Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Mundial de 2018.. é na Russia

 

Há coisa que eu não consigo entender, e não consigo mesmo, hoje a FIFA decidiu que o Mundial de 2018 a que nos candidatávamos em conjunto com a Espanha, será organizado pela Rússia. A Julgar pelo muito que li antes e por algumas coisas que li depois desta decisão, haverá por aí muita gente a festejar... eu confesso que fiquei assim  meio para o tristonho.

 

Mas eu juro que gostava de perceber algumas coisas, uma delas é porque é que a organização de um Mundial de futebol, assim de repente o maior evento desportivo do mundo, o que é visto por mais pessoas do mundo inteiro, teria de tão negativo para Portugal.

 

Nós não somos cada vez mais um país turístico? e os países turísticos não precisam de promoção?, de serem vistos lá fora?, de mostrarem capacidade de organização? Ora, que há de melhor para a promoção de um país que um evento que é visto em todo o mundo?

 

Desde 2004 que anda tudo a queixar-se que gastamos dinheiro em estádios que não servem para nada... ora, agora que íamos dar alguma utilização a esses estádios que já construímos e resulta que é tudo contra?.. alguém me explique por favor.

 

E não me falem da crise, nós estamos em 2010, se em 2018 ainda não tivermos saído dela.. é porque não vamos sair nunca. O problema era mesmo a coisa ser junto com a Espanha?.. mas alguém acha que alguma vez vamos ter dinheiro e capacidade para organizar a coisa a solo?.. são necessários entre 15 e 18 estádios com mais de 50000 lugares... nós temos 3... novos e prontos a utilizar.. então e de onde vão sair os restantes? Tendo os estados e a maioria das infraestruturas construídas, o retorno financeiro ia ser umas 10 vezes superior aos custos.... o que é que isso tem de errado?

 

A mim espantam-me algumas coisas que li e ouvi por aí... mas é daquelas coisas, o mundo não pode estar errado e eu certo..,. vamos, expliquem-me lá... façam um desenho.. como se eu fosse .....

 

Jorge Soares

publicado às 21:59


9 comentários

Sem imagem de perfil

De Leamar a 03.12.2010 às 09:56

Bom dia Jorge.
Eu nem sou do contra nem a favor...não me aquece nem arrefece! Muito menos fiquei triste...há muito mais coisas que me deixariam e deixam triste. Concordo que para promoção turística seria óptimo. Todos sabemos disso. Mas convenhamos que, como país de "conto de fadas faz de conta", iriamos mostrar mais do que nos era possível...como sempre! Iriamos mostrar caviar e ostras num pais de frango e sardinha...quanto a mim bem melhor do que o caviar e ostras (culinariamente falando) mas enfim!!! O TGV iria ser apressado à conta do zé povo... as infra-estruturas dos estádios, por mais novos que sejam iriam ser melhoradas para ficarmos melhor nas fotos, os tanques blindados, a segurança extrema (só nos pontos dos jogos)... tudo seria exacerbado ao máximo. Disso não tenho a menor dúvida! Iria ser bom para o turismo e comércio...disso não há duvidas!
Se em 2018 já tivermos saído da crise...ÓPTIMO...o pior é se ela piora!!! E pelo andar da carruagem, já nada me admira! Não vou fazer conta com o ovo no "rabinho" da galinha!!!
Como disse antes, não fico nem deixo de ficar triste ou contente! Se o mundial viesse penso que teriamos todas as condições...não veio...paciência! Já cá tivemos o Euro2004...e a FIFA quer mostrar mais partes do mundo ao mundo! Também compreendo. Qatar...quantos sabem onde fica??? Russia...tão falada mas tão pouco visitada!!! Não posso deixar de compreender a escolha da FIFA.
Beijocas para todos!!! Ah...e não fiques tristonho!!! Sempre dá para ver os jogos pela TV!
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 03.12.2010 às 23:54

Olá

Bom.. eu estou como tu, se viesse era óptimo, porque ia trazer muita gente e fazer movimentar a economia, não veio paciência.

Eu acho que os países dó avançam se houver coisas que os façam mexer, vê lá o que a Expo fez de Lisboa, como o Euro mexeu connosco...

E ao contrario de ti, a mim as contas dão-me positivas, eu acho que ia ser positivo sim, tanto a nível moral como financeiro.

Beijinho
Jorge
Imagem de perfil

De Escondida a 03.12.2010 às 11:24

Eu, acredita, gostava muito de ver um mundial realizado cá, e não me chateava nada pelo facto de ser de organização ibérica.

No entanto, compreendo que quem passa fome, ou pelo menos algumas dificuldades (que, quer se queira quer não, são cada vez mais pessoas) achem revoltante ver o investimento que ia ser para (maioritariamente) lucrar quem já tem dinheiro.

De um ponto de vista bem realista, sejamos sinceros, o dinheiro que ia ser gasto não traria retorno para quem tem mais dificuldades, sim para os "grandes senhores".

Existe uma minoria (de classe média) que iria lucrar, sim, mas tão reduzida que compreendo que se tornasse até revoltante.

A questão da crise durar até 2018 também me parece pouco provavel. A questão da pobreza durar até lá, é obviamente garantida.

Entenda-se que eu adoro futebol, adorava poder ver o mundial aqui tão perto, mas como dizem os Xutos: "E entao, Vao nos dando futebol". Acho que há prioridades, e não ia ser o (suposto) lucro do mundial que as iria combater.

(E sim, Jorge, eu sei que é utópico querer acabar com a fome, mas tenho a certeza absoluta que não é impossível diminui-la, combate-la, e ir tentando vence-la.)

Beijinhos
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 04.12.2010 às 00:03

Olá

Pera, quem passa fome é contra o Mundial?... não percebi, em que é que o Mundial vai piorar a vida de quem passa fome?..O Mundial iria trazer mais emprego, mais dinheiro a circular, mais pessoas a precisarem de serviços, muitas coisas.. do meu ponto de vista, tudo isso é positivo para a economia , e tudo o que é positivo para a economia é positivo para todos nós, não só para alguns.

Se não há eventos, se não há coisas que façam andar a economia, é certo e sabido que ninguém evolui.

Porque dizes que o dinheiro não iria ter retorno?, o retorno financeiro não se calcula só com a saída e entrada de dinheiro dos bolsos, tu sabes quanto gasta Portugal por ano em publicidade ao nosso turismo?, como se calcula o retorno desse investimento? Quanto significaria em retorno turístico um evento que é visto a nível mundial?

Não, não é uma minoria da classe média que iria lucrar, iramos lucrar todos, porque quando se estimula a economia lucramos todos.

Sabes o que eu acho, somos um país pequenino.. e não é só o território que é pequenino, somos incapazes de pensar em grande, de ver mais além.

Jorge
Sem imagem de perfil

De Ana Reis a 03.12.2010 às 12:31

Confesso que até fiquei aliviada por o mundial não ser cá. Porquê ? porque muito embora se diga que iriamos lucrar muito mais do que gastar, eu não acredito nisso, porque temos a mania de gastar sempre mais do que temos, queremos ficar sempre muito bem na fotografia, não podemos ficar mal vistos, claro que sim que temos capacidades para organizar, já demos provas disso. Mas depois quem paga as contas...? mais uma vez o zé povinho ? de certeza que alguém irá sempre lucrar com isso, só que não acredito que seja o povo. Isto já está tão apertado, que o sentimento foi mesmo de alivio, a ver se não inventam mais nada que nos faça tirar mais do nosso bolso, que já não dá para quase nada.
Por outro lado, claro que sim seria bom, mostrarmos o nosso pais ao mundo. Mas por favor não nos tirem mais nada...
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 05.12.2010 às 22:57

Ana

As coisas não podem ser vistas assim, o futuro de Portugal é o Turismo, nós gastamos todos os anos milhões em promoção turística lá fora, o retorno de um evento como o mundial é incalculável.

E com os 3 estádios já construídos, de certeza que o lucro iria ser enorme..e o retorno publicitário para o país incalculável.

Jorge
Imagem de perfil

De DyDa/Flordeliz a 03.12.2010 às 23:40

Parece que já obtiveste a resposta.
O investimento seria maior que o proveito (muita parra e pouca uva)...
Eu gostava que fosse cá, pelo menos esquecíamos a porcaria da crise – arre que já me mete fastio…além de corrente de ar no bolso!
No entanto, como vês, somos bons até na consolação dos fracassos.
Antes dizia-se: Era bom para o país.
Hoje diz-se: Seria mais um disparate.
Talvez a verdade esteja no meio-termo. Mas português que se preze, nunca vai no meio-termo.

Ou mata ou esfola
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 05.12.2010 às 23:04

Não explicaram nada.

Explica-me lá tu, porque dizes que o investimento seria maior que o proveito?

Tu fazes ideia quanto gastamos anualmente em promoção turística?

Somo um país de mentalidade pequenina, somos incapazes de olhar para o todo, a verdade é que este tipo de coisas é sempre positiva, mesmo que custe muito dinheiro, que não era o caso. Parece que temos no sangue aquilo de orgulhosamente sós.. que é de outros tempos, mas continua muito vivo.

beijinho
Jorge
Sem imagem de perfil

De São a 07.12.2010 às 13:49

Eu não acredito que o prejuízo fosse maior do que o lucro, sinceramente. Como o Jorge diz, já se gasta muito para promover o turismo. Os estádios estão construídos e já não teríamos que ouvir o que ouvimos a quando do Euro. Seria bom para o Turismo e para o Comércio e não percebo porque é que só seria positivo para as classes altas, pois acredito que o Pequeno comércio também sairia beneficiado, al como as empresas de turismo de menos dimensão... Ora, obviamente que haveria custos, mas o que é que se faz sem custos nenhuns? Acredito que o retorno seria bem maior. Se vamos pensar que em 2018 ainda estaremos em crise ou ainda pior, então, nesse caso, também a Rússia poderá estar (sabe-se lá?) e não me parece que eles estejam preocupados por ser lá...

Mas enfim... Isto é como a fábula da raposa que foi tentar comer uvas, só que, como não conseguiu alcança-las, pois estavam muito altas, virou-se para os outros animais e disse: "Ah, não prestam... Estão muito verdes..."

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor


Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D