Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 Somos o país das cunhas

Imagem retirada da internet

 

A questão do casamento entre  homossexuais está para durar, descansem, não vou falar disso, hoje no Blog Corta Fitas, falava-se da extensão do tema a adopção por esses mesmos casais, não, também não vou falar disso.

 

Chamou-me a atenção esta parte do Post do Luís Naves :


"A realidade é diferente: as crianças ficam nas instituições porque o processo de adopção leva anos e tem regras abstrusas, sendo muito contaminado pela cunha."


O que me chamou a atenção foi a parte da contaminação pela cunha, que não é nada de novo, todos conhecemos muitos casos que são difíceis de explicar, e como o Luís voltava a bater na tecla nos comentários, decidi puxar por ele, assim:


Estive a ler os comentários anteriores, e como pai e candidato à adopção, gostaria que explicasse melhor a questão das cunhas na adopção, tem conhecimento de casos específicos ou está só a generalizar e a falar do diz que disse? é que me parece muito convicto, que tal especificar e denunciar os casos que conhece?

 

É claro que o Luís se escapou pela tangente, que não, que não conhecia casos, mas que de todos modos, isso não era crime, opinião em que foi depois apoiado por outro participante.

 

É claro que é crime, quem é capaz de entregar uma criança a alguém através de uma cunha, também é capaz de saltar o processo de avaliação, por exemplo.

 

Nunca tive jeito para as cunhas, não sou capaz, mas sei olhar à volta, e sei sentir quando fui ultrapassado por alguém que meteu uma cunha, e quanto a mim, isso acontece vezes de mais. A cunha é uma instituição neste país, tudo se faz com cunhas, desde arranjar emprego para o filho, passando por arranjar lugar na escola à que não se tem direito, até vagas para cirurgias nos hospitais.

 

Onde nos leva tudo isto?, numa sociedade normal as pessoas surgem por mérito, os lugares mais importantes são ocupados pelos mais capazes, numa sociedade por cunhas, os lugares mais importantes são ocupados por quem tem mais cunhas, ou seja, a maior parte das vezes leva a incompetência até ao topo.  ....se calhar isto explica muitas coisas. 

 

Quem entrega uma criança a quem não o merece deixando para trás pessoas capazes e correctamente avaliadas, está a cometer um crime. Há todos os anos dezenas de rejeições de crianças, crianças que passam por um segundo abandono, será que já alguém investigou o porquê isto acontece?, quantos destes "pais" obtiveram essa criança através de uma cunha?

 

Hoje lia-se no Público que o ministro  das obras públicas quer criar um grupo de trabalho contra a corrupção, ora, deveria criar um contra as cunhas, porque é por aí que começa toda a corrupção

 

Eu não estou louco, isto é crime!...certo?

 

Jorge Soares

 

publicado às 21:57


20 comentários

Imagem de perfil

De cigana a 12.11.2009 às 23:37

As cunhas são uma forma de favoritismo que contorna todo o sistema instituído.
Em Portugal, coisas como o nepotismo, o suborno dos árbitros, o saco azul e a fuga ao fisco são consideradas verdadeiras formas de arte...
Sem imagem de perfil

De Fairwind a 13.11.2009 às 02:04

Não pode depois como é que ele punha uma cunha para os processos de impacto ambiental (quando não se passa por cima dele por sub-refúgios da lei e afins) para obras que ele quer realizar...

Imagem de perfil

De Jorge Soares a 15.11.2009 às 22:10

Pois.... ele e muita gente mais....
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 15.11.2009 às 22:07

É, é um sistema instituído, começam com cunhas e terminam em formas de arte.... ou em processos gigantescos que nunca dão em nada, ... mas eu não consigo ser assim.

Boa semana
Jorge
Sem imagem de perfil

De Fairwind a 13.11.2009 às 02:11

Outra coisa que me lembrei-me de repente, talvez por agora em "velho" andar a estudar finalmente com 20 anos pelo menos de atraso na universidade, a cunha em Portugal é tão secular que em boa parte já é uma "lei" emergente do costume, apesar do tráfico de influências (que agora anda por ai novamente na berra) ser crime.

Imagem de perfil

De Jorge Soares a 15.11.2009 às 22:12

Tudo começa com um favor, uma cunha, depois é a cobrança do favor, depois é tráfico de influências, depois é a compra de favores,...e de repente, temos um processo gigantesco que enlameia políticos e governantes...e todos achamos mal que a justiça não funcione.... mas tudo começa com uma cunha.

Jorge
Sem imagem de perfil

De Dakota a 13.11.2009 às 09:26

Se não for crime, eu também estou louca ...
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 15.11.2009 às 22:14

Ainda bem que não sou o unico
Sem imagem de perfil

De LCP a 13.11.2009 às 11:50

Já fui várias vezes vítima de cunha, como muita gente o foi. Mas, parece-me particularmente grave que existam cunhas nos processos de adopção. As crianças não podem ser tratadas como objectos, porque não o são. Resta a quem tem conhecimento desses casos vir a público denunciá-los.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 15.11.2009 às 22:16

A julgar pelos comentários naquele post, parece que há muita gente que acha que não é crime. Tens razão, as crianças são um assunto sério demais.
Imagem de perfil

De DyDa/Flordeliz a 13.11.2009 às 12:14

Somos o país do "chico-esperto". Não é preciso ser inteligente, é preciso ter arte e engenho e "parecer" que se é inteligente, rico ou de família "bem". Na maioria das vezes isso já serve de "cunha" ou mesmo de trampolim para ultrapassar o sistema.
É o favor que se paga, para se receber a contrapartida.
Sempre foi assim!
Continuo a assistir "às influências" neste meu cantinho...
Estes dias ia tendo um “ataquinho” de revolta com esta história que é verídica.
Um doente que aguarda (em lista de espera) um transplante de rim e faz hemodiálise (logo uma pessoa com problemas de tudo e mais alguma coisa). Um destes dias foi a uma consulta à clínica. Durante este espaço de tempo, apareceram os fiscais da Segurança Social e deixaram um aviso na caixa do correio. Ele não se preocupou, voltou à clínica e a médica, naturalmente, passou-lhe a declaração comprovando a sua presença no referido dia.
Descansadamente, entregou a declaração no centro regional da Segurança Social. Agora espanta-te...
A "Dona" que recepcionou o documento rasgou-o à sua frente dizendo-lhe que qualquer médico por 100€ lhe venderia uma declaração daquelas e que "aquilo" não tinha valor nenhum.
Jorge, depois ouvimos falar de pessoas que dão tiros ou andam à pancada...
Estou a falar de uma pessoa doente, muito doente, que não escolheu a doença que tem e que a oferecia de bom grado à "parva" que lhe fez isto sem o mínimo de decência nem bom senso.
Pois se a declaração não servia, tinha mais é que explicar quais os requisitos que a mesma deveria ter...
A isto eu chamo de uso (e abuso) de um cargo (para mim de merda), que usam como se fossem superiores.
Desculpa. Fugi ao teu tema. Ou se calhar não?!
É apenas para demonstrar que pessoas que estão em certos lugares usam e abusam do poder.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 15.11.2009 às 22:18

Olá

Infelizmente esse é mais um retrato do que somos, ante casos como esse só resta uma coisa, reclamar, fazer perceber a essas pessoas que estão a lidar com seres humanos e que estes tem direitos.

Boa semana
Jorge

Sem imagem de perfil

De Cristina a 13.11.2009 às 16:10

Pode até ser crime, mas é muito fácil alguém passar à frente dos outros quando basta argumentar com a questão da adequação criança-candidato.

E será fácil provar seja o que for? Ou é uma situação muito flagrante ou...

Cristina


Imagem de perfil

De Jorge Soares a 15.11.2009 às 22:23

Sim, infelizmente ninguém questiona, ninguém avalia, ninguém pergunta nada, as equipas de adopção são donas e senhoras do mundo, e não pode ser.

Está na moda falar-se de avaliação, eu diria que avaliação e fiscalização, são duas coisas que os portugueses deveríamos exigir em todos os lugares e serviços.

Jorge
Sem imagem de perfil

De Rosalino a 13.11.2009 às 17:53

A sabedoria popular muitas vezes se aplica a situaçôes na vida.
Neste caso me faz lembrar um dito popular.
"Não tem fumo sem fogo"
Mas não quero, não posso e nem sequer imagino que isso possa acontecer, logo num assunto que envolve directamente crianças.
E não posso crer nisso porque estou num processo de adopção que já vai (praticamente) para 4 anos.
E tento ter a lucidez suficiente para achar que quem trata deste assuntos, olha em prol dos superiores interesses das crianças ( não é isso que nos dizem?).
E quero acreditar piamente nisso.
Mas muitas vezes quem está do lado de cá muitas vezes fica pasmado com o que se vai lendo.
Quero continuar a acreditar na rectidão de processos.
Já agora os meus sinceros parabéns pelas abordagens a temas que a todos nos tocam.
Embora se concorde ou não. Os assuntos são para serem seriamente debatidos
Rosalino
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 15.11.2009 às 22:28

Olá

Obrigado pelas simpáticas palavras.

Todos vamos lendo e sabendo de casos que deixam muitas dúvidas e colocam muitas questões, eu tenho a certeza que a pessoa que fez aquele post sabia do que estava a falar,..... falta fiscalização e avaliação.

Boa semana
Jorge
Sem imagem de perfil

De Óscarito a 14.11.2009 às 17:22

O que vou dizer é o mesmo que LaPalisse diria, a propósito de cunhas:
Já vem de traz quem nos empurra!
Nunca as cunhas serão erradicadas enquanto as mentalidades não se alterarem, ou seja, fizerem parte de uma cultura onde prevalecem "as amizades", "os conhecimentos", "os afilhados, primos e sobrinhos", em detrimento das competências e das capacidades.
Talvez que se nos habituássemos a reclamar POR ESCRITO quando as situações tal exijam, talvez assim seja possível contribuir para ir eliminando lentamente o sistema de cunhas.
Talvez!
Abraço/Óscar
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 15.11.2009 às 22:30

Sim, sem dúvida, está em nós fazer as coisas mudarem, só reclamando podemos fazer que as coisas mudem.

Abraço e boa semana
Jorge
Sem imagem de perfil

De entremares a 14.11.2009 às 17:30

Amigo Jorge

Perdoa-me se desta vez não vim comentar. Vim antes convidar-te para um cafézinho num novo local.

http://www.entre2artes.blogspot.com/

E mais não te posso dizer, senão estragava a surpresa.

Um grande abraço.
Rolando
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 15.11.2009 às 22:33

Olá Rolando

Já lá passei...e já adicionei aos blogs que sigo.... fico À espera de novidade.

Jorge

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D