Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A Marta e a Latika

por Jorge Soares, em 20.04.09

O mundo em que vivemos não para de me surpreender, hoje o blog Um olhar sobre o mundo levou-me a duas noticias diferentes, ambas tem em comum que falam de crianças, mas as semelhanças ficam por aí.

 

LatikaEu devo ser uma das poucas pessoas que não viu o Slumdog Billionaire, o ultimo grande sucesso do cinema. Se bem entendi, a fita foi gravada num dos muitos bairros de lata de Bombain e utilizou como actores principais algumas das crianças que nasceram e cresceram no bairro, conferindo um (enorme) toque de realismo às filmagens e chamando a atenção do mundo para os pobres e esquecidos que na Índia são aos (muitos) milhões.

 

Todos vimos as crianças felizes a entrar na passadeira vermelha do Kodak Teathre em Hollywood, todos os vimos felizes a receber os vários Óscares que o filme ganhou. Muitos, milhões em todo o mundo, viram o filme e muita gente ganhou muito dinheiro à custa daquelas crianças... mas o que aconteceu com elas quando as luzes da ribalta se apagaram e elas voltaram à sua vida? Será que alguma parte dos muitos milhões que o filme gerou serviu para retirar as crianças e as suas famílias do bairro de lata retratado no filme?, será que algo mudou nas suas vidas?

 

Quem me lê sabe que sou sensível a toda a problemática da adopção e das crianças abandonadas e em risco, esta noticia do Publico chocou-me profundamente, diz o seguinte:

 

Pai de actriz de "Slumdog" quis vendê-la por 310 mil euros.

 

Reza a noticia que o pai da menina tentou vender a Latika para adopção por 310 mil Euros, não sei o que me choca mais, se o facto de todo o dinheiro gerado pelo filme não ter servido para mudar nada na vida daquelas crianças, se o facto de existirem pais que tentam vender os seus filhos..... a noticia termina com o seguinte paragrafo em que todos deveríamos pensar....e eu, fiquei sem vontade de ver o filme 

 

"O tráfico de raparigas para o Médio Oriente é um problema grave na Índia. Muitas são transformadas em escravas sexuais ou criadas domésticas. O “News” adianta que todos os anos, 11 milhões de crianças são abandonadas no país, tornando-se vítimas fáceis. "

 

Algo que nos deveria fazer pensar a todos, algo que nos deveria levar a olhar para o filme e para aquelas crianças com outros olhos

 

 

O outro post diz o seguinte:

 

Ajudem a Marta

 

 Ajudema a Marta

 

A vida da pequena Marta , de quatro anos, mudou em Fevereiro quando descobriu que sofria de leucemia. Depois de vários tratamentos de quimioterapia, a menina precisa agora de um transplante de medula óssea para viver.

 

Na impossibilidade de arranjar dador entre a família, tanto os pais como a irmã mais velha e a mais nova, nascida há 15 dias, foi lançado um pedido de ajuda na Internet .

 

Um amigo do pai lembrou-se de criar uma conta no Facebook - chamada 'Ajudar a Marta' - que ao fim de cinco dias conta já com quase cinco mil pessoas associadas à causa. "Com o Facebook temos a noção desta mega rede de solidariedade, porque com os e-mails não temos o mesmofeedback", revela ao Expresso Maria João Dray, a tia da criança.

 

O objectivo da campanha é não só tentar arranjar um dador compatível mas também sensibilizar a população para a importância de se doar medula óssea . "Hoje em dia é mais simples do que ser dador de sangue. O risco de físico do dador decorre apenas de uma colheita de sangue", diz Maria João.

 

A partir do apelo já há instituições, escolas e empresas que organizaram centros de recolha para quem quiser ser dador.

 

 

Via Expresso

 

 

Jonas obrigado por ouvires o meu apelo.. porque ajudar não custa!.. passem a palavra

 

Jorge Soares

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:34


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D