Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Disputa p+elos filhos

 

Nada justifica uma morte, nada justifica que se tire uma vida a alguém, mas quando lemos uma noticia que diz "dois anos à espera para morrer por uma filha" o que pensar?

 

Já aqui falei do assunto, foi num post que tinha por titulo "O filho não é do pai e não é da mãe, o filho é livre é da vida", infelizmente no nosso país ainda há muita gente que para além  que pensar que tem a propriedade dos filhos, se atribui o direito a dizer que o filho é só seu. Li há pouco tempo as estatisticas de casos como este e são às centenas todos os anos. Há quem contra tudo e contra todos pegue nos filhos e vá para o estrangeiro com eles. Há quem apesar das ordens do tribunal se negue a partilhar, quem faça tábua rasa de leis,  das disposições dos tribunais, há de tudo. E o pior é que a sensação com que ficamos é que o crime compensa, porque a verdade é que ninguém faz nada para fazer cumprir as normas e compensa mesmo, ou já alguém ouviu falar de um pai ou uma mãe que tenham sido condenados por desobedecer ao tribunal? Alguém que tenha levado os filhos para o estrangeiro para que eles não vejam o pai ou a mãe e que seja condenado por isso?

 

No caso deste pai que foi barbaramente assassinado há uma agravante, porque a mãe e ex mulher, é uma juíza, alguém que deveria em primeiro lugar respeitar a lei que é encarregada de fazer cumprir. Como é que esta senhora que andou dois anos a brincar com a lei pode ter moral para julgar outras pessoas?

 

Mas há muitas formas de morrer no nosso país, há quem morra de solidão e na maior solidão. Hoje foi encontrada morta num apartamento da Rianchoa uma idosa que que estava desaparecida desde 2002. 9 anos foi o tempo que demorou a ser encontrada, ali, num apartamento, rodeada de outros apartamentos e de pessoas.

 

E só foi encontrada porque o estado que apesar das denuncia dos vizinhos não foi capaz de fazer nada para tentar perceber o que lhe tinha acontecido, conseguiu mover um processo à senhora por falta de pagamento de impostos, e apesar de ela nunca ter aparecido, o processo correu e o apartamento onde a senhora estava morta foi vendido em hasta pública.. sem nunca ninguém lá entrar a ver o que lá estava... sem nunca ninguém tentar ver onde estava a senhora ou  os seus familiares... como é possível?

 

«Morrer é só não ser visto.»

 

A morte é a curva da estrada,

Morrer é só não ser visto.

Se escuto, eu te oiço a passada

Existir como eu existo.

 

A terra é feita de céu.

A mentira não tem ninho.

Nunca ninguém se perdeu.

Tudo é verdade e caminho.

 

Fernando Pessoa

 

Jorge Soares

publicado às 21:46


17 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.02.2011 às 00:35

“Deixós ladrar”

We just let them talk
And also let them bark
While we stay on the dark
After we keep on walk

They think we’re blind
And think they’re the best
They’re not passing the test
But we can read their mind

They have all the money
We have all the happiness
And we all have the sunny

They are producing a mess
Who’s having all the funny?
Não sei quem ladra, esquece.

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D