Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




No fim, a greve serviu para quê?

por Jorge Soares, em 24.11.10

 

Greve?.. para quê?

 

Imagem do Público

 

Não fosse porque estive mais ou menos todo o dia ligado às noticias e não daria porque hoje houve uma greve geral em Portugal, por onde passei era um dia normal, desde a Bomba de gasolina em Setúbal até ao café em Loures, passando pelo transito de um dia normal e pelas portagens da Brisa e da Lusoponte, tudo em funcionamento normal. Na empresa onde trabalho a aderência à greve foi de 0%.

 

Há muito que as greves, as gerais ou as outras, são coisas de funcionário público, assim como o são as tolerâncias de ponto e algumas outras coisas. Alguém que como eu trabalha no sector privado pensa duas vezes antes de aderir a uma greve. No meu caso, aderir a uma greve significa logo à entrada ter um dia de absentismo, na empresa onde trabalho um dia de absentismo significa que no ano a seguir, em lugar dos 25 dias de férias passamos a ter 22, para além disso, leva 50% do valor do prémio anual de produtividade, sendo que o resto fica ao critério do chefe... e está-se mesmo a ver que a maioria dos chefes gosta mesmo de quem faz greve não é?.

 

É claro que no meu caso eu dava de barato os 3 dias de férias, o dinheiro do prémio ia custar um pouco mais, que qualquer coisa que venha a mais e ajude a amortizar dividas sabe sempre bem... mas para isso tinha que acreditar que esta greve fazia algum sentido ou teria algum efeito. Eu teria aderido com todo o gosto, se ela tivesse acontecido há uns dois meses atrás, quando o governo se preparava para cortar a direito e o PSD para fazer de conta que era contra, agora, depois do orçamento aprovado e das medidas decididas, esta greve serve para quê?

 

Dizem os sindicatos que foram 3 milhões, diz o governo que não foram não senhor, e no fim eu fico com a sensação que tudo se resume a uma guerra de números, retirando todo o sumo dos números, não resta mais nada..,. porque o número de milhões que o país perdeu com tudo isto, ninguém conta, Euros, milhões de Euros.. não deve interessar para nada.

 

Esta greve faria sentido se daqui a uns meses quando forem as eleições, toda esta gente que fez hoje greve chegasse lá e mostrasse o seu descontentamento não votando nos culpados, PS e PSD, isso é que era uma greve de jeito...

 

Jorge Soares

 

PS: Na Autoeuropa a adesão foi de 98%... pelos vistos 4% de aumento é pouco.. depois estranhem que as empresas se querem mudar para outros paises

publicado às 21:49


26 comentários

Sem imagem de perfil

De Sandra Cunha a 25.11.2010 às 10:10

Xana, fiquei aterrorizada ao ler o teu comentário.

Isto é como o bulliyng nos putos ou a violência doméstica. A partir do momento que deixam que aconteça uma vez ou duas estão f******.

E então a solução é comer e calar? É viver na repressão e no medo?! É isso que querem transmitir e ensinar aos vossos filhos?! Pisam-vos, humilham-vos, roubam-vos, desprezam-vos e vocês ainda agradecem?! Um ou dois dificilmente mudam as coisas, mas muitos juntos, sim. O mesmo se passa no país. O que fazem na tua empresa é o que está a ocorrer por todo o país. Mas é mais fácil as pessoas queixarem-se em surdina e olharam apenas para o seu umbigo. Assobiarem para o lado...

Boa sorte
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 25.11.2010 às 22:50

Sandra, eu conheci a Xana há uns 3 anos atrás, quando ela estava desempregada há muito..e sei o desespero que ela sentia. Lembro-me de quando apareceu este emprego e da forma como o festejou.. porque mesmo com um salário de miséria era um emprego.

Talvez para ti isto seja inadmissível, talvez para todos nós seja difícil de acreditar que as pessoas suportem as coisas e não reclamem, não se queixem.. mas para quem esteve anos desempregado, para quem sentiu o que é querer trabalhar e não ter onde, se calhar as coisas não são assim tão claras.

Tu achas que eles assobiam para o lado, eu acho que eles aguentam porque há algo que se chama instinto de sobrevivência..e é melhor engolir alguns sapos e ter com que comer e pagar as contas no fim do mês que estar desempregado e viver da caridade de amigos e familiares.

Sabes Sandra, as coisas não são sempre a preto e branco.. há muitos tons de cinzento pelo meio..

Não Sandra, solução não é calar..a solução é sobreviver, tentar arranjar algo melhor.. mas entretanto, há que comer em casa.

Jorge Soares
Sem imagem de perfil

De Sandra Cunha a 25.11.2010 às 23:45

Eu sei Jorge. Infelizmente conheço muitas, muitas Xanas. Tantas por esse país fora. E não posso aceitar isso. Sufoca-me. Não o admito. Estas Xanas são as Nessas no futuro, os N. e as R. e as D. Não posso tolerar isto. E precisamente por saber disso e ter consciência que há gente tão desesperada que não pode sequer emitir um gemido quanto mais um grito, é que acho que só com a intervenção, com o apoio de todos, com a solidariedade daqueles que ainda podem soltar uns gritos, se pode tentar fazer algo por esta gente. Por eles, a greve foi e é importante.

Se uns não podem porque estão em completo desespero e os que (ainda) podem, se calarem também...como vamos acabar?!! Não vês?! Vamos acabar TODOS como as Xanas deste país. Não posso admitir isso. Não posso admitir que exista gente no meu país que viva subjugada, espezinhada e humilhada desta maneira. Não o admito para eles, não o admito para mim, não o admito para a minha filha. Por isso, resta-me lutar de todas as formas que possa, enquanto posso. E garanto-te que muitos dos que fazem as greves e vão às manifestações e denunciam situações e se metem em apuros, não estão nestas situações desesperadas. Mas não as suportam também. Alguém tem que fazer algo. Se todos assobiarmos para o lado, já perdemos.
Sem imagem de perfil

De Sandra Cunha a 26.11.2010 às 00:26

Deixo-te aqui um texto que explica muito melhor o que quis dizer no meu último comentário.

http://www.esquerda.net/opiniao/n%C3%A3o-%C3%A9-f%C3%A1cil-fazer-greve

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D