Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Quem precisa de um GPS

 

 

 

Sempre fui uma pessoa com um sentido de orientação fora do comum, tenho o estranho hábito de chegar directo aos sítios mesmo nunca tendo lá estado, raramente me perco... e claro, tenho a mesma aversão a perguntar que qualquer marido que se preze. As minhas férias incluem sempre uma viagem de carro de milhares de Kms, já andei por toda a Espanha e uma boa parte de França, sempre me orientei com um mapa e não me lembro de me ter perdido nem de ter andado às voltas.

 

Antes das férias decidimos que se calhar o GPS era capaz de dar jeito, mais uma grande viagem, entrada e saída de Madrid, Valência, Benidorm, parques de campismo, analisados os prós e os contras, comprou-se a coisa. Experimentamos na viagem ao Porto no dia do jantar da Cigana que mora  algures lá para os fim do mundo fino.. na invicta... e desde logo ficou aprovado.

 

Primeira constatação:

 

Qualquer pombo-correio com um GPS se torna num comum mortal que não é capaz de ir a lado nenhum sem ele, senão vejamos: Valência, estacionei o carro no centro num parque subterrâneo, à saída as ruas eram estreitas e o raio do bichinho não havia maneira de apanhar o sinal dos satélites, dei por mim a perguntar:

 

-E agora como saio daqui?

 

É claro que a P. me ia batendo, eu, o gajo com genes de pombo-correio depois de uns dias a seguir as instruções de uma máquina, já não era capaz de pensar....

 

Segunda constatação:

 

Seguir as instruções do GPS pode ser perigoso para a saúde. Estávamos a chegar a Oliva, falhei uma viragem à esquerda, imediatamente ele recalculou e mandou virar na próxima, chego lá, pisca para a esquerda... felizmente olhei, estava prestes a descer por uma escadaria....

 

No dia que íamos a Benidorm à Aqualandia, marquei o destino à saída do parque de campismo, lá vamos seguindo as indicações, íamos pelo meio dos laranjais, vira à esquerda, vira à direita, vira para ali... oups... eu acho que o carro não passa ali... quer dizer, se calhar nem a pé que a partir dali era mais caminho de cabras.

 

Chegados a Benidorm, achamos estranho que as placas do parque aquático mandassem para um lado e a bendita menina do GPS para o outro... até que chegamos ao meio de uma encosta e ele dizia que era ali.... mas parque aquático, nem velo.

 

Já para não falar na auto-estrada que à Saída de Cuenca ainda não existia mas que ele insistia em que lá estava, e cada 5 ou 6 KMs lá me mandava virar num cruzamento que ainda não existia... tudo para regressar às obras... até que me fartei e lhe calei o pio.

 

Conclusão, como qualquer outra máquina, o GPS é muito útil e nós temos uma enorme tendência a nos tornarmos dependentes dele, daqui a menos de uma geração, não haverá no mundo quem saiba olhar para um mapa ou ir do ponto A ou B sem a bendita voz da menina a indicar o caminho.

 

Já agora, deixo aqui o link para um dos primeiros posts que li no blog da cigana, a perspectiva feminina da coisa. Os homens e o GPS

 

Jorge

PS:Mas dá muito jeito para avisar dos radares!

 

 

publicado às 21:21


20 comentários

Sem imagem de perfil

De xana a 14.09.2009 às 23:26

Já valeu pela risota que porvocaste. Já estava aqui a imaginar a cena toda, tipo comédia, tu de carro por uma escadaria abaixo, ou num caminho de cabras aos trambolhões, lol
Pois, eu sou daquelas que prefere perguntar o caminho e até dar umas voltas a mais, que levar um obejcto tendencioso a dizer-me onde e quando tenho de virar, a quantos metros de distância, etc e tal. Adoro conduzir, e acho que para mim um GPS não faz sentido. A minha irmã trabalha todo o dia na estrada (pá, esta foi mal ) com um volante nas mãos e resolveu comprar um GPS. Para começar ela que não é grande adepta das tecnologias foi comprar um objecto moderno, depois, aquilo precisa ser actualizado pela internet e ela não percebe, nem se esforça por perceber, sobra para mim, que não tenho interesse na coisa. Já tem quase um mês e não foi actualizado, já fui ao site do objecto e não encontrei nada onde diga que se pode actualizar a primeira vez sem pagar, como diz na caixa do objecto.
Portanto acho que GPS é mesmo para quem anda perdido, e eu não ando perdida, pelo menos na estrada.
bjks
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 15.09.2009 às 21:18

Olá Xana

Sem dúvida que o GPS só faz sentido para quem faz viagens grandes e frequentes, para a vida normal não faz sentido nenhum. O meu está guardado desde que voltamos de férias..e acho que tão depressa não sai da caixa.

Deu muitíssimo jeito por exemplo para entrar em Madrid e no meio da teia de aranha de autoestradas chegar direitinho ao sitio certo,... mas também conseguiu fazer com que tivesse que voltar para trás no meio de Kms de laranjal...

Bom, mas ainda bem que já te fiz rir.

Beijinho
Jorge

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor


Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D