Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

Violência, é este o futuro do nosso país?

 

Imagem do Público 

 

Não é fácil que algo me deixe sem palavras, confesso que ver isto me deixou sem palavras, há coisas que que são difíceis de entender. O que vemos ali é violência pura, algo que tem todo o ar de ter sido premeditado e pensado com o objectivo de atacar e agredir. O detalhe de haver quem esteja até preparado para filmar é quase macabro e assustador.

 

Ouvi algures que a mãe da agredida não quer apresentar queixa,  e diz o Procurador Geral da República que não tem meios para investigar este tipo de crimes... pelos vistos os jornais têm, o autor do vídeo é identificado por nome e apelido tanto na noticia do Público como na do Expresso, alguém deveria mandar o senhor procurador geral ler os jornais, ou contratar os jornalistas para que investiguem, se calhar este tipo de coisas deixava de estar impune e de se repetir uma e outra vez.

 

Estas coisas devem deixar-nos a pensar sobre a forma como estamos a educar os nossos filhos, sobre o nosso futuro como país. É este o futuro que queremos?, Violência gratuíta divulgada e aplaudida como se de um espectáculo se tratasse?... e se a seguir em lugar das mãos elas decidem utilizar uma arma?, e se a próxima vez morre uma criança?, ou um professor?, ou um pai?

 

Este tipo de coisas não deve nem pode passar impune, a mensagem que se passa ali é forte e má demais para que possa passar impune, se queremos pensar num futuro melhor para nós e para os nossos filhos, não podemos simplesmente tolerar que este tipo de coisas aconteça.

 

Acho que está na altura de nós, como pais, como responsáveis pela educação de toda uma geração, comecemos a pensar o que estamos a fazer de errado, porque não tenham dúvida, a culpa é nossa, não é de mais ninguém. Hoje eles não respeitam os professores porque já não respeitam os pais e amanhã não vão respeitar ninguém.

 

 

Jorge Soares 

Update: Entretanto parece que afinal apareceram os meios, foram todos identificados, esperemos que não se perca nos meandros da justiça

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:19


21 comentários

Imagem de perfil

De poetazarolho a 24.05.2011 às 23:30

“Espaço sideral”

Candidato olhó twitómetro
Tu que foste o mais twitado
Para a vitória és catapultado
Por este magnífico barómetro

Para a estratosfera és lançado
Com a força desta catapulta
Estamos felizes pois resulta
E passas a ser o mais viajado

Fazes viajem em classe astral
São úteis os teus estratagemas
Podes ir até ao espaço sideral

Fica aí em cima muitos anos
Podes ver todos os problemas
Mas não podes causar danos.
Imagem de perfil

De sentaqui a 24.05.2011 às 23:57

Fiquei chocada, como deverão ficar todos os que possuem alguma sensibilidade ficarão, contudo há pelo menos dois aspectos que me intrigam e deixam pasma. O 1º é a mãe que não quer apresentar queixa, se fosse minha filha movia este mundo e o outro e não permitiria que esta agressão passasse impune, por outro lado o facto do Procurador dizer que não tem meios para investigar este tipo de crimes é de bradar aos céus. Crime é crime, ou há significados diferentes para esta palavra? Imaginemos que o senhor tem um filho ou filha, é agredido(a)...será que ele não arranjaria forma de investigar?
Afinal que país é este?
Por este andar vamos poder andar todos à batatada porque não virá mal por isso.

Imagem de perfil

De Jorge Soares a 25.05.2011 às 22:13

Olá

Hoje as noticias eram contraditórias, nuns jornais diziam que não iam apresentar queixa, noutros diziam que a mãe já apresentou, certo é que depois de tanto barulho e do caso virar público, a policia teve mesmo que actuar e supostamente já estão todos identificados... esperemos que daqui a uns dias não esteja tudo esquecido.

Tudo isto é muito preocupante.

Jorge
Imagem de perfil

De DyDa/Flordeliz a 25.05.2011 às 01:30

Vi o vídeo e tentei mostrar ao meu filho (não o da notícia) aquele, onde se escutam as vozes, as risadas da assistência, a troca de galhardetes e a alegria do que parecia ser um ESPECTÁCULO de DIVERSÃO...

Fiquei chocada com a maldade, com a violência, com a falta de camaradagem, solidariedade e diria mesmo compaixão.
Como se "aquilo" não passasse de um mero campeonato ou um ensaio teatral.

Houve tanta violência que até fazia doer olhar para a rapariga a ser pontapeada, arrastada pelos cabelos pelo chão (só tinha ouvido falar deste tipo de relatos quando se comentava sobre épocas antigas em que os maridos chegavam bêbados a casa e tratavam assim as mulheres). Nunca tinha assitido a nada igual.

Mas sabes Jorge, o que mais me afligiu?

É que depois de tamanha tareia. Tanto maltrato. A jovem que apanhou, levantou-se como se já fosse hábito. Como se fosse algo normal. Como se "aquilo" fizesse parte do dia-a-dia...

Resumindo: PARA ELES AQUILO FOI ALGO BANAL.

E AQUILO não pode ser normal. A violência não pode ser normal. Sentir PRAZER com a maldade e ainda gravar para mostrar não pode e não deve ser normal.

Eu ainda tenho esperança de que não seja.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 25.05.2011 às 22:16

Tens razão, parece que para aquela gente toda, tudo o que ali se passa é normal... e sabes uma coisa, é preocupante... porque é assim que eles vão viver a sua vida no futuro... no meio da violência,a criar mais violência... é muito triste o nosso futuro.

Jorge
Imagem de perfil

De Rosinda a 25.05.2011 às 10:50

Já tinha visto este vídeo no blog da Lua, num post que depois ela apagou, porque achou forte demais e é realmente doloroso assistir a isto que aqui se vê.
Julguei que no fim a miúda nem se levantasse do chão, mas fê-lo com tamanha rapidez que me pareceu estar habituada.
A mãe não quer apresentar queixa, o Procurador Geral da República que não tem meios para investigar este tipo de crimes... escandaloso!
Há aqui algo que não bate certo, estariam os miúdos a brincar tipo; Luta livre Americana?
Mas se até sabem o nome do jovem que filmou, deveriam investigar o que realmente se passou... estas coisas deixam-me zonza, não as entendo.
Rosinda
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 25.05.2011 às 22:28

Olá Rosinda

Eu estive até ao último momento a decidir se colocava o vídeo ou não, no fim decidi-me pelo sim porque acho que só mostrando podemos fazer com que as pessoas tomem consciência do que realmente se passa com a nossa juventude.

O que vemos ali é mau demais, assim como é mau demais que só depois de o vídeo se ter tornado público se tenha decidido investigar... afinal, hoje a policia encontrou os meios e identificou todos os que aparecem no vídeo

Tudo isto é muito triste.

Jorge
Sem imagem de perfil

De Maria a 25.05.2011 às 11:35

É triste, assustador, macabro e tem que dar que pensar. A todos. Que raio de trabalho estamos a fazer com as nossas crianças... Que educação é esta? Para mim, os pais continuam na linha da frente no momento de se atribuirem culpas. Basta olhar em nosso redor ... Não me venham com a conversa da escola. Quem tem valores de casa, não fará uma coisa destas. Tudo bem que o grupo é importantíssimo mas aquilo que este vídeo mostra é pura e simplesmente a banalidade da violência.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 25.05.2011 às 22:30

Olá

Sim, os pais deveriam ser os primeiros a ser chamados, porque educam os seus filhos de forma a que estas coisas aconteçam? ..e se tivessem magoado a miúda, e se ela tivesse ficado marcada fisicamente para sempre?, não havia responsabilidades... é que parece que como estão as coisas ninguém é responsável ..e depois vemos estas coisas repetirem-se uma e outra vez...

Jorge
Sem imagem de perfil

De DH a 25.05.2011 às 14:28

Pois... Estou farta de chorar, só consigo ver ali um dos meus filhos. Estou chocada, triste, revoltada... Nem sei que diga, Jorge, não tenho, neste momento, capacidade para viver no mundo como ele está, isso é cada vez mais o que eu penso...
Até estou a transpirar e com vómitos...
Beijinho
Dulce
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 25.05.2011 às 22:32

Olá

É de ficar chocado..e assustado, porque estas coisas podem acontecer com os nossos filhos e à primeira vista não temos como o evitar.. não há responsabilidades, não há culpados, não há nada.

Jorge
Imagem de perfil

De Fátima Velez de Castro a 25.05.2011 às 15:37

Tudo isto é medonho.
Só conseguimos ver pura maldade naquelas imagens. Quem dá pancada e quem filma não são pessoas, nem sequer animais (acho que os animais só atacam quando se precisam defender). São qualquer coisa de muito mau e perigoso...
Imagem de perfil

De poetazarolho a 25.05.2011 às 17:05

“Origem animal”

Da sua espécie é predador
Sem compaixão da presa
Caso isolado na natureza
Ataca com toda a destreza

Diz-se animal pensador
Dir-se-ia que não pensa
Pois mata por recompensa
Não pr’a encher a dispensa

Fez-se homem, este animal
A partir de origem remota
Mas alguma coisa correu mal

Já que por trajar bela fatiota
Chamar homem não é normal
A um qualquer animal idiota.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 25.05.2011 às 22:33

Concordo.. e é assustador, porque é esta a sociedade que estamos a construir, é este o futuro que nos espera.

Jorge
Sem imagem de perfil

De Ladrão de açucar a 25.05.2011 às 18:27

Arrepiante. È mau demais em todos os sentidos.
Esperemos que possam servir de algum exemplo.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 25.05.2011 às 22:36

Esperemos que todo o burburinho que se criou sirva para nos ensinar algo... mas tenho algumas dúvidas
Sem imagem de perfil

De Avelino Anonimus a 25.05.2011 às 19:37

Em resposta á pergunta que fiz sobre o que deveria ser feita sobre este tenebroso assunto e revendo muitas das respostas dadas sobre o que fazer, só posso acreditar numa coisa que existia em tempos idos. Antes do 25 de Abril existiam as casas de correcção severas onde os delinquentes juvenis eram tratados consoante a gravidade dos seus crimes.
E embora fossem orientados para uma positiva integração na sociedade, existiam modos operandis para os fazerem sentir que teriam de ter muito cuidado numa próxima vez, porque as consequências seriam mais funestas. perante situações futuras similares.
Provavelmente fazem falta essas casas actualmente, hoje mais do que nunca a nossa juventude perdeu o respeito pelo valor da Vida humana e relega para um outro plano os valores que os próprios Pais lhes tentam incutir.
É o pensamento que realmente me assalta ao ver o grau de delinquência e as suas consequências. Expecto ao vil do exibicionista que tem mais de 18 anos. Esse era punição extrema com correcção. Minha sincera opinião. Para situar o motivo de agressão e pelo ridículo em si. Descobri que tudo advém de uma zanga que começa sobre roupas de marca e agressões verbais, que mais tarde derivam para Mães e namorados.
Que animalescos são estes Jovens que agridem assim barbaramente um semelhante?

E os Pais devem ser chamados a se pronunciarem. Pois acredito que embora estejam desligados da educação destes jovens, falham por isso mesmo.

Não quero imaginar um filho meu numa situação daquelas.
Nem sei o que me ocorreria na cabeça...

Rosalino
Sem imagem de perfil

De Avelino Anonimus a 25.05.2011 às 19:42

Cont ( desculpem o testamento):
Já alguém perguntou a estes o que acham os Paizinhos da atitude que eles teveram para com a "amiga" ( cuidado que amiga meti entre aspas). E se eles concordam com o que eles andam a fazer no Colombo em vez de estar na escolinha com os livros. Ou eles acham que aprende mais em cenários de pancadaria de rua do que com os professores? Aliás é uma pergunta a ser feita a todos os intervenientes neste estúpido vídeo. A TODOS SEM EXCEPÇÃO... Será que algum dos Pais saberá responder? Ou simplesmente acham que o tipo de educação revelada no vídeo é sustentável?

Avelino Anonimus
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 25.05.2011 às 22:38

A sociedade é aquilo que nós fazemos dela, somos nós que a construímos, é evidente que estamos a falhar, é evidente que uma boa parte se desresponsabiliza, é evidente que a maioria não sabe ou não quer educar os seus filhos dentro de princípios e regras sociais.. mas está em todos nós fazer com que as coisas mudem..

Jorge Soares

Comentar post


Pág. 1/2



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D