Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Preso por escrever mensagem de amor na parede.. não, por ser pobre

 

Imagem do Sol

 

Chama-se Nuno Ribeiro, é de Peniche e um rapaz apaixonado... tão apaixonado que decidiu declarar o seu amor deixando uma mensagem à namorada na parede da escola. Teve azar, foi apanhado, levado a tribunal e condenado a pagar uma multa de 312 Euros.

 

Filho de uma família pobre, não houve forma de arranjar o dinheiro e num abrir e fechar de olhos o Nuno deu por si atrás das grades... 69 dias de prisão efectiva por pintar uma mensagem de amor numa parede... como está caro o amor em Portugal. Diga-se de passagem que depois de ser apanhado o Nuno limpou e pintou a parede que tinha danificado.

 

Eu não gosto de grafittis, já o deixei claro no Post Grafittis, arte, ou vandalismo?, e por muito que me tentem convencer vou continuar a achar que em 99% dos casos é puro vandalismo e uma falta de respeito pelas cidades e por quem as habita. Como é evidente acho que quem é apanhado a pintar paredes, já seja com mensagens de amor, com insultos ou com simples tags, deve ser castigado... 

 

Haverá evidentemente casos e casos, mas acho que passar 69 dias na prisão, não por pintar a parede mas porque nem ele nem a família tem forma de pagar os 312 Euros da multa, é um exagero de todo tamanho. Acho que a justiça portuguesa tem que pensar muito bem o seu peso e a sua medida, haverá de certeza outras formas de  castigar o Nuno, trabalho comunitário por exemplo. 

 

A prisão deve ser para os verdadeiros criminosos, não para os jovens que cometem um erro e são apanhados, de que serve obrigar o Nuno a passar esses 69 dias na prisão só porque é pobre?... sim, porque a prisão não era por pintar a parede, era por ser pobre e não ter os 312 Euros... o verdadeiro caso em que se vai parar à prisão por se ser pobre.

 

Veja a reportagem da RTP:

 

 

 

 

 

 Jorge Soares

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:53

Espanha reduz velocidade máxima para poupar energia

Imagem do Ionline

 

Há pouco víamos o Khadafi a sorrir no telejornal, enquanto ele sorri para a televisão americana o povo morre nas ruas das cidade da Líbia, e à medida que aumentam os mortos e a inconsciência deste louco, o petróleo nos mercados internacionais vai aumentando na mesma proporção. Noticia terrível para todos nós que vivemos dependentes deste ouro negro que por um qualquer estranho designío da natureza, jorra de forma abundante em países que na sua maioria são governados por loucos, monarquias com forte tendência religiosa, fanáticos religiosos... ou uma estranha combinação de tudo isto. Assim de repente até parece que a natureza goza connosco.

 

Ao contrário do que se passa por cá, em que parece que estamos todos reféns de uma moção de censura que não vai a lado nenhum e de uma manifestação que à Rasca irá de certeza ter 4 gatos pingados.. que falar é bonito e fazer Gosto no Facebook é fácil,  mas manifestar dá trabalho, na vizinha Espanha já se começaram a tomar medidas para fazer descer a factura energética do país.

 

Como primeira medida foi reduzida a velocidade máxima nas auto-estradas de 120 para 110 Kms por hora e decretada a diminuição dos preços dos bilhetes de comboio em 5%. Calcula-se que isto faça diminuir entre 10 e 15 % no consumo dos combustíveis. Hoje ouvi o ministro Rubalcava dizer que iriam ser invertidos 12 milhões de Euros na substituição da iluminação pública para lâmpadas led de baixo consumo. E nós por cá? Nós por cá falamos de novas medidas de austeridade...

 

Mas eu percebo o governo, na prática, num país em que que os que andamos a 120 nas auto-estradas somos ultrapassados até pelos camiões, reduzir a velocidade máxima teria efeito zero, ninguém cumpre mesmo os limites. Há até quem ache que os espanhóis são parvos, porque descer a velocidade não diminui o consumo... juro, eu li isso algures num blog... devia ter perguntado ao senhor que carro é que ele tem.. porque no meu e nos que tive até agora, diminui mesmo.

 

E se em lugar de falar em novas medidas de austeridade se seguissem estes exemplos e se tomassem medidas?, medidas reais e de efeito imediato?

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:45

Pág. 4/4



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D