Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Vá lá a gente tentar perceber as crianças!

por Jorge Soares, em 16.05.11

Vá lá a gente tentar perceber as crianças

Imagem minha do Momentos e olhares

 

Durante anos, dia após dia o N. ficava a chorar no infantário, todos os dias, desde que tinha um ano e até que finalmente entrou para a escola primária, fosse eu ou fosse a mãe quem o levava, ficava lavado em lágrimas e num pranto inconsolável. De inicio e até percebermos que mal ele deixava de nos ver as lágrimas paravam de imediato e começava a brincadeira como se nada fose, a coisa foi complicada. Não é fácil deixar uma criança a chorar todos os dias, o primeiro pensamos é que ela é maltratada e que não gosta da sala, da educadora, das auxiliares... passa-nos tudo pela cabeça, incluindo mudar a criancinha de escola.. coisa que chegámos a fazer, sem que nada mudasse... 5 anos de choro diário é dose.

 

Mas se acham que isto é mau, o que acham de uma criança que todos os dias quando a vão buscar arma um berreiro porque não quer sair da escola? Mau não é? pois... isso é o que acontece comigo todos os dias.

 

Imaginem o que é chegarem à escola e estarem os outros pais a buscar as suas criancinhas sorridentes e terem que andar atrás da vossa porque ela mal vos vê corre para a outra ponta? É ver as mães com um sorriso amarelo e a pensarem:

 

-Como será que eles tratam a pobre criança que ela nem quer ir para casa ao fim do dia?

 

Depois o sorriso amarelo passa para as auxiliares e claro, para mim.. que nunca encontro nenhum buraco onde me esconder.

 

Com o tempo comecei a tentar usar estratagemas, em lugar de lá ir eu, mandava os irmãos, primeiro o N. e depois a R., para nada, o comportamento era exactamente o mesmo, só quando é a mãe a ir lá ela não faz fita.. raio de criança.

 

Estava a ficar seriamente preocupado até que um dia a fui deixar na escola de manhã e para minha grande surpresa, fez uma birra exactamente igual à que faz ao fim do dia, só que ao contrário, não queria lá ficar por nada, quando não se agarrava a mim, tentava fugir para a rua.

 

Estão a ver a minha cara de alivio? desta vez o sorriso amarelo era mesmo da auxiliar que a veio receber.

 

Vá lá a gente tentar perceber as crianças.

 

Jorge Soares

publicado às 22:32


7 comentários

Imagem de perfil

De DyDa/Flordeliz a 17.05.2011 às 01:44

Sabes que mais?

As crianças surpreendem qualquer um.

Têm o dom de nos deixarem ficar mal em qualquer lugar e em ocasiões impróprias para "consumo".
Que fazer? Nada!
Mas imagino que deve ser para vós até um pouco constrangedor...

Vai passar. Tens três e até já sabes que assim é. Muito melhor que eu.

Imagem de perfil

De Jorge Soares a 18.05.2011 às 23:06

Olá

Pois, essa capacidade de nos deixar mal...não vem nos manuais... bom, também, o manual vem mesmo em branco...

Amiga, e ao terceiro, continuo sem perceber lá muito do assunto.

beijinho
Jorge
Sem imagem de perfil

De Maria a 17.05.2011 às 11:07

Pois ... como eu te percebo! É muito complicado lidar com crias, em particular quando elas têm personalidades, vontades, chamem-lhe o que quiserem, tão fortes!!! Parece que estão sempre do contra ...

Eu ainda sou do tempo em que via um puto a fazer birras, esticado no chão ou a gritar e pensava assim: "aquilo é mesmo falta de regras por parte dos pais. Deixam a criancinha fazer tudo e depois é o que dá!". Presentemente já engoli tudo o que disse e pensei ao longo de anos ...

Imagem de perfil

De Jorge Soares a 18.05.2011 às 23:08

Personalidade.. vontade própria... vontade de nos chatear... eles tem isso tudo, em doses industriais .

A maioria das pessoas só sabe naquilo que se meteu quando a criancinha está no mundo e começa a fazer das suas.. antes tudo parece muito fácil... depois, tudo parece muitooooooo complicado..e não há lógica que sirva.

Imagem de perfil

De DyDa/Flordeliz a 18.05.2011 às 23:42

ehehehe e eu lembro-me muito bem deste post
(http://suspeitas.blogs.sapo.pt/44651.html )
da Suspeita e lembro-me imenso quando te leio a desabafar com "a rifa" o Suspeitinho que te saiu em sorte.

Pensamos que temos força de vontade e conseguimos moldar os nossos filhos. Pensamos...

Eu tive sorte, comparado com o que por aqui vou lendo. Se tive?!...
Ufaaaa


Imagem de perfil

De Rosinda a 17.05.2011 às 13:00

Já sorri ao ler este poste. Lembrei do meu mais novo e das cenas que me fazia. Uma vez tinha ele cinco anos e tive que ir busca-lo já à rua, tinha-lhe dado uma sapatada e ele ia à polícia fazer queixa de maus tratos... parece que estou a ver , nem se calçou com a pressa, levava as sapatilhas na mão!Os miúdos são assim mesmo, amorosos mas deviam trazer livro de instruções.
Um abraço
Rosinda
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 18.05.2011 às 23:13

Lol, agora fui eu que me ri.

Não tinha graça nenhuma se apanhava um daqueles policias chatos :-)

O meu do meio ameaçava que ia viver com a outra mãe dele.. o que não tinha graça nenhuma.

Mas tens razão, estes episódios são um marco para recordar para a vida.... e davam para escrever um manual de instruções de jeito

Jorge

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D