Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Eu desnaturado.... volto a confessar-me!

por Jorge Soares, em 05.03.09

Casamento

Retirada de http://static-p4.fotolia.com/jpg/00/04/79/65/400_F_4796507_FHXg3ylHPtQVBvNmINUgePfpANU0CPhI.jpg

 

A mente humana é engraçada, andava há uns dias sem nada para dizer...  apareceu aquele desafio das viagens de sonho mais a Eugénia e os seus comentários...e de repente fiquei com tema para uns dias.

 

Já deixei claro neste post que sou um desastre para recordar algumas coisas.... hoje descobri que sou mesmo desnaturado, dizia a minha meia laranja num comentário ao post de ontem, que o meu pedido de casamento foi algures nas catacumbas do IST... já lá vão 19 anos.... confesso.... não me consigo lembrar desse dia nem do pedido... lá está... sou um desnaturado!...

 

Mas já que é de pedidos e de casamentos que se fala, como não poderia deixar de ser, o meu teve que ser diferente. Depois de anos a viver em quartos, a almoçar e a jantar em cantinas, a só ver televisão ao fim de semana, começamos a sentir necessidade de ter algo nosso, uma casa, uma família, coisas para além de 4 paredes....  A P. foi a primeira a arranjar emprego... e casa, passado pouco tempo já eu tinha arranjado emprego e alugado mais um quarto, esta vez em Setúbal.... devo lá ter dormido uma ou duas vezes, num ou outro fim de semana em que a minha sogra aparecia por cá....... deve ter sido por isso que não morreu ninguém no prédio.

 

A mudança para Setúbal foi em Setembro, lá para o final de Outubro,  começamos a achar que o natal ia ser uma chatice, cada um para seu lado... vai de aí.... decidimos casar... estão a ver, estávamos no fim de Outubro..... o Natal é no fim de Dezembro.... o certo é que casamos...  a 16 de Dezembro..... e o motivo é como outro qualquer. Há pessoas que passam meses e meses a planear as coisas... nós em mês e meio tratamos de tudo..e casamos.... e pela igreja e tudo.

 

Sim, eu o senhor :Deus não existe ponto final, casei pela igreja.... calma, não comecem já a chamar-me hipócrita..eu explico. Para mim o casamento que vale é o civil, é no civil que assinamos o contrato que define os deveres e os direitos que nos unem, se este contrato é assinado numa igreja, numa conservatória ou noutro lado qualquer... para mim é exactamente a mesma coisa. Não é deus nem o padre que me casa, sou eu que o faço quando assino os papeis na presença da outra parte e das testemunhas.

 

De inicio a P. sentiu-se um pouco melindrada, conhecedora das minhas ideias, ela é que se estava a sentir incomodada com a situação... lá lhe tive que explicar que para mim não mudava nada... para o resto do mundo, ela incluída, mudava muitas coisas. Se era todo o mundo mais feliz se a coisa fosse na igreja... se a mim não me importava minimamente... porque não fazer as pessoas felizes?... e lá está... foi na igreja... Em Dezembro e antes do natal que finalmente passamos juntos..... Foi o segundo casamento que celebraram em todos os anos de vida daquela  igreja.... mas disso falo outro dia, que eu não gosto de posts muito longos!

 

Jorge

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:35


21 comentários

Sem imagem de perfil

De Sónia Pessoa a 05.03.2009 às 22:49

Como eu te percebo amigo! Comigo foi igual, casei pela igreja porque daí não vinha mal ao mundo e não custa nada fazer os outros felizes, assim como baptizei as crianças, porque daí também não veio grande mal... as avós ficaram contentes e a vida seguiu em frente sem grandes nódoas negras... de salientar que fiz apenas questão de que fossem os dois baptizados já com dois anos para poderem participar da festa. Beijos
Sem imagem de perfil

De Sandra Cunha a 05.03.2009 às 23:56

Olá Sónia,

bem, o casamento ainda vá que não vá. São ambos adultos e vacinados. Agora dizer que do baptizado não vem mal ao mundo já não concordo mesmo nada.

É que não sei se se apercebem mas com o baptismo dos miúdos são mais uns números para adicionar às estatísticas da Igreja referentes ao nº de católicos e aficionados da religião. Mais número, mais peso na população, mais pseudo ' legitimidade, etc...

Mas mais importante do que isto tudo é que estão a fazer com que os miúdos vivam uma mentira (se é algo em que não acreditam) e ainda por cima sem a autorização deles. Para mim, vem grande mal ao mundo...

Eu confesso que fui baptizada mas foi sem a minha autorização! E é algo que continuo a recriminar aos meus pais. Bem sei que me posso 'desbaptizar' mas os registos estão em França... Tenho de ver se essa coisa se pode fazer a partir de qualquer ponto do mundo.

Bjs

Sem imagem de perfil

De Sónia Pessoa a 06.03.2009 às 10:35

Aceito a tua opinião mas continuo a achar que não vem daí mal ao mundo. Os baptizados contam para as estatísticas, assim como os casamentos também contam. Eu fui baptizada e não recrimino os meus pais por isso, foi uma opção deles quando eu ainda não tinha idoniedade para tomar decisões, como tantas outras que hão-de ter tomado crentes de que escolhiam o melhor para mim. E essa decisão por eles tomada não me afectou enquanto ser humano, não me privou de, já com idoniedade, tomar as minhas decisões, fazer as minhas opções de vida. Abraço
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 06.03.2009 às 23:08

Olá Sónia

Por vezes não custa nada fazermos as pessoas felizes... eu só acho que os miudos só deveriam ser batizados quando percebessem o significado da coisa e já tivessem voto na matéria...

Beijinho
Jorge
Sem imagem de perfil

De P. a 05.03.2009 às 23:07

Deixa lá acrescentar...que apesar de a data ter sido escolhida por mero acaso....Quando participamos à família , ficamos a saber que por mera coincidência , era o dia que os meus avós faziam 50 anos de casado (que ninguém ia festejar por o meu avô se encontrar muitíssimo doente). Como era um casamento imensamente feliz e apaixonado ao longo de 50 anos, foi uma coincidência que me encheu de felicidade!
P.
Sem imagem de perfil

De Maria Eugénia Pinto a 05.03.2009 às 23:48

Olá P
Que bom, que feliz coincidência... É de certeza o prenuncio de outro casamaento feliz e apaixonado quando comemorarem os 50 anos
Beijinhos
Sem imagem de perfil

De Maria Eugénia Pinto a 05.03.2009 às 23:53

Olá Sr. Jorge
Calculo que a Angélica a quem te referes no post seja eu!!!!!!
Diz lá que não há coisas fantásticas: Eu a que digo que DEUS EXISTE PONTO FINAL, vivo um casamento "fora da Graça de Deus" tu, que tens o "desplante" de dizer DEUS NÃO EXISTE PONTO FINAL vives um casamento abençoado por Ele. Como diria o outro senhor.... E esta hein!!!!!!
Beijinhos
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 05.03.2009 às 23:58

Olá

Se tivesses demorado mas um minuto.... a Dona Flor tinha-me avisado e eu já tinha corrigido...

Desculpa amiga....

Ouve lá...explica lá isso de fora e dentro da graça de deus.... ... hummm isto vai dar post!

Beijinho
Jorge
Imagem de perfil

De Pedro Oliveira a 06.03.2009 às 08:59

Estás convidado e os teus visitantes também a irem ao Vila Forte tentar ganhar um livro.Saber como em :
http://vilaforte.blogs.sapo.pt

obrigado
abraço
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 06.03.2009 às 23:17

Olá Pedro

Já lá fui...de novo os meus parabéns..

Abraço
Jorge
Sem imagem de perfil

De Sad Tear a 06.03.2009 às 10:52

no meu caso é ao contrario.... eu não faço questão de casar pela igreija... ja ele faz! lol


bj*
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 08.03.2009 às 21:27

Pois.... eu também não fazia questão...nem do contrário :-)
Sem imagem de perfil

De amitaf a 06.03.2009 às 12:09

Jorge, cá estou uma vez mais!
Também tenho um casamento fora da graça de Deus, ou seja, somos católicos e não casámos pela Igreja isto porque o meu marido tinha tido um primeiro casamento pela igreja e como para a igreja o casamento é indissolúvel.............
Á minha familia, custou aceitar, mas as qualidades dele acabaram por ajudar a superar e já lá vão 20 anos.
Curiosamente no dia do seu casamento baptizava o meu primeiro filho.

Beijos
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 08.03.2009 às 21:30

Olá

No pressuposto de que deus exista... duvido que estivesse interessado se as pessoas se casavam ou não... há tantas coisas muito mais importantes na vida não é?

O que importa é que as pessoas sejam felizes...se são ou não abençoadas por um padre, se se casaram em casa na igreja ou em lado nenhum.... isso não importa nada.

Beijo e obrigado pelas visitas.
Jorge
Imagem de perfil

De Teresa a 06.03.2009 às 17:37

Que giro :) gosto das tuas histórias de vida, é bom lê-las...sabe bem!

Acho que não és desnaturado, acontece esquecermo-nos de algumas coisas, afinal o pedido pode não ser o mais importante :) Eu lembro-me que pedi em namoro o meu J. mas não me lembro em concreto como foi e só lá vão 5 anos LOL

Quanto à igreja eu percebo-te, às vezes penso sobre isso (duvido que me chegue a casar, deve ser mais no género de juntar os trapinhos!) mas se algum dia acontecer não me casaria na igreja porque acho que é um dia para o casal, se nenhum dos dois acredita (que é o caso) acho que não se justifica!

Beijinhos*** Bom fim-de-semana!
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 08.03.2009 às 21:50

Olá

Ora...e a mim parece-me que tu és muito simpática :-) ...

No meu caso a P. é crente e eu sei que ela gostava de casar pela igreja.. mas se nenhum dos dois acredita... não faz sentido nenhum...sem dúvida.

Beijinhos e boa semana
Jorge
Sem imagem de perfil

De Óscarito a 06.03.2009 às 22:03

Ainda não tive oportunidade de me declarar assim tão profundamente.
Tenho algumas ideias, mas não estou e ver-me em tais andanças nestes tempos mais próximos.
Mas admito que para esse casal em Veneza terá sido como que o abrir de um mundo novo.
Parabéns a eles!
Sobre igreja: se sim ou não é das convicções de cada um. Eu acho que não acrescenta nem subtrai ao futuro dos noivos. Quase diria que: é uma questão de gosto!
Entendo que não é o mais importante...
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 08.03.2009 às 22:15

Olá

Pois, é isso que eu acho, não acrescenta nem subtrai nada, nem é um papel que une duas pessoas, o que une as pessoas são os sentimentos...e é neles que se deve apostar.

Abraço
Jorge
Sem imagem de perfil

De Rosa Maria a 08.03.2009 às 00:14

............ ah .....ah ........apanhei-te na curva!!!!!!!
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 08.03.2009 às 22:16

Não percebi :-)

Sem imagem de perfil

De maria João a 09.03.2009 às 01:07

Estive sem internet algum tempo o que me impediu de vir aqui.
Quanto ao casamento e baptizados:
Não casámos pela igreja, estávamos em Dezembro quando decidimos casar em Março. Bem, tivemos mais 2 meses do que vocês de preparação.
Por mim, nem casamento era necessário. Ainda propus "fugirmos" para a Áustria e casar com 2 testemunhas no consulado Português. Era tudo quanto bastava.
Mas em consideração a outros: pais e afins lá casámos em Portugal mas tudo muito a correr, tal como vocês. Na véspera do casamento fui tentar comprar umas meias. Quando a senhora de agenda na mão me perguntou para dai a quanto tempo era o casamento e eu lhe disse: "Para amanhã", a senhora ficou de todas as cores e acho que ela pensou: "Mais uma louca".
São estas loucuras saudáveis que dão o sal e pimenta à vida.

Quanto aos baptizados, estou com a Sandra. Casamento ainda vá lá, agora baptizado?????
Deixai as crianças crescerem e escolher.

Maria João

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor






Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D