Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Não desistas, por Portugal

por Jorge Soares, em 26.10.11

 

Eu ia falar de mais coisas tristes, estas por exemplo, mas acho que hoje preciso de algo positivo... vamos pensar positivo.... vamos acreditar que podemos construir um país positivo... sim?

 

E sim, eu sei que para quem não está na posição daquelas pessoas, para quem não tem emprego e/ou salário, não é fácil pensar positivo... mas só hoje, vamos pensar positivo....  porque mesmo esses, se não acreditarem, não vão conseguir lutar para conseguirem ter um futuro... vamos pensar positivo.. ok????

 

Jorge Soares

publicado às 22:30


16 comentários

Sem imagem de perfil

De Sandra Cunha a 26.10.2011 às 23:16

Já não consigo pensar positivo Jorge. Não desisto. Continuo a lutar e estou pronta para as lutas que se avizinham, mas já não consigo pensar positivo. Acho que só luto, porque estou em desespero e não consigo agir de outra forma. Mas já não acredito. Sei demasiado e estou demasiado consciente. Feliz e optimista só consegue ser quem não está a ver a profundidade e extensão do problema.

Mas obrigado pela tentativa :)
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 26.10.2011 às 23:27

Sandra... só conseguimos chegar à meta se dermos o primeiro passo.... não sei se eu estarei muito melhor que tu.... mas eu ainda acredito que será possível, não sei muito bem como, mas acredito.

Jorge
Imagem de perfil

De naterradosplatanos a 27.10.2011 às 10:00

Jorge e quem te lê e já não acredita, Portugal já passou por situações semelhantes mas talvez na altura não tenhamos tido tanta consciência do facto. Não havia tantas televisões, tantos comentadores... agora entram-nos por casa a toda a hora e invariavelmente só nos anunciam desgraças! Na crise dos anos 80, estive muitas vezes na bicha para a gasolina e chegamos a não ir a Bragança por não termos a certeza de poder meter gasolina pelo caminho. Também faltavam algumas coisa nas prateleiras dos supermercados e era preciso autorização do Banco para poderes pagar a assinatura de uma revista estrangeira. Tenhamos esperança embora compreenda que é difícil aceitar a descida do nível de vida!
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 27.10.2011 às 22:35

O maior problema deste país é que a maioria das pessoas dá tudo por garantido, neste momento muita gente acordou e começa a perceber que as coisas não são assim tão garantidas... sem subsídios de férias e natal muita gente vai deixar de conseguir pagar muitas coisas... e já estão a ver as férias no Algarve ou na República dominicana por um canudo.

Não me aprece que a situação chegue ao ponto de não haver abastecimento nos supermercados ou gasolina, vejo sim é a possibilidade muito real de as coisas lá estarem e muita gente não ter como as comprar.

Jorge
Sem imagem de perfil

De lagoa_azul a 27.10.2011 às 14:51

Jorge,

Mais do que acreditar que podemos construir um país positivo, temos que nos (re) construir pessoas positivas.

Para muitos pensar positivo não é prioridade neste momento, e já nem é pelas notícias da crise instalada, muitas pessoas têm necessidades básicas a resolver e sem solução à vista, e é nessa angústia que se levantam, passam o dia, e mesmo quando deveriam estar a dormir, a angústia está instalada no próprio sono.

Importa, é estar bastante atento, e quem ainda mantém estrutura positiva estar alerta e desperto pois ao nosso lado pode estar alguém que sem parecer precisa tanto da nossa ajuda.

Já passei pelas duas condições, de ter para viver e de nem sequer ter para comer, e quando pedes para pensar positivo, quer numa quer noutra situação, a reacção vai ser seguramente diferente, os primeiros respondem-te que vão tentar, já os segundos não tem estrutura mental para responder positivo.

Não nasci em berço de ouro, não herdei nada que aumentasse o meu nível de vida, tudo o que possuo é o meu optimismo por imposição genética, dai tudo o que tenho é à custa de muita luta, e deve-se ao exemplo que recebi da minha avó materna.

A vida nem sempre é justa, há que aceitar isso, nem sempre se consegue atingir os ideais e há que baixar a fasquia. Somos humanos e é nessa condição que deveremos viver, contrariamente ao que a sociedade dos dias de hoje promove. Penso que para ajudarmos a ter e a acreditar num futuro melhor e num país melhor, o caminho é esse.




PS: hoje é que foi, um comentário maior que a tua posta (de pescada) ;-)


Imagem de perfil

De Jorge Soares a 27.10.2011 às 22:40

"A vida nem sempre é justa, há que aceitar isso, nem sempre se consegue atingir os ideais e há que baixar a fasquia. Somos humanos e é nessa condição que deveremos viver, contrariamente ao que a sociedade dos dias de hoje promove. Penso que para ajudarmos a ter e a acreditar num futuro melhor e num país melhor, o caminho é esse."

Ora, este parágrafo podia estar no vídeo.

Obrigado por este e por todos os outros comentários.

Jorge
Imagem de perfil

De miilay a 27.10.2011 às 15:17

Jorge, de acordo, eu já estou a pensar poooositivo!
Miilay
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 27.10.2011 às 22:42

Ora.. assim é que é

Jorge
Imagem de perfil

De energia-a-mais a 27.10.2011 às 17:07

pois é! mas para isso temos de começar a mudar por dentro, cada um de nós tem de se estruturar de maneira diferente! pensar positivo é uma filosofia de vida, garanto-te que não se chega lá facilmente...mas sim, vale a pena! e eu acredito

Teresa
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 27.10.2011 às 22:46

Pensar positivo deveria ser uma filosofia de vida, um modo de viver, de certeza que seriamos uma sociedade muito melhor...
Imagem de perfil

De Kok a 27.10.2011 às 21:39

Concordo com essa ideia de pensar positivo!
Todavia...
Defendo que é melhor rir do que chorar. Em quase todas as circunstâncias. Mas tal como há lágrimas de alegria e lágrimas de desespero, de frustração, de raiva, também o riso pode ter variados motivos para se mostrar.
Até mesmo para não chorar!
Sobre a notícia da agressão à professora, ocorre-me uma pergunta:
-como foi possível chegar-se a isto?
e uma sugestão:
-esses pais deveriam ir para a escola!

1 abraço!
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 27.10.2011 às 22:48

Deve haver momentos para tudo na vida, só conseguimos dar valor à alegria se alguma vez tivermos conhecido a tristeza.

Sobre a agressão à professora.. já tudo é possível, porque a maioria confunde a liberdade com a libertinagem e os deveres com os direitos....

Jorge
Imagem de perfil

De golimix a 28.10.2011 às 09:00

Jorge, conheço-te só daqui, assim como a muitas pessoas que admiro daqui... do meu teclado! Por aquilo que escrevem, e pelos olhares atrás das vossas câmaras, que depois partilham humildemente. A amizade constrói-se com partilhas e por isso acho válido existir "amizade virtual", são laços que se criam com pessoas que de longe pensam como nós!

Sim! temos que pensar positivo! Pelo menos haja que consiga!

Concordo, no entanto com o que a “lagoa_azul” disse, temos que olhar para o lado. Revi-me no comentário dela. Lutei muito para tirar um curso. Nunca tive nada de “mão beijada”. Luto à meses com um problema de saúde, que não sendo grave (para mim grave é ter algo com mau prognóstico) é de tratamento algo complicado e moroso, o que me fez aprender que temos que lutar e olhar tudo de forma diferente, e que o ser humano tem capacidades que às vezes desconhece.
Podemos escolher dois caminhos:
O da revolta, (quando falo nesta refiro-me à revolta interior)
e o do pensamento positivo, o de achar que somos capazes!
Diálogo utópico?
Até pode ser, mas que resolve estarmos sempre revoltados?
Nada! Por isso, “bola para a frente” e lutemos por País melhor com um sorriso no rosto :)
Pelo menos tentemos... e que o nosso tento consiga ;)
(escrevi demais! )
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 28.10.2011 às 23:03

Não, não escreveste demais, nunca tenhas medo de dizer o que pensas... e aqui muito menos.

Obrigado, pela amizade e pela partilha.

Jorge
Imagem de perfil

De infusion a 29.10.2011 às 00:15

e pensar positivo, poderá ser também ingressar num curso superior por estas alturas??
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 29.10.2011 às 00:19

Ingressar num curso superior é sempre positivo, as universidades mais quem profissão ensinam a pensar, mostram-te outras formas de olhar para o mundo e dão-te ferramentas para te defenderes.

O problema não está me ter-se ou não um curso superior, está na forma como encaras esse curso..se achas que ele te vai abrir as portas estás errado.... ele vai ajudar-te a encontrar as chaves.

Não é o curso que te dá o futuro, mas sem dúvida que te ajudará a encontrar o melhor caminho

Jorge Soares

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D