Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Cães na praia

Imagem minha do Momentos e olhares

 

Aproveitamos que após a noite de tempestade o dia aqui em Setúbal acordou claro e soleado, para irmos dar um passeio até à praia de Albarquel, a meteorologia prometia chuva pelo que não havia muita gente.

 

O dia estava bonito e a água nem estava muito fria, à medida que se acercava o meio dia a praia ia ficando composta e havia até alguns turistas espanhóis que apreciavam a beleza do lugar.

 

Todo o mundo sabe que é proibido levar cães para a praia e por acaso em Albarquel até lá está o sinal bem à vista na entrada da praia, mesmo assim há quem se esteja a lixar para as leis e para as pessoas.

 

Íamos a passear junto à agua quando nos apercebemos de um senhor não com um mas com dois cães sem trela que corriam para lá e para cá entre quem descansava nas toalhas, as crianças que chapinhavam junto à água e os banhistas quem tomavam banho,  e até faziam as suas necessidades ali no meio do areal ao lado das crianças que brincavam

 

Tudo isto enquanto os nadadores salvadores estavam em amena cavaqueira junto aos toldos de aluguer. A minha meia laranja não resistiu e foi questionar porque permitiam que dono e cães se passeassem assim impunemente quando isso é proibido. A resposta foi esclarecedora, pelos vistos os senhor vai para lá repetidamente com os cães, já foi chamado à atenção várias vezes para o facto de não poder levar os cães para a praia e simplesmente ignora, os nadadores salvadores não podem fazer mais que chamar a atenção, já chamaram a policia marítima mais que uma vez mas esta demora tanto tempo que quando eles chegam já os cães e o dono foram para casa.

 

Tive pena de não ter levado a máquina fotográfica comigo, porque de certeza que teríamos aqui a imagem do animal que leva os seus cães para a praia sem trela e se ri das leis, das normas e do civismo.

 

Os turistas espanhóis devem ter achado imensa piada à praia de Setúbal onde os cães fazem as suas necessidades no meio das toalhas dos banhistas... além disso aqueles não eram os únicos cães na praia, havia mais gente com o cachorrinho a apanhar sol.

 

Quanto ao dono dos cães, de certeza que gosta muito de animais, mas está-se mesmo a ver que se está a lixar para as pessoas

 

E é assim o civismo neste país.... 

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:53

Praia Fluvial da Froia

Imagem minha do Momentos e Olhares 

 

Este fim de semana andamos de passeio pela beira interior, um dos lugares que visitamos foi a praia fluvial da Fróia, um lugar paradisíaco que fica a 11 kms de Proença a Nova, com um excelente aproveitamento da Ribeira da Froia em piscinas de água límpida e transparente de que já falarei outro dia.

 

A praia fica distante da povoação e é servida por um bar moderno com excelentes vistas para a serra e a praia. Como estava muito calor decidimos fazer a viagem ao fim da tarde, os miúdos aproveitaram para dar muitos mergulhos e nós fizemos a viagem mais descansados fora da hora do pico do calor.

 

Antes de sairmos decidimos comer qualquer coisa no bar. Mandamos vir hambúrgueres para mim e para os miúdos e uma tosta mista para a minha meia Laranja, tudo acompanhado por meias de leite e um café para mim. 

 

As meias de leite e o meu café vieram de imediato, o resto é que foi mais complicado, quando já tinha passado uma boa meia hora e evidentemente as meias de leite estavam frias ou bebidas, e depois de ver como pessoas que tinham chegado depois de nós tinham sido servidas e até já tinham comido,  achamos que era demais e perguntamos o que se passava.

 

A empregada pediu imensa desculpa, uma mesa antes de nós tinha pedido 5 hambúrgueres e isso tinha atrasado os nossos, não gostei da desculpa, mas tentei entender. Passados mais uns 10 minutos lá vieram os hambúrgueres, mas da tosta mista nem cheiro.... estava tudo com fome e os hambúrgueres foram num instantinho, da tosta mista nada... até que a P. perdeu a paciência e foi ao balcão perguntar o que se passava.

 

Pelo que percebemos o que se passava é que simplesmente se tinham esquecido da tosta mista e deram como desculpa que a tostadeira estava fria e que tiveram que esperar que aquecesse. Deve ser uma coisa especial de corrida para demorar 45 minutos a aquecer.

 

Eu percebo que estas coisas aconteçam, mas já não percebo a arrogância com que o senhor, que imagino era o dono do bar, nos respondeu, sempre com 4 pedras na mão, cheio de razão e sem nunca assumir o erro ou pedir desculpa. Quando questionamos porque tinham levado as bebidas se sabiam que os hambúrgueres e a tosta iam demorar muito tempo, respondeu que a culpa era nossa, nós é que não explicamos que queríamos as bebidas junto com a comida... pois.

 

Um dos maiores problemas do Turismo no nosso país são os serviços, não adianta termos lugares fantásticos, bonitos e arranjados como a Praia da Fróia, construirmos apoios de praia modernos e funcionais, se depois colocamos a gerir os lugares e a servir os turistas pessoas sem formação e sem a mínima vocação.

 

Mas devíamos logo ter percebido quando no dia anterior ao ir com as crianças a comprar um gelado, nos disseram que não era permitido estar ali em fato de banho.... isto quando a arca dos gelados está bem no interior do bar... ora, um apoio de praia onde não se pode entrar em fato de banho deve ser mesmo uma originalidade tuga.

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:16

Portinho da Arrábida desde a Serra

 

Imagem minha do Momentos e Olhares

 

Hoje à hora do almoço falava-se de maravilhas naturais, da natureza e de praias, alguém se lembrou que eu sou de Setúbal e logo lembraram que o Portinho da Arrábida era uma das maravilhas naturais.... desataram-me a língua, até porque era algo sobre o que tinha pensado falar desde que estive de férias a norte e pude comparar a forma como são cuidadas as praias a zonas marinhas de Setúbal e dos lugares por onde andei.

 

Gosto muito de Setúbal, gosto muito de viver em Setúbal, gosto muito das pessoas de Setúbal, mas isso não me impede de ter olhos na cara. O Portinho da Arrábida foi declarado maravilha natural, agora é necessário que alguém, não sei se a Câmara de Setúbal, se o parque natural, se o ministério do Ambiente, faça algo para dar a esta maravilha natural um pouco de dignidade... porque neste momento, não a tem. E não, não é só o Portinho, é toda a zona de praias entre Sesimbra e Setúbal.

 

Se repararem bem, em toda esta zona, não há uma única praia com bandeira azul, e não há porque simplesmente as praias para além da areia e das águas com aspecto tropical, não têm absolutamente mais nada, não há apoios de praia decentes, infra-estruturas,  casas de banho, não há onde estacionar, não há nada.

 

A Praia do Creiro, a maior da zona da Arrábida e a que está mais perto da Maravilha natural, não tem um único sanitário, quer dizer, tem, uma enorme casa de banho que é a mata do parque natural. Há 3 restaurantes e até concessionários na praia, mas não há quem se digne a construir um apoio de praia decente e com sanitários, nem quem se encarregue de caçar as matilhas de cães que se passeiam livremente assustando os turistas, nem quem se digne a limpar a praia ao fim do dia, nem....

 

A praia da Figueirinha no mês de Junho é um mar de crianças, é a praia de eleição de todas as escolas e colégios de Setúbal e arredores e até de Lisboa, mas não tem uma única casa de banho pública.

 

No outro dia em Albarquel, naquele dia em que fomos voar papagaios, à saída da praia havia um senhor a espalhar comida para os muitos gatos vadios que por ali andam, na rampa de acesso à praia, comida para gatos na rampa onde as pessoas costumam andar descalças durante o dia..

 

Esta eleição como maravilha natural pode ser uma excelente oportunidade de promover toda a zona a nível turístico, mas para isso há muito a fazer, muito mesmo.

 

Eu sei que estamos a falar de um parque natural... mas se não queremos turismo de massas nas praias, então fechem-se os acessos, restrinjam-se  as entradas... não podemos dizer que é parque natural e  portanto não se pode mexer uma palha, e depois permitir que durante o mês de Agosto toda a serra se converta num gigantesco parque de estacionamento que vai do Outão até ao Portinho e mais além. Se queremos turismo, se podemos ter turismo na Arrábida, então criem-se condições dignas para isso, como estão as coisas é uma vergonha.

 

Eu estive a Norte, em Caminha, em Vila Praia de Âncora, no Moledo... e a comparação é penosa, e estamos a falar de locais em que há condições para ir à praia durante dois meses.. as praias da Arrábida tem pessoas e condições durante pelo menos 6 meses...  Em Maio em Albarquel a praia estava cheia de gente e a areia tinha todos os detritos que vieram com o rio durante o Inverno... porquê?

 

Como disse neste Post acho esta história das maravilhas naturais uma treta.... e é mesmo.

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:30

Posts relacionados

Related Posts with Thumbnails







Estou a ler

Regressar a Casa

Rose Tremain

 

O Rapaz de Olhos Azuis

Joanne Harris

 

O jogo de Ripper

Isabel Allende

 






Visitas


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D