Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Manifestação Geração à Rasca

 

Foi em Outubro que  num post em que falava da Geração Rasca, entre outras coisas escrevi o seguinte:

 

Não quero cair no mesmo erro que caiu quem a nós nos chamou geração Rasca, mas olhando para esta geração, a dos telemóveis, dos milhares de SMS trocados, a geração que nunca chumba, não porque saiba mas por decreto, a geração das calças caídas, a mesma que é contra o acordo ortográfico mas que não é capaz de escrever duas frases sem meter K's e abreviações,  eu pergunto-me.. que geração é esta?

 

Na altura foi a Stilleto que nos comentários deixou a frase Geração à Rasca, deveriam pagar-lhe direitos de autor, ela baptizou este movimento que nasceu de uma música dos Deolinda,  muito antes do seu início.

 

Tenho lido muitas coisas sobre tudo isto, antes de mais um esclarecimento, para o dia 12 em Lisboa, Porto e outras 8 cidades, estão convocadas não uma mas duas manifestações, uma é a do Geração à Rasca, um movimento espontâneo sem ligações politicas e que segundo palavras deles ... não protestamos contra as outras gerações. Apenas não estamos, nem queremos estar à espera que os problemas se resolvam. Protestamos por uma solução e queremos ser parte dela.

 

A outra foi convocada por um grupo de idiotas que diz querer varrer toda a classe politica e que para além de outras coisas, fez circular um email com uma série de pontos que se não sei se são para chorar ou para rir. Varremos toda a classe politica e depois fazemos o quê? contratamos o Kadhaffi que parece que vai para o Desemprego?, ou pedimos ao Berlusconi que faça uma perninha?

 

A crise é uma realidade que nos afecta a todos de uma forma ou outra,  o desejo de manifestar o desagrado é legitimo.. a coisa está preta para eles, para nós e para todas as gerações.

 

Há muita gente que desconfia de tudo isto porque partiu do Facebook, eu não vejo nada de mal nisso, o Facebook é, tal com o são os blogs,  uma forma de comunicação dos tempos que vivemos e é uma forma tão válida como outra qualquer de convocar uma manifestação... e de certeza muito mais inteligente que ter as paredes pintadas como tínhamos antes.

 

Tenho sérias dúvidas que a manifestação vá ser um sucesso, não porque venha do Facebook mas sim porque não vejo nesta geração consciência politica ou cívica para isso.. aliás, como vimos nos últimos actos eleitorais em que eles simplesmente abdicaram de reclamar onde faz mais sentido, nas urnas..... muito sinceramente espero estar enganado e que a manifestação tenha muito mais que os vinte ou trinta mil que carregaram no Gosto.

 

Jorge Soares

publicado às 21:56


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Paulo a 10.03.2011 às 12:31

Esta é com certeza uma sociedade bem original, desde os jovens "á rasca" aos politicos do desenrascanço (do deles, dos amigos, dos partidos, dos maçonicos, da familia).

O facto de os mais jovens ligarem pouco ou não se importarem com a politica nacional, deu jeito para que outros escolhessem por eles ou outros se colocassem em lugares de eleição por falta de alternativas válidas e progressistas nas ideias.

O resultado é os que detiveram ou detêm o poder, esquematizaram e consolidaram as 1000 e uma maneiras de sacarem os recursos (parcos) económicos do país para proveito próprio, esgotando-o. Acho mesmo que um Estado que não aposta na Educação e Cultura, além de nem se dar ao esforço de combater a corrupção instaurada, hipoteca o futuro.

Consequência 1: gradual e acelerada diminuição da percentagem da chamada classe média (país desenvolvido que se preze, não pode se dar ao luxo de ter 85% de muito pobres, 5% de classe média e 10% de muito ricos)

Consequencia 2: menos recursos, menos oportunidades para os mais jovens que distraidos, pensaram (erroneamente) que o Estado haveria de fazer por eles algo, mas este está "teso", estagnado de ideias, de motivação, impregnado de vícios graves, julga ser uma caravana com destino (incerto) e que os cães (manifestantes) ladram e ela passará á mesma eheheheeheheh.

É complicado dar a volta ao contexto sem reformas estruturais e sociais, em que todos os extractos sociais são parte da solução, em que naturalmente os jovens com habilidades tais possam suceder na politica, os actuais estagnados e viciados politicos, em que a riqueza seja distribuida sem ser garantida, em que se aproveite melhor os recursos do país que temos (sobretudo o turismo e energias alternativas) com melhor exploração da agricultura e pescas para menos dependÊncia alimentar do estrangeiro, já para não falar da dependência energética clássica.

Tudo isto para dizer que as manifestações são porreiras pá, os politicos gostam de ve-las na TV e comentarem entre eles no meio de 2 copos e ficam-se por ali, para quê mudar se o vento lhes corre de feição, e, sobretudo nada de opor-se a manifestações que o Povo tem o direito de desabafar o que lhes vai na alma ahahahahahhahaha

Jorge, grande Abraço ^_^

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Ó pra mim!

foto do autor


Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D