Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Parvos que nós somos... não?

por Jorge Soares, em 06.02.11

em círculos e vamos sempre dar ao mesmo

 

"Sou da geração ‘casinha dos pais’,
se já tenho tudo, pra quê querer mais?
Que parva que eu sou
Filhos, maridos, estou sempre a adiar
e ainda me falta o carro pagar
Que parva que eu sou!
E fico a pensar,
que mundo tão parvo
onde para ser escravo é preciso estudar."

 

 

Este é mesmo um país de incongruências, 15 dias depois das eleições em que 53% não pôs lá os pés para votar e dos que lá foram, a grande maioria votou nos candidatos dos partidos que levaram  o país a esta situação, eis que surge do nada uma música que já foi classificada como "o hino de uma geração", "canção de protesto", "hino dos descontentes", "hino da geração adiada", os jornalistas esmeraram-se. Curiosamente os Deolinda num claro tiro ao lado, deixaram esta música de fora do seu ultimo álbum.

 

A verdade é que a educação para todos tem um preço, a luta dos anos 80 e 90 para que todos tivessem direito à educação está a resultar agora naquilo que já se viu antes em tantos países, o mercado não tem capacidade para dar trabalho a tantos engenheiros, advogados, professores ... o resto é conhecido, excesso de mão de obra resulta sempre em salários mais baixos, não há volta a dar.

 

Nós vivemos em Democracia, não somos a Tunísia, o Egipto ou o Portugal de antes do 25 de Abril, isto para quem já acha que a forma como foi acolhida esta música pode ser um passo para algo parecido ao que se está a passar no Cairo, desenganem-se.

 

Em Democracia as revoluções fazem-se nas urnas, todos e cada um de nós pode contribuir para a revolução indo votar e mostrando o nosso descontentamento... Nós sabemos quem são os culpados da situação actual, sabemos quem  governou e como o fez...  o que fazemos?, bom, há 15 dias elegemos de novo um dos que mais tempo esteve a governar o país. E dizem os barómetros que se as legislativas fossem agora, só mudavam as moscas

 

Em que ficamos, estamos ou não fartos disto? no fundo no fundo,  a frase com mais sentido na música dos Deolinda é esta: "Sou da geração ‘vou queixar-me pra quê?"

 

 

 

 

Jorge Soares

publicado às 22:22


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.02.2011 às 08:56

A apropiação da música, com a qual me identifico, pela esquerda extremista é claramente um acto abusivo.

Se calhar deviam pensar porque é que os Portuguesitos preferem votar sempre nos mesmos aos pseudo intelectuais do vosso campo político.
Sem imagem de perfil

De Luso a 07.02.2011 às 10:46

Nem mais! Esta gentinha julga-se dona da verdade e, chega ao ponto de ser incongruente. Vejamos os comentários acima. Uns dizem que temos licenciados a mais, outros porque, a votação realizada não foi do seu agrado, chama a esses mesmos licenciados ignorantes! Isto faz algum sentido? É curioso que os esquerdistas quando alguém opta num sentido de sociedade que não o seu, tem-se sempre como elogio, no mínimo, a ignorância, mas gostava de saber a que fonte de sabedoria foram eles beber tanta cultura, informação e sabedoria, deve expressa só para eles. Que votou no Presidente, sabe que este em Portugal tem um poder moderador, não é o responsável pela governação, mas isso de estudar e ler a Constituição e, estuda-la como eu fiz não é para todos, menos para aqueles que já nasceram ensinados. Nunca um partido de esquerda em lado algum deu riqueza ao seu povo, não há nenhum exemplo algum na História o que vemos é uma covardia parda que dá cabo dos valores Ocidentais e, a tudo que nos liga a eles como se estes fossem uma praga, sinal de quem está farto da fartura e boa vida com que vive. Limito-me a perguntar o velho lugar comum: se estão tão mal o que fazem por aqui? Quanto às votações qual dos candidatos teria melhor perfil? Um Traidor à pátria e pateta,apoiado por um perigoso e partido que fala em nome do povo, mas para o qual o povo é um obstáculo e não um fim? Um choné, que nem sabe como falar e julga qiue o Mundo é cor de rosa, um comunista cuja linguagem perde-se numa retórica bacoca e saloia nada trazendo de novo ao MUndo, num cómico de circo ou num socialista ressabiado? A alternativa era óbvia e, quem não votou, sabia à partida quem ganharia e que nada estava em causa. Agora, virem para aqui com "post's" de frustrados só porque perderam e, os "seus" candidatos preferidos uma vez mais perderam exemplarmente é uma covardia, pois chamar a quem livremente optou de ignorante é insultar todos aqueles que votaram no candidato preferido e melhor preparado para assumir um lugar que é mais de honra do que executivo, isso pertence ao governo, mas mais não se pode esperar de quem insulta os outros chamado-os de ignorantes e ao mesmo tempo licenciados em excesso! Procurem o vosso lugar, deixem de estar à espera que os outros o façam por vocês, se são tão inteligentes não vejo qual o objectivo de tanto ódio, deviam viver e deixar viver, por nas penúltimas eleições presidenciais um dos candidatos dizia que não iria dormir com Cavaco Silva como PR e, afinal parece que nunca perdeu uma noite, nem ele, nem ninguém. Com demagogia barata e com gente assim esta Nobre Nação é que não vai a lado nenhum, em vez de lutar e trabalhar para o bem comum da Nação, só sabem atrapalhar e falar mal, isso, cura-se num consultório de psiquiatria.
Sem imagem de perfil

De Luso a 07.02.2011 às 11:52

Quanto ao tema do post , se ler bem o que escrevi, está lá tudo, pertenço à tal geração dos 80/90! Insatisfeito? Nem por isso, sei o que quero na vida, não vivo apenas para a satisfação material, há pequenas coisas na vida que me realizam, aprendi com muito esforço dar importância a essas coisas. O que o Post fala, é de gente que nada sabe fazer melhor do que queixa-se eternamente, daqueles que, por limitação própria ou de formação, não sabem encontrar um caminho na vida! O autor do Post , até refere o depressivo e autodestrutivo Sérgio Godinho, onde afirma que viver é das coisas mais difíceis do Mundo, não podia estar mais em desacordo. É difícil, para aqueles que esperam pelos outros, é difícil, para quem nunca está satisfeito com os outros, mas consigo próprio na sua eterna depressão e "auto-misericordiosa", é difícil, para quem não sabe viver e o que é a vida! Se avaliarmos pelo lado negativo é difícil até respirar, dá trabalho. Mas tudo o que tem valor dá trabalho e luta, não é difícil É UM OBJECTIVO, bem vivo e, uma razão para viver. Eu contra tudo e todos, formei-me, com já disse até trabalhei nas obras, provavelmente nenhum de vocês teve a experiência, sei o que é ter calos nas mãos, e arrependi-me? Culpei alguém por isso? Nunca, seria uma covardia. Tento sempre encontrar o meu caminho, as dificuldades são apenas isso, mas um desafio a ultrapassar, NÃO LAMENTAR E, CARPIR FALSAS LÁGRIMAS DE CROCODILO PELAS NOSSAS FRAQUEZAS E MEDOS. Se somos um ser tão inteligente como afirmamos, compete-nos encontrar as soluções e não atribuir aos outros as culpas dos nossos falhanços. A música dos Deolinda, se for coma a letra que o autor do Post escreve, é isso mesmo um Hino aos aselhas, àqueles que esperam que a comida lhes caia no prato, mas "esquecem-se" de como obter o próprio prato. Não tenho paciência nem tempo para perder com gente que nada dá ao Mundo a não ser palavras amargas e sem esperança. Se isso é ódio, alguém aqui deve andar muito enganado.
Imagem de perfil

De opinandomais a 08.02.2011 às 17:40

Pois é, Bem me parecia! Contínua a colocar tudo o que há de mau e mal no mundo no saco da esquerda, será por esse desequilíbrio de pesos nos sacos da esquerda e da direita que o mundo gira?

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Ó pra mim!

foto do autor


Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D