Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Dia mundial Sida

por Jorge Soares, em 01.12.09

Dia mundial Sida

 

Assinala-se hoje o dia mundial Sida, uma doença que apesar dos avanços da medicina continua a ser um flagelo, calcula-se que desde o aparecimento da doença já morreram no mundo inteiro mais de 25 milhões de pessoas.

 

Segundo esta  noticia do Público, em Portugal existiam no fim do ano passado 34 888 casos registados, sendo que segundo o relatório Da ONUSida, Portugal é o país da Europa em que se regista o aparecimento de maior número de novos casos. Ouvi algures que se calcula em 30% a percentagem de casos não detectados. Tendo em conta que quase 60% dos casos detectados correspondem a heterossexuais casados, nunca está demais chamar a atenção para os comportamentos de risco e para a educação para a saúde sexual.

 

Deixo hoje um post que escrevi há dois anos atrás, uma historia de vida que infelizmente continua tão actual.

 

O quebra cabeças de arame

 

Algures no ano 1992 ou 93, estava eu na loja da Valentim de Carvalho no Rossio... acho que já não existe, e acercou-se a mim um jovem, teria mais ou menos a minha idade, tinha um alicate e arame de cobre na mão, enquanto falava ia moldando o arame. Disse o nome, e que era portador do HIV, falou-me do vírus, e das dificuldades que sentia, ele e os portadores, para poder viver na nossa sociedade.

 

No fim da conversa, ele tinha moldado um quebra-cabeças de arame, e disse-me que era para mim, não custava nada, mas que agradecia se eu o pudesse ajudar com algum dinheiro, não era fácil a vida para ele, não conseguia arranjar emprego.

 

Eu era um estudante deslocado em Lisboa e sem muitas posses, ofereci-lhe 500 Escudos, e algumas palavras, para a média eu era uma pessoa informada sobre o assunto, disse-lhe isso e algumas outras coisas, lembro-me de no fim lhe ter apertado a mão e senti que ele ficou surpreendido, comovido, percebi que ele não estava à espera de aquele aperto de mão.

 

Ora isto foi em 1992 ou 93, na altura não existia a informação que existe agora, não sei o que terá acontecido com aquele ser humano, como não sei o que aconteceu com o quebra-cabeças de arame, de vez em quando lembro-me dele. Estamos em 2007, passou muito tempo, vivemos na era da informação, do google, todos deveríamos saber que o HIV é só mais um vírus

 

Jorge Soares

 

publicado às 21:34


14 comentários

Imagem de perfil

De aespumadosdias a 01.12.2009 às 22:01

Já não há lojas da Valentim de Carvalho. Quanto à Sida já não é o perigo do passado - em muitos tomando os anti-retrovirais já se consegue viver razoavelmente. O problema é o preço.
Sem imagem de perfil

De teresa a 01.12.2009 às 23:07

só mais um virús ,,, muito mais informação

e muito "negócio" á volta dele

bj
teresa
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 02.12.2009 às 23:28

Retirei o meu texto do contexto original...e não correu bem, na altura tratava de discriminação.... é mais que um vírus e ontem eu tentava chamar a atenção para a prevenção..

Mas é verdade que é um enorme negocio....
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 02.12.2009 às 23:25

Sim, a ciência tem evoluído muito, infelizmente as empresas farmacêuticas continuam a olhar para o problema na perspectiva do negocio
Imagem de perfil

De Existe um Olhar a 01.12.2009 às 23:36

Olá Jorge
Os números são surpreendentes, mas o que choca ainda mais é saber que o número de infectados pertence a heterossexuais casados, o que revela uma grande insconciência e falta de responsabilidade...ou então pensam que só acontece aos outros.

Beijos
Manu
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 02.12.2009 às 23:30

Há muito que esta doença passou a ser dos heterossexuais, a mentira e a inconsciência contribuem de uma forma assustadora para o alastrar do problema... o intuito do meu post era chamar a atenção para isso... não correu lá muito bem.

Beijinho
Jorge
Sem imagem de perfil

De xana a 02.12.2009 às 00:17

"todos deveríamos saber que o HIV é só mais um vírus"
Ora aí está, o HIV não pode ser encarada como mais um vírus. É desta forma que as pessoas se infectam sem se preocuparem, porque o HIV é mais um virús, no meio de tantos com que lidamos todos os dias, como o da gripe sazonal por exemplo, que tem cura. O HIV precisa ser encarado como um vírus altamente contagioso que mata, que degrada fisica e psicologicamente, que faz segregar quem dele padece.
Apesar dos avanços da medicina, ainda não existe cura, apenas medicamentos que podem ajudar a uma melhor qualidade de vida das pessoas com HIV, mas serão sempre vulneráveis a todo o tipo de infecções, que a qualquer momento podem despoletar situações muito complicadas com a morte como pano de fundo.
O HIV, tem uma forma de propagação diferente de outros vírus, e mais fácil de ser evitada, uma vez que depende da educação, e consciência de cada um, ao contrário de outros vírus mais fáceis de propagar, e que como no caso da gripe A, podem ficar fora de controlo.
O HIV mata.
O que eu não entendo é que se continuem a infectar pessoas deliberadamente, como alguns relatos que já ouvi, de pessoas que não se preocupam por infectarem outros, porque também os infectaram a eles. O que não compreendo é que com tanta informação, se continue a achar que só acontece aos outros, que se continuem a ter comportamentos de risco, que não se usem preservativos, que se continue a confiar no bom aspecto das pessoas.
O que não compreendo é que com tanta informação se continuem a descriminar as pessoas com HIV como antigamente se fazia aos leprosos.
Vivemos na era da informação, e só não está informado quem não quer, e só descrimina quem tem uma mentalidade muito pequenina, e isso infelizmente é um mal muito maior que qualquer doença altamente contagiosa, porque não se propaga como um vírus, mas é muito mais dificil de curar.
Um amigo faleceu de HIV, já lá vão perto de 18 anos, e nunca deixei de lhe falar, nunca deixei de o cumprimentar, porque já naquela altura tinha consciência que o vírus não se propaga por apertamos a mão de alguém, por cumprimentarmos com um beijo na cara, por simplesmente falarmos abertamente com alguém com HIV.
Até hoje já me "cruzei" com muitas pessoas com HIV e nunca descriminei ninguém, porque isso também mata, tanto quanto o próprio vírus, a descriminação.
Depende de cada um de nós fazer parar a propagação deste vírus, mas não podemos simplesmente encarar como só mais um vírus.
bjks
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 02.12.2009 às 23:32

Olá Xana

O intuito do meu post era chamar a atenção para o problema... não correu lá muito bem.... sobretudo porque retirei o texto do contexto original, foi escrito quando despediram aquele cozinheiro ... lembras?, e depois parece que o inicio e o fim se contradizem... enfim....

Belo comentário amiga, digno de um post.

beijinho
Jorge
Imagem de perfil

De DyDa/Flordeliz a 02.12.2009 às 12:21

Pois é amigo, pois é!
A Sida existe e não pode nem deve ser ignorada.
Pelo que vi na reportagem não são só jovens, não! Até porque, esses até é mais fácil educar, sensibilizar e informar. Os menos jovens (idosos) também são infectados. Não se protegem, nem têm capacidade para mudar hábitos enraizados e pelo estudo mostrado cada vez são mais os infectados e escondem dos familiares por vergonha e medo.

Imagem de perfil

De Jorge Soares a 03.12.2009 às 21:47

Olá

Sim, o facto de ter aparecido o Viagra, deu uma segunda vida a muitos senhores que já nem sonhavam com ela.... e isso fez com que apareçam infectadas pessoas que antes não estavam sujeitas aos riscos.

A vergonha e o medo fazem parte do flagelo, porque as pessoas enterram a cabeça na areia e não enfrentam a vida... por iso é que somos o país da Europa com mais infectados em percentagem.

Beijinho
Jorge
Imagem de perfil

De Pedro Oliveira a 02.12.2009 às 15:25

vi esta reportagem e percebi melhor o sofrimento de quem é seropositivo:
http://www.tvi.iol.pt/mediacenter.html?mul_id=13194856&load=1&pos=8

Temos de educar os nossos filhos ,também para estas questões dos comportamentos sociais/ sexuais.
A discriminação também é bem patenet em relação aos seropositivos.
Raio de país este.
abr
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 03.12.2009 às 21:48

Olá Pedro, sem duvida, é na educação para a sociedade que temos que apostar.

Abraço
Jorge
Sem imagem de perfil

De Óscarito a 02.12.2009 às 17:08

Não faço ideia de quem foi, mas (acho que) alguém já afirmou que:
a ignorância é a mãe de todos os males!
Abraço/Óscar
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 03.12.2009 às 21:54

Oscar... nesse caso, a ignorância é a madrasta de pelo menos metade deste país :-)

Abraço
Jorge

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D