Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A abstenção e a lógica da batata

por Jorge Soares, em 24.01.11

A abstenção e a lógica da batata

 

Imagem do Público

 

No post de ontem deixei uma pergunta, graças ao pessoal do SAPO que colocou o post em destaque, não só tive uma avalanche de visitas, mais de 7000, como tive uma avalanche de respostas, mais de 100 comentários.

 

Depois de tudo lido, a conclusão é no mínimo estranha, as pessoas não vão votar porque os políticos que temos são todos iguais e acham que a melhor maneira de os castigar é não votando.... Curioso, porque eu diria que o efeito é mesmo o contrário, os politicos estão-se a marimbar para quem não vai lá e só lhes interessa mesmo quem vota... neles de preferência. No fim fiquei com uma dúvida ainda maior, há uma solução para tudo isto, ou simplesmente não votar vai resolver tudo?

 

Estou cada vez mais convencido que o voto deveria ser obrigatório, se não temos um povo com consciência do dever cívico então a solução é arrebanhar tipo cordeirinhos e levar às mesas de votação.

 

Jorge Soares

publicado às 22:41


30 comentários

Sem imagem de perfil

De Avelino Anonimus a 25.01.2011 às 14:45

Mas com os votos me branco sempre vou dando argumentos aqueles que pensam poder ir buscar votos a esses votantes.
Se eu não votar e a percentagem de abstenção chegar perto do zero...
Aí sim. Vão ter de fazer algo para mudar as coisas.
Quando repararem que estamos todos de costas voltadas para as politiquices que eles adoram.. Têm de mudar.

Uma abstenção a zero era a única via para obrigar a mudar efectivamente tudo.
Enquanto os votos em branco serão sempre uma réstia de esperança deixadas aos "empregados da politica".

Para mim será abstenção absoluta. Não darei esperança a ninguém que pense em ir buscar o meu voto em branco.
Até que mudem efectivamente de rumo...

Avelinoi Anonimus

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor


Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D