido a deliberar sobre algo que até já estava decidido... pelo menos para alguns jornalistas deste Jornal... e pensar que este já foi um jornal de referência onde se escreviam noticias sobre desporto e futebol, agora pelos vistos tenta dar-se sentenças por antecipado.

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:00

 

O fim dos jornais como os conhecemos

 

 

 

Imagem de aqui

 

Há quem não acredite, mas a verdade é que o papel escrito tal como o conhecemos tem mesmo os dias contados. Há muito que as vendas de livros em edições electrónicas superam as vendas das edições em papel, as versões online dos jornais são cada vez mais a nossa primeira opção para nos mantermos informados, os portais electrónicos de noticias vão-se impondo como a forma mais rápida e eficaz de fazer chegar a informação ao público.

 

Os jornais impressos tal como os conhecemos foram desaparecendo ou perdendo fulgor, quem se não se lembra do expresso no seu formato enorme, com 4 cadernos e duas revistas, quilos de papel que mal cabiam no saco plástico, o que resta daquele jornal enorme? não me lembro quando foi a última vez que o comprei, em contrapartida é raro o dia em que não passo pelo site online, ou pelo do Público.

 

Outra das vantagens dos formatos electrónicos é a proximidade, a maioria dos jornais do mundo estão ali ao alcance de um click, terei comprado o espanhol El País uma dúzia de vezes quando nas férias nas Astúrias longe de computadores e gadgets me quero manter informado, mas a visita diária ao seu site na internet e à sua secção de blogs é quase obrigatória.

 

Tudo isto vem a propósito da noticia que diz que o Jornal Francês La Tribune decidiu abandonar a sua edição em papel, é um sinal dos tempos, não sei se será o primeiro não será de certeza o último, e não me parece que tarde muito em acontecer por cá...  e nem será muito difícil prever por onde irá começar.. basta olhar para a forma como o número de páginas impressas de alguns jornais vai diminuindo à medida que o tempo passa e as versões online vão crescendo.

 

Posso estar enganado, mas prevejo que daqui a no máximo 10 anos restará um ou dois jornais em papel e dos livros restarão as edições de luxo.. o resto será electrónico.... por muito que muita gente, e eu sou um desses, ache que só consegue ler livros se eles estiverem em papel.

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:40

Fim do News of the World

Imagem do Público

 

Sempre me fez confusão que exista este tipo de jornalismo, jornais feitos de boatos, meias palavras, meias verdades, completas mentiras ... faz-me espécie que existam pessoas que façam deste tipo de escrita modo de vida, assim como me faz especie que existam pessoas que mesmo sabendo que na maior parte das vezes o que lá vem escrito não passa de mais um episódio da imaginação de um qualquer escriba de ocasião, as comprem.

 

O News Of the World era um jornal com 168 anos, não sei quantos haverá no mundo mais antigos, de certeza que serão poucos, também não sei desde quando enveredou por este tipo de jornalismo de sarjeta. Hoje foi a sua última edição, em qualquer outro caso seria de lamentar a morte de mais um jornal, e para mais um jornal com esta idade, neste caso, só podemos lamentar que tenha demorado tanto tempo.

 

O sucesso deste tipo de de jornalismo mostra como somos cada vez mais uma sociedade voyeur, uma sociedade que dá cada vez mais importância ao acessório, ao fútil, ao que não deveria interessar a ninguém. Num mundo em que os jornais sérios, os que vivem de vender informação e noticias, tem cada vez mais dificuldades em sobreviver, as revistas cor de rosa e este tipo de jornais florescem como cogumelos a seguir às chuvas do Outono.

 

Curiosamente há muito que eram conhecidos os métodos deste jornal, há muito que se sabia que se faziam noticias com base em métodos ilegais, até agora as vitimas era só famosos, imagino que até agora se partiu do principio que ser vitima destes senhores era parte do preço a pagar por ser ser rico e/ou famoso. O escândalo e o encerramento do jornal só chegaram quando se percebeu que os métodos ilegais afinal servem para todos, ninguém está livre, é pena, se tivessem tomado medidas logo na primeira vez, não se teria chegado tão longe.

 

Mas o News of the Worls não é o único a viver deste tipo de jornalismo, há mais, muitos mais, esperemos que tenham rápidamente o mesmo fim.

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:14

Morreu Artur Agostinho

por Jorge Soares, em 22.03.11

Morreu Artur Agostinho

 

"Morreu esta terça-feira o jornalista, locutor e actor Artur Agostinho, um rosto que fica ligado na memória popular à rádio, à televisão, ao desporto em geral e ao futebol em particular"

 

Não fazia ideia da idade deste SENHOR, sabia que estava ligado à história da rádio, da televisão e do jornalismo em Portugal,  sei agora que tinha 90 anos,  sempre que o via na televisão via uma pessoa cheia de vida e de energia, sempre bem disposto e comunicador, sempre jovem. Faz parte das memórias de muita gente, num tempo em que o mundo chegava até às pessoas através da rádio ele sabia como ninguém dar cor e vida a esse mundo distante.

 

Os nossos meios de comunicação ficaram hoje mais pobres, Portugal ficou mais pobre.

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:48

El placer está en tus manos, o prazer está em ti!

 

Tinha lido a noticia no ionline, ontem foi noticia no DN, hoje decidi dar uma olhadela pelo jornais online espanhois para tentar perceber por onde iba la cosa.

 

Segundo o jornal Nueva España, o governo autonomo da Extremadura, decidiu gastar 14 mil euros numa "campaña de educación sexo-afectiva" dirigida aos jovens dos 14 aos 17 anos. Ainda segundo o mesmo jornal, tenta-se eninar aos jovens noções de sexualidade com incidência na anatomia, fisiologia sexual masculina e feminina, identidade, género, auto-estima e entre outros jogos eróticos, a masturbação

 

Tudo isto levantou uma enorme polémica na Espanha, de aí ser noticia em tudo o que é jornal português, quer dizer, tudo isto não, foi precisamente a ultima palavra o que levantou a polémica, vejamos os títulos dos jornais e revistas portuguesas:

Curso de masturbação causa polémica em Espanha - DN

Curso de masturbação causa polémica em Espanha Visão

Governo da Extremadura incentiva masturbação Expresso

 

De aqui concluímos que o conservadorismo vende, a parte das noções de sexualidade, e tudo o resto não interessa nada, assim de repente, um curso de educação sexual é resumido a umas aulas de masturbação. Sendo que exceptuando o i, todos os outros pegaram no mote da campanha, El placer está en tus manos e levaram à letra, deve ser assim que os jornalistas portugueses levam a sua sexualidade, só pode.... santa ignorância.

 

Já aqui falei de educação sexual, nem imagino o alarido que seria por cá uma campanha como esta, mas a educação nunca está de mais, seja ela sexual ou de qualquer outro tipo.... talvez com algo mais de educação, polémicas como a do direito ao casamento não existiriam

 

Jorge Soares

 

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:19

A comunicação social que temos

por Jorge Soares, em 20.05.09

A mafalda e o mau jornalismo

 

Há uns tempos atrás, alguém me chamou a atenção para um artigo de um jornal da Madeira que na sua edição online dizia que por lá não havia crianças adoptadas e devolvidas, fui ler o artigo e este de uma ponta à outra era feito de lugares comuns e ideias erradas. Por mero acaso a coisa estava assinada e o jornal disponibilizava o email da jornalista.

 

Enviei um email onde desfiz os lugares comuns, corrigi as coisas erradas e apresentei a minha pena pelo facto de a jornalista não se ter dado ao trabalho de verificar os dados. Para meu grande espanto passados poucos minutos tive resposta.  Dizia a senhora que realmente eu tinha razão, que o que eu dizia fazia sentido, mas  que ela se tinha limitado a ver uma noticia na RTP Madeira  e a tinha transcrito!!!! e claro que lamentava não ter verificado os dados... .. não deixa de ser de admirar tamanha honestidade!

 

É claro que fiquei chocado, já era suficientemente mau que o artigo estivesse cheio de conceitos errados, mas é muito mau quando percebemos que existe um jornalismo em Portugal que se limita a ver os noticiários da televisão e a transcrever para o papel, ou neste caso para as edições online.

 

Eu costumo ler os jornais online,  e invariavelmente a conclusão a que chego é que basta ler um, a maioria das noticias tem a chancela da lusa e depois é Copy Paste para as edições online e para o papel. Para que são necessários jornalistas?, qualquer estagiário consegue fazer copy paste.

 

Mas o problema não fica por aqui, há dois dias atrás quando li a noticia da Professora de história (hummm, afinal saiu mesmo o terceiro post) no Publico, achei que o titulo era bombástico demais para o que vinha no texto, do Publico online passei para o Expresso, depois para o Sol , depois para os outros jornais online , todos tinham a mesma noticia com o titulo mais ou menos bombástico em que a palavra "orgias" aparecia em destaque.

 

Parece que a preocupação era fazer a noticia sair e sublinhar o facto de a professora ter falado de orgias numa aula. Eu, simples mortal com aspiração a bloguer, tive o cuidado de tentar ouvir as já famosas gravações para tentar perceber se estávamos ante mais um caso de pais exageradamente pudicos como é tantas vezes costume, mas os jornalistas (???) não tiveram essa preocupação, limitaram-se a transcrever a noticia da Lusa tal qual, havia dois jornais em que a noticia era igual palavra por palavra.

 

É claro que quando finalmente consegui ouvir parte das gravações na TSF, fiquei duplamente chocado, primeiro por aquilo que lá ouvi, e segundo, pela ligeireza com que os jornais deste país trataram uma noticia, dando um enfoque completamente errado da coisa, chamando a atenção para o lado sexual da noticia quando o que ali estava era bem mais grave e muito ao lado.

 

Todos nós sabemos que falar de sexo traz leitores, rapidamente aprendemos que utilizar a tag sexo é garantia de muita gente a ler... mas isso é válido para nós, simples amadores que nos divertimos nos blogs... não pode servir para fazer jornalismo e vender jornais ... pelo menos não deveria.

 

É esta a comunicação social que temos? a comunicação social do Copy Paste e do sensacionalismo barato?... é triste.

 

Jorge Soares

 

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:12

Ele há dias assim!

por Jorge Soares, em 07.04.08

Não utilize o telemovel

 

Hoje está a ser um dia daqueles para o estranho.....

 

Fui almoçar tarde em virtude de mais uma daquelas reuniões surreais... enfim, uma das minhas colegas volta do almoço e a conversa foi assim:

 

-Jorge, ouvi dizer que no Sábado foste capa de Jornal!

-.... Desculpa?

-Sim, estavam a dizer na cantina que no Sábado saíste no Jornal.

-Eu?, de certeza?

-Sim, tu!

 

Durante a semana passada eu recebi dois ou três emails de jornalistas, o tema adopção está em voga, mas não dei entrevista nenhuma e muito menos fotografias.. lá fui ao site do jornal em questão.. e era mesmo eu.... utilizaram uma  fotografia da única entrevista que aceitamos dar há uns anos atrás, para ilustrar um artigo sobre adopção.. e lá estava eu!

 

Tinha uma consulta em Setúbal  da parte da tarde , portanto pirei-me a seguir ao almoço, ia na auto-estrada , toca o telemóvel, não conheço o numero, atendi, era uma das jornalistas de que falei antes.... conversa para cá, conversa para lá. De repente reparo que do carro da frente me estão a dizer adeus... hummm , reparo melhor, um carro verde...umas letras.. brigada terri .. Fonix! ...., despachei a jornalista, não era adeus, era encoste!

 

Encostei, coloquei a minha cara de culpado numero 33, amaldiçoei o canal de televisão... e preparei-me para a multa.

 

-Boa tarde

-Boa tarde senhor guarda, tenho consciência de que está errado, era uma jornalista sobre um programa de televisão e eu atendi, está errado e sei isso.

 

O homem ficou a olhar para mim uns segundos.. depois disse:

 

-Para mim é mais importante a sua consciência de que estava a fazer algo errado que passar uma coima... vá-se lá embora.

-Obrigado senhor guarda.

 

:-)

 

Sobre a consulta... é outro post .

 

Jorge

PS:Imagem retirada da internet

 

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:49

Posts relacionados

Related Posts with Thumbnails


Ó pra mim!

foto do autor






Estou a ler

Regressar a Casa

Rose Tremain

 

O Rapaz de Olhos Azuis

Joanne Harris

 

O jogo de Ripper

Isabel Allende

 






Visitas


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D