Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

 

autismo é uma disfunção global do desenvolvimento. É uma alteração que afeta a capacidade de comunicação do indivíduo, de socialização (estabelecer relacionamentos) e de comportamento (responder apropriadamente ao ambiente — segundo as normas que regulam essas respostas). Esta desordem faz parte de um grupo de síndromes chamado transtorno global do desenvolvimento (TGD), também conhecido como transtorno invasivo do desenvolvimento (TID), do inglês pervasive developmental disorder (PDD). Entretanto, neste contexto, a tradução correta de "pervasive" é "abrangente" ou "global", e não "penetrante" ou "invasivo". Mais recentemente cunhou-se o termo Transtorno do Espectro Autista (TEA) para englobar o Autismo, a Síndrome de Asperger e o Transtorno Global do Desenvolvimento Sem Outra Especificação.

 

Algumas crianças, apesar de autistas, apresentam inteligência e fala intactas, outras apresentam sérios retardos no desenvolvimento da linguagem. Alguns parecem fechados e distantes, outros presos a comportamentos restritos e rígidos padrões de comportamento. Os diversos modos de manifestação do autismo também são designados de espectro autista, indicando uma gama de possibilidades dos sintomas do autismo. Atualmente já há possibilidade de detectar a síndrome antes dos dois anos de idade em muitos casos.

 

Certos adultos com autismo são capazes de ter sucesso na carreira profissional. Porém, os problemas de comunicação e sociabilização freqüentemente causam dificuldades em muitas áreas da vida. Adultos com autismo continuarão a precisar de encorajamento e apoio moral em sua luta para uma vida independente. Pais de autistas devem procurar programas para jovens adultos autistas bem antes de seus filhos terminarem a escola. Caso conheça outros pais de adultos com autismo, pergunte sobre os serviços disponíveis.

 

O autismo afeta, em média, uma em cada 110 crianças nascidas nos Estados Unidos, segundo o CDC (sigla em inglês para Centro de Controle e Prevenção de Doenças), do governo daquele país, com números de 2006, divulgados em dezembro de 2009. -- no Brasil, porém, ainda não há estatísticas a respeito do TEA. Em 2010, no Dia Mundial de Conscientização do Autismo, 2 de abril, a ONU declarou que, segundo especialistas, acredita-se que a doença atinja cerca de 70 milhões de pessoas em todo o mundo, afetando a maneira como esses indivíduos se comunicam e interagem. O aumento dos números de prevalência de autismo levanta uma discussão importante sobre haver ou não uma epidemia da síndrome no planeta, ainda em discussão pela comunidade científica.

 

Fonte Wikipédia

publicado às 14:41


12 comentários

Imagem de perfil

De tempovirtual a 02.04.2011 às 18:15

Obrigado Jorge por teres refeido este tema tão poucas vezes mencionado e infelizmente tão comum. Não é pelo facto de hoje me ter vestido de azul, em eafer~encia ao dia do autista, que isso muda alguma coisa, são simbolos apenas, que quem está por fora nem se apercebe, felizmente vejo que "aqui" , quase nada passa despercebido e as pessoas estão mais atentas do que os conhecidos reais.
acho fantástica adescrição que fazes do autismo Parabéns e que a causa seja vista com outros olhos pela sociedade em geral e politicos (SE É QUE AINDA ACREDITO EM ALGUM) em particular.
Bom sábado. Foi bom vir aqui, é bom ter estes amigos que tanto sabem e nos mostram os caminhos.Cheguei tarde mas...Cheguei e com toda a honra tenho um belo grupo de amigos. obrigado
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 03.04.2011 às 23:47

Olá

Sabes uma coisa, eu sou contra os dias... mas confesso que a existência deste dia me fez aprender algumas coisas, o texto não é meu, retirei da Wikipédia, mas para mim foi uma oportunidade para aprender um pouco mais sobre esta doença.. assim como o vídeo... fiz o post para chamar a atenção de outras pessoas para o assunto... aprendi..e tentei partilhar.. porque ajudar, não custa nada.

Jorge
Imagem de perfil

De Existe um Olhar a 02.04.2011 às 20:56

Soube há pouco tempo que uma amiga minha tem uma criança autista, felizmente nunca lidei com nenhum caso desses.
Gostei de toda esta explicação. Muito oportuna!

Beijos
Manu
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 03.04.2011 às 23:49

Manu..sempre pensei no meu blog como uma excelente oportunidade de aprender...e partilhar, hoje aprendi, e partilhei... ajudar não custa nada, não é?

Boa semana

Jorge
Sem imagem de perfil

De Ana Maria a 03.04.2011 às 08:58

Belíssimo este filme e o seu conteúdo tocante. também faço parte destas famílias que possuem, no meu caso já adolescente , um filho com problemas dentro do síndroma de Asperger e para o qual toda a minha atenção nunca é demais, e sinto que ele fica feliz quando partilho com ele os gostos, o espaço e o tempo. Parabéns pelo excelente post . Fiquei fã deste blog. Bom domingo.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 03.04.2011 às 23:49

Obrigado pelas suas palavras simpáticas... volte sempre.

Jorge
Sem imagem de perfil

De elias a 03.04.2011 às 14:03

acrescentar entre as 10 coisas que toda criança gostaria que voce soubesse.
o mercurio contido em todas as vacinas que as crianças sao obrigadas a tomar sao a maior causa de autismo e baixo QI aelm de afetar o desenvolvimento das crinças. nao é atoa que filhos de ricos nao tomam as mesmas vacinas que os pobres
Sem imagem de perfil

De Pedro a 03.04.2011 às 15:52

http://www.vencerautismo.org
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 03.04.2011 às 23:51

Pedro, obrigado pela partilha
Imagem de perfil

De Breizh da Viken a 03.04.2011 às 18:39

Olá...
É a primeira vez que por aqui passo...
Gostei!
Li com mto carinho este post... trabalho com crianças autistas diariamente! Enriquecem-nos mto! Um trabalho cansativo,é verdade, mas altamente recompensador...

Parabéns
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 03.04.2011 às 23:53

Olá

Espero que volte.. para mim foi um descobrir de coisas novas... parabéns para si pelo seu trabalho e a forma como gosta dele.

Jorge
Imagem de perfil

De DyDa/Flordeliz a 04.04.2011 às 23:55

Não tinha lido nem visto. Adorei!

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor


Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D