Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




brasil.jpg

 

Imagem de aqui 

"impeachment"

Acto ou processo legal que pretende a destituição de alguém de um cargo governativo. = IMPEDIMENTO

In Priberam



 
O Brasil estará a passar por um dos piores momentos da sua história política, o que o mundo pode ontem presenciar em vivo e em directo pela televisão, é algo que todos julgaríamos impensável num país ocidental e democrático.
 
Independentemente de acreditarmos ou não que Dilma Roussef seja mais ou menos culpada, e eu acredito que ela tenha culpas no cartório e para mostra basta relembrar o caso recente do telefonema para Lula da Silva sobre a sua nomeação como ministro (auto link), aquilo a que o mundo assistiu ontem é inenarrável e inacreditável.
 
Durante mais de duas horas assistimos a um desfile de políticos (???) em que cada um utilizava os argumentos mais inacreditáveis para votar com Sim ou Não o seu apoio ou rechaço ao processo que visa a destituição de Dilma Roussef do cargo de presidente do Brasil.
 
Durante a votação foi possível ouvir as maiores barbaridades, sendo que em muitos casos foi  possível ouvir de dois deputados que falaram um a seguir ao outro, exactamente os mesmos argumentos um para votar Sim e o outro para votar Não.
 
Muitas vezes falamos sobre o nível, ou a falta dele, dos deputados e políticos portugueses, bom, está visto que o nosso nível de exigência é mesmo muito alto.
 
Li algures que o Brasil é um país laico, bom a julgar pelo número de deputados que  usaram o nome de deus e as mais variadas igrejas para justificar o seu voto, ninguém diria. De resto, deus, uma qualquer seita ou religião, a família, os filhos, os netos, as mulheres, houve um senhor que falou em nome das tias, tudo serviu como pretexto para justificar o sentido de voto. No momento mais baixo e inacreditável da votação, o deputado Bolsonaro  dedicou o seu voto ao fascista que durante a ditadura torturou Dilma e lhe enfiou ratos na vagina.... e acreditem ou não, a turba (sim, porque mais que um congresso de deputados aquilo parecia uma turba enraivecida) aplaudiu e vitoriou.
 
Curiosamente não ouvi ninguém fundamentar o seu voto, já fosse a favor ou contra, com os factos de que Dilma estará a ser acusada...  sinceramente fiquei com sérias dúvidas  se muitos dos que iam dando a sua opinião saberiam do que se tratava, para além de tirar Dilma e o seu partido  do Governo e colocar lá alguém de quem gostem mais.
 
Hoje a meio da tarde alguém me fez chegar um artigo escrito por Arnaldo Neto para a revista Online Pazes, que tem por título :Envergonhado dos nossos Deputados? Nele, com um "exercício de realismo político" é nos explicada a forma como no Brasil são eleitos políticos e deputados... 
 
Aconselho vivamente a sua leitura, é extremamente esclarecedor sobre a forma como a maioria daqueles senhores, que com muita incredulidade vimos e ouvimos ontem, chegaram e se mantém no poder.
 
A verdade é que todos eles foram eleitos democraticamente e estavam ali a representar os seus eleitores, eu não sou brasileiro, mas confesso que se fosse teria vergonha de votar na maioria daquela gente.... cada um tem os políticos que elege, mas convenhamos que ninguém merece tal coisa. Pobre Brasil.
 
Jorge Soares
Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:49

liberdadejá.jpg

 

Imagem do Facebook 

 

Democracia é a forma de governo em que a soberania é exercida pelo povo.

 

"um tribunal de Luanda condenou a penas entre dois anos e três meses e oito anos e seis meses de prisão efectiva 17 activistas angolanos" os jovens activistas foram detidos a 20 de Junho do ano passado, rejeitaram sempre as acusações que lhes foram imputadas e declararam em tribunal que os encontros semanais  promoviam a discussão política e não qualquer acção violenta para derrubar o regime.

 

Hoje na assembleia da República o PS e o Bloco de esquerda apresentaram a votação moções que condenavam a prisão dos 17 jovens. Ambas foram chumbadas com os votos contra  do PCP, do PSD e do CDS, os três partidos consideraram estas moções uma ingerência na vida interna daquele país.

 

Não deixa de ser curioso ouvir falar de ingerência na vida interna de um país aos deputados de dois partidos que nos últimos 4 anos governaram Portugal, seguindo à risca e sem desvios,  um guião que para além de ser ditado por instituições estrangeiras era rigorosamente controlado de três em três meses por funcionários menores dessas instituições.

 

Acho que não restam dúvidas a ninguém que estes 17 jovens agora condenados a penas que vão até aos 8 anos, são para todos os efeitos presos políticos. O ano passado estes mesmos partidos votaram a favor da condenação da Arábia Saudita pela prisão e as chicotadas  ao bloguer Raif Badawi. Alguém consegue ver a diferença entre os presos políticos da Arábia Saudita e os de Angola? Condenar a Arábia Saudita não era ingerência e condenar Angola é? Em 2003, num caso idêntico ao angolano, o PSD condenou a prisão de 12 opositores ao regime cubano.Onde está a coerência?

 

Sabemos que o PCP é próximo do partido que governa Angola e a forma como costumam pensar, mas será que haverá mesmo no PSD e no CDS algum deputado que acredite na mensagem que passaram hoje no parlamento? Não me parece que seja assim tão difícil entender a diferença entre condenação e ingerência... será que os senhores deputados tem consciência? E vergonha, terão?

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:52

precarios.jpg

 

Imagem de Precário Inflexíveis 

 

Ana Nicolau  será presente a julgamento no próximo dia 2 de Março, 3º aniversário da manifestação Que Se Lixe a Troika – O Povo é Quem Mais Ordena, por ter protestado nas galerias da Assembleia da República e por ter exigido a demissão de Passos Coelho.

 

Os Precários Inflexíveis exigiram, em Março de 2015, a demissão de Pedro Passos Coelho, durante várias semanas, quando foi tornado público que o então Primeiro Ministro não havia cumprido com o pagamento das suas contribuições à Segurança Social, enquanto trabalhador a recibos verdes durante 5 anos, tendo depois visto essa dívida ser ilegalmente reestruturada, parcialmente paga e posteriormente desculpada pelo então ministro Pedro Mota Soares.

 

Na altura foram vários os posts que escrevi sobre o assunto, de certeza que mais que uma vez terei dito que Passos Coelho se devia demitir. Para mim não é aceitável ter como primeiro ministro alguém que não cumpre com os seus deveres de cidadão, como é que alguém que não cumpre com os seus deveres legais pode exigir ao resto do país que o faça? Como é que o senhor pode ter estado à frente do governo que em toda a história da democracia mais exigiu dos portugueses se ele próprio contribuiu para o estado a que chegou o país ao não cumprir com as suas obrigações fiscais?

 

No dia 2 de Março será Ana Nicolau quem, estará no banco dos réus, mas podia ser qualquer um de nós, eu pessoalmente não conheço ninguém que na altura não achasse que toda aquela história era uma  vergonha para o governo e o país.

 

Mo dia 2 de Março quem está a julgamento não é a Ana Nicolau, somos todos os portugueses que temos opinião e a conseguimos expressar.

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:53

Afinal têm vergonha de quê?

por Jorge Soares, em 07.10.15

burros.png

 

Imagem do Facebook de RiseUp Portugal

 

No Domingo logo a seguir às primeiras projecções a imagem acima apareceu-me no Facebook e evidentemente partilhei, basta ler dois ou três posts cá do Blog para se perceber que não vou à bola com a direita nem com este governo, não é segredo nenhum e não tenho problema em o mostrar, como não o tiveram outras dezenas de pessoas que partilharam o seu desgosto pelo resultado das eleições através de imagens como esta ou até de frases nos murais.

 

Passado pouco tempo um dos meus contactos publicou um texto no Facebook a pedir respeito por quem votou na Paf e a insurgir-se contra quem "não sabia perder e usava imagens ofensivas de burros"  (SIC).

 

Curiosamente foi o único comentário por parte de quem apoiava a coligação vencedora, se havia gente a festejar fazia-o em silêncio longe das redes sociais... pelo menos longe das que eu costumo frequentar.

 

Mais curioso ainda é que até agora não consegui encontrar uma única pessoa que reconheça que votou em quem ganhou, todas as pessoas com quem falei, já fosse em pessoa ou nas redes sociais, se mostraram chateadas e, segundo elas, votaram nos outros partidos..

 

A coligação esteve perto dos 40%, pela lógica quase metade das pessoas que conheço, e sim, eu conheço pessoas que não são de esquerda,  terá votado no PSD/CDS.

 

Hoje à  hora do almoço comentávamos as eleições e rapidamente cheguei à conclusão de que os meus colegas também tinham reparado no mesmo, ninguém conhecia alguém que tivesse votado na coligação, apesar de haver quem reconhecesse que não tinha ido votar porque "são todos iguais".

 

Como não acredito que tenha havido fraude nas eleições, só posso concluir que há muita gente com vergonha de reconhecer que votou no governo que tanto criticava até agora e por tanto, MENTE COM OS DENTES TODOS.

 

Vamos lá ver, tem vergonha de quê? Eles ganharam, normalmente quem tem vergonha é quem perde, certo? Será vergonha ou consciência pesada por tudo o que gritaram e criticaram no passado? Ou será que sabem que o que vem a seguir é mais do mesmo, mais do que está escrito ao lado do burro, e portanto não querem ficar ligados a isso?

 

Se calhar era bom que reflectissem no que significa essa vergonha, é que vai haver mais eleições no futuro, eu votei num dos partidos que perdeu, mas tenho orgulho nisso, ter vergonha era sinal de que tinha que votar noutros ... ou em branco.

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:19

Europa, século XXI

por Jorge Soares, em 17.09.15

emigrantes.jpg

 

 

Fronteira entre a Sérvia e a Hungria, 16 de Setembro de 2015, é assim que a Europa do século XXI trata quem foge da guerra.... não passou assim tanto tempo desde que este europeus fugiam de uma das muitas guerras que por ali passaram, não há duvida que temos a memória curta.

 

Tenho uma dúvida, sabemos que o objectivo destes refugiados não é ficar na Hungria, este país é só um ponto de passagem, o que fariam os húngaros se o destino fosse mesmo a Hungria? Usariam balas em vez de gás e canhões água?

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:45

aylan.jpg

 

Imagem de aqui

 

Aylan Kurdi, é assim que se chama a criança da fotografia, Aylan o seu irmão Galib de 5 anos, a sua mãe Rihan Kurdi e o seu pai, estavam a fugir da guerra na Síria há meses, saltavam de cidade em cidade  a fugir de uma guerra que teimava em os perseguir...O sonho da família seria chegar ao  Canadá, onde supostamente tem família e onde não há guerras que expulsem as pessoas de suas casas.

 

Infelizmente o destino tinha planos diferentes para o pequeno Aylan e a sua família, a viagem terminou muito longe do Canadá, numa praia para turistas na Turquia, depois de que o barco em que tentavam chegar à Grécia naufragasse.. Aylan, o seu irmão e a sua mãe morreram afogados...

 

Hoje as fotografias e a vida de Aylan correram mundo, a sua imagem tornou-se um símbolo do desespero dos muitos milhares que fogem à guerra e à miséria e tentam fazer-se à vida... nada como uma imagem de uma criança que sofre para despertar consciências....

 

Para mim esta imagem é um símbolo que nos devia envergonhar a todos, que deveria envergonhar quem acha que os milhares de migrantes e refugiados não passam de oportunistas que só querem ir viver dos subsídios. Todos aqueles que pensam que se devem fechar as fronteiras para passar a mensagem de que não são bem vindos. Os políticos Húngaros que acham que permitir a passagem é incentivar a vinda de mais...  vergonha mesmo.

 

Alguém imagina o desespero em que teria que estar esta família para se lançar assim aos perigos de uma travessia destas com os seus filhos de 3 e 5 anos?

 

Aylan morreu porque a sua família fugia a uma guerra que dura há anos, ninguém sabe quantos outros migrantes morreram até agora, mas calcula-se que sejam vários milhares só este ano... Entretanto a guerra continua.sem que ninguém faça nada para a parar... .se calhar a solução não é fechar as fronteiras, é fazer parar a guerra... Porque afinal, e como dizia algures um dos refugiados encalhados na Hungria, eles não querem chegar a lado nenhum, só querem fugir à guerra, se não houver guerra voltam para casa.

 

Jorge Soares

 

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:55

marcosilva.jpg

 

Imagem do Público

 

Marco Silva levou o Sporting à vitória na taça de Portugal, o único troféu ganho pela equipa de Alvalade nos últimos sete anos.

 

Três dias depois ficou a saber que o clube o despede com justa causa... justa causa? O motivo deve ser ter terminado com o status quo no clube nos últimos anos, é culpado de ter conseguido ganhar alguma coisa.

 

Bruno de Carvalho anda há dois anos a gritar contra o sistema, na realidade a imagem com que passado todo este tempo ficamos é que este barulho todo e a vontade de aparecer, não é porque ele seja contra o sistema, é porque o sistema não o deixa entrar.... por muito que ele se esforce.

 

Os problemas do presidente do Sporting com marco Silva começaram quando este se recusou a dar passos maiores que as pernas, Marco sabia das limitações da equipa que treinava e tentou ser realista, Bruno de Carvalho não quer saber de realismos, o Sporting tem que ser campeão, mesmo que todo o mundo veja que não há nesta altura em Alvalade equipa para isso, o plantel do Sporting estava a milhas dos do Benfica e do porto.

 

Mesmo com um plantel inferior o Marco conseguiu dar luta aos outros dois candidatos, chegar ao terceiro lugar e ganhar a taça, mas para o Bruno isso não interessa nada... tinha que ser campeão, ponto final.

 

Hoje Marco Silva foi despedido com uma desculpa esfarrapada, o Bruno sabe que por muito bons que sejam os advogados do Sporting, não há por onde invocar justa causa, mas isso não  interessa nada, a justiça portuguesa vai demorar quatro ou cinco anos a decidir... e quando isso acontecer e se conclua que o Marco tem a receber o resto do contrato e uma indemnização, das duas uma: Ou o Bruno já não é presidente do Sporting, ou se continuam as loucuras como as desta semana, nessa altura j+a não há Sporting... .de todos modos não é ele que tem que pagar.

 

Está visto que há petróleo em Alvalade, mas não há vergonha nenhuma.

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:25

Mas qual é o problema dos pensos higiénicos?

por Jorge Soares, em 26.05.15

 

De caminho para casa apanhei a R. no Liceu, quando chegamos ela foi logo ter com a mãe a queixar-se que tinham acabado os pensos higiénicos, a minha meia laranja ia-se passando:

 

- Mas tu vens da rua com o teu pai e vens-me dizer a mim que não há pensos? Porque é que não pediste ao pai e ele passava no minimercado contigo e compravam?

- Eu pensei que tu ias comprar 

- Eu?, mas tu vens da rua com o teu pai, porque é que haveria de ir eu?

- ... Mas 

- Daqui a bocado quando fores para o vitória, vamos comprar.

 

Entretanto a minha meia laranja andava às voltas com os trabalhos de casa dos mais novos e pediu-me para a levar ao Vitória, com o recado de passar algures a comprar os pensos higiénicos.

 

Como há uma bomba de gasolina ao lado do Vitória, parei o carro em frente ao estádio, ela quis logo esquivar-se, mas eu disse-lhe que nem pensar, que ela tinha que ir comigo, a conversa foi mais ou menos assim:

 

- Então mas vamos lá?

- Sim, vamos, tu e eu!

- Mas eles dão-nos um saco não dão?

- Um saco?, um saco para quê?

- Para trazer os pensos pela rua?

- Mas claro que não, agora não dão sacos, além disso qual é o problema dos pensos?

- ... pois... são pensos 

 

Ela estava mesmo encavacada e eu já me estava a rir...

 

- Deixa lá, se tu não os queres trazer eu trago, achas que há algum problema com isso? 

 

Chegamos à loja e ela a custo lá conseguiu escolher uns, evidentemente fui eu que tive que ir à caixa pagar e que os  tive que levar de volta até ao carro... mas fartei-me de gozar com ela.

 

Juro, não consigo perceber qual é o problema das pessoas com os pensos higiénicos, até porque não é a primeira ou a segunda vez em que pelas conversas percebo que há um enorme pudor à volta do assunto. Eu não tenho nem nunca tive problemas nenhuns, já aconteceu mais que uma vez a P. ligar-me para que eu passe no supermercado para os comprar e eu vou sem problema nenhum...

 

Acho que tenho que ter um conversinha sobre o assunto com os meus filhos... ainda duvido que a teimosa da R. queira ouvir falar do assunto.... por vezes penso que apesar da idade, eu sou mesmo o mais novo desta casa.     

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:48

Devemos ter pena do rapaz das orelhas?

por Jorge Soares, em 10.05.15

idolos.jpg

Imagem de aqui

 

Ès livre de fazer as tuas escolhas, mas ficas prisioneiro das consequências

Pablo Neruda

 

Estou a escrever isto ao enquanto o resto da família que ainda está acordada está a ver os ídolos, o televisor está à minha frente do outro lado da sala e não há como deixar de ouvir o que por lá se vai passando... neste momento alguém que claramente não tem jeito para a coisa está a cantar(?) uma música em que a letra fala de "sei que sou um cão muito mau"??????

 

Na semana passada eu estava mesmo a ver com a minha filha R. e ambos estivemos de acordo em que os senhores da SIC estavam a ser mauzinhos, não só com este mas também com outros concorrentes (????) do concurso. 

 

Toda a polémica e o burburinho que tivemos esta semana sobre este assunto deixou-me a pensar. Grande parte do sucesso deste concurso de caça ao talento, já seja em Portugal ou no resto dos países por onde ele passou, tem a ver com isto, com os cromos que lá passam. 

 

Mais que o tamanho das orelhas o que saltou à vista mal ele começou a cantar  foi que o miúdo não tem o menor jeito para cantorias, muito menos para ser um ídolo musical e não é preciso ser jurado do programa ou sequer perceber de música para e chegar a essa conclusão, basta não ser surdo.

 

Como acredito que nem o jovem nem as pessoas que o rodeiam sejam surdos, a questão que se coloca é: O que estava ele a fazer no casting?

 

Concordo que na SIC exageraram com o efeito das orelhas, mas a questão dos cromos e de se gozar com quem passa pelos castings sem ter o menor jeito para cantar não é nova, não acredito que ele realmente ache que sabe cantar, nem  acredito que alguém o tenha incentivado a participar... a menos que o objectivo fosse mesmo esse, ter uns segundos de fama e aparecer na televisão... mesmo que não fosse pelos seus dotes vocais ou pelos melhores motivos.

 

Repito que acho que a SIC exagerou ao gozar com os efeitos das orelhas, mas de aí até achar que se trate de bullying, vamos lá guardar as devidas distâncias... Percebo que o jovem tenha vergonha do resultado da sua brincadeira, mas a verdade é que ele foi lá porque quis, mesmo sabendo que não tinha o menor jeito para a música e que o mais provável era terminar na parte dos cromos... a brincadeira terminou mal.... mas isso é culpa de quem?

 

O tema do Bullying, já cá foi tratado várias vezes, mas para ser sincero, não tenho pena nenhuma deste jovem, nem dos vários que já vi hoje que sabem perfeitamente que não tem o menor jeito para cantar e que só lá foram pelos poucos segundos a aparecer na televisão.... como cromos dos ídolos

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:38

 

Terá sido há mais de dois anos que eu recebi um mail de alguém da  SIC em que me era pedida ajuda para encontrar um casal que estivesse a iniciar um processo de adopção internacional e estivesse disposto a ser seguido durante todo o processo. Tal como faço sempre, encaminhei o pedido para os candidatos à adopção que conheço, mas nunca pensei que alguém estivesse disposto a participar em algo deste tipo, a adopção é um assunto muito sério, na maioria dos casos colocam-se inclusivamente problemas legais e de privacidade da criança e dos adoptantes.

 

Tal como a maioria das pessoas que adoptaram fiquei chocado com a reportagem da SIC sobre a suposta "adopção" de uma criança em Cabo Verde.

 

Em primeiro lugar convém perceber que o que se vê na reportagem não é uma adopção, Portugal e Cabo Verde adoptaram a convenção de Haia, para haver adopção a criança tem que ser entregue a quem adopta através de um processo legal que terá sempre que envolver um tribunal. No caso apresentado a criança é entregue ao casal português directamente pelos pais, com a intermediação de um conhecido e sem qualquer intervenção das autoridades de Cabo Verde.

 

Eu não coloco em causa a honestidade de todos os intervenientes neste caso, mas sem a intermediação das autoridades portuguesas e de Cabo Verde, como é que se consegue garantir que a criança não foi entregue a troco de dinheiro? 

 

Mas há muitas mais coisas que me chocam, qual é a ideia de ir entrevistar a família biológica da criança, mostrar que há miséria em Cabo Verde? Qual é a novidade nisso? Mostrar que o que estão ali a fazer está certo? Desculpabilizar quem é capaz de passar por cima de todas a leis para conseguir aquilo que quer?

 

Como é que a senhora pode dizer que não tinha conhecimento da forma em que deveria tratar do processo? Eles eram candidatos em Portugal, não perguntaram às assistentes sociais  o que era necessário para um processo de adopção internacional? Não lhes foi explicado que o processo teria sempre que ir através da segurança social de Portugal para a de Cabo verde? 

 

Durante a reportagem falam várias vezes em justiça, então e a justiça para todas as outras pessoas que estavam à espera antes deles? Não conta? Então e a justiça e as leis que dizem como deve ser tratada  uma adopção internacional entre Portugal e Cabo Verde, não interessa?

 

Passamos a vida a dizer que os processos de adopção em Portugal são demorados, há casais em Portugal à espera há quatro e cinco anos, pelo que percebi a este casal foi-lhes proposta pela segurança social portuguesa uma criança com dois anos e meio, criança que eles não aceitaram. Entre os muitos comentários que li, alguém dizia que aquela criança de Cabo Verde tem direito a ser feliz, então e a criança portuguesa que lhes foi proposta não tem direito a ser feliz? Só eles tem direito a ser felizes?

 

Afinal qual é o propósito da adopção, arranjar bebes perfeitinhos para os casais? Mas não deveria ser arranjar famílias para as crianças que precisam?

 

Eu adoptei em Cabo Verde, pela via legal, o processo foi para Cabo Verde algures em 2008, a criança foi-nos entregue pelo tribunal em 2011, tivemos que lá voltar em 2012 para ser ouvidos pelo juiz que tinha o processo, os pais biológicos foram ouvidos umas cinco vezes, e a adopção foi decretada em 2014... é justo que um processo de adopção tenha estes passos todos? Se calhar não, mas é assim que funciona e é a forma de garantir que não se brinca com a vida das crianças.

 

Era bom que estes senhores se mentalizassem para o que se segue, depois do que eu vi e ouvi na reportagem, tenho muitas duvidas que algumas vez seja decretada esta adopção, entretanto a criança está em Portugal, o visto com que veio é válido por seis meses e dependendo da boa vontade dos funcionários do SEF, será renovável ou não cada três meses, nós desistimos das renovações quando enchemos todas as folhas do passaporte e a nossa filha passou a estar indocumentada... e o nosso processo tinha seguido todos os passos legais..

 

Quanto à  SIC, com esta reportagem que puxa à  lágrima fácil mas que mais que informar desinforma, deviam ter vergonha de chamar a este caso adopção, meus senhores isto não é uma adopção, o que mostraram na reportagem não tem nome, e a forma como expuseram a vida desta criança e da sua família biológica mostrando os lugares e as pessoas daquela forma, é uma enorme falta de respeito.

 

Já agora deveriam ter esclarecido que esta criança não veio para Portugal adoptada, terá vindo entregue em confiança judicial e que isto não tem nada a ver com adopção e vai passar muito tempo até que esta criança seja adoptada... se é que alguma vez o será.

 

Para quem estiver interessado a reportagem pode ser vista aqui

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:40

Posts relacionados

Related Posts with Thumbnails


Ó pra mim!

foto do autor






Estou a ler

Regressar a Casa

Rose Tremain

 

O Rapaz de Olhos Azuis

Joanne Harris

 

O jogo de Ripper

Isabel Allende

 






Visitas


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D