Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A vida como ela é?... ou como a queremos ver?

por Jorge Soares, em 29.01.09

A vida é alegria

 

"Porque a vida é feita de pequenos nadas" e Viver é uma das coisas mais difíceis do mundo, a maioria das pessoas limita-se a existir!" são as frases que apresentam este blog, são frases que falam da vida e em certa forma reflectem a forma como eu a tento encarar.

 

Ontem a meio da tarde apareceu no Reader do google um texto que me chamou a  atenção, muito bem escrito e com o que à primeira vista me identifiquei. Ao fim do dia em casa voltei a ler e fiquei a pensar. O texto está no blog Cocó na Fralda e tem como titulo:

 

"A vida como ela é  

 

Hoje de manhã íamos no carro, depois de mais um acordar em correria, e eu sentia-me exausta, e olhei-te e estavas exausto, e lá atrás os miúdos gritavam um com o outro, É meu! Não, é meu! Ó mãe! Ele chamou-me bebé! Eu não sou bebé! E os gritos enchiam-nos os ouvidos e o sangue principiava a ferver-nos dentro das veias, sim, que eu bem senti o teu sangue ferver-te nas veias da mesma maneira que o meu, uma vontade imensa de gritar CALEM-SE C**AL*O!, e o cansaço, às 8.30, tão fundo. 

Olhei para ti sem que te apercebesses (creio que estavas a entrar numa espécie de transe) e pensei: isto é a vida. A vida tal como ela é. E há poucas pessoas capazes de aguentar a vida como ela é. E quando se dão conta de que a vida não é como no Sexo e a Cidade, quando percebem que a vida não é só jantares românticos e festas e fins-de-semana em resorts de luxo, quando percebem que estão num carro, às 8.30 da manhã, completamente esvaídas, sem forças para darem um grito sequer, quando percebem, as pessoas - muitas pessoas - rebentam. Desistem. Dizem: Isto não é vida. Vou-me embora. Separo-me. Vou à procura de outra coisa. Melhor. Mais excitante. Mais glamorosa. Mais cool. A porra é que é engano. É mentira. É ficção. Daí a pouco, noutra casa, noutro carro, sentirão o mesmo. Sem tirar nem pôr. Porque isto é a vida. A vida tal como ela é. Claro que há momentos de uma felicidade que não tem tamanho nem preço nem palavras que a definam. Ah, sim, claro! Mas são momentos. Excelentes por serem isso mesmo: instantes. E a gente vai naquele carro e pensa: daqui a bocado vai ser melhor. Amanhã vai ser melhor. No fim-de-semana vai ser melhor. Nas férias vai ser excelente. Para o ano é que vai ser em grande. E vai. Mas a vida, a puta da vida, é aquele momento no carro. E a maior parte das pessoas que eu conheço não me parece minimamente preparada para aquele momento. Ou seja, para a vida."

 

Imagino que já todos nos teremos sentido assim, mas será que a vida é mesmo assim? não, claro que não! A vida não se resume a 15 minutos dentro de um carro, não se resume a um simples momento..... a vida é muito mais que isso.... ainda que por vezes não pareça.

 

Tenho dois filhos que se levam menos de sete meses de diferença, duas crianças vivas e irrequietas, duas crianças que me deram muitas dores de cabeça e muitas noites sem dormir. Consigo lembrar-me de muitos momentos como os que são referidos, mas também de muitos sorrisos, dos primeiros passos, das brincadeiras no jardim.... de muitos momentos maus é verdade, cabeças e ossos partidos, hospitais, viagens de centenas de quilómetros em que cheguei a parar o carro e a ameaçar deixar ambos ali..., mas no fim a marca que fica é a dos momentos positivos, da alegria, da felicidade.... da alegria de viver.

A vida é feita de momentos sim, de pequenos nadas, mas podemos olhar para ela da maneira que entendermos, o copo sempre poderá estar meio cheio ou meio vazio... e nem sempre olhamos para o copo da mesma maneira....resumir a vida por um momento de 15 minutos dentro de um carro não só é redutor como é esquecer que ela existe para além desse momento.

 

Numa coisa estou de acordo, há muita gente que não está preparada para viver, limita-se a existir, essas são nas pessoas que rebentam, que resistem, que abandonam tudo e voltam para casa dos pais ou para os apartamentos de solteiro.

 

E vocês, como vêem a vida, como eu? ou como a pessoa que escreveu o texto?

 

Jorge

PS:Mafalda, obrigado por partilhares os posts.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:04


22 comentários

Sem imagem de perfil

De susana Rodrigues a 29.01.2009 às 22:07

a vida pode ser o que nós desejarmos dela. Responsabilizamos demasiado os outros, o mundo, o sistema... eu acredito que a vida é intrinsecamente maravilhosa. Somos nós que lhe damos a nuances que queremos. Se decidimos crescer com os problemas ou encolhermo-nos dentro de nós mesmos.
su
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 01.02.2009 às 19:37

Olá

Nem mais, somos nós que fazemos a vida.... e a nossa vida depende em primeiro lugar de nós.

Jorge

Sem imagem de perfil

De Daisy a 29.01.2009 às 22:29

A minha vida nao e' isso, tem muito disso, tem cocos nas fraldas que se limpam com algum humor, e umas cocegas 'a mistura, tem criancas que brigam, tem refeicoes para cozinhar, compras, maquinas, limpezas e muito trabalho, sempre misturado com sorrisos, gargalhadas, desenhos animados.
Tem momentos corriqueiros e momentos maravilhosos em que vejo o mundo nos olhos das minhas miudas.
A vida e' dificil, mas vale muito a pena.
Beijos,
Daisy
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 01.02.2009 às 19:38

Olá

Imagino que a vida de cada um de nós também será feita disto... mas é muito mais de certeza...e só nós podemos fazer dela algo melhor.

Jorge
Sem imagem de perfil

De sininho a 29.01.2009 às 22:51

Vejo a vida como algo que vale a pena ...nem sempre é fácil ..há dias que apenas consigo sobreviver !! sim é verdade ..mas há outros que vivo com "V". A vida nem sempre é descrita como nos contos de fadas ..mas por isso mesmo é que vale a pena viver ...porque cada dia podemos mudar o final ...ou pelo menos tentar encontrar um final feliz. jinhos
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 01.02.2009 às 19:40

Olá

Nem mais... a vida não é um conto de fadas... mas também não é um inferno...e está em nós viver ou simplesmente existir.

Jorge
Imagem de perfil

De cigana a 29.01.2009 às 23:58

Revi-me naquele post há 8, 9, 10 anos atrás. E cada um dos meus filhos foi planeado, desejado e amado como se fossem as únicas crianças do mundo. Mas acho que queimei alguns fusíveis com eles...
Não discuto se valeu a pena, isso nem se põe em causa, só não tive um 3º para queimar o resto dos fusíveis por azar.
Mas nem todas as mães têm a frontalidade de assumir essa atitude tão directa, tão franca, tão honesta, sem a disfarçar logo com miminhos e sorrisos.
Este é o testemunho de uma mãe exausta que fala da vida tal como ela é, e creio que todos nós já nos sentimos exactamente assim, mesmo que não tenhamos a coragem de o confessar.
Até porque olhando para trás é diferente, temos outra perspectiva. Ela daqui a uns anos também não vai reduzir as suas memórias aos 15 minutos no carro.
Mas pela sinceridade nua e crua das suas palavras tão intensas, foi dos posts que mais me comoveu até hoje.
Sem imagem de perfil

De Maria Eugénia Pinto a 30.01.2009 às 12:22

Olá
Pois, condordo completamente com a Cigana.
Eu revejo-me neste post... ainda! As minhas manhãs são esta correria, este cansaço e despois deste filme ainda apanho com quase uma hora de fila de trânsito até chegar ao trabalho... uf! uma canseira...
Mas, é claro que não se limitam a isto, mas o curioso é que ontem, dia em que estáva completamente arrasada, o meu filho fez-me uma fita daquelas e eu, a certa altura disse: - Estou farta de vocês, qualquer dia fujo de casa....
O meu filho parou, olhou para mim muito sério e disse-me: - Não eras capaz mãe... tu gostas muito de nós! Como é que vivias sem nós os três???
E não é que aquele pirralho de sete anos tem razão!!!
Beijinhos
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 01.02.2009 às 19:45

Lá está.....a vida pode ser muito cansativa... mas há sempre compensações...e se não há, está em nós fazer com que ela seja melhor...

As crianças é que sabem

:-)

Jorge
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 01.02.2009 às 19:43

Olá

Todos nós passamos por fases como a descrita, o que eu acho é que não podemos dizer que a vida é assim... porque realmente ela não é assim.... a vida não se resume aos maus momentos.....

Podemos olhar para nós e ver o que somos desde muitas perspectivas, mas de certeza que existem muitas positivas.... em qualquer altura da vida.

Jorge
Imagem de perfil

De Pedro Oliveira a 30.01.2009 às 09:08

Caro Jorge, em primeiro lugar parabéns pelo excelente post.

A resposta é mais ou menos simples, é um mix das duas, a felicidade não existe, existem momentos de felicidade e o grande desafio é fazer com que os momentos de felicidade sejam tantos que pareçam uma linha continua. Como não é, temos de fazer os possiveis para que o traço descontinuo da vida tenha mais tinta branca que negra.Mas lá que aqueles 15 minutos no carro acontecem a todos lá isso é verdade.
abr
bom fds
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 01.02.2009 às 19:48

Pedro.....

Não sei se estou de acordo.... mas depois de ler e reler.... talvez tenhas razão.

Abraço
Jorge
Imagem de perfil

De Teresa a 30.01.2009 às 11:34

Neste momento identifico-me mais com o texto que trouxeste (sem os miúdos :P), identifiquei-me tanto apesar de não gostar do que li e de achar que a vida TEM de ser mais do que esses minutos horrendos e que tamos fartos de tudo e todos! Os poucos momentos que são maravilhosos são poucos, não me chegam, quero mais! Mas é como me sinto agora...mas sem dúvida que quero me identificar mais com a tua ideia, estou a lutar para isso...para a vida ter muitos momentos daqueles que nos enchem de alegria também temos que saber viver e proporcioná-los e não chega de um dia para o outro, como muita gente pensa e daí concordar com a ideia final, muita gente não está preparada para a vida tal como ela é!

Beijinhos***
Bom fim-de-semana.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 01.02.2009 às 19:53

Olá

Miúda, todos nos identificamos algumas vez com o que está ali,.... não é fácil evitar entrar na rotina, mas está em nós saber fazer com que não se limite aos momentos maus... porque há muito mais na vida que as coisas más. É nesse não me chega, quero mais que está o segredo... o segredo que nos faz olhar para a vida e dizer... que é muito mais que aqueles 15 minutos.

beijinho
Jorge


Imagem de perfil

De Teresa a 03.02.2009 às 00:36

Tens toda a razão como sempre!
Sem imagem de perfil

De S.Tear a 30.01.2009 às 12:59

Jorge concordo plenamento contigo....para mim o copo tem de estar sempre meio cheio... cheio de tudo o que faz bem á vida... dos pequenos nadas...


bj*
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 01.02.2009 às 19:53

Olá

Até porque se ele está meio cheio é fácil continuar a lutar para que ele encha completamente...

Beijinho
Jorge
Imagem de perfil

De Paola a 30.01.2009 às 20:20

A vida é, sem dúvida uma teia muito complexa...De instantes fantásticos, de outros assim-assim, com horríveis à mistura...E todos juntos fazem com que a vida valha a pena! Vale, sim senhora!

Não sei se li bem... mas aquele relato da manhã arreliada pareceu-me uma metáfora... O cansaço em que vivemos de manhã à noite... o desgaste contínuo.... a dificuldade crescente das pessoas lidarem com tudo isso. A desistência das coisas, sem perceber que são essas mesmas coisas que nos alimentam... Cada vez mais, se abandona o barco ao primeiro sinal de tempestade, sem esperar pela bonança... À medida que lia... lembrei-me de dois jovens, 17 e 18 anos, que se suicidaram esta semana... aqui para os meus lados. Aparentemente, nada o fazia prever... só que vivemos numa sociedade cada vez mais stressada, mais desistente... mais cansada...

Beijinhos
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 01.02.2009 às 19:56

Talvez tenhas razão.... e seja simplesmente uma metáfora... mas é uma metáfora de alguém que olha para a vida e só vê as coisas negativas, alguém que a resume ao que de pior existe....e eu acho que devemos olhar para a parte positiva.

Beijinho e boa semana
Jorge
Imagem de perfil

De DyDa/Flordeliz a 31.01.2009 às 02:28

Todos passamos por momentos idênticos na vida (até porque quase todos já tivemos filhos e também foram pequenos e, todos trabalhamos!).
Uns vão conseguindo com mais ou menos esforço o equilíbrio e a força para os superar e há os outros, aqueles, que se lhes acaba a força e desistem de tentar.
É que não somos todos iguais!!!...
Se quem escreveu o texto conseguiu fazer esta análise dela mesma, da pessoa que ia ao seu lado, e de tudo o que a rodeava?!... PARABÉNS!
É que a mim pareceu-me um desabafo "alto" sobre a sociedade do corre-corre e da falta de tempo disponível para dormir mais umas horas, e de manhã as olheiras se notarem um pouco menos.
Há dias que temos necessidade de sentir pena de nós! Não vejo mal que venha ao mundo por isso!
Mas eu também não vejo mal nenhum em que a algazarra da criançada seja mantida moderada em volume e tranquilidade para que, quem vai a conduzir ou para quem vai ao lado, possa fazer a viagem logo pela manhã sem gritos!
Porque não?
Serão as crianças menos felizes porque têm de ir sossegados nos bancos traseiros pela manhã? Ou é boa educação e saudável para todos?
Por acaso (talvez por ser único...) o meu filho é tranquilo (ou será que foi assim educado?) e sempre foi caladinho ou então conversava sobre as suas coisitas no banco traseiro. Mas também acredito que não teria sorte se começasse a gritar logo de manhã! Preciso de tempo para despertar para a vida, é a minha forma de ser... Será pedir demasiado?
O relato de 15 minutos transportado para a vida é levado ao exagero talvez pelo momento de cansaço. Acredito ser um lamento!
Talvez seja uma forma de dizer que se fazem e criam cenários de vida que não correspondem ao final feliz que todos idealizamos.
É que, final de filme… Só mesmo na tela!
A vida real é o que fazemos dela e quem connosco a partilha, portanto não depende de uma só pessoa…

"E vocês, como vêem a vida, como eu? ou como a pessoa que escreveu o texto?"

1- Como tu quando não estou demasiado cansada.
2- Como a pessoa que escreveu o texto, quando as forças me abandonam.
Resumindo: Os dias não são todos iguais e é o somatório deles todos que fazem uma vida inteiro.
Alegres, tristes e assim-assim!
Beijo
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 01.02.2009 às 20:00

Olá

Hummmm... pois.... excelente comentário.

O teu filho era educado... sorte e mérito teu... mas tu só tiveste um.... devias experimentar fazer uma viagem com os meus... que quando vão sozinhos são uns amores... quando vão os dois...

É a vida

Jorge
Sem imagem de perfil

De Sónia Pessoa a 31.01.2009 às 21:57

Antes de mais, excelente post! Podia aqui repetir muita coisa que já foi dita, mas acho que basta apenas dizer que a vida é isso momentos, bons, maus, éssimos, ou muito bons... a vida é o somatório de todos eles, por isso a soluçpão é nos menos bons continuar a lutar. O balanço faço-o lá para os 80 e poucos anos, quando já não houver nada a fazer, mas pelo menos terei a certeza de que tudo o que vivi, mal ou bem, bom ou mau, foi autêntico e ao sabor do momento.
Beijo

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D