Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Pedras no caminho? Eu arrumo-as....

por Jorge Soares, em 15.02.08

Ultimamente tenho encontrado algumas vezes esta frase :

 

Pedras no caminho? Guardo todas, um dia vou construir um castelo…”

 

Primeiro em alguns blogues, depois começou a aparecer no meu live messenger, na identificação de contacto de uma amiga....  eu não sou de guardar azares e penas, portanto não gosto da frase, não entendo o seu significado... para que haveríamos de querer construir um castelo com os obstáculos da vida?... eu bem sei que "O homem é o único animal que tropeça duas vezes na mesma pedra", mas de aí até querer viver rodeado de más recordações..... não entendo.

 

Hoje durante o dia decidi fazer uma provocaçãozinha à minha amiga, coloquei no messenger a frase alterada:

 

"Pedras no caminho? eu arrumo-as!, para quê carregar com o passado?"

 

Mas fiquei curioso, sobre a origem da frase... lá fui ao google e no meio de muitos blogues.... o site do Publico, onde Francisco José Viegas, escritor e director da Casa Fernando Pessoa. diz o seguinte:

 

“O poema em questão não é de Fernando Pessoa, coisa que poderia ser garantida à primeira leitura (pelo tema, pela escrita, pela ortografia). No Brasil, tanto na web como em papel impresso, circulam vários «poemas apócrifos» assinados por Fernando Pessoa; muitas vezes, os seus autores pretendem garantir algum reconhecimento anónimo através da utilização do nome do poeta – são, geralmente, textos de má qualidade e que, infelizmente, se multiplicam todos os dias. Qualquer «leitor mediano» da obra de Pessoa ou dos seus heterónimos se dá conta da mistificação e da falsificação. Fernando Pessoa não diz semelhantes patetices”

 

Esta frase está envolta numa polémica que mete Fernando Pessoa e um poema,.... estou de acordo com a noticia.... Pessoa nunca escreveria esta frase........ aqui lhes deixo o poema... alguém diz que é piroso.... eu não acredito que existam poemas pirosos, um poema é um poema.... e nunca será piroso, em todo caso, de mau gosto, piroso, nunca!

 

Posso ter defeitos, viver ansioso
e ficar irritado algumas vezes mas
não esqueço de que minha vida é a
maior empresa do mundo, e posso
evitar que ela vá à falência.
Ser feliz é reconhecer que vale
a pena viver apesar de todos os
desafios, incompreensões e períodos
de crise.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos
problemas e se tornar um autor
da própria história. É atravessar
desertos fora de si, mas ser capaz de
encontrar um oásis no recôndito da
sua alma.
É agradecer a Deus a cada manhã
pelo milagre da vida.
Ser feliz é não ter medo dos próprios
sentimentos.
É saber falar de si mesmo.
É ter coragem para ouvir um “não”.
É ter segurança para receber uma
crítica, mesmo que injusta.
Pedras no caminho?
Guardo todas, um dia vou construir
um castelo…”

 

 

O Poema é de Augusto Curry, e temo que seja um daqueles casos em que uma mentira é dita tantas vezes que termina por converter-se em verdade.

 

É sexta, é dia de vídeo cá no blogue.

 

Vou repetir Imogen Heap, acho estes vídeos fabulosos, e para uma sexta, em que estou cansado e um bocado farto de tudo

 

Jorge

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:10


15 comentários

Imagem de perfil

De Teia d´Aranha a 15.02.2008 às 22:59

Bolas! Quando comecei a ler o teu post já estava a ganhar balanço para te dizer de quem era a frase e donde tinha sido tirada, mas tu próprio procuraste a informação. Pois, é do Pessoa, poeta que adoro! Ele e os heterónimos!

Aproveita o fds para descansar e vamos ver se 2ª feira é um dia mais "animado"...

Beijocas
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 15.02.2008 às 23:18

Olá dona aranha ... hum... isto não fica lá muito bem!

Olha, tu não leste o post todo....... é que segundo as minhas investigações..... o poema não é do pessoa...... volta lá e vê a noticia do publico...

De todos modos... eu gosto dos teus comentários.... tu és uma pessoa positiva!

beijinho
Jorge
Imagem de perfil

De Teia d´Aranha a 16.02.2008 às 00:25

Ó meu Deus, mas eu hoje não acerto uma?! Vou ali cortar os pulsos e venho já...

Beijinho
Sem imagem de perfil

De xana a 16.02.2008 às 00:58

Também não entendo muito bem esta cena do pessoal usar esta frase, vários contactos meus já usaram, e já a vi por alguns blogs. Nunca investiguei a origem certa por pensar que era mesmo do Pessoa. Apenas me questiono para que quer o pessoal construir um castelo? Pensarão que ainda vamos voltar ao tempo do D. Afonso? E será que alguma camâra irá passar licença para tal construção? ( neste caso até aposto que sim, pelo que vamos lendo nas notícias, aprova-se de tudo neste país, menos o que realmente interessa).
Beijinho.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 16.02.2008 às 12:25

Olá Xana

Um castelo é o sonho da maior parte das pessoas..... amor e uma cabana... mas chegar à camara e dizer:
Tenho aqui um saco com as pedras em que tropecei ao longo da vida, vou fazer um castelo com elas, existe licença para isso?

Deve ser uma situação caricata.

Beijinho amiga
Jorge
Sem imagem de perfil

De smootha a 16.02.2008 às 12:01

Olá, cheguei aqui através da Blue Eyes, espero não fazer mal :D
Esse poema de Pessoa, piroso ou não, de mau gosto ou nem por isso, na minha leitura apenas significa que com força e vontade triunfamos (castelo) sobre as dificuldades (pedras).
Não resisti a dar colherada, até porque sou fã de Pessoa.
Bjs
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 16.02.2008 às 12:11

Olá

Em primeiro lugar, obrigado pela visita, por acaso também já tinha chegaso ao teu blog..... também através do Blue eyes....

Bom, parece que tenho que fazer um update ao Post, segundo a noticia do publico... o poema não é do pessoa.... o que eu acho que não faz sentido é a frase......

De novo obrigado pela visita e volta sempre
Jorge
Imagem de perfil

De Sofia a 16.02.2008 às 17:52

Bem...esta frase quase que dava para fazer um debate! lol
A verdade é que para uma amiga minha era sagrada, escrevia-a em tudo o que era dedicatória...vou perguntar-lhe o que tem de tão significativo, se descobrir depois conto-te ;)
Beijinho
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 16.02.2008 às 21:53

Olá simpática

Vais ver que não tem significado nenhum especial... simplesmente as pessoas acham piada......

Mas, já agora fiquei curioso....

Beijinho
Jorge
Sem imagem de perfil

De sonjita a 17.02.2008 às 23:43

Olá... obrigada pela visita ao meu blog. Foi feito um convite e eu aceitei, como tal aqui estou. Li o teu post... curioso... lendo o poema no seu inteiro dá para ver que Fernan do Pessoa não o escreveria, no entanto a frase, só a frase, acho que podia ter sido dele. Eu vejo sentido na frase, senão não a punha no meu post.... o suco que lhe tiro é que de todos os obstáculos que a vida nos coloca podemos sempre tirar algum partido, algum ensinamento. O conjunto das aprendizagens que vamos acumulando formam o nosso castelo... um castelo no sentido figurativo (nada de castelos de princesas). Neste sentido que a entendo acho que a aplico a muita coisa na vida... estamos sempre a aprender!!!! Espero que tenha conseguido transmitir o meu ponto de vista... caso contrário pede esclarecimento que eu explico.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 18.02.2008 às 17:22

Olá

Claro e conciso, gostei do teu ponto de vista.

Obrigado pela visita e por favor... volta!

Jorge
Sem imagem de perfil

De Crisálida a 18.02.2008 às 03:03

É... tu disseste a frase que o ser humano costuma pisar duas vezes a mesma pedra... É justo o que estou fazendo nesse preciso momento da minha vida... :-(

espero que dessa vez não hajam as consequências de antes... Quem sabe? É o risco que se corre, e se estamos disposto a arriscar, porque no fim não tem quase nada à perder... Veremos...

Beijos, amigo...
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 18.02.2008 às 17:27

Olá

Amiga, por vezes voltar atrás serve para apanhar impulso para seguir em frente com mais força, só tu sabes se vale a pena ou não trilhar de novo o mesmo caminho ..... mas olha que na vida há sempre coisas a ganhar ou a perder, está em nós conseguir ponderar se vale a pena o risco ou não.

Vejo que tu ponderaste.... de minha parte... força

Beijinho
Jorge
PS:hummmm .. Contigo sai sempre filosofia! :-)
Imagem de perfil

De Sofia a 20.02.2008 às 13:41

Depois de uma breve sondagem à minha colega diz-me ela o seguinte:" por muitas dificuldades que me apareçam no caminho... transtornos... imprevistos... eu vou saber ultrapassá-los e 1 dia ser alguém melhor por causa das dificuldades que tive. É 1 especie de "o que não te mata torna-te mais forte" "

Vendo bem, tem a sua lógica e uma certa razão!
Que te parece..ajuda a esclarecer a questão?? :)

Beijinho*
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 20.02.2008 às 22:38

Olá

Sim, já alguém tinha ido por aí noutro comentário... tens razão, faz algum sentido ... mas continuo a não gostar da frase

Enfim.... este post foi engraçado..... quem diria que tanta gente diferente ia comentar uma frase.

beijinho amiga
Jorge


Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D