Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ontem fui jantar a Princeton, são aproximadamente 9 milhas de estrada pelo campo, ao longo da estrada temos um quase continuo desfilar de casas americanas, umas a seguir às outras, sem muros, sem separação, só espaços relvados, uns mais bem cuidados que outros e muitas arvores.

 

Em determinado ponto um sinal de transito estranho, "Atenção, zona de criança surda", era de noite, estava a chover muito e não era eu que ia a conduzir, senão juro que tinha parado para tirar uma fotografia. Se pensarmos bem, faz todo o sentido, se as casas não tem muros não há nada que impeça a criança de vir brincar para a estrada e devem ser os condutores a serem avisados para terem atenção que a criança que estão a ver pode não os estar a ouvir. Os americanos são muito práticos e de certeza que para eles faz todo o sentido, em Portugal como seria?

 

Em primeiro lugar, os pais seriam renitentes em aceitar que colocassem o sinal, ninguém quer chamar a atenção para o facto de se ter um filho que não é perfeito, a tendência é esconder, não chamar a atenção para isso. Em segundo lugar, seriam necessários 2 psicólogos e 5 pedopsiquiatras para se estudar os efeitos do sinal na criança...enfim.

 

Outra coisa estranha no transito, é que a menos que exista um sinal a dizer o contrario, nos sinais vermelhos é possível virar à direita, ou seja, chegamos a um semáforo , está vermelho, não vem ninguém, queremos  virar à direita, podemos fazelo  em lugar de esperar que o semáforo fique verde.

 

Conduzir aqui é uma seca, no outro dia fomos a Atlantic City , mais de 150 milhas, o GPS mandou-nos pelas estradas secundarias, estradas óptimas , excelente piso, praticamente sem transito, velocidade máxima 55 milhas, em muitos sítios era 45...e lá íamos nós a cumprir os limites...nós e o resto do mundo....que aqui as leis são para se cumprirem...

 

Por outro lado, no outro dia na entrada de New York, indo pelo túnel de Brooklyn era uma autentica lei da selva, ninguém facilita absolutamente nada, todo o mundo tenta entrar primeiro e é a lei do maior, quanto maior for o camião mais depressa se tenta meter......e absolutamente ninguém ligava aos riscos contínuos que separavam os carris da auto-estrada .....a lei da selva completa.

 

Por certo, não achei absolutamente piada nenhuma à Times Square !

 

Americanices....é o que é!

 

Jorge

Princeton NJ

 

 

 

publicado às 22:48


3 comentários

Imagem de perfil

De Miss Pepper a 11.12.2007 às 22:10

Amazing! Efectivamente em Portugal as mentalidades são diferentes para encarar as crianças que são diferentes. Há sempre a tentativa de encobrir as diferenças em vez de as assumir e tentar ajudar as crianças. Enfim!
Ainda dizem que Lisboa é uma confusaõ em trânsito... ;P

Xinhus! :)
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 12.12.2007 às 23:29

Sim, em portugal há uma enorme dificuldade em viver a diferença, precisamente um destes dias estavamos a debater o assunto da adopção de crianças de cor num grupo de mail e as pessoas ficam ofendidissimas quando eu digo que acho que não deveria ser possivel escolher uma criança pela cor da pele.

As pessoas querem adoptar uma criança que seja igual a elas, de preferencia loira e de olhos azuis, como se pudessem fazer isso num filho biológico.

Obrigado pelos comentarios
Beijinhos
Jorge
Imagem de perfil

De Miss Pepper a 13.12.2007 às 13:17

Eu compreendo que a pessoas tentem encontrar uma criança parecida a elas. É uma tentativa de "ocultar" que aquela criança é doptada. E isto bem analisado tinha muito para dizer. Eu já me imaginei a doptar uma crinaça, e sinceramente, não me importava que fosse negra ou chinesa, ou outra coisa qualquer. Acho que o que é importante é o amor e a empatia sentidos por aquela criança.
É claro que todos gostamos de crianças lindas mas elas não são objectos para serem escolhidos pela sua beleza.

Xinhus!

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D