Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Parvos que nós somos... não?

por Jorge Soares, em 06.02.11

em círculos e vamos sempre dar ao mesmo

 

"Sou da geração ‘casinha dos pais’,
se já tenho tudo, pra quê querer mais?
Que parva que eu sou
Filhos, maridos, estou sempre a adiar
e ainda me falta o carro pagar
Que parva que eu sou!
E fico a pensar,
que mundo tão parvo
onde para ser escravo é preciso estudar."

 

 

Este é mesmo um país de incongruências, 15 dias depois das eleições em que 53% não pôs lá os pés para votar e dos que lá foram, a grande maioria votou nos candidatos dos partidos que levaram  o país a esta situação, eis que surge do nada uma música que já foi classificada como "o hino de uma geração", "canção de protesto", "hino dos descontentes", "hino da geração adiada", os jornalistas esmeraram-se. Curiosamente os Deolinda num claro tiro ao lado, deixaram esta música de fora do seu ultimo álbum.

 

A verdade é que a educação para todos tem um preço, a luta dos anos 80 e 90 para que todos tivessem direito à educação está a resultar agora naquilo que já se viu antes em tantos países, o mercado não tem capacidade para dar trabalho a tantos engenheiros, advogados, professores ... o resto é conhecido, excesso de mão de obra resulta sempre em salários mais baixos, não há volta a dar.

 

Nós vivemos em Democracia, não somos a Tunísia, o Egipto ou o Portugal de antes do 25 de Abril, isto para quem já acha que a forma como foi acolhida esta música pode ser um passo para algo parecido ao que se está a passar no Cairo, desenganem-se.

 

Em Democracia as revoluções fazem-se nas urnas, todos e cada um de nós pode contribuir para a revolução indo votar e mostrando o nosso descontentamento... Nós sabemos quem são os culpados da situação actual, sabemos quem  governou e como o fez...  o que fazemos?, bom, há 15 dias elegemos de novo um dos que mais tempo esteve a governar o país. E dizem os barómetros que se as legislativas fossem agora, só mudavam as moscas

 

Em que ficamos, estamos ou não fartos disto? no fundo no fundo,  a frase com mais sentido na música dos Deolinda é esta: "Sou da geração ‘vou queixar-me pra quê?"

 

 

 

 

Jorge Soares

publicado às 22:22


66 comentários

Sem imagem de perfil

De Luso a 07.02.2011 às 11:26

Engana-se, não tenho nada contra si, não o conheço de lado algum, pode muito bem ser uma excelente pessoa. Contra a esquerda, é diferente, tenho, porque faz de mim e de todos portugueses estúpidos! Arruinou após o 25/04, o meu país, fez dele uma bandalheira, alvo de chacota internacional que ainda hoje dura, eu não esqueci, apesar de muito jovem lembro-me que tomou decisões arrogantemente, sem perguntar nada a ninguém, muito menos aos portugueses, donos desta terra! É manipuladora, frequentada por privilegiados que nunca colocaram a mão numa enxada, mas gostam de falar em nome de quem como eu, para se licenciar teve que trabalhar no duro 12/14 horas por dia, em vários empregos, se hoje me tratam por doutor, já trabalhei nas obras e nos campos para arranjar dinheiro para estudar e me sustentar. Poder ir à noite para uma faculdade cheio de cansaço e, quando podia. E vejo, partidos frequentados por filhos de multimilionários outros até de origem nobre, que nunca suaram na vida para trabalhar, sempre rodeados de criados, fazerem de conta que sabem mais do pão que o diabo amassou do que eu! Falam em meu nome, quando nunca souberam o que é ter que se sujeitar à uma vida insegura ou aos ditames de outrem. Ainda por cima são esses mesmos que chamam a quem votam em sentido contrário de ignorantes. Meu caro, eu sei que temos mau políticos, é ponto assente, estamos todos de acordo, mas ser "orientado" por obscurantistas que querem apenas poleiro para uma nomenclatura, não é para mim. Lutei demasiado para obter na vida o que ela me tinha para dar, não tenho que agradecer a ninguém, ninguém me ajudou, estou habituado a ser autónomo e independente, detesto que pensem o que é melhor para mim. EU sei o que é melhor para mim e decido conforme a minha consciência. Se isso para si não vale nada, e por muito que fale, ficaremos sempre na mesma. Eu sei que quem não é de esquerda, é ignorante e, nada diz, o dom da Dialéctica é, algo que só aos de esquerda toca, são os únicos que sabem o que é melhor para todos, deve ser algo que julgam ser de inato às suas personalidades, para eles todos os outros que pensam de forma autónoma, ou são de extrema direita ou ignorantes, eu penso o contrário que são gente livre de todas as amarras fazem o que melhor entendem a cada momento, não têm que obedecer a um qualquer Grande Lider.

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D