Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Discriminação e diferença

Imagem de aqui 

 

Desconfiou das saídas do filho à noite. Seguiu-o ontem de madrugada e quando o viu entrar num bar gay, no Porto, chamou as autoridades. Três horas depois, quis entregar o filho, com 15 anos, na esquadra da PSP de Valadares, acusando-o de ter más companhias. (Notícia do Jn)

 

Quando achamos que já vimos tudo, afinal,... é que nem sei bem o que dizer, que coisas como estas aconteçam no nosso país em pleno século XXI, diz muito sobre a forma como ainda nos falta evoluir como sociedade. Infelizmente este tipo de comportamentos tem por base a ignorância e o desconhecimento. Existem uma série de mentiras e estereótipos associados à diferença que as pessoas dão como verdades absolutas, como se só os heterossexuais merecessem respeito. Para eles o que é diferente, o que não segue os seus preceitos de "normalidade", não merece respeito.

 

Há muita gente que vive amarrada aos seus fantasmas, como se só elas fossem donas da verdade,  sem aceitar que existam pessoas que pensam, que agem, que vivem de forma diferente. E não é necessário ser homossexual para se ser vitima, porque esta realidade aplica-se a toda e qualquer diferença, se pensarmos bem, qualquer um de nós pode ser vitima de um destes comportamentos, porque afinal, o que é ser "normal"?

 

Quanto a mim este senhor devia ter sido preso por maltrato ao filho e tentativa de abandono, como dizia alguém hoje no Facebook: "era bom que a noticia terminasse com: "...e polícia, após o sucedido, entregou pai na instituição de ajuda mental mais perto, sendo que até ao momento não se perspectiva a saida do mesmo nos próximos anos."

 

Jorge Soares

publicado às 21:35


6 comentários

Sem imagem de perfil

De xana a 10.09.2011 às 00:13

Estas situações, eu não entendo e não consigo encontrar no meu discernimento alguma forma razoável para comentar e dizer o que me passa pela cabeça. Receio que nem nos próximos 50/60 anos a situação vá mudar. A diferença, sempre foi encarada como algo anormal, se é que o conceito de anormal possa ser aplicado ao que quer seja, porque o próprio conceito de normal, de onde deriva o seu contrário, não é o mesmo para todos.
Esse homem demitiu-se do papel de pai e de educador.
Já falei mais do que aquilo que realmente entendo, pois não tenho filhos, e não sou educadora, e quem está de fora, geralmente não opina grande coisa, como tal é melhor ficar mesmo por aqui.
Bom fim de semana, bjks
Sem imagem de perfil

De xana a 10.09.2011 às 00:15

Receio que nem nos próximos 50/60 anos a situação
[Error: Irreparable invalid markup ('<b<não</b>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Receio que nem nos próximos 50/60 anos a situação <b<não</b> vá mudar!<img src="//blogs.sapo.pt/images/mood/EMOTICON_BARF.png">
Sem imagem de perfil

De xana a 10.09.2011 às 00:17

Receio que nem nos próximos 50/60 anos a situação não vá mudar.

espero que já esteja correcto...
Sem imagem de perfil

De João a 12.09.2011 às 21:51

A primeira forma é a correcta.
Quanto à questão em si, não acho que o homem se tenha demitido de coisa alguma, simplesmente resolveu agir de acordo com aquilo em que acredita: a homossexualidade é de facto uma anormalidade, por mais que tentem mascarar a verdade. Até porque anormal é tudo o que sai da norma, tudo o não está dentro do âmbito da maioria...
Não tenho nada contra o referido distúrbio, mas acho incorrecto que os media tentem passar a ideia de que ser anormal é que é bom...
Sem imagem de perfil

De Nuno a 23.02.2012 às 13:59

Aconselho-o a tentar perceber o que significa "norma" para dizer que o que "sai à norma é anormal". As normas sao criadas pelo Homem. è uma regra! Uma lei. E ás vezes essas regras são mal criadas... tente perceber que na natureza, não só o homem tem comportamentos homossexuais... A orientação sexual é uma diferença nas características pessoais. Assim como eu tenho olhos verdes e a pessoa x tem olhos azuis! nada mais... Por isso... é preciso mudar a "norma"
Sem imagem de perfil

De Ana Gonçales a 30.08.2014 às 20:08

Aconselho-o a pensar o que faria no lugar desse pai. Deixe-se de falsos moralismoa porque a realidade é outra.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D