Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Era o único candidato e perdeu

 

Imagem do Público 

 

Foi na Colombia, podia ter sido noutro sitio qualquer, vivemos num mundo em que a Democracia, os seus defeitos e as suas virtudes, são cada vez mais a forma de governo, o governo do povo e para o povo.

 

Após algumas peripécias o senhor da fotografia, German Antonio Londoño Roldan, conseguiu ser o único nome nos boletins de voto das eleições municipais de Bello, uma cidade dos arredores de Medellin. Numas eleições com um único candidato não é difícil adivinhar o vencedor, a menos que a lei eleitoral preveja outra coisa e o povo tenha consciência disso.

 

Na Colômbia a lei prevê que para se ganhar as eleições, qualquer candidato deve ter pelo menos 50% dos votos depositados nas urnas.  Durante a campanha eleitoral a oposição uniu-se e conseguiu passar  a mensagem, em lugar de ficar em casa os votantes deveriam ir às urnas e depositar o voto em branco ou nulo, após a contagem, o único candidato contava com 43% dos votos, ou seja, ganharam os brancos e nulos e o senhor não foi eleito.

 

E não, isto não se passou numa cidadezinha pequena com meia duzia de eleitores, Bello tem mais de 350 mil habitantes.

 

A Colômbia é muito longe, mas convinha que todos nós olhássemos para este caso com olhos de ver, por cá são cada vez menos os votantes, a abstenção ganha sempre por larga maioria, casos como estes mostram-nos como todas as opiniões e todos os votos contam... se a população de Bello tivesse decidido ficar em casa, a esta hora o senhor teria sido elegido e as coisas teriam continuado como sempre...

 

Este caso é o exemplo de como cada um de nós pode fazer a diferença, mas só se decidirmos ter opinião e utilizar o nosso voto em consciência.

 

Jorge Soares

publicado às 17:30


5 comentários

Sem imagem de perfil

De António Manuel Dias a 06.11.2011 às 10:35

Não sei o que levou esse senhor a ser o único candidato -- fez alguma coisa ilegal ou eticamente reprovável? De qualquer forma, acho que uma regra desse tipo não se deve aplicar em Portugal. Qualquer pessoa aqui pode fundar um partido ou associação de cidadãos, para as eleições locais, e candidatar-se. Assim, devem contar apenas os votos validamente expressos (e são essas as regras em Portugal), aqueles com uma cruz no quadrado de um dos concorrentes. Não faz sentido, no meu ponto de vista, que a demissão dos deveres democráticos seja recompensada.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 06.11.2011 às 10:47

António, não sei o que queres dizer com demissão do dever, as pessoas foram lá e votaram em branco, expressarão a sua vontade de não terem aquele candidato, isso não é demitir-se, é votar.

Jorge
Sem imagem de perfil

De António Manuel Dias a 06.11.2011 às 12:22

Numa democracia, quando não há nenhum candidato de quem se goste, deve-se fazer uma lista e concorrer. Ficar à espera que haja alguém que se chegue à frente, ou dizer apenas "são todos maus", é demitir-se dos seus deveres democráticos.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 06.11.2011 às 19:06

http://www.ciberduvidas.com/idioma.php?rid=1615
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 06.11.2011 às 19:32

Só encontrou esse erro no texto?, costuma haver mais que um...

Muito obrigado pela dica.

Jorge

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor


Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D