Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A adopção e os estigmas

Imagem da internet

 

Há dias assim, a meio da manhã no grupo de mail da Missão Criança o Antonio colocou o link para a noticia do Jornal de noticias que diz:

 

Tribunal confia crianças a casal homossexual, uma noticia que me deixou bem disposto, duas crianças que foram retiradas aos pais, que estavam a viver numa instituição e que uma juiza de Oliveira de Azemeis decidiu que em lugar de estarem a viver na instituição estariam melhor a viver com o tio que as queria acolher. Até aqui tudo normal, não fosse o caso de esse tio ser homossexual e viver com o companheiro.

 

Nesta altura em que se discute a alteração da lei que permitirá o casamento entre pessoas do mesmo sexo e em que a adopção é utilizada como arma de arremesso por quem é contra, esta noticia é uma pedrada no charco, e mais quando no ionline podemos ler outra noticia que diz:

 

Crianças queriam ir viver com tio homossexual

 

Juro que hoje me senti orgulhoso de ter nascido em Oliveira de Azemeis. Infelizmente ainda há muita gente que não consegue entender que estas coisas possam acontecer, por volta da hora do almoço encontrei um post no Delito de opinião em que a Teresa Ribeiro utiliza como argumento para ser contra a adopção por homossexuais, o facto de estas poderem ser vitimas de discriminação por parte da sociedade. 

 

Eu tenho um filho adoptado, que para além do estigma de ser adoptado, tem o estigma de ser mulato, ter pais brancos e uma irmã branca, pela linha de pensamento da Teresa, eu não deveria ter adoptado o meu filho, acho que uma criança de cor numa familia branca tem muito mais probabilidades de ser estigmatizado que qualquer criança com pais homossexuais.

 

Todos sabemos que a discriminação existe e existe pelos mais variados motivos, o simples facto de se ser adoptado já é motivo de estigmas e discriminação, se vamos impedir a adopção com base nisto.... então ninguém deveria ser adoptado.

 

No meu ultimo comentário ao post, que por algum motivo não foi ainda publicado apesar de vários outros feitos depois já o terem sido, eu perguntava à Teresa se ela conhece alguma criança institucionalizada, e se já foi perguntar a alguma das crianças que espera anos por uma família, se ela prefere ficar o resto da vida na instituição a ser adoptada por um homossexual... aquele blog chama-se Delito de opinião, .... gostaria de saber qual o delito da minha pergunta para não ser publicada.

 

É muito triste quando as pessoas utilizam argumentos como estes para justificar coisas que não tem justificação.... porque não há nada que justifique qualquer tipo de discriminação.

 

Jorge Soares

 

PS:Deixo um convite a todas as Teresas deste mundo para irem ler o conto de natal escrito pelo meu filho, aqui

 

publicado às 21:48


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D