Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ainda o dia internacional da mulher

por Jorge Soares, em 09.03.10

 

A fazer pela vida

 

Imagem minha do Momentos e Olhares

 

 

Ontem e a propósito do dia da mulher, a conversa no messenger com uma amiga da blogosfera, foi mais ou menos assim:

 

Jorge says:

há mesmo quem festeje não é?

Amiga says:

 aqui os restaurantes estão à pinha

Jorge says:

 não consigo perceber

Amiga says:

 nem eu..grrrrrrr

 acho uma palhaçada

Jorge says:

 é mesmo

 porque amanhã volta tudo ao normal

 e ninguém mais se lembra

Amiga says:

 é um dia em que as mulheres aproveitam para se soltarem

 aquelas que vivem presas

 e quando mete sTripers masculinos,,,ui ui

Jorge says:

 lol

 mas isso não há o tempo todo?

Amiga says:

 mas hoje para aquelas que raramente saiem é uma maravilha

 em situações normais nunca iriam

Jorge says:

 estranho este mundo, em que as pessoas precisam de ter dias para se soltarem

 hummm..belo tem para um post

 

Já disse aqui que sou contra os dias, contra este e contra a maioria, porque na maioria dos casos as pessoas além de que não fazem ideia do que está na sua origem, terminam por desvirtuar o seu significado e estes convertem-se em mais um dia de incentivo ao consumo.

 

O dia da mulher foi instituído porque durante muito tempo o papel da mulher na sociedade era menosprezado pelo homem, durante séculos a mulher estava condenada a ter um papel secundário que a remetia para a cozinha e os fundos da casa. Durante a revolução industrial a mulher foi incorporada na mão de obra activa nas grandes fábricas, mas quase sempre em condições insalubres com jornadas de trabalho intermináveis e salários de miséria.

 

Estas condições levaram a que no inicio do século XX nos Estados Unidos surgisse um movimento de protesto que levou a que o primeiro dia da Mulher fosse festejado a 28 de Fevereiro de 1908. Em 1910 celebrou-se a primeira conferência internacional da mulher e foi determinada a existência do dia internacional da mulher. Mas é só em 1975 que o dia é oficializado pela ONU e passa  a ser festejado a 8 de Março.

 

Eu entendo que as  mulheres queiram ter o seu dia, sou totalmente contra qualquer tipo de discriminação e tenho consciência de que ainda há muito por fazer até que seja atingida uma verdadeira  igualdade. Agora pergunto, durante o dia de ontem aconteceu alguma iniciativa que contribua para a diminuição destas desigualdades? O dia contribuiu em algo para melhorar as mentalidades?, Alguém fez algo para lutar contra um dos piores flagelos da nossa sociedade actual que tira a vida a dezenas de mulheres todos os anos, a violência doméstica? Alguém pensou sequer no assunto? 

 

Como bem diz a minha amiga,  este dia está convertido em mais um dia para o consumo...e é pena, porque há tanto por fazer... mesmo.

 

Jorge Soares

publicado às 21:37


14 comentários

Sem imagem de perfil

De Sandra Cunha a 10.03.2010 às 01:41

Oi Jorge,

A esta não me posso calar. Felizmente, a resposta à tua pergunta:

"Agora pergunto, durante o dia de ontem aconteceu alguma iniciativa que contribua para a diminuição destas desigualdades? O dia contribuiu em algo para melhorar as mentalidades?, Alguém fez algo para lutar contra um dos piores flagelos da nossa sociedade actual que tira a vida a dezenas de mulheres todos os anos, a violência doméstica? Alguém pensou sequer no assunto?"

é um grande sim!

Eu, apesar de numa iniciativa muito modesta, estive num debate / mesa redonda com deputados parlamentares dos vários partidos, a tentar informar, sensibilizar, alertar, debater e fazer pensar miúdos do 7º, 8º e 9º ano, por sinal, aí bem pertinho de ti. Na Escola EB 2,3 Luísa Todi , Setúbal.

Da minha parte falei nos progressos alcançados mas também no que ainda falta fazer e nas discriminações e violações persistentes. Disse-lhes que ainda mais importante do que as enumerar era tentar perceber as suas causas, as razões da sua existência. Só assim as poderemos combater eficazmente. Disse-lhes que a nossa herança cultural e histórica não podia mais continuar a servir de bode expiatório e que actualmente a persistência das desigualdades e discriminações encontra explicações, essencialmente, nas relações de poder e na relutância de alguns abdicarem dos seus grandes-pequenos poderes.

Tentei explicar-lhes a importância da cidadania e da participação cívica. Tentei explicar-lhes a importância da opinião de cada um deles.

À tarde, numa das Acções Globais da Marcha das Mulheres, assisti (entre muitas outras coisas) à actuação de um grupo de Hip-Hop, composto por jovens raparigas, apenas adolescentes, que desenvolveram um projecto (actualmente apoiado pela Fundação Calouste Gulbenkian) de terapia de choque, como elas disseram. As letras das músicas foram elas que as escreveram e retratam a vida de cada uma delas. Desde drogas, violações, gangues , gravidez, discriminação, violência...contam tudo, cantando. Dizem elas que esperam abrir os olhos a outras, alertá-las, sensibilizar todos, falar a verdade, dar a cara. No final cantaram, em conjunto, uma música que compuseram, a denunciar a mutilação genital.

No país, e aliás, por todo o mundo decorreram muitas outras acções do género. Eu que só tenho um corpo estive em duas! Houve, decerto, muitas mais. O que demonstra que lá por, tu e a tua amiga, desconhecerem estas iniciativas e só repararem nas mulheres que aproveitam o dia para ir ver stripers e divertirem-se um bocado, não haja quem tente levar isto a sério, quem abdique do conforto da sua casa, para andar à chuva a tentar alertar, fazer reflectir, denunciar. Quem, mais do que isso, até tenha a coragem de contar a todos aquilo por que passou no mais íntimo de si, com o único intuito de evitar que a outras aconteça o mesmo.

Beijos

Imagem de perfil

De Jorge Soares a 10.03.2010 às 22:52

Olá Sandra

Haverá excepções como a tua, mas a verdade é que não me parece que haja assim tantas acções como essa. Para a maioria das pessoas é mais um dia para receber umas prendinhas, para ir jantar e pouco mais. Do espírito da coisa eu vi muito pouco... mesmo muito pouco.

Jorge
Sem imagem de perfil

De Ribatejana a 10.03.2010 às 08:25

É um dia que marca a "libertação" da mulher e acho que ainda continua a ser muito necessário que ele exista uma vez que continuamos a ser segregadas em muitas esferas da vida. É um dia como outros tb. As pessoas tb falam que o Natal devia ser todos os dias, que Natal é consumismo mas comemoram-no na mesma, gastam dinheiro na mesma. O dia dos namorados tb se diz que é uma treta mas toda a gente acaba por comemorá-lo de uma forma ou de outra. As pessoas não deixam de se lembrar que têm namorado por a data já ter passado. São datas que assinalam momentos e acontecimentos importantes. Está bem que o grau de importância varia de pessoa para pessoas. Mas sinceramente não vejo mal nenhum nisso.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 10.03.2010 às 22:56

Olá

É um dia que deveria recordar a luta de tantas mulheres para que agora a maioria possa ter uma vida menos má... mas a verdade é que a maioria das pessoas não olha mais além das prendinhas e do jantar.. e é pena, porque como dizes e como eu digo no post, há muito por fazer e muito porque lutar.

Jorge
Sem imagem de perfil

De Priscilla a 24.03.2010 às 13:53

Oi! Tem um site muito bacana que possui mais de 50.000 acessos ao dia e fazem parceria com blogs/sites, vale a pena! Eu já fiz o meu!Só lembrando que como se trata de uma parceria você tem que colocar o selo deles também no seu blog/site, que você pode pegá lo no mesmo link abaixo!Senão você não receberá acessos!

Aí vai o link: http://www.guiademulher.com.br/enviar_blog.php

Um abraço!
Imagem de perfil

De cigana a 10.03.2010 às 12:22

Irrita-me o dia da mulher, as mensagens de homenagem e as rosinhas por todo o lado.
O que é isso de dia da mulher? E os outros 364 dias de quem são, do homem?
Sem imagem de perfil

De Sofia a 10.03.2010 às 14:47

Concordo com o comentário acima! E ainda por cima se isto começou a ser desvirtuado pelo consumismo, não há mesmo paciência! O importante era lembrar as mulheres que tanto lutaram pelo direito ao voto, pela igualdade de direitos, pela licença de maternidade, etc, etc...

Só uma nota: o verbo descriminar que significa “absolver alguém de uma culpa”, “justificar” é muitas vezes confundido com o verbo discriminar, cujo significado é “diferenciar”, “distinguir”, “segregar”, “separar”, “discernir”.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 10.03.2010 às 23:01

Olá.. Obrigado pela correcção, discriminar e discriminação são duas palavras que utilizo muitíssimas vezes aqui no blog ... tenho mais que obrigação de as saber escrever... e acredites ou não, quando estava a escrever lembrei-me da ultima vez que as tinha trocado por descriminar... e já vez, passou na mesma.

Quanto ao resto, estamos de acordo.. o consumismo instala-se e este é cada vez mais um dia para o consumo.

Jorge
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 10.03.2010 às 22:57

Olá

Estranho era se tu e eu não estivéssemos em sintonia.

:-)
Sem imagem de perfil

De Sandra Cunha a 10.03.2010 às 15:40

Concordo convosco. Se o dia começa a ser desvirtuado pelo consumismo e se se perdem de vista as razões da sua existência, não há pachorra!

Mas então, façam algo para contrariar isso. Envolvam-se, tornem-se activas, alertem, informem, participem. Não só no dia da mulher, mas todos os dias. Activismo, precisa-se!

Bjs
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 10.03.2010 às 23:03

Ora lá está... activismo precisa-se, é esse o cerne da questão, ..e ideias, e vontade.. e tantas outras coisas.

Jorge
Imagem de perfil

De Existe um Olhar a 10.03.2010 às 20:11

Eu não festejo este dia, para mim todos os dias são dias da Mulher, os únicos beneficiados nesta história são sem dúvida os comerciantes que nesta altura vêem uma oportunidade para fazerem um dinheirito extra.
Lutarei hoje e sempre pelos meus direitos e tentarei cumprir os meus deveres.
Ao longo da história existiram homens que lutaram pelos direitos humanos, pela abolição da escravatura e contra o racismo, muitos morreram por grandes causas...e eu pergunto...Há dia do Homem?
Esta comemoração é uma prova de descriminação.
Hoje e sempre lutarei para fazer valer os meus direitos e os de todos os que me rodeiam. porque serei sempre Mulher.
Beijos
Manu
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 10.03.2010 às 23:06

Estes dias só fazem sentido enquanto as pessoas se envolverem no que interessa, a verdade é que vivemos cada vez mais uma era em que as pessoas não querem saber, tem a sua vida garantida, tem todas as condições, tem tudo... logo, para que lutar...

Mais dois ou 3 anos e vai acontecer como com o dia dos namorados ou o Halloween, ninguém faz sequer ideia de porque existem , mas todo o mundo desata a comprar o merchandising associado... raio de vida esta.

beijinho
Jorge
Sem imagem de perfil

De carla silva a 11.03.2010 às 10:01

Eu até sei que o dia é mais um dia para promover o consumo...mas recebi flores do maridinho, a minha mãe recebeu flores do maridinho dela, leia-se meu pai, e os meus filhotes um fez-me uma flor na escolinha o outro não pois desculpou-se que a educadora está de férias!!! E sabe tão bem receber um miminho...Porém eu sou de dar miminhos qd me apetece....

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor


Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D