Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Preso por ter cão e por não ter

Imagem do Público

 

Preso por ter cão, preso por não ter.

 

Há um programa na Antena 1 que explica a origem de frases e ditados populares, por certo haverá uma explicação para a origem deste preso por ter e preso por não ter.

 

Não há como não ficar chocado quando vemos vídeos como o da agressão de que falei neste post, ou quando lemos que por um telemóvel uma jovem de 14 anos foi esfaqueada por outra, são casos que causam espanto e indignação e que nos deixam a pensar sobre a sociedade que estamos, todos nós, a construir.

 

Por estes dias ficámos a saber que uma das agressoras e o jovem que filmou e colocou o vídeo no facebook foram rapidamente identificados, presentes ao juiz e para meu grande espanto, ficaram em prisão preventiva.

 

Quando na sexta feira os jovens foram detidos e foi noticiado que seriam presentes ao juiz no Sábado, pensei para os meus botões que esse adiar de um dia teria sido a forma de os fazer passar umas horas atrás das grades, no dia a seguir o juiz ditaria uma daquelas medidas que servem para mandar os arguidos para casa e a vida continua. Quantas vezes já vimos isso acontecer em casos que a maioria de nós não duvidaria de qualificar como mais graves?

 

Não vou alinhar pelo mesmo diapasão de Marinho Pinto, que não duvida em qualificar tudo isto como justiça da idade média, mas confesso que estranhei tanto zelo, e não deixo de me perguntar até que ponto o facto de estarmos em plena campanha eleitoral e de este ser um caso que se tornou mediático, não terá pesado na forma como o caso foi avaliado. Será que noutra altura, sem tantas televisões e jornais em cima da notícia, a justiça teria tido uma mão tão pesada?.. tenho sérias dúvidas.

 

Não é fácil a vida dos juízes em Portugal, neste caso haveria sempre criticas, tivesse ele mão leve ou pesada,  ou seja, preso por ter cão e por não ter...

 

E eu acho que eles estão muito bem atrás das grades... o que não me impede de pensar no assunto.

 

Jorge Soares

publicado às 22:05


9 comentários

Sem imagem de perfil

De xana a 30.05.2011 às 23:09

Eu não acho que a medida decretada tenha a ver com o mediatismo do caso, apenas com a tentaviva de fazer ver aos jovens que não haverá tolerância para comportamentos violentos. Acho que o Juiz teve em conta a violência gratuita do acto em si, e que ao que parece foi um acto premeditado, basta ver que ainda antes de estalar a briga, já estava a ser filmado. A mesma medida foi decretada hoje à outra rapariga que esfaqueou uma outra com um x-acto, já não sei se por um telemóvel ou um cigarro... de qualquer das formas tudo por algo fútil, desferem-se 17 golpes que poderiam ser fatais, que poderiam lesionar gravemente a outra pessoa.
O que me preocupa é que vamos ficar na mesma por mais medidas de coacção que possam ser decretadas, nenhum destes casos vai servir de exemplo, porque as faltas de educação não se compadecem com exemplos, e quem não a tem desde pequeno não é agora que a vai aprender. Eu pergunto quantos pais neste país terão tido uma conversa séria com os filhos sobre o caso, e quantos realmente saberão o que fazem os filhos fora de casa e o que fazem na internet... ( eu sei que os pais actuais não são todos assim, mas há um grande número de pais negligentes que faz toda a diferença...)
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 30.05.2011 às 23:17

Olá Xana

Eu não quis estender muito o post... mas tu falas de algo em que pensei quando estava a escrever....o que sobra para os pais que educaram estes jovens?.. serão alguma vez chamados à pedra?, estes estão presos porque tem mais de 16 anos, mas todos os outros que assistiram e não fizeram nada?, serão os país responsabilizados?

Gostava de acreditar que esta seja uma medida pedagógica, mas não sei...

Jorge
Sem imagem de perfil

De António Manuel Dias a 30.05.2011 às 23:16

A pergunta certa seria "porque é a justiça tão lesta a condenar jovens adolescentes de classes baixas e tão demorada a condenar corruptos e corruptores ligados a grandes negócios do estado ou privados?". Isso é que eu gostava de saber.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 30.05.2011 às 23:20

Ora lá está António ... tu consegues colocar por palavras e de uma forma muito mais clara aquilo que eu também penso.

Totalmente de acordo.

Jorge Soares
Sem imagem de perfil

De Ana Gonçales a 03.06.2014 às 13:42

Mais vale prevenir que remediar. Quem sabe estes marginaizinhos agora não serão os futuros governantes de amanhã?
Sem imagem de perfil

De manuel a 30.05.2011 às 23:27

Independentemente da conjuntura que atravessa o pais, que justifiquem ou não esta tomada de atitude, devo dizer que o primeiro comentário que fiz à notícia foi que achava muito bem que finalmente alguém tenha tido a coragem de agitar as águas ao prender preventivamente esses jovens.

Muitos dos jovens sentem que por serem menores estão impunes e que nada lhes acontece quando o que para eles é pura diversão, e que sem quererem ter responsabilidades na prática são verdadeiros actos criminosos.

O sentimento por parte de muitos jovens de que nada lhes acontece talvez sofra uma reviravolta e a partir de agora comecem a reflectir e a ter consciência de que afinal não são intocáveis.

Vai haver sempre quem discorde e considere um exagero terem sido presos, mas algum dia e alguma vez tinha que aparecer a coragem de por alguém a dar o exemplo, foram estes jovens que serviram de exemplo, poderiam ter sido outros.

Na vida aprende-se muito mais pelo exemplo do que pelo discurso.

Cpms

manuel
Imagem de perfil

De poetazarolho a 30.05.2011 às 23:35

“A nossa selecção”

Venha daí muita diversão
Queremos animar a malta
Por agora diversão não falta
Campanha está em ebulição

Já sabemos muitos segredos
Também muita contradição
Agora este apelo folgazão
Pôs fim aos nossos medos

Vamos juntar-nos na avenida
E promover uma celebração
De forma ordeira e comedida

Venha a equipa de animação
Tragam a cerveja e a comida
Vamos apoiar a nossa selecção.
Imagem de perfil

De Kok a 01.06.2011 às 11:38

Eu não acho que esteja mal o terem sido detidos e presos preventivamente.
Mesmo porque já têm antecedentes criminais.
O que de facto está mal (ou tem estado até agora) são os casos de outros com mais responsabilidades e maiores atropelos ficarem "à solta" em casa e com pulseiras.
Daí que também não perceba a titude do Dr. Marinho pinto que tantas e tantas vezes se tem mostrado discordante de prisões domiciliárias.
Mas ele lá sabe.

1 abraço!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 03.06.2011 às 12:27

Isto não me admira. O que mais me admira é o que veio mencionado de quem apenas assitiu e não agindo ter ido constituido arguido. Quantos de nós mas eu vou falar dos meus atos quando um dia interferi num ataque de brutalidade de 2 jovens contra um idoso, raxando-lhe a cabeça, onde ninguém reagiu e até presenciara que não mui distante havia um elemento à paisana da GNR que fez de conta não ser com ele. Mais informo do caso falado pelo professor Marcelo ter separado dois individuos que andavam à purrada na rua e ninguém interveio, fazendo-o ele. São estes fatores que a sociedade questiona se efetivamente, deve intervir. É que neste país a lei tem muitas interpretações e muitas das vezes os senhores da justiça não gostam de ser incomodados.

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D