Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Hoje li algures uma frase lapidar:

 

"Dificilmente alguém não se lembrará onde estava no dia 11 de Setembro  de 2001"

 

É verdade, eu lembro-me perfeitamente, estava a trabalhar e longe da televisão, fomos seguindo tudo pela internet, mas consigo recordar a maior parte do dia.  Entretanto passaram 9 anos, e de uma certa forma o mundo mudou... é muito dificil perceber se foi  para melhor ou para pior.

 

Esta semana deu para perceber que foi um dia que deixou marcas principalmente na sociedade americana, uma sociedade feita de muitas culturas, um autêntico arco iris humano onde de certeza é possível encontrar comunidades de imigrantes de absolutamente todos os países do mundo.

 

Primeiro foram as noticias sobre o rechaço à construção de uma mesquita em Nova York a poucas centenas de metros do Ground Zero, o lugar onde se deu o atentado,  depois foi o aparecimento num lugar perdido do enorme mapa americano de um fanático que pretendia converter este dia no dia da queima do corão.

 

Não sei quantas mesquitas haverá em Nova Iorque, mas de certeza que serão muitas e haverá de certeza muitos milhares de fieis para elas. Toda esta polémica à volta do lugar de construção da nova Mesquita, tal como a louca ideia de queimar os livros do Corão,  mostra que a sociedade americana ainda não curou as suas feridas e mostra sobretudo que não percebeu algo essencial, os atentados não são obra de uma religião, não são obra de um povo, são obra de um grupo de loucos fanáticos que se juntaram numa organização, a Al qaeda.

 

De resto a queima de símbolos não é nada original, quantas vezes já vimos serem queimadas bandeiras americanas, ou de Israel, há bem pouco tempo e após o aparecimento de cartoons que retratavam alá, a queima de bandeiras da Dinamarca. É evidente que esta ideia de queimar o Corão é resultado do fanatismo cego de alguém que procurava os seus 5 minutos de fama, é sem dúvida um acto idiota e que não fosse a aldeia global em que vivemos, não teria direito nem a um pé de página nas noticias do dia.  Para mim foi estranho ver toda a repercussão que pode ter o acto de um louco. Manifestações de protesto em vários países que chegaram a causar mortos e a intervenção directa do próprio presidente americano Barack Obama. Curiosamente, não me lembro de manifestações nem preocupações  do mesmo tipo quando são queimados ou destruídos símbolos ocidentais.

 

O 11 de Setembro deixou marcas evidentes, principalmente nos Estados Unidos, acredito que daqui a duas ou 3 gerações não será mais que uma data no calendário, tal como hoje é a data em que ocorreu Pearl Harbor ou a data do lançamento da primeira bomba atómica em Hiroshima no Japão. Entretanto, a sociedade Americana lambe as feridas que parece que tardam em cicatrizar, mas há algo que ninguém pode esquecer, os muçulmanos são parte dessa sociedade, uma parte enorme e importante, já era assim antes de 2001 e será-o cada vez mais.... e se há algo que esta sociedade sabe fazer, é aprender a viver com a sua história.

 

 

 

Imagens do Sapo Fotos de PCIS2010

 

 

Jorge Soares

publicado às 22:04


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Leamar a 13.09.2010 às 15:46

Estas imagens deixaram-me, deixam e deixar-me-ão sempre num misto de nervosismo e perplexidade. Eu tinha acabado o curso superior e estava em casa a ver o telejornal quando as primeiras imagens surgiram. Vi o embate em directo e largei-me a chorar. Tinha amigos que haviam embarcado neste mesmo dia para Nova Iorque...estava aterrorizada!! Foram os tais que foram desviados para o Canadá.
Mas não consigo deixar de imaginar as crianças, os jovens, os sonhos, os objectivos, os encontros, os amores, as fantasias, a saudade...enfim, as pessoas que iriam naqueles aviões! Mais do que politica, ideologias, datas, simbolismos...o drama humano é que me entristece! Podes chamar-me maluca, mas de cada vez que entro num subterrâneo, numa grande zona comercial...talvez por me sentir confinada a um espaço...imagino sempre algum desastre! Fecho os olhos e tento abstrair-me...e a vida continua!...Na iminência de qualquer desastre...seja ele natural ou monstruoso como foi este.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 13.09.2010 às 23:15

São imagens que marcam... e aliadas às de Londres e de Madrid... são de ficarmos a pensar, porque nunca se sabe...

Mas a vida segue, era bom que se retirassem as lições correctas de tudo isto.... não era.

beijinho
Jorge
Sem imagem de perfil

De Oficinas RANHA a 13.09.2010 às 23:03

Entretanto outros 11 de Setembro se esqueceram, o do Atentado do Chile. Também esse mudou o mundo...
http://www.youtube.com/watch?v=7vrSq4cievs
(não querendo, de forma nenhuma, que o de 2001 se esqueça, gostaria que outros atentados se lembrassem. Mas como há 37 anos os protagonistas eram outros...)
Ana Cristina
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 13.09.2010 às 23:17

Sim, esse também é muito importante... mas não está na nossa memória, até porque para muita gente não interessa.

Imagino que com o tempo será assim que se passará a ver o 11 de Setembro, não por nós, mas pelos nossos filhos que não o viveram...

Jorge
Sem imagem de perfil

De xana a 14.09.2010 às 00:14

Como eu já ouvi outras versões, até bastante plausíveis para a mesma história, já não vejo o 11 de Setembro da mesma forma que na altura dos acontecimentos. Apenas tenho uma certeza, o mundo mudou nesse dia, as pessoas mudaram, e nem sequer foi para melhor...
bjks
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 14.09.2010 às 22:27

Isso sem dúvida, o mundo mudou muito nesse dia... e não foi para melhor.. bem pelo contrário.

Beijinho
Jorge

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor


Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D