Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Pedras no caminho? Eu arrumo-as....

por Jorge Soares, em 15.02.08

Ultimamente tenho encontrado algumas vezes esta frase :

 

Pedras no caminho? Guardo todas, um dia vou construir um castelo…”

 

Primeiro em alguns blogues, depois começou a aparecer no meu live messenger, na identificação de contacto de uma amiga....  eu não sou de guardar azares e penas, portanto não gosto da frase, não entendo o seu significado... para que haveríamos de querer construir um castelo com os obstáculos da vida?... eu bem sei que "O homem é o único animal que tropeça duas vezes na mesma pedra", mas de aí até querer viver rodeado de más recordações..... não entendo.

 

Hoje durante o dia decidi fazer uma provocaçãozinha à minha amiga, coloquei no messenger a frase alterada:

 

"Pedras no caminho? eu arrumo-as!, para quê carregar com o passado?"

 

Mas fiquei curioso, sobre a origem da frase... lá fui ao google e no meio de muitos blogues.... o site do Publico, onde Francisco José Viegas, escritor e director da Casa Fernando Pessoa. diz o seguinte:

 

“O poema em questão não é de Fernando Pessoa, coisa que poderia ser garantida à primeira leitura (pelo tema, pela escrita, pela ortografia). No Brasil, tanto na web como em papel impresso, circulam vários «poemas apócrifos» assinados por Fernando Pessoa; muitas vezes, os seus autores pretendem garantir algum reconhecimento anónimo através da utilização do nome do poeta – são, geralmente, textos de má qualidade e que, infelizmente, se multiplicam todos os dias. Qualquer «leitor mediano» da obra de Pessoa ou dos seus heterónimos se dá conta da mistificação e da falsificação. Fernando Pessoa não diz semelhantes patetices”

 

Esta frase está envolta numa polémica que mete Fernando Pessoa e um poema,.... estou de acordo com a noticia.... Pessoa nunca escreveria esta frase........ aqui lhes deixo o poema... alguém diz que é piroso.... eu não acredito que existam poemas pirosos, um poema é um poema.... e nunca será piroso, em todo caso, de mau gosto, piroso, nunca!

 

Posso ter defeitos, viver ansioso
e ficar irritado algumas vezes mas
não esqueço de que minha vida é a
maior empresa do mundo, e posso
evitar que ela vá à falência.
Ser feliz é reconhecer que vale
a pena viver apesar de todos os
desafios, incompreensões e períodos
de crise.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos
problemas e se tornar um autor
da própria história. É atravessar
desertos fora de si, mas ser capaz de
encontrar um oásis no recôndito da
sua alma.
É agradecer a Deus a cada manhã
pelo milagre da vida.
Ser feliz é não ter medo dos próprios
sentimentos.
É saber falar de si mesmo.
É ter coragem para ouvir um “não”.
É ter segurança para receber uma
crítica, mesmo que injusta.
Pedras no caminho?
Guardo todas, um dia vou construir
um castelo…”

 

 

O Poema é de Augusto Curry, e temo que seja um daqueles casos em que uma mentira é dita tantas vezes que termina por converter-se em verdade.

 

É sexta, é dia de vídeo cá no blogue.

 

Vou repetir Imogen Heap, acho estes vídeos fabulosos, e para uma sexta, em que estou cansado e um bocado farto de tudo

 

Jorge

publicado às 22:10


15 comentários

Imagem de perfil

De Jorge Soares a 16.02.2008 às 21:53

Olá simpática

Vais ver que não tem significado nenhum especial... simplesmente as pessoas acham piada......

Mas, já agora fiquei curioso....

Beijinho
Jorge

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D