Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Eu, deus, o papa, a igreja católica e o circo

por Jorge Soares, em 18.05.10

Considero-me uma pessoa de mente aberta e apesar do meu mau feitio, tolerante, tenho uma maneira muito minha de ver o mundo e sempre que possível, tento ver um pouco mais além.. sei que não sou dono da verdade e há muito que aprendi que qualquer palavra tem sempre pelo menos  três significados: o de quem a disse,  de quem ouviu e do dicionário.

 

Tenho este blog há 3 anos, já aqui se falou de tudo um pouco mas há temas recorrentes, a religião é um deles, é algo que faz parte do mundo em que vivemos e do nosso dia a dia. A maioria dos meus leitores já sabe que para mim Deus não existe, Ponto final!, mas também sabe que  sou uma pessoa que pelo menos no blog, tenho algum bom senso e que sobretudo, respeito as crenças dos outros.

 

Mas respeitar não é deixar de ter opinião e de a emitir. O post da passada segunda feira, o dos 75 milhões de Euros, pretendia ser uma crítica ao governo e à forma como em 3 ou 4 dias deitou fora 75 Milhões de Euros, e a como ao mesmo tempo que dava tolerâncias de ponto anunciava aumentos de impostos que nos vão penalizar a todos. No post classifiquei tudo o que rodeou esta visita como um circo... esqueci de pedir desculpa aos artistas de circo que são pessoas decentes, mas disse aquilo que entendia, porque na verdade, a mim tudo me pareceu um enorme circo.

 

Publiquei o post no Facebook e tive o seguinte comentário:

 

"Antes do mais é de muito mau gosto apelidar de "circo" algo que só porque senão acredita, se julga no pleno direito de abusar nos adjectivos, simplesmente para agredir a ideologia a que se refere.
Pena é que seja pelo simples facto de não acreditar em Deus que dá o nome de circo ao acontecimento da vinda do Papa a Portugal.
Achar que se pode simplesmente apelidar de circo a uma crença que é alicerçada num homem como o Papa, e que é seguida por milhões de pessoas em todo o mundo. è no mínimo o que eu chamo de abusar da liberdade de expressão.
Passando por cima dos sentimentos dos outros.
A nossa liberdade de expressão vai até ao ponto em que respeitamos a liberdade/opinião/crença dos outros.
Sem os ofenderem.
Nem vou comentar o facto de escamotear o trabalho feito pela Igreja em prol dos mais necessitados, com o trabalho feito pelas centenas de movimentos da própria Igreja.
Pois como é normal numa pessoa que faz uma "dedicatória" destas ao Papa e consequentemente á Igreja, não tem o mínimo conhecimento do que ele é.
È de muito mau gosto e muito má indole apelidar seja o que for de Circo, só porque se é adverso a algo...."

 

Reparem bem na parte que diz  "abusar da liberdade de expressão" .. é importante. É evidente que todos temos direito a ter opinião e a do senhor é de respeitar tal como a minha.. eu respondi ao comentário no Facebook, como respondo aos que me fazem nos blogs... e para mim era assunto encerrado.

 

A meio da tarde achei muito estranho que alguém que tem como fotografia no Facebook um pendão do papa me enviasse um pedido de amizade, achei tão estranho que ao contrario do que costumo fazer com quem não conheço, aceitei e fui ver.. e encontrei o seguinte:

 

Comentário no facebook

 

Lembram-se do detalhe da liberdade de expressão?.. pois, eu é que abuso da liberdade de expressão. Não sou pessoa de odiar, há pessoas e coisas de que não gosto, há coisas que detesto, há momentos que detestei viver.. mas odiar... definitivamente não.. A Igreja católica merece-me o mesmo respeito que outra qualquer, é verdade que sou crítico sobre as suas práticas e sobre as opiniões de quem a governa... mas ser crítico e expressar opinião não é odiar. Depois de ler isto cheguei a pensar se não teria alguma vez exagerado.. talvez, mas a verdade é que para além de este mesmo senhor, nunca ninguém mostrou tal desagrado sobre as minhas palavras e eu sei, porque olho para os logs, que os posts sobre deus tem muitas visitas.

 

Não faço ideia se a mensagem foi colocada em algum outro lugar do facebook ou fora dele, sei sim que o dono do sítio onde foi publicado o retirou ao fim do dia e que ninguém me veio pedir contas.... o que só atesta a minha insignificância e já agora, a dele.

 

É claro que tudo isto é de péssimo mau gosto,  se alguém tem algo a dizer-me, agradeço que o faça directamente e de preferência aqui no blog... eu até gosto de uma boa polémica... falar nas costas das pessoas é feio... e além disso a época da inquisição já lá vai... para sorte minha 

 

E claro, não retiro uma vírgula de tudo o que já aqui escrevi sobre deus, religiões e a igreja católica.

 

Jorge Soares

publicado às 22:10


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Ó pra mim!

foto do autor


Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D