Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Homens que ajudam mulheres têm melhor Sexo!

por Jorge Soares, em 09.03.08

 

Segundo o DN, "Homens que ajudam mulheres têm melhor Sexo", a noticia reza assim:"Os homens que partilham as tarefas domésticas estão a melhorar a harmonia conjugal e podem ter assim uma vida sexual mais satisfatória".... isto segundo um estudo feito por investigadores norte-americanos .

 

Definitivamente há estudos para tudo, no entanto ficou-me uma duvida, o que é que eles querem dizer com "melhor sexo"? Será que eles queriam dizer "mais sexo", ou "melhor sexo"?... é que não é bem a mesma coisa... não vou agora entrar em detalhes,... este blog não tem bolinha... mas que é uma pergunta pertinente..., de facto, se pensarmos bem, partilhar as tarefas deixa mais tempo livre a quem costuma fazer tudo, e significa mais descanso e isso deve levar a ... menos dores de cabeça! .... lá isso é... mais, achei engraçada esta frase:

 

«As mulheres dizem sentir mais atracção sexual e carinho pelos seus maridos se eles participarem nas tarefas domésticas», explicou o especialista, ressalvando que passar mais tempo com as crianças pode fazer mal à intimidade do casal.

 

Eu sempre disse que as mulheres gostam de homens que saibam cozinhar.... aliás, lembro-me que a primeira vez que senti que tinha chamado a atenção de uma miúda ... algures muito tempo atrás..... foi com uma conversa sobre cozinhados... mas esta parte da atracção sexual.. não me tinha apercebido.... acho que vou passar a colocar mais receitas aqui no blog :-).. ....

 

Jorge

PS:Imagem retirada da internet

publicado às 14:50

Eu mato um SAPO!

por Jorge Soares, em 09.03.08

 

Já me tinha acontecido antes, mas desde sexta feira está pior, desde esse dia que tenho imensas dificuldades em comentar alguns blogs, inclusive no meu das fotografias.... estou a ficar pelos cabelos com o SAPO. Comecei por pensar que o problema seria da minha ligação à internet, mas depois comecei encontrar as mesmas queixas  noutros blogs, e além disso, não é em todos os blogues,....

 

Há dois blogues onde quero comentar e não consigo mesmo, o da Mia, e o Crisalida... mas o pior mesmo, é que não consigo responder aos comentários no meu blogue de fotografia.... mas também tenho tido problemas para comentar noutros sitios.

 

Portanto, se um dia de estes chegarem aqui e virem um letreiro a dizer "Mudou-se para o blogspot".... não se admirem.

 

Jorge

PS:Imagem retirada da internet

Tags:

publicado às 12:35

A ti mulher

por Jorge Soares, em 08.03.08

Bella



BELLA,
como en la piedra fresca
del manantial, el agua
abre un ancho relámpago de espuma,
así es la sonrisa en tu rostro,
bella.

Bella,
de finas manos y delgados pies
como un caballito de plata,
andando, flor del mundo,
así te veo,
bella.

Bella,
con un nido de cobre enmarañado
en tu cabeza, un nido
color de miel sombría
donde mi corazón arde y reposa,
bella.

Bella,
no te caben los ojos en la cara,
no te caben los ojos en la tierra.
Hay países, hay ríos
en tus ojos,
mi patria está en tus ojos,
yo camino por ellos,
ellos dan luz al mundo
por donde yo camino,
bella.

Bella,
tus senos son como dos panes hechos
de tierra cereal y luna de oro,
bella.

Bella,
tu cintura
la hizo mi brazo como un río cuando
pasó mil años por tu dulce cuerpo,
bella.

Bella,
no hay nada como tus caderas,
tal vez la tierra tiene
en algún sitio oculto
la curva y el aroma de tu cuerpo,
tal vez en algún sitio,
bella.

No dia internacional da mulher, um poema de Pablo Neruda

Jorge

PS:Poema e imagem retirados da internet

publicado às 19:17

Video: Tracy Chapman - Fast car

por Jorge Soares, em 07.03.08

Hoje é sexta, dia de vídeo cá no blog, este post tem uma particularidade, sabem aquelas obras de piano a 4 mãos?... bom, o post de hoje foi mais ou menos a 4 mãos,... por acaso tinha umas ideias para o Post, ia falar do Cais das Colunas.... e há uma receita de frango com cerveja que inventei a semana passada.... mudei de ideias.

 

É mesmo só o Vídeo, e vai dedicado a ti dona Teia de Aranha, .. afinal... foste tu que escolheste.... e volto a dizer.... tens um excelente gosto...

 

Tracy Chapman - Fast Car

 

Por acaso adoro esta musica,...a sonoridade é fantástica, especial... Obrigado :-)
Jorge

 

 

publicado às 23:00

Desafio

por Jorge Soares, em 06.03.08

A mia, uma das pessoas mais divertidas e práticas que encontrei na blogosfera, no seu blog Salpicos de luz, lançou-me um desafio. ... que veio mesmo a calhar, porque ia falar de algo que não domino lá muito bem.... o (des)acordo ortográfico... com tantos professores na blogosfera...

Vamos a isso

Se eu fosse um mês seria... Junho,  entre a primavera e o verão

Se eu fosse um dia da semana seria... – Sábado, amanhã também não vou trabalhar J

Se eu fosse um número seria... 13

Se eu fosse um planeta seria... Plutão… lá longe no meu cantinho!

Se eu fosse uma direcção seria... a certa.. eu chego lá sempre!

Se eu fosse um móvel seria... um puff… fofinho, é o que diz a R.

Se eu fosse um liquido seria... Branco da península de Setúbal J

Se eu fosse um pecado seria... uiiiiii…. Define pecado!

Se eu fosse uma pedra seria... granito, frio mas quente… como as casa do interior!

Se eu fosse um metal seria... Manganésio!

Se eu fosse uma árvore seria... Araguaney..  procurem, vão perceber!

Se eu fosse uma fruta seria... Laranja…. Acido antes de doce.. eu sou assim!

Se eu fosse uma flor seria... Uma rosa, amor e espinhas… também sou assim!

Se eu fosse um clima seria... a eterna primavera.. como eu tenho saudades…

Se eu fosse um instrumento musical seria... Qualquer um..desde que não seja eu a tocar!

Se eu fosse um elemento seria... a agua

Se eu fosse uma cor seria... azul

Se eu fosse um animal seria... A preguiça (obrigado Xana!)

Se eu fosse um som seria... o trovão

Se eu fosse uma canção seria... True colors (adoro a Cindy!)

Se eu fosse um perfume seria... Polo!

Se eu fosse um sentimento seria… amizade

Se eu fosse um livro seria… Chocolate

Se eu fosse uma comida seria… Salada de cores

Se eu fosse um lugar seria… Cais das colunas.. antes das obras! ( alternativa, Varanda da biblioteca da UCV!)

Se eu fosse um gosto seria… Coentros

Se eu fosse um cheiro seria… as primeiras chuvas

Se eu fosse uma palavra seria… amigo

Se eu fosse um verbo seria… refilar ( eu e o meu mau feitio)

Se eu fosse um objecto seria…  uma lupa

Se eu fosse uma peça de roupa seria… um véu

Se eu fosse uma parte do corpo seria… os dedos

Se eu fosse uma expressão seria… Kiai!

Se eu fosse um desenho animado seria… uma mistura do calimero e o Bugs Bunny

Se eu fosse um filme seria… 9 semanas e meio! ( J )

Se eu fosse uma forma seria… Triangulo                                                          

Se eu fosse uma estação seria… O que é que é mesmo o mês de Junho?

Se eu fosse uma frase seria… “Viver é das coisas mais difíceis do mundo, a maioria das pessoas limita-se a  existir.” (a única razão de ser deste blog!)

Eu não costumo passar estas coisas,.. vou fazer uma excepção.

Passo o desafio a:

Anjos

Assim me encontro

Blue Eyes

Crisalida

Estou estupefacta

Riscos e rabiscos

Teia de Aranha

E... por fim, mas não no fim

Dois blogs de homens... ainda que não necessariamente para homens

Gato Pardo

Matcho transmontano

Jorge

publicado às 23:14

Livro:A voz dos Deuses

por Jorge Soares, em 05.03.08

A voz dos deusesTinha lido este livro há 14 anos, em 1994, lembro-me de o ter comprado na feira do livro no Parque Eduardo Sétimo num dia em que o João Aguiar lá estava, por acaso recordava partes de O Homem sem nome, deste não recordava muito.. apesar de o ano passado ter visto a representação do grupo de teatro Fatias de Cá com o castelo de Almourol como pano de fundo... uma coisa fantástica que aconselho vivamente...

 

Li o livro numa semana, há hora do almoço, e não fosse a obrigação, no primeiro dia tinha lá ficado o resto do dia até terminar......  Eu gosto muito de historia, sei bastante de historia mundial e muito pouco de historia de Portugal, com este livro descobri o Viriato e descobri o Portugal da época dos romanos. O livro conseguiu transportar-me até aquela época até ao ponto de conseguir sentir o ambiente que se vivia na hoste de Viriato, os usos e costumes dos povos, os deuses, os sacrifícios , o significado do monte da Lua e as deidades que o habitavam.

 

Não consigo avaliar o rigor histórico da obra, mas redescobri um livro que adorei, um livro de um escritor Português que aconselho vivamente, de fácil leitura e que nos consegue prender da primeira à ultima página

 

Texto da contracapa

 

"Em 147 a.C., alguns milhares de guerrilheiros lusitanos encontram-se cercados pelas tropas do pretor Caio Vetílio . Em princípio, trata-se apenas de mais um episódio da guerra que a República Romana trava há longos anos para se apoderar da Península Ibérica. Mas os Lusitanos, acossados pelo inimigo, elegem um dos seus e entregam-lhe o comando supremo. Esse homem, que durante sete anos vai ser o pesadelo de Roma, chama-se Viriato.
Entre 147 e 139, ano em que foi assassinado, Viriato derrotou sucessivos exércitos romanos, levou à revolta grande parte dos povos ibéricos e foi o responsável pelo início daAlmourol célebre Guerra de Numância.
Viriato foi um verdadeiro génio militar, político e diplomático. Mas, sobretudo, Viriato foi o defensor de um mundo que morria asfixiado pelo poderio romano: o mundo em que mergulham as raízes mais profundas de Portugal e de Espanha. É esse mundo, já então em declínio, que este livro tenta evocar.
Aquando do seu aparecimento, em 1984, Fernando Assis Pacheco escreveu serem raras as estreias com tanta qualidade. Depois disso, A Voz dos Deuses, ao longo de sucessivas edições, tornou-se um "clássico" do romance histórico português contemporâneo.
A presente edição surge pela primeira vez ilustrada, com desenhos de Vasco Lopes. "

 

Jorge

PS:Imagens retiradas da internet.

 

 

publicado às 22:45

Dia de prémios

por Jorge Soares, em 05.03.08

Tinha pendente dois mimos, é hoje.

 

A amiga Crisálida, diz que este é um blog muito bom.

 

Blog Muito Bom

 

 

As minhas amigas Crisálida e Anjos nomearam-me para este prémio.

 

Premio

 

Obrigado a ambas pela distinção, ... e lá fiquei eu sem palavras outra vez.... peço desculpa a ambas pelo atraso.. mas mais vale tarde ........

 

Nomeio para ambos os prémios todos os blogues que estão ali referidos do lado esquerdo e todos os blogues donde já alguma vez comentei.........

 

Jorge

publicado às 19:19

A carta!

por Jorge Soares, em 04.03.08

A carta

 

Eu gosto do Algarve fora de época e fora da confusão, naquele ano fomos acampar no mês de Abril para o parque de campismo da Praia da Luz, já lá vão uns dez anos, já não me lembro de muitos detalhes, sei que duas ou três noites terminei a dormir no chão, tínhamos um colchão de ar que teimava em esvaziar-se e foi uma complicação para o reparar... que nos bares da praia da luz não éramos lá muito bem vindos, falávamos português e os empregados olhavam de lado, um dia entramos num bar em Lagos e a empregada não falava português, só inglês! Fomos ao cinema... mas não me lembro do filme.

 

O parque de campismo era só para nós, que me lembre na maior parte dos dias éramos nós e algum casal de holandeses. Foi uma semana muito calma e relaxante.

 

Na semana seguinte voltei ao trabalho, na Quarta-feira a minha mãe ligou-me para o escritório, já era estranho ela estar-me a ligar para lá, mas pelo tom de voz, imaginei que algo estranho se estava a passar, a conversa foi mais ou menos assim:

 

-Jorge, tu conheces alguém no Algarve?

-Que eu saiba não, mas estive lá a semana passada.

-Estiveste donde?

-Estive na zona de Lagos.

-.....

-Então, o que é que se passa?

-Há... é que chegou uma carta para ti...e o código postal é de Lagos!

-Uma carta para mim?... humm , se calhar deixei lá alguma coisa...

 

Comecei a achar a historia absurda, mesmo que tivesse deixado lá alguma coisa, como é que eles iriam enviar uma carta para uma aldeia de Oliveira de Azeméis se eu moro em Setúbal?

 

-Sabes, é uma carta de uma mulher.... -diz a minha mãe.

-De uma mulher?, mas eu não dei a morada de aí a ninguém!

 

Aqui começou a fazer-se luz sobre o motivo da minha mãe me ligar para o emprego e não para casa...

 

Naquela altura no lugar donde moram os meus pais, as ruas não tinha nomes, e os carteiros entregavam as cartas pelos nomes das pessoas, e acreditem ou não, há mais dois Jorge Soares.......

 

-Isso de certeza que não é para mim, já perguntou se não é para nenhum dos outros fulanos que tem o meu nome?

-Já perguntei... e eles dizem que não conhecem ninguém no Algarve... e como tu lá estiveste... que é que eu faço?

-Bom, se não é para eles..... abra!

 

Ela abriu, e aqui a coisa piorou, era um postal daqueles mais que sugerentes e com palavras ainda piores, lá me explicou o que dizia.... fiquei sem palavras..... imaginei que alguém me estaria a fazer uma brincadeira ...a minha mãe não achou piada nenhuma e nem quero imaginar o que ficou a pensar. Passei o resto do dia a matutar quem sabia que eu tinha estado no Algarve e sabia a morada dos meus pais..e a verdade é que não consegui lembrar-me de ninguém.

 

Cheguei a casa e contei à P.  que levou aquilo na brincadeira, a esta altura eu já não estava a achar piada, depois de muita conversa com a minha mãe, a carta foi para a lareira, a P. diz que não me volta a deixar ir à casa de banho do campismo...era os únicos momentos em que não estávamos juntos.

 

Passados uns 15 dias, um dos meus xarás apareceu de mansinho a perguntar pela carta. Cada vez que nos lembramos disto, a P.goza comigo e diz que quando vamos acampar, eu não posso ir sozinho lado nenhum... para depois não chegarem cartas.

 

Jorge Soares

 

PS:Imagem retirada da internet....

publicado às 22:51

O realismo inocente do N.

por Jorge Soares, em 03.03.08

Ratinha

As crianças tem o condão de nos surpreender, a R. é a contestatária cá de casa, mas ao mesmo tempo é a sonhadora, no outro dia caiu-lhe um dente, a mãe e eu andávamos atarefados e com problemas, o facto passou-nos um bocado ao lado, quando temos duas crianças em idade de caírem os dentes, ao 5 ou sexto dente, passa a ser uma coisa banal. Passou um dia, ao segundo ela já andava estranha, ao terceiro estava triste, chateada, choramingava, fui ter com ela.

 

-O que se passa R.?

-Nada!

-Vá lá, porque é que estás triste?

 

Ela levantou a almofada e mostrou-me o dentinho.... eu não percebi.... e ela chorou, finalmente me explicou entre lágrimas sentidas que já era o terceiro dia e a ratinha não tinha vindo.

 

Ela sabe perfeitamente que não há ratinha, assim como sabe que não há pai natal desde há uns três anos, mas insiste em escrever a carta e enviar...e ninguém lhe fale que o velho das barbas não existe, fica furiosa e não quer saber.

 

O N. é muito mais criança, infantil mesmo, mas muito mais realista. Este sábado na catequese estiveram a ver um vídeo, perguntei à R. como é que tinha sido, ela disse que tinha sido muito giro,... entretanto a P. chama-me ao lado, estava a fazer um esforço enorme para não se desmanchar às gargalhadas.

 

O dialogo com o N. tinha sido mais ou menos assim:

 

-N. gostaste do Vídeo?

-Não, aquilo era uma trapalhada!

-Então porquê?

-Imagina que no filme diziam que o Jesus morreu e depois ressuscitou, como se isso fosse possível.

.Mas N...

-Sim, mamã, as pessoas morrem e já está, imagina, aquilo foi à imenso tempo, não sei como é que eles dizem isso, foi há tanto tempo, que já não resta ninguém, como é que eles sabem?

-Bom, se calhar alguém que vivia naquela altura escreveu num livro..

-Como?, naquela altura não havia livros, e  tivessem escrito os livros já estavam desfeitos.... e além disso as pessoas quando morrem, morrem e já está, não ressuscitam

-Mas N.

-Não mãe, aquele filme era tudo mentira, as pessoas não ressuscitam!

 

Achava eu que a curiosidade e as questões da R. iriam fazer com que ela chegasse a um ponto em que colocaria aquilo tudo em questão.... afinal, a esperteza veio do realismo inocente do N.

 

Jorge

PS:Imagem retirada da internet

publicado às 23:01

Ideias sobre o ambiente e os ecologistas

por Jorge Soares, em 02.03.08

Energisa

Há uns dias encontrei um artigo em que se dizia que somando tudo, um Toyota Prius era menos ecológico que um Hummer, isto devido a que as suas baterias de níquel eram uma fonte de contaminação tal que a zona em volta da fábrica tinha sido considerada zona morta. Está demais dizer que o artigo foi escrito por um americano e que tem muito a ver com o facto de na América o Prius ser um sucesso tal que existem listas de espera de seis meses. Já para não falar de que os telemóveis, e não os carros, são os principais consumidores de baterias.. e ninguém fala de voltar ao fixo!

 

Vem tudo isto a propósito que nestas coisas da energia, da ecologia e dos malefícios para a natureza, é tudo mais ou menos relativo, por exemplo, hoje fui às compras (sim, cá em casa sou eu!), no supermercado havia um enorme cartaz verde, só podia ser, em que uma empresa eléctrica espanhola (??'!!!) se oferece para trocar 4 lâmpadas incandescentes por 4 lâmpadas de baixo consumo.  Ora desde o ponto de vista do consumidor, as lâmpadas de baixo consumo são mais económicas,...se forem oferecidas, porque se fizermos as contas tendo em conta o preço de compra...... mas tudo seja em nome do ambiente..será?

 

Desde o ponto de vista das emissões, não há duvida, as lâmpadas incandescentes contribuem e de que maneira para as emissões de CO2, mas há mais coisas para além das emissões, por exemplo, as lâmpadas de baixo consumo contém mercúrio, para além de outros gases, alguém sabe se existe em Portugal alguém que recicle estas lâmpadas e recupere o mercúrio?

 

No Post de ontem falava sobre o alto preço do pão, um dos principais factores que contribui para o desmesurado aumento do preço do pão, da carne e do leite, é o aumento da produção de biocombustiveis. Os biocombustiveis são produzidos a partir de cereais, que antes eram utilizados para farinhas e alimentação para animais, e que agora não existem no mercado em quantidade suficiente e por tanto os preços dispararam. Isto para não falar de que o aumento da procura de cereais está a fazer com que aumente a destruição de áreas de floresta para aumentar as áreas de cultivo.

 

No ano passado o Fidel Castro dizia que no futuro os biocombustiveis seriam a principal causa da fome no mundo, para já são a principal causa do aumento da pobreza..... Apesar de que as minhas ideias estão mais ou menos para o mesmo lado, eu não gosto muito do homem... mas desta vez... acho que ele tem razão.

Dito tudo isto, eu não vou lá muito à bola com os ecologistas, assim como não vou muito à bola com qualquer tipo de extremismos, entendo que na vida tudo tem dois pontos de vista, criticar é fácil, o dificil é sugerir soluções alternativas válidas.

Jorge

PS:Imagem retirada da internet

PS:Cá em casa 90% das lampadas são de baixo consumo.

PS3:Só não tenho um Prius porque em Portugal é muito caro..... mas tenho dois Toyotas

 

publicado às 21:31



Ó pra mim!

foto do autor


Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D