Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Donde comem dois ... não comem três!

por Jorge Soares, em 23.05.11

Donde comem dois.... não comem 3

Imagem minha do Momentos e olhares

 

A notícia é do Público e começa logo mal no título :  Há menos pessoas a adoptar crianças e a culpa pode ser do ambiente de crise, na verdade não há menos pessoas a adoptar, nos dois últimos anos diminuiu o número de novos candidatos inscritos, o que dado o estado actual das coisas, não muda nada, o número de candidatos inscritos continua a ser muito superior ao número de crianças para adoptar... e não é a crise que vai fazer isso mudar... não há crise que mude mentalidades de juizes, procuradores e pais irresponsáveis.

 

Mas há algo de verdade na notícia, como estão as coisas é bom que as pessoas pensem muito bem antes de decidirem ter filhos, eu sei do que falo, afinal cá em casa vamos em três. Acho que já todos ouvimos aquela frase que diz, "Onde comem dois comem três, é só juntar mais água à sopa". Tretas, está-se mesmo a ver que quem inventa estas coisas nunca teve filhos, até porque se forem todos como a minha mais pequena, a sopa nem com muita nem com pouca água.

 

Só em duas alturas da  minha vida me lembro de chegar ao fim do mês a contar os tostões, mesmo quando estava sozinho em Lisboa e a viver da mesada dos meus pais, sempre consegui fazer com que algo sobrasse no fim do mês. Curiosamente de ambas as vezes foi a seguir ás adopções.  Da primeira vez tínhamos acabado de mudar de casa e de carro, tínhamos uma criança de 18 meses e há muito que não ouviamos notícias sobre o processo de adopção, a coisa foi de um dia para o outro e fomos apanhados desprevenidos. Quando as contas de infantários, fraldas, médicos etc, etc, etc, duplicaram, andámos uns meses a fazer contas.. até que as coisas acalmaram e começaram a sobrar uns tostões.

 

A segunda vez está a ser agora, passar de um para dois não foi lá muito fácil, até porque eram os dois bebés e passou tudo a ser a dobrar, ora, passar de dois para três, não é mais fácil... não é só juntar mais água na sopa. Desta vez não fomos apanhados desprevenidos, antes de voltar a adoptar pensámos em tudo, incluindo trocar casa e carro.. mais uma criança implica mais necessidade de espaço. Pois, por algo dizem que o homem é o único animal que tropeça duas vezes  na mesma pedra. {#emotions_dlg.blushed}

 

Certo é que os infantários estão pela hora da morte e nós não temos a opção de mandar para casa dos avós, na verdade, são os infantários, os ATL's, os livros, as roupas das crianças, a alimentação... tudo está pela hora da morte e mesmo com dois salários razoáveis cá em casa, ter 3 filhos com o mínimo de condições, sai muitooooooo, mesmo muito caro. Vão por mim. E se alguém lhes disser que onde comem dois comem três, digam-lhes que as crianças actuais não gostam de sopa nem de sardinhas.

 

Jorge Soares

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:27


14 comentários

Imagem de perfil

De poetazarolho a 23.05.2011 às 23:41

“Hibernados”

Que seja uma noite eterna
Pois andam negros os dias
Aproveita a noite e hiberna
No negrume a alma vendias

Quando os espíritos reuniram
Para analisar a nossa situação
Depressa também decidiram
Vamos entrar em hibernação

Os deuses ao ver este cenário
Dum tão completo abandono
Meditaram no nosso calvário

Mas também lhes deu o sono
Hibernar tornou-se corolário
Destes indígenas sem patrono.
Imagem de perfil

De DyDa/Flordeliz a 24.05.2011 às 11:06

Eu só tenho UM, não preciso juntar mais água. Preciso é pagar a água que metia na panela muito mais cara , o gás, o talho, a peixaria, enquanto vou ganhando o mesmo...e muitas vezes nenhum porque se "esquecem" de me pagar.

Portanto: Criação do próprio emprego, pode ser uma opção. Pena que nem sempre seja solução.

Sei que o meu lamento nada tem a ver com adopção. Mas falavas de crise...

Um abraço
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 24.05.2011 às 23:50

Olá

O post não era bem sobre adopção... calhou ler a noticia e lembrar-me do que custa ter filhos .... e do difícil que está a vida para quem os quer ter...sejam eles adoptados ou não...

beijinho
Jorge
Imagem de perfil

De Marta M a 24.05.2011 às 16:10

De facto Jorge, os tempos são outros.
As necessidades, também.
Mas o coração e a generosidade continuam e algumas muitas destas questões, não é?
Abraço
Marta M
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 24.05.2011 às 23:51

Olá Marta.. se há coisa que não muda é o coração... e não é a crise que vai fazer alguém deixar de querer ser pai.. mas a vida está para que se pense bem antes.

Jorge
Imagem de perfil

De Alice Alfazema a 24.05.2011 às 17:23

As crianças de ontem, também, não gostavam de sardinhas e de sopa, mas, a fome é sem dúvida a melhor das receitas...
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 24.05.2011 às 23:52

Olá

As crianças de ontem gostavam do que aparecia no prato.. pelo menos é essa a ideia que eu tenho.. ainda que no meu tempo as coisas já fossem bastante melhores...
Imagem de perfil

De Rosinda a 24.05.2011 às 18:54

É verdade, os miúdos não gostam de sopa nem de sardinhas, mas fazia-lhes muito bem... lol
Passei por muitos e difíceis momentos para criar os meus cinco filhos, ainda hoje não gostam muito de sopa!
Claro que juntar dinheiro esteve fora de questão durante anos. Ter casa própria? Impossível!
Mas passados os anos vejo os meus filhos casados; Dois deles têm um casal de filhos e o outro só tem um... e nem pensar em ter mais!
Na altura dos livros e da roupa para o Inverno, é uma loucura o que se gasta...
Rosinda
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 24.05.2011 às 23:55

Olá Rosinda...

5 Rosinda? pois com cinco eu de certeza que não tinha casa própria... se com 3 é o que é....

É mesmo uma loucura... eu sei que o dinheiro ou a falta dele não mudam os desejos de ter filhos... mas é caso para ficar a pensar...

Jorge
Sem imagem de perfil

De Maria a 24.05.2011 às 19:49

Agora fiquei pensativa ... só com um e contamos os tostões! Dois estará fora de hipótese...

Imagem de perfil

De Jorge Soares a 24.05.2011 às 23:57

Olá

É caso para dizer que é necessário fazer bem as contas... a nossa situação era mais ou menos como ter gémeos .. tudo a dobrar..e isso não é nada fácil.. e a massa não está para muitos bolos...

Jorge
Sem imagem de perfil

De manuel a 24.05.2011 às 21:15

Homem de coragem, três filhos … cá em casa existe apenas um, no entanto existe o desejo de mandar cá passar a cegonha de novo, projecto para os próximos cinco anos.

A história que a minha avó também me contava de onde come um come dois, não é bem assim…porque à medida que vai comendo mais um, menos vai ficando para cada um deles comer, e a água não alimenta.

No entanto, é lógico que nos dias de hoje temos de cortar mais nas despesas ou não esbanjar no supérfluo, e concentrar a nossa atenção no essencial.

Precisamos de passar pelas duas condições, uma de não contar os tostões e a outra de os contar para que possa sobrar uns trocos no final do mês, julgo que é uma boa experiencia de vida da qual saímos a ganhar, e como já passei pelas duas …

De qualquer forma pode sempre orçamentar os meses, definir metas e cumprir objectivos, e já existem bancos a disponibilizar a aplicação em suporte excel, é só trabalhar os dados.

Alonguei-me tanto que tenho um comentário tão ou mais extenso que o post do Jorge…

Cpms


manuel
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 25.05.2011 às 00:04

Olá

Manuel, concordo, nada como passar pelas coisas para sabermos dar valor, eu sou dos que digo que devemos aprender com tudo na vida.. especialmente com as coisas más.

Gostei do comentário, diz coisas importantes e esclarecedoras, para dizer coisas importantes são necessárias muitas palavras...

Obrigado

Jorge Soares
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.05.2011 às 23:02

Póstroika

http://www.youtube.com:80/watch?v=XcpSBulFFEg&feature=share

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D