Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Alunos do CEJ apanhados a copiar

Imagem do Público

 

Já passei duas vezes pela faculdade, em ambas vivi as situações mais estranhas, desde o exame de electromagnetismo do Brotas de que havia 4 versões há uma carrada de anos e que se repetiam todos os anos, um  exame de teoria dos jogos que ninguém conseguiu resolver, que pudemos levar para casa e entregar na semana a seguir e mesmo assim a melhor nota foi 13. Fiz um exame de electrónica com perguntas para 40 valores, das que podíamos escolher as que quiséssemos num máximo de 30 valores, em que o professor entregou os enunciados, saiu da sala e voltou duas horas depois para os recolher.

 

Vi muita gente copiar, desde os cábulas até aos melhores alunos e não me vou armar em inocente, também copiei algumas vezes. Não vou dizer que atire a primeira pedra quem nunca copiou, porque sei que há pessoas mesmo honestas que nunca o fizeram ....

 

Mesmo assim, não consigo de deixar de ficar chocado ao ler que no Centro de estudos judiciários 137 futuros magistrados foram apanhados a copiar num teste de cruzinhas e como prémio tiveram todos passagem administrativa com 10 valores.

 

Note-se que não estamos a falar de alunos normais, estamos a falar de advogados, pessoas adultas, formadas e presume-se com uma noção da justiça e da honestidade, que após a conclusão do curso irão fazer justiça e com as suas decisões decidir a vida de muita gente.

 

Não sei o que me choca mais, se perceber que o futuro da nossa justiça está nas mãos de um grupo de pessoas que não prima pela honestidade e sim pelo chico espertismo, ou que mesmo na justiça, o crime compensa, quanto a mim era 0 valores para todos e para o ano há mais. Afinal, a justiça e o exemplo devem começar por casa.

 

Entretanto hoje uma outra notícia fala de uma nova avaliação e do fim dos exames de cruzinhas ... então e uma cadeira sobre honestidade e ética na formação, não se arranjará?

 

Jorge Soares

publicado às 21:58


14 comentários

Imagem de perfil

De Kok a 16.06.2011 às 23:28

Bom carácter, honestidade, ética, não se aprendem.
Mas num país onde o "desenrascanço" é pedra de toque porque é que situações destas são de estranhar?
Né???
Bom carácter, honestidade, ética, ou se tem ou... não!

1 abraço!
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 20.06.2011 às 23:07

Já nada neste país é de estranhar ... a honestidade é uma qualidade em vias de extinção.
Imagem de perfil

De Marta M a 16.06.2011 às 23:35

Jorge.
Engraçado, também estava para escrever sobre esse assunto, tal foi a dimensão do do meu incómodo com ele.
Ainda bem que o fizeste e assim posso dizer de minha justiça.
Como aluna e agora como professora devo dizer que me incomoda imenso perceber que se faz o copianço - que se faz batota em toda a linha -com esta dimensão e a este nível, digamos, superior.
E concordo absolutamente contigo quando referes que estes alunos devem - sempre -mostrar um carácter impoluto e ético de que hão de fazer bom uso um dia ao exercer a profissão da qual esse exame é uma etapa...
Um dia hão de decidir pela liberdade de alguém, terão o poder de tirar a casa ou os filhos a alguém..
Temos que acreditar que apenas os melhores dos melhores têm esse tipo de poder...
Tristes alunos e tristes responsáveis que não tiveram a coragem de os castigar adequadamente.
Em certas situações o exemplo é tudo.
Obrigada por sublinhares e lembrares que ainda não vale tudo.
Abraço
Marta M
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 20.06.2011 às 23:08

O exemplo deveria ser sempre tudo.... mas os maus exemplos começam logo de onde deveriam partir os bons...

Jorge
Imagem de perfil

De poetazarolho a 17.06.2011 às 00:07

“Quinto dos infernos”

Une a saúde à segurança social
Une a defesa ao contra-ataque
Desarranjo intestinal ao traque
Trabalho deves unir ao carnaval

Não necessita ser unida a cultura
Economia e finanças fazem união
O ambiente deves unir à poluição
Os nabos unes com a agricultura

Feita a contabilidade até à exaustão
Seis ministros são quanto bastará
E na verdade o povo nem notará

Resultado da brilhante governação
Ocupado nestes tempos modernos
Andará, lá pró quinto dos infernos.
Imagem de perfil

De sentaqui a 17.06.2011 às 00:39

A Marta e o kok já disseram tudo o que eu gostaria de dizer e com o qual concordo, por isso deixa-me que volte à minha vida de estudante e recorde um momento que ainda hoje me bate forte e com o qual aprendi que o copianço nunca há-de compensar, ou melhor por vezes compensa alguns, pelo menos quando se quer uma boa nota, porque depois na vida real a ignorância está lá.
Eu tinha muito jeito para desenho à vista e no exame do então 5º ano tínhamos de desenhar a lápis e com as sombras devidamente delineadas, um rolo de papel higiénico e um outro de corda.
A minha colega do lado, pede-me para eu acabar o dela e num momento de distração da professora, trocámos as folhas e lá fiz o que devia ter sido ela a fazer. Conclusão...no final ela teve melhor nota que eu. Como deves calcular fiquei muito zangada, não com a professora, mas com a minha atitude. Serviu-me de emenda.
Penso que estes futuros magistrados, quando tiverem de tomar decisões, vão jogar ao...um do li tá e o que calhar calhou
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 17.06.2011 às 00:40

Não se deve falar do que não se sabe!!!

Foi teste americano sim! com resposta múltiplas e de ponto de vista semântica, muito parecidas umas com as outras!

Com consulta autorizada: consulta de powerpoints (vulgos slides amavelmente disponibilizados pelos oradores de cada matéria leccionada, de apontamentos pessoais dessas mesmas formações e utilização de computadores!!

Pelo que, não se percebe o que há de estranho no facto de 137 pessoas terem testes semelhantes!!

Desejo de falar, de comentar, entende-se:Portugal é um país livre! Mas, haja prudência e bom senso, por favor!! Antes de opinar, há que averiguar os factos de maneira séria e integra.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 17.06.2011 às 00:49

Durante os meus muitos anos de estudante, e eu fiz muitos exames americanos, fiz o secundário e parte do ensino superior noutro país onde este tipo de testes era habitual, o último que fiz, no ultimo ano do segundo curso superior, era dos que as erradas eliminavam as certas... decidi sair do exame a meio quando dei por mim a pensar que se continuava a responder ia ter negativa. E fiz muitos com consulta .... daqueles que na maior parte dos casos a consulta não servia para nada... porque para passar nos exames que pretendem mesmo avaliar conhecimento, é preciso saber.

É um tipo de testes como outro qualquer e não, não percebo porque diz que é natural que grupos de pessoas errem ou acertem as mesmas perguntas, para mim não é.

Eu falo do que li, do que saiu nas muitas noticias, se isso é falar do que não se sabe, o melhor é ir processar jornais e jornalistas.....

Jorge Soares
Imagem de perfil

De Kok a 17.06.2011 às 21:36

Relativamente ao comentário do "anónimo", exprimindo um ponto de vista, penso:
-porquê anónimo?
-qual o receio de se identificar? de deixar uma ligação a um blog?
-mais ainda por aparentar saber do que fala?

Já são muitas questões? Talvez!
É pena que ele (ou ela) não se identifique para que lhe possamos perguntar!

1 abraço!
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 20.06.2011 às 23:08

A mim pareceu-me culpado a tentar explicar o inexplicável
Imagem de perfil

De poetazarolho a 17.06.2011 às 21:55

“Toga do tuga”

Toda a vida se copiou
Mas só hoje se lamentou
Até um nome se arranjou
Caso do copianço me soou

De Lavoisier existe a lei
Reza assim segundo sei
Na natureza nada se cria
Na natureza tudo se copia

E ao abrigo dos postulados
Desta lei já muito antiga
Copiam futuros magistrados

Por estarem bem informados
A isso a jurisprudência obriga
Não deverão ser criticados.
Imagem de perfil

De poetazarolho a 17.06.2011 às 21:56

“Muda-te”

Maioria para a mudança!
Tem data e hora marcada
Pior é se não muda nada
Quem irá encher a pança?

Serão os da governança?
E mais os da retaguarda?
Melhor gritar, ó da guarda!
Não se viu já esta dança?

Eles entrarão com pujança?
De espingarda municiada?
Ou a pólvora está molhada?

Gastou-se toda a esperança!
Muda-te para outra esplanada
Se não queres levar porrada.
Imagem de perfil

De Fátima Velez de Castro a 18.06.2011 às 13:42

Há um pormenor que me parece ser importante... Como foi detectado o copianço? Segundo percebi, foi alguém que se queixou.
Então e o professor que estava a dar o exame não se apercebeu de nada? Às vezes o pior cego é o que não quer ver...
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 20.06.2011 às 23:10

A mim o que mais me estranhou foi o facto de ter-se detectado cópias nas várias salas quando todas elas estavam vigiadas... é que copiar uma ou outra resposta é uma coisa, haver salas com quase todos os exames iguais é algo inacreditável.

Jorge

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D