Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Os ricos não pagam a crise

Imagem do 5 dias

 

Antes de mais um esclarecimento, eu sou dos que acha que o pagamento de impostos é uma obrigação e um dever de todos, um dos principais motivos que nos levaram ao estado em que estamos é que existe uma enorme percentagem de gente que utiliza todos as formas possíveis e imaginadas para não pagar... sou portanto a favor da criação deste imposto aos mais ricos e de que se criem todos os mecanismos possíveis para que ninguém possa fugir aos seus deveres e obrigações com o estado.

 

Entretanto tenho seguido com alguma atenção toda esta história e confesso, de tanto ler e ouvir estou baralhado  e neste momento quando alguém fala em imposto aos mais ricos, não sei o que isso possa significar.

 

Se não vejamos: No ionline alguém diz que "Imposto sobre os 100 mais ricos de Portugal salvava subsídio de Natal", tentei perceber como chegam ao valor de 570 milhões de Euros, em vão... mas tenho sérias dúvidas sobre a realidade de tais números.

 

Em França, que é de onde se está a tentar seguir o exemplo, foi criado um imposto que pode ir até 3% do valor anual declarado de quem ganha mais de 500 mil Euros, no nosso país esta taxa iria afectar umas poucas dezenas de contribuintes e teria um beneficio para o estado de umas poucas dezenas de milhões de Euros, muito longe portanto das 5 centenas de milhões de que se fala acima.

 

Visto deste este ponto de vista, e tal como se diz nesta outra noticia do ionline, esta medida seria principalmente simbólica, o seu efeito real nas contas seria isso, simbólico, ainda que não deixe de ser da mais elementar justiça que quem pode pague mais que quem não pode, seja o detentor de fortuna trabalhador ou não.

 

Certo é que quanto mais leio e ouço, menos percebo o porquê de tanto alarido à volta de tudo isto, assim como não percebo porque continuam sem se taxar as mais valias financeiras e os lucros de capital.. isso sim medidas que fariam toda a diferença.... mas isto sou eu e a minha ignorância, se alguém souber do que realmente estamos a falar, faz favor de me explicar.

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:57


31 comentários

Sem imagem de perfil

De Júlio Diniz a 26.08.2011 às 21:58

Jorge Soares disse, e muito bem, que cada vez menos entendia o que se anda a dizer sobre os impostos e não só. Concordo plenamente que quanto mais se fala menos se acerta E no final como ficamos?????????????????
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 28.08.2011 às 23:39

No final, e a julgar pelas respostas que não tive... anda meio mundo a falar não se sabe bem de quê.

Jorge Soares

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor






Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D