Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




amar e amar .. falemos de amor e de amar

por Jorge Soares, em 18.04.10

 

Imagem minha do Momentos e olhares

 

Amar: (latim amo, -are)
1-Ter amor a; gostar muito de.

2- Estar apaixonado.

 

Como seria de esperar, o post de sexta-feira deu azo a algumas conversas interessantes,  não só aqui no blog como fora dele e já deu para aprender um bocadinho, pelos vistos não são eles que estão muito à frente... sou eu que estou meio parado no tempo... que a maioria da malta já tinha ouvido falar disto.... Mas muito mais interessante que o Poliamor e um tema de conversa muito mais animado, é a parte de sim ou não se poderem amar duas pessoas ao mesmo tempo.

 

Em lugar das duas palavras mais comuns que existem em Português para demonstrar sentimentos, gostar e amar, em Castelhano existem 3, gustar, querer e amar, sendo que o querer está ali, entre o gostar e o amar.. existe até um poema de Andrés Eloy Blanco que se chama Pleito de amar y querer.

 

Me muero por preguntarte

si es igual o es diferente
querer y amar, y si es cierto
que yo te amo y tú me quieres.

 

-Amar y querer se igualan
cuando se ponen parejos
el que quiere y el que ama.

 

-Pero es que no da lo mismo.
Dicen que el querer se acaba
y el amar es infinito;
amar es hasta la muerte,
y querer, hasta el olvido.

 

Talvez porque cresci entre o querer e o amar e a tentar entender qual a diferença entre eles, eu acho que não, não é possível amar duas pessoas ao mesmo tempo. É claro que é possível amar alguém e sentir carinho e até gostar de outra pessoa, mas amar até acharmos que podemos entregar o nosso coração, não... porque o nosso coração só pode ser entregue uma vez de cada vez.

 

Eu acredito que podemos amar mais que uma pessoa na vida, mas não da mesma forma..e muito dificilmente ao mesmo tempo. É claro que o amor é um sentimento e como todos os sentimentos, vai mudando com o tempo e muitas vezes não o sabemos tratar de forma a que perdure.. e vão-se criando vazios... vazios que muitas vezes são preenchidos de forma temporária ou definitiva... é nesta altura que muita gente acha  já ama duas pessoas.. eu acho que não, na verdade não ama nenhuma das duas..

 

E há quem utilize a palavra amor de uma forma leviana.. quem na verdade nunca ame realmente ninguém mas que vai pingando "amor" por aí..e há quem utilize o amor como desculpa para aventuras mais ou menos complicadas... e quem utilize a palavra para tentar amarrar... e ... há tantas desculpas.. mas será que há assim tanto amor?

 

Este post está meio estranho... deve ser porque nos mexemos em areias muito movediças...  e se calhar não estou assim tão certo...

 

E vocês o que acham? é ou não possível amar a mais que uma pessoa ao mesmo tempo?

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:15


22 comentários

Sem imagem de perfil

De Sandra Cunha a 18.04.2010 às 22:50

Jorge,

qualquer coisa que se diga sobre este assunto nunca pode ir muito além das nossas opiniões, convicções, enfim, daquilo que podemos pensar e acreditar.

Tu dizes que até se poderá amar mais do que uma pessoa na vida mas não da mesma forma e muito dificilmente ao mesmo tempo"

Eu digo que não só se pode amar mais do que uma pessoa na vida (quase certamente de forma diferente já que somos todos diferentes e únicos, felizmente!!) como acredito que se possa amar mais mais do que uma pessoa ao mesmo tempo. Sem desculpas, sem segundas intenções, sem ter de servir de justificação a qualquer outra coisa.

Porque não? Não percebo porque não.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 19.04.2010 às 23:12

Sandra... são opiniões... tens toda a razão.

A verdade é que o post não me saiu como eu queria..sinto que haveria muito mais a dizer.. mas não saiu..e agora nos comentários também não está a sair...

Amar é entregar-nos de alma e coração e totalmente a alguém... assim de repente, o contrario do conjunto totalmente, é o conjunto vazio, logo, se amas alguém, não resta nada para entregar a outro alguém.. hummm... eu nunca fui muito bom a fazer demonstrações

Mas isto sou eu...e a minha maneira de ser...e acredito que existam pessoas que acham que se conseguem dividir e dividir o seu coração... mas eu continuo a achar que isso é o sinal de que não se ama realmente ninguém... pronto.. está dito.

Jorge

Sem imagem de perfil

De António Manuel Dias a 18.04.2010 às 23:26

É claro que tudo isto depende de uma definição de um sentimento, sobre o qual não temos nenhum ponto de comparação a não ser a nossa própria experiência. Portanto, a conclusão a que cada um vai chegar sobre a pergunta que colocas (é ou não possível amar mais do que uma pessoa simultaneamente) vai sempre dependerm em última análise, da experiência de cada um.

Ou então podemos usar a lógica: se é possível amar uma pessoa, então deve ser possível amar mais do que uma, já que existem tantas pessoas no mundo :)
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 19.04.2010 às 23:17

Vai depender de tantas coisas... até de se as pessoas são sinceras consigo mesmas ou não..

Mas uma coisa é certa. pela tua lógica, conseguíamos amar todas as pessoas que conhecemos e ao mesmo tempo .... isso é que era um mundo melhor.

Abraço António
Jorge
Sem imagem de perfil

De xana a 18.04.2010 às 23:58

Tenho para mim que até podemos amar muitas mais pessoas ao mesmo tempo! O que vai ser diferente é a forma desse amor. Porque amamos os nossos filhos, irmãos, amigos verdadeiros, etc. A forma do amor é que é diferente consoante o objecto desse amor, e no caso do amor entre duas pessoas, o amor de envolvimento, o amor de quimica, de sintonia, porque esse amor envolve outros parametros, aí sim, só consigo amar uma pessoa. Amor verdadeiro só tem um dono , tudo o que seja mais que isso já não é amor, mas algo muito diferente que pode ter nomes tão diferentes como poligamia, traição, etc, a não ser como no caso desse tal de poliamor em que todos gostam de se "encornar" com a permissão uns dos outros.
(acho que não disse cois com coisa...)
bjks
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 19.04.2010 às 23:25

Xana.. é claro que podemos amar muitas pessoas ao mesmo tempo... mas amor desse que falas, o da Química..desse..estou como tu... só uma pessoa de cada vez.. o resto, não será verdadeiro.. mas de novo repito.. isto sou eu... que tenho a mania das sinceridades.

Beijinho Xana
Jorge
Imagem de perfil

De cigana a 18.04.2010 às 23:59

Teoricamente, acredito que seja possível.
Na prática, enquanto a monogamia tiver mais expressão que o poliamor, o que acontece é criar-se o tal triângulo amoroso em que normalmente um membro não sabe ou fecha os olhos. E aí não sei até que ponto não é o próprio desafio do fruto proibido e a fuga à rotina que criam essa atmosfera de paixão que talvez não existisse dentro da abertura do poliamor...
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 19.04.2010 às 23:27

Olá

Pois... trios é o que há mais por aí... mas convenhamos que traição é logo sinal de falta de amor, e eu diria que na maioria desses casos,.. em lugar das duas pessoas que se apregoam, não se ama nenhuma..

E paixão e amor são coisas que não tem nada a ver... mesmo.

Beijinho
Jorge
Sem imagem de perfil

De su a 19.04.2010 às 00:30

eu acho que o problema está: o que é o amor? quando amamos ou não uma pessoa? Cm podemos definir o indefinível?
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 19.04.2010 às 23:33

Olá Su...

Boa pergunta... eu diria que com tempo e experiência... mas ....

Beijinho
Jorge
Sem imagem de perfil

De Sandra Cunha a 19.04.2010 às 01:21

Xana, não concordo contigo. Pareces julgar os outros pela tua bitola, o que não é justo. Ou seja, pensas sobre as coisas, toldada, à partida, por juízos de valor o que não te deixa encarar outras hipóteses.

Dizes tu que "amor verdadeiro só tem um dono, tudo o que seja mais que isso já não é amor". Como sabes? Se nunca te aconteceu não podes saber...

Eu também posso vir para aqui dizer que amar só uma pessoa não é amor verdadeiro, que é, sei lá, obsessão, relação de posse (e tu própria usas a palavra 'dono').

Quem dá, seja a quem for, a autoridade ou a sabedoria para achar o que é o amor ''verdadeiro', se este é algo diferente para cada pessoa e que só pode ser definido por cada um de nós para cada um de nós?

Eu penso que é possível amar mais do que uma pessoa ao mesmo tempo, tal como é possível amar só uma pessoa de cada vez, mas não percebo porque razão um amor será mais 'verdadeiro' ou mais 'válido' do que o outro.

Bj
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 20.04.2010 às 00:26

Sandra..e não é isso que fazemos todos? medir pela nossa bitola?

Além de mais há muitíssima gente que acha que amor verdadeiro só há um..e há até quem pense que só há um para a vida toda ...

A verdade Sandra é que são as experiências da vida as que nos vão mostrando como é o nosso amor e como é o amor dos outros...

Depois destes comentários todos...a conclusão a que chego é que esta conversa não faz lá muito sentido.. mas vamos vivendo e aprendendo

Jorge
Sem imagem de perfil

De xana a 20.04.2010 às 11:34

Sandra, como diz no primeiro comentário "qualquer coisa que se diga sobre este assunto nunca pode ir muito além das nossas opiniões, convicções, enfim, daquilo que podemos pensar e acreditar", logo o meu comentário apenas mostra o que eu sinto em relação ao assunto, sem juízos de valor em relação aos outros. Ao usar a palavra dono, não falo de posse, mas no sentido figurado, porque ninguém é dono de ninguém. Eu li o seu comentário e nem concordo nem discordo, é a sua opinião e é tão válida como a minha, o que não parece ser a sua opinião em relação ao meu comentário, pois parece que por eu só conseguir amar uma pessoa de cada vez ofendo alguém.
Ame, ame muito, todas as pessoas que conseguir ao mesmo tempo ou não, isso é consigo e só aos envolvidos diz respeito, eu amor uma pessoa de cada vez e vivo muito bem com isso. Só não julgue os outros por não terem a mesma opinão que tem dos assuntos em questão, somos livres de dar a nossa opinião, e cada um tem a sua, tal como mostram os comentários.
"Pareces julgar os outros pela tua bitola, o que não é justo. Ou seja, pensas sobre as coisas, toldada, à partida, por juízos de valor o que não te deixa encarar outras hipóteses." Afinal que julga quem?
Sem imagem de perfil

De Sandra Cunha a 20.04.2010 às 12:12

Xana, pelos vistos percebemos as duas a coisa da mesma forma errada.

Pelo primeiro comentário pareceu-me que não estavas a dar uma opinião mas sim a afirmar que as relações que não fossem monogâmicas não se baseavam num amor 'verdadeiro'. Sinceramente a forma como foi escrito parecia mesmo indicar que estavas a julgar as relações que não se enquadrassem no que tu consideras ser 'amor verdadeiro'. É claro que também se pode defender que isso seja uma opinião. E é claro que é tão válida como a minha. Mas não deixa de ser discriminadora. E foi isso que eu quis expor.

A diferença entre os nossos dois comentários é que a tua opinião é que o amor a dois é válido e verdadeiro e os outros não o são.

A minha opinião é que ambos são válidos, não menorizando ou discriminando nenhum deles.

Beijos
Sem imagem de perfil

De Leamar a 19.04.2010 às 10:45

Eu amo porque ... amo!! Existe alguma outra razão para amar alguém??
Ora aí está...gostar, amar, estar apaixonado são sentimentos subjectivos...e variam de relação para relação. Quando se está apaixonado por alguem, tenha-se 15 ou 70 anos, nessa altura a sensação é sempre "a mais forte". Estar apaixonado por duas pessoas simultaneamente penso que pode ser possível, dependendo da pessoa em questão e da sua personalidade. Era eu garota e tinha uma dificuldade enorme em apixonar-me por quem quer que fosse...já uma colega minha apaixonava-se por várias pessoas ao mesmo tempo ficando num sofrimento tentando escolher qual preferia! Nunca consegui entender na perfeição...apenas aceitei que a diferença é tão aceitável como a dita normalidade! Todos diferentes, todos iguais.
Mas relativamente àquela relação a 3...na minha opinião pode resultar enquanto novos e diferentes tipos de amor não aparecerem (os filhos). Aí os sentimentos mirturar-se-ão, as prioridades dividir-se-ão, e o ciúme aparecerá nem que seja numa forma mais material e não apenas sentimental. Mas se houver alguém que consiga contornar essa situação...então fantástico...mas eu não conheço!
Não fui, não sou e nunca serei recrimidadora do que quer que seja relativamente a relações amorosas, se feitas com honestidade e sinceridade...Se assim não for não tem validade como relação.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 20.04.2010 às 22:57

Olá

Acabo de descobrir uma coisa fantástica com este teu comentário..e já sei porque é que o post me custou tanto a escrever.... é que eu penso exactamente o que dizes aqui..

E sabes uma coisa, se amar uma única pessoa pessoa já pode ser tãoooooo complicado ... como é que alguém pode querer mamar mais que uma?

Beijinho
Jorge
Imagem de perfil

De libel a 19.04.2010 às 12:00

Olá Jorge,

Na minha opinião, é possível sim, mesmo que seja de diferentes formas ou sentires, o amor não se explica sente-se, e por mais voltas que dermos a este assunto, nunca vamos conseguir perceber certas atitudes ou procedimentos, para os quais o coração não deixa alternativa. A única explicação que encontro e que me faz entender este duplo amor nas relações, é o facto de nós conseguirmos amar ao mesmo tempo, da mesma forma e com a mesma intensidade, os nossos filhos, sejam eles quantos forem, com feitios diferentes, idades e carácter desiguais. Eu sei que são situações diferentes, mas será que o amor permite-nos ver essas diferenças?..

Não será o amor um sentimento só, único e igual em todas as situações??...

É claro que apenas estou a focar o Amor no seu todo, como sentimento que nasce dentro de nós e que não conseguimos explicar. Sequer estou a considerar situações dúbias, as quais podemos evitar ou pelo menos tentamos. Pois como já tinha referido, acredito que sejam doentias.

Mas consigo perceber esse sentimento duplo e acredito que aconteça naturalmente, no entanto também acho que será muito degastante, tanto para a própria pessoa, como para as envolvidas.

Beijokas

Imagem de perfil

De Jorge Soares a 20.04.2010 às 23:03

Olá Libel

Como já foi dito aqui, tudo isto depende da forma como vemos o amor e as nossas relações.. imagino que nem todos damos o mesmo nome aos nossos sentimentos nem sentimos da mesma forma...

Eu não me consigo imaginar a amar mais que uma pessoa de cada vez, amar uma já é por vezes tão complicado.... como é que poderia mamar mais que uma?

Mas vivemos todos os dias..e crescemos todos os dias.. quem sabe o que me reservará o futuro

Jorge
Imagem de perfil

De libel a 20.04.2010 às 23:28

Ó Jorge desculpa lá...mas não consegui evitar o riso, tu já viste o que escreveste??...ahahhaha...

Mas fora de brincadeira, percebo o que dizes, eu também não me imagino a viver essa situação, mas acredito que seja possível entendes??.. lá está o tal dito antigo "nunca digas desta água não beberei"...só quem passa por elas, talvez um dia me tenha visto metida numa situação dessas, seja mais fácil avaliar, mas da qual saí fora.

Beijokas
Imagem de perfil

De libel a 20.04.2010 às 23:36

Penso que percebeste, mas faltaram umas palavrinhas, queria dizer que talvez por isso seja mais fácil para mim considerar essa possibilidade.

Beijokas
Imagem de perfil

De Ni a 19.04.2010 às 15:57

"Amar só por amar: aqui... além...
Mais Este e Aquele, o Outro e toda a gente"

Amo, de forma diferente, várias pessoas. Nenhum amor é igual. Nenhum amor é sentimento sozinho.
D. Ni
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 20.04.2010 às 23:10

Olá

Eu acho que há alturas para tudo na vida.. até para amar por amar... sem dúvida.. e tens razão, não há dois amores iguais..nem duas visões iguais sobre o amor.

Jorge

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor






Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D