Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Caiu o governo, Portugal é um país à Rasca

por Jorge Soares, em 23.03.11

Sócrates apresentou a demissão

 

Imagem do Público

 

Haverá muita gente que está feliz, finalmente o Sócrates disse basta, na verdade não me parece que exista motivo algum para estarmos felizes, esta crise politica vai trazer consigo mais desconfiança por parte de quem tem dinheiro para financiar o nosso país e essa desconfiança vai ter um custo enorme para todos nós.

 

Como estavam as coisas já era complicado que conseguíssemos seguir em frente sem ajuda do FMI ou da união europeia, agora será quase certo que seja mesmo necessário apelarmos a essas instituições, o custo a pagar por essa ajuda vai fazer com que estas medidas propostas agora pelo governo pareçam brincadeiras de criança... basta olhar para o que aconteceu na Grécia e na Irlanda após a entrada do FMI. Toda a oposição votou contra este PEC, o próximo governo sairá desta oposição, veremos como explicam depois que vão aplicar estas medidas e muitas mais, todas a penalizar o país.

 

Haverá eleições daqui  a pouco tempo, foi há pouco que toda uma geração acordou para o facto de estar à rasca, agora toda essa geração terá oportunidade de mudar o seu futuro, porque é nas eleições que neste país se fazem as escolhas, a abstenção nas últimas legislativas esteve perto dos 40%, veremos como será nas próximas e veremos sobretudo se esta geração, que como o resto do país está à rasca, vai querer continuar à rasca ou vai criar as condições para que as coisas mudem mesmo. Veremos o que vale realmente esta geração.

 

Jorge Soares

publicado às 21:21


109 comentários

Sem imagem de perfil

De a.marques a 23.03.2011 às 23:15

Basta de Sócrates. Intragável.
Sem imagem de perfil

De André a 23.03.2011 às 23:20

É verdade que vamos sofrer as consequencias... mas um governo que em Maio do ano passado, ah e tal PEC, passado um tempo ah e tal PEC2... 3...4 é um governo que não sabe o que é que há-de fazer porque não corta no essencial, certamente se o governo continuasse, lá para overão tinhamos o PEC5! Foi um governo que cavou a sua própria sepultura.
Se não produzirmos, essencialmente, e se não cortamos em salários de gestores milionários, em gastos supérfluos... não vamos lá e não é o FMI que nos safa, quando o problema é estrutural.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 23.03.2011 às 23:42

Os salários milionários são uma ninharia.. cortar por aí é só uma medida psicológica.. vai ver que o primeiro que faz o próximo primeiro ministro é cortar nas pensões... e aumentar os impostos, vai pegar neste PEC e fazer acrescentos.. não há para onde fugir..e já vamos com sorte se até ao natal não cair o 13º mês e mais umas coisas... não tenha ilusões..
Sem imagem de perfil

De Leamar a 24.03.2011 às 10:03

Bom dia Jorge...
Permite-me dizer que apesar de poder ser uma medida psicológica, pode produzir efeitos! Para mim seria essencial saber que essas reformas douradas deixariam de existir uma vez que sobrevivem muito bem sem as mesmas. Outra coisa que gostaria que cessasse era as mordomias dos nossos governantes (e até ex governante que delas dispõem):
-motorista a toda a hora;
-carros do governo sem estarem devidamente identificados e que são usados para fins particulares;
-compra de carros novos topo gama;
-jantares e comemorações (a meu ver ridículas) que saem caras nos bolsos de quem anda na bancarrota;
-acabar com o financiamento dos partidos políticos para eleições (deveria caber ao próprio partido fazer isso por inteiro);
-acabar com financiamento de vaidades de primeiras damas relativamente aos vestuários;
-etc etc etc.
Uma outra medida a meu ver importante era acabar com o acumular de empregos, isto é, um ministro trabalhar numa empresa (que muitas vezes tira partido da posição política para adquirir obras e afins- como penso que será o caso do TGV). Ou se faz uma coisa ou se faz outra.
Acabar com salários milionários 3 ou + vezes superior ao do próprio presidente sejam de gestores, sejam de jornalistas (que trabalham para a RTP), sejam os de quem forem. Não querem...siga...há de haver quem queira!
Agora assim de chofre nem me vou dar ao trabalho de listar mais...pois sei que venha quem vier jamais serão implementadas. Podem até ser psicológicas, mas para quem tem de poupar, ajuda a motivar! Sabermos que nos cortam em bens elementares...para depois ficarmos a saber que a madame "y" leva os ricos filhinhos à escola num carro do estado com motorista e depois até passa no El Corte Inglês para fazer umas compritas...desmoraliza!!! Nunca mais me vou esquecer (há uns anitos atrás perto do Natal) quando a Manuela Ferreira Leite numa palestra disse que os portugueses estavam mal habituados, que gastavam mais do que podem, que não sabem poupar, que tinham de começar a apertar o cinto...para no dia seguinte ser apanhada por jornalistas a sair do Colombo com compras de Natal e a ser transportada com motorista no carro de Estado...É pá...dá cá uma vontade de espetar umas bolachadas a alguém...Façam o que eu digo e não façam o que eu faço, para mim não cola!
Eu não sou grande conhecedora dos meandros políticos, mas PS e PSD não! Não votei neles nem vou votar. Já lá estiveram e puderam mostrar do que são capazes! Agora é altura de dar oportunidade a outros que nunca lá tenham estado...podem até fazer pior (é uma incognita)...
Mas, com muita pena minha, penso que voltaremos ao mesmo arco político de sempre.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 24.03.2011 às 10:10

Olá

Calma, eu conciordo contigo.. bom, em quase tudo, tudo o que dizes aqui é importante e deveria ser feito.. mas convém explicar às pessoas que só com essas medidas não se resolve nada... é que há muita gente que acha que fazendo isso, cortando nos salários dos governantes e nos carros, basta.... acham que deviam fazer isso em vez do que se tem feito.... eu acho que se deveria fazer a maioria das coisas que dizes, mas convém explicar às pessoas que só isso era o mesmo que não fazer nada, é preciso fazer isso por uma questão de moralidade.. e continuar a fazer o resto que é o que realmente tem efeitos práticos.

Jorge
Sem imagem de perfil

De Leamar a 24.03.2011 às 11:52

Of course...O exemplo é muito motivador!!! Vê-se isso nas crianças...o pior é que o mundo anda crivado de maus exemplos...
Sem imagem de perfil

De Lili a 23.03.2011 às 23:42

Eu não diria melhor... um resumo perfeito da sociedade e de muitas mentalidades que temos.
Sem imagem de perfil

De Anonimo a 23.03.2011 às 23:50

Como quem diz ai vêm Me.............aaaaaaaaaaaaaaaa
Sem imagem de perfil

De Sofia a 24.03.2011 às 00:07

"Democracia" = "o poder está no povo"... Já o revolucionário Zeca Afonso o dizia " o povo é quem mais ordena"!
Mas a questão que se coloca é...Será mesmo??

A minha resposta é: Se o povo QUISER e TRABALHAR para isso, então sim...O POVO É QUEM MAIS ORDENA!!

Uma "aplicação" prática da democracia é o voto!
Eu tenciono votar nas "prováveis" próximas eleições ... não por filiação a algum partido, mas porque, para mim, a 1a palavra que enunciei neste post ainda tem algum sentido e significado!!

Considero que é altura de os portugueses manifestarem massivamente a sua opinião, BASTA DE ABSTENÇÃO ELEVADA!!!!!
o voto ... tanto é um DIREITO como um DEVER!

Percebo o descontentamento, a descrença, a desilusão, a desconfiança que os portugueses têm para com a política..."Eu já não acredito nos políticos"; " Na política é tudo uma camada de corruptos"; "Políticos???...só querem é gamelas e uma reforma rechonchuda"...diariamente, é raro não ouvir ou mesmo proferir uma frase destas ou idênticas...

Porém, porque não passarmos do acto de criticar pachorrentamente, no sofá das nossas casas, as notícias que passam na televisão sobre o estado do Estado ao acto de agir, participar activamente, ... começando pelo acto de votar, por exemplo.

Posso não perceber e compreender muitas coisas neste país...mas uma coisa eu sei...Portugal só se erguerá, se os portugueses trabalharem para isso!!!
Não podemos ficar à espera de um D. Sebastião, de um desejado para nos salvar a pátria ou de um Fernando Pessoa ou um Luis de Camões para nos elevar o espírito e nos dar esperança... a esperanças tem de partir de nós, bem como o empreendedorismo, a vontade de trabalhar...
TEREMOS DE SER NÓS OS SALVADORES DA NOSSA PÁTRIA!

Em vez de criticarmos tudo e todos, de todas as formas possíveis, porque não arregaçar as mangas, e pôr mãos ao trabalho, praticar a honestidade, deixar de olhar para a casa, para o carro do vizinho com inveja, mexericar "olha-me o vizinho, já tá rico!!"...deixemo-nos dessas picuices, dessas mediocrices...

Tenho 18 anos de existência, tempo suficiente (penso eu) para formar uma opinião sobre este e outros assuntos...faço parte da geração "à rasca", mas, sinceramente, " à rasca" um pouco porque quer!! cada vez mais, e à medida que "descemos" nas faixas etárias, o espírito de sacrifício e de esforço está ausente nos jovens...no ensino, de um modo geral, reina o facilitismo, e a educação que os "pais de hoje" dão aos seus filhos também é preocupante, uma vez que, as crianças começam a ficar desabituadas a ouvir um "não" e conseguirem tudo aquilo que pretendem com uma simples birra...

Assim, quando me perguntam se estou preocupada com o meu futuro, o da minha família, o dos meus amigos e conhecidos?? Sim, estou... talvez mais do que isso, preocupa-me que este povo caía num conformismo e inércia que ditem o rumo deste país!! Mas faremos tudo para que isso não aconteça!!
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 24.03.2011 às 22:44

Olá

Parabéns por toda essa garra e essa forma de pensar... é de jovens como tu que este país precisa... nunca mudes.

Jorge
Sem imagem de perfil

De xana a 24.03.2011 às 00:20

"De xana a 14 de Março de 2011 às 00:13
O P.P.C . está desejando agarrar o menino, ainda que este seja uma bomba relógio... até está desejando ser ele a ligar o cronómetro... __________________________________________
De Jorge Soares a 14 de Março de 2011 às 22:53
Não sei não.. como estão as coisas? não sei se será assim tão linear ..."

___________________________________________
Eu não dizia...? É certo que todos os outros partidos na oposição ajudaram a esta festa, mas o discípulo segue as pisadas do mestre, e vamos ter Coelho que já saiu da cartola à muito tempo, para nos cozinhar até nos deixar só em osso... resta saber é se quando os calos lhe apertarem, ele não aproveita também uma oportunidade à Barroso, e de Coelho age como um rato e abandona o barco, mal veja uma gota de água no porão...

Bjks
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 24.03.2011 às 22:45

Olá Xana

Pronto... tinhas razão :-)

E já começou bem... ele hoje disse que não ia tirar a quem recebe mais de 1500 Euros por mês... prefere tirar também a quem ganha pouco...e com isto, já estou a ver o IVA a 25% .. pelo menos...

Não demora muito a que muita gente diga: Volta Sócrates, estás perdoado

Jorge
Sem imagem de perfil

De xana a 24.03.2011 às 23:36

Eu já ouvi muitas vezes _"Volta Salazar, que estás perdoado!"
Não tendo vivido essa época, sei o que se passou, o meu pai nasceu em 1936, é o firmão mais velho, e de todos é o único que não foi à escola, mas é também o que trabalhou mais anos. Hoje já reformado ainda trabalha no campo para os patrões da vinha, e no nosso bocado de terreno, e tem quase 75 anos. É comunista até às costelas, e muita da minha consciência política devo-a a ele, só não sou tão radical, a vida tem-se encarregado de me fazer ver as coisas de forma menos arreigada, mas no entanto não me levam em cantigas de direita. Tudo o que hoje sou devo-o aos ensinamentos do meu pai e da minha mãe que sempre trabalhou no campo. Nunca tive nada de mão beijada, sempre tive de me esforçar e fazer por merecer o que queria.
Não conheci o tempo de Salazar, mas lembro-me perfeitamente das greves do início dos anos 80, da fome aqui em Setúbal, do encerramento das fábricas de conservas, da miséria que se viveu nesta cidade. Felizmente o meu pai já trabalhava no trabalho que teve durante 25 anos, e eu nunca passei necessidade, e sempre tive comer na mesa todos os dias. Por ter passado fome, o meu pai sempre fez por não passar necessidades, mais vez nenhuma. Sei que tive sorte, muitos como eu não tiveram essa sorte. Sempre assisti às greves dos anos 80, pelos olhos do meu pai, que as fez todas no local de trabalho, não como hoje, que fazer greve é aproveitar para não comparecer no local de trabalho e ir dar uma volta ao shoping ou à praia...
Não conheci Salazar, mas ouvi falar muito dele, ouvi muitas histórias sobre esse tempo. Teve muitas coisas más, mas hoje certamente fazia-nos falta alguma da firmeza dele.
Hoje sinto que vou voltar a assistir à fome dos anos 80, e hoje sinto que mesmo com tudo o que aprendi, que por mais que me esforce, poderei já não conseguir fazer como o meu pai, e fazer com que não me falte a comida na mesa.
bjks
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 24.03.2011 às 23:46

Xana

Nem a brincar me fales do Salazar e do seu tempo, neste país pode ser necessário que aconteçam muitas coisas, mas elas só podem acontecer se existir liberdade.. se existir o direito a pensar, a falar, a ter opinião... teriam que acontecer mesmo muitas coisas como par que eu trocasse a minha liberdade de pensamento e de escolha pelo que quer que seja.

Jorge
Sem imagem de perfil

De xana a 25.03.2011 às 00:17

Jorge, eu não digo um regresso ao salazarismo tal como era, longe de mim, sei a fome que o meu pai passou, o frio e uns sapatos só para ir à inspecção da tropa aos 18 anos, digo apenas uma mão com alguma firmeza como a dele, nas contas. Também eu não tenho inteções de perder a minha liberdade, seja de expressão ou de movimentação. Eu falo de uma firmeza nas contas, na matemática das coisas, no deve e haver das contas do Estado. Há tanta terra ao abandono, e temos de importar cereais para fazer o pão, há tanta terra ao abandono e temos de importar arroz para comer. Há tanta terra ao abandono e temos de importar carne de Espanha, criada em alguma terra portuguesa que já esteve também ao abandono. Há tanta terra ao abandono porque vergar a mola na agricultura dói, e não se consegue viver só de subsídios, tem que se produzir. Fome, vamos passar de qualquer maneira, portanto que haja uma mão firme nas contas, que ajude a levantar isto, se já não for para nós, que seja para os que cá deixarmos.
Eu só peço firmeza na matemática, e que não se façam contas com somas e subtrações de tachos, nem com boys para aqui ou para acolá, o que não me parece que seja o que vai acontecer, afinal os tachos são como certos tipos de cancro, por mais que se retirem tumores, deixam sempre raízes que se tornam a espalhar minando tudo novamente.
:)
Sem imagem de perfil

De Henrique Gomes a 24.03.2011 às 00:28

Efectivamente não temos motivos para estar felizes. Mas também não temos motivos para ficar mais tristes do que já andávamos todos. O Sr. Engenheiro(???) sabia que mais tarde ou mais cedo, teria que dar as boas vindas ao FMI, e assim arranjou uma maneira airosa de sair de cena, vitimizando-se e atirando a responsabildade para cima dos outros. Infelizmente, não me parece que esses outros tenham uma solucção mágica para resolver esta crise. Alguém disse que cada povo tem o governo que merece. No caso do povo Português isso tem sido a realidade, mas temos de ter em conta que não se lhe deparam grandes e valiosas opções de escolha no momento de votar. Vamos ver. A campanha eleitoral começou já nas declarações, de demissão (no caso do engenheiro) e de reacção no caso dos outros. Temo que tenhamos mais do mesmo. Por vezes sinto vontade de esquecer a minha natureza tolerante e civilizada, e acho que isto só lá ia com outra revolução, mas desta vez, não colocando cravos nos canos das G-3, para não estorvarem a saída das balas.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.03.2011 às 00:33

Renovar é sempre bom, ainda mais quando as coisas andan mal!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.03.2011 às 00:36

Sempre votei psd tenho 60 anos. Sempre trabalhei no duro. Na manifestação da geração á rasca todas as entrevistas que ouvi todos estavam bem só estavam ali para apoiar. Os unicos que andam á rasca são os que fazem politica desde partidos sindicatos etc etc já os conhece-mos bem. Agora uma coisa vos garanto entre socrates e passos coelho, 100 vezes socrates de vaidosos e bem falantes estou cheio.
Sem imagem de perfil

De Miguel a 24.03.2011 às 00:54

É pena que seja mais um socialista que pensa que o Sócrates estava a fazer algo no governo. Deve ser uma pessoa sem preocupações ao final do mês, senão, certamente, não estaria tão solidário com o governo demissionário.

Apesar de também concordar que, para o pior governo desde o 25 de abril, tivemos a pior oposição desde o mesmo período. Período o qual custou a muitos como os meus avós e que agr são abandonados pelos familiares, que preferem comprar futilidades a acompanhar os seus progenitores.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 24.03.2011 às 22:53

Não me entendeu.. eu não estou solidário com o governo.. nem sou socialista.. só acho que esta crise politica nesta altura era mesmo a ultima coisa que precisávamos ... eu acho que PS e PSD são os culpados de tudo isto...e a julgar pelas primeiras declarações de campanha..a coisa não vai melhorar... hoje alguém disse que não ia tirar regalias a quem ganha mais de 1500 Euros, que era preferível aumentar os impostos e penalizar quem ganha menos... é isso que nos espera no futuro...

Comentar post




Ó pra mim!

foto do autor


Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D