Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Mergulhadores procuram criança no Tua em Mirandela

 

Ontem ao ver as noticias sobre a criança que desapareceu em Mirandela dei por mim a lembrar-me deste post que foi escrito há dois anos e em que contava o seguinte:

 

A semana passada o meu filho de 7 anos foi agredido na hora do almoço por uma criança que tem 11 anos e está no segundo ano, colocaram-lhe um ferro no pescoço ao mesmo tempo que lhe agarravam pelos pés, lá conseguiu safar-se e fugiu para perto de uma auxiliar que quase era agredida também.

....


Fomos falar com a directora da escola que diz que não pode fazer nada, que o outro miúdo só causa problemas mas que não podem fazer nada e que só tem uma auxiliar para vigiar a hora do almoço e que não podem colocar mais. E que a culpa é da câmara que não disponibiliza mais pessoal.

 

Hoje questionei a professora sobre o assunto, resposta dela.

 

- Nós avisamos os pais no inicio do ano que não temos condições para termos as crianças a almoçar cá!

 

Lembrei-me porque na altura fiquei com a sensação de que a escola se desresponsabilizava completamente e que se a situação se repetisse, teria que ser eu a resolver as coisas ... de uma forma ou de outra. E ontem lá estava a desresponsabilização completa, nem a escola, nem os funcionários da escola nem a associação de pais sabia de nada, não havia nenhuma queixa, logo, eles não sabem de nada. Parece que em Portugal as coisas só existem se estiverem escritas numa queixa....

 

Entretanto a noticia continuava, há pouco mais de um ano o Leandro, que era assim que se chamava a criança, esteve dois dias internado no hospital depois de ter sido agredido, a noticia não dizia, mas imagino eu que pelos mesmos energúmenos que agora o levaram ao rio. A noticia no Público diz que a mãe do Leandro chegou a ir várias vezes à escola para falar desta situação, como é que agora alguém pode dizer que não sabia?  Neste país as coisas só existem quando estão escritas numa queixa? e a escola diz o quê?

 

Como pais, toda esta situação deixa-me muito preocupado, porque isto pode acontecer com qualquer criança, aliás, como vimos acima já aconteceu com um dos meus filhos, e a sensação com que ficamos é que todo o mundo lava as mãos como Pilatos, ninguém é responsável, ninguém sabe nada,  pelos vistos ninguém quer saber.

 

Nós entregamos os nossos filhos na escola todos os dias, eles passam lá a maior parte do dia, mas na realidade estão entregues a quem? está a escola obrigada a cuidar da sua segurança e bem estar enquanto eles lá estão?, há alguém que seja responsável e a quem pedir contas pelas coisas que lá se passam? É a escola responsável por garantir a segurança dos nossos filhos? Alguém me sabe responder? Quantos Leandros tem que morrer para que alguém resolva fazer algo?

 

Toda esta situação é deveras preocupante, porque a ideia que fica é que existe uma total impunidade por parte dos agressores e uma total desresponsabilização  por parte dos conselhos directivos das escolas e associações de pais..... desculpem lá, mas isto é assustador.

 

Jorge Soares

 

publicado às 21:48


2 comentários

Sem imagem de perfil

De stiletto a 04.03.2010 às 22:55

Digam o que disserem a escola tem responsabilidade mas a sociedade também tem responsabilidade, os legisladores também têm responsabilidade enfim, de uma maneira ou de outra, temos todos alguma responsabilidade. O sistema de ensino também não facilita a resolução dessas situações já que é cada vez mais difícil penalizar os alunos e, provavelmente, eles também ligam nenhuma às repreensões. Que futuro estamos a construir para as nossas crianças?!
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 07.03.2010 às 22:06

Olá

Sim, de uma forma ou outra todos temos responsabilidades nesta situação, mas parece que todos achamos que a culpa é dos outros e não fazemos nada para a resolver.. Entretanto, há muitos Leandros nas nossas escolas a sofrer em silêncio..

Boa semana
Jorge

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Ó pra mim!

foto do autor


Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D