Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Cartazes da campanha contra o bullying homofóbico

 

Imagem do Público

 

 

Ideologia, s. f.

Ciência da formação das ideias.

Tratado sobre as faculdades intelectuais.

Diccionário Online Priberam

 

O projecto Inclusão, é um projecto da rede Ex Aqueo – associação de jovens lésbicas, gays, bissexuais, transgéneros (LGBT) e simpatizantes, e financiado pela Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG) via Programa EEA Grants e pelo Instituto Português da Juventude. Pretende fazer frente à pouca informação e à discriminação ainda vigentes no campo da Educação em Portugal em relação ao tema da homossexualidade, e que resultam na transmissão de informação incorrecta, preconceituosa e estereotipada, assim como num ambiente negativo para o dia-a-dia dos jovens LGBT.

 

Entre outras coisas o projecto prevê a distribuição pelas escolas do país dos dois cartazes que vemos na fotografia e que pretendem sensibilizar os jovens portugueses para a igualdade de géneros,  chamar a atenção para os perigos do Bullying homofóbico e promover combate à homofobia nas escolas

 

A rede Ex Aqueo pediu apoio ao Ministério da educação para a distribuição dos cartazes na escola, segundo noticia do Público, esta ajuda foi negada por  dois serviços do Ministério da Educação (ME) porque, pasme-se, é de cariz ideológico.

 

Não sei o que entende o Ministério da educação por "cariz ideológico", eu estive uns minutos a olhar para os cartazes e para além de jovens sorridentes e frases simples, não consegui encontrar o tal cariz ideológico... se calhar tem letras pequeninas que não se vêem de aqui.

 

Tão ou mais grave que isto, é o facto de algumas das escolas recusarem a distribuição dos cartazes porque "não são de uma campanha contra a discriminação, mas sim de uma campanha de promoção da homossexualidade". Recorde-se que o projecto foi apoiado pelo Instituto Português da Juventude.

 

Depois disto é fácil perceber o porquê de não haver lei da educação sexual que se consiga fazer valer em Portugal, quando as pessoas olham para estes cartazes e vêem ideologias ou promoção à homossexualidade e não uma simples campanha informativa, está tudo dito, então e  a estupidez de desta gente, não será ideológica?

 

Jorge Soares

publicado às 22:15


10 comentários

Sem imagem de perfil

De xana a 17.02.2011 às 23:18

"...então e a estupidez de desta gente, não será ideológica?"
Não, é crónica...
bjks
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 21.02.2011 às 00:20

Acho que deve ser isso... estupidez crónica
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 17.02.2011 às 23:33

“Demência colectiva”

É um buraco, é um abismo
Que todos querem ignorar
Mas parece difícil evitar
O desastre e o seu realismo

A crise nunca foi financeira
Culpa nunca foi dos mercados
Nós é que fomos subjugados
À falta de valores derradeira

Somos seres sem consciência
À velocidade da luz andamos
Dela criámos uma dependência

Que já nem conta nos damos
Do nosso estado de demência
Nem do ponto a que chegámos.
Imagem de perfil

De sentaqui a 17.02.2011 às 23:38

Homossexualidade existe, cada vez as pessoas estão mais desinibidas e já não se coibem de assumir as suas opções sexuais, é uma realidade a que só as pessoas com mentes tacanhas teimam em não ver, pena é que os piores exemplos venham de cima e continuem a confundir informação com ideologia.
Com atitudes destas vamos continuar a assistir à descriminação e desrepeito pelos outros.
Esta é mais uma das amostra tristes do país que temos.

Bjs
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 21.02.2011 às 00:20

É mesmo isso, uma amostra do país que temos.. e é uma tristeza que assim seja.
Sem imagem de perfil

De São a 26.02.2011 às 23:57

Permita-me só discordar de uma expressão ultrapassada que tem no seu comentário e que, infelizmente, demonstra também alguma falta de informação. Quado refere "opções sexuais" demonstra que pensa que se trata deuma opção quando está provado que não se traa de uma opção, mas de algo que nasce com a pessoa, logo, uma orientação sexual e não uma opção sexual. No entanto, não é o único pensar assim e a expressão "opção sexual", ainda é muito usada, em vez de orientação sexual, que, a meu ver e no de muito estudiosos o assunto, é a correcta. As pessoas não escolhem ser homossexuais ou hetrossexuais. Eu sou hetrossexual, mas não escolhi. Nasceu comigo, é a minha natureza. Logo, quem homossexual também não escolhe... Mas foi só um reparo. De resto, concordo..
Sem imagem de perfil

De Cristina a 18.02.2011 às 09:45

Quando começo a acreditar que alguma coisa está a mudar, aparecem noticias destas. Surreais.

Ainda gostaria de ver a reacção cá a videos como este:

http://www.youtube.com/watch?v=aB-R04rgbo4&feature=player_embedded

Cristina
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 21.02.2011 às 00:22

Não me parece que por cá fosse possível um vídeo como esse...

As coisas por cá vão mudando, mas o preconceito e a ignorância ainda dominam...e a julgar pela reacção das escolas... vai demorar a sair.. se é assim que pensa quem educa os nossos filhos,.. estamos conversados

Jorge
Sem imagem de perfil

De manuel a 18.02.2011 às 10:35

Eu também já procurei as letras pequeninas (ampliei a foto e tudo e não, nada não encontro nada a indiciar o cariz ideológico da coisa)

E em resposta à questão final que coloca, muito mais que esclarecer o significado de ideologia, há que esclarecer o significado de estupidez,
Vou complementar, se me for permitido…



Estupidez [e]
Nome feminino
1. Qualidade de estúpido; falta de inteligência e de delicadeza de sentimentos
2. Acção ou estado de estúpido

(De estúpido+-ez)


Estúpido
Adjectivo
1. Que não tem inteligência suficiente ou delicadeza de sentimentos
2. Grosseiro; bruto; muito desagradável
3. Enfadonho

Nome masculino: indivíduo pouco inteligente ou grosseiro

(Do lat. stupìdu-, «id.»)


Daqui: http://www.infopedia.pt/



Pensava que nascíamos estúpidos e depois tornávamo-nos ideológicos, depois de apurada reflexão concluo que é precisamente o inverso… (risos…)


Abraço


Imagem de perfil

De Jorge Soares a 21.02.2011 às 00:24

Manuel..

Quer-me parecer que há muitíssima gente neste país que nasce estúpido e estúpido morre, só isso explica que coisas desta aconteçam

Abraço e boa semana

Jorge

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D