Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ignorância

Imagem de aqui

 

Aquele vídeo sobre a suposta ignorância dos alunos universitários de que falei neste post, tem dado pano para mangas por aí,  como em tudo na vida há reacções para todos os gostos, desde a indignação, já seja com as respostas ou com as perguntas, passando pelo humor, a indiferença, etc.

 

No Facebook alguém falou da falta de patriotismo de quem divulga tais coisas. Suponho que patriotismo seja olhar para o outro lado e fingir que estas coisas não acontecem, se é isso eu nego-me, eu já passei duas vezes pela faculdade e se é verdade que em ambas ocasiões encontrei pessoas muito cultas e esclarecidas, também encontrei muita pobreza de espirito e muita gente que dificilmente responderia à maioria daquelas perguntas.

 

A Maria Bê deixou-me um link para um blog onde um grupo de pessoas tratou o assunto com alguma superioridade, as pobres jornalistas devem ter ficado com as orelhas a arder... eu li alguns dos comentários e reconheci alguns dos nomes... aquelas mesmas pessoas, no blog de uma senhora que na Blogosfera se chama Lua, num contexto diferente, deitavam abaixo uma modelo porque numa entrevista respondeu que o último livro que tinha lido era do Paulo Coelho.. coisa que elas viam como sinal de pobreza de espirito... Eu também não leio o Paulo Coelho, mas não tenho nada contra quem gosta, até porque conheço muita gente que gosta do Garcia Marquez e do Paulo Coelho.

 

Para quem acha que aquilo aconteceu porque as jornalistas escolheram a dedo as faculdades, não é a primeira vez que vejo um vídeo daqueles, há uns anos a RTP fez uma coisa parecida à porta do IST em Lisboa, uma das perguntas era, Qual a raiz quadrade de 5?... eu ainda me lembro, 2,23, tal a quantidade de vezes que a tive que utilizar, a maioria dos entrevistados, alunos de engenharia dos vários anos, não sabia.

 

A minha meia Laranja é professora universitária, ela não achou o vídeo assim tão estranho, para quem já encontrou alunos que tem dificuldade em calcular se um número é par ou impar, que eles não saibam quem escreveu os Maias não é assim tão estranho.

 

Curiosamente a mim essa é a que me faz mais confusão, os Maias é de leitura obrigatória no nono ano e uma pedra no sapato da maioria dos alunos portugueses, como é que esqueceram algo assim?, baldaram-se a Português no nono ano?, copiaram no exame?

 

Tal como dizia a Maria Bê e como dizem a maioria dos professores que conheço, o que choca não são as respostas, é o desinteresse, porque o que se mostra ali não é ignorância é desinteresse, como diz uma das meninas no vídeo, a cultura geral passa-lhes ao lado, como lhes passa a politica e muitas outras coisas, isso é que é grave, porque no fim isto traduz-se em abstenção nas eleições e em falta de participação civica e isso é o que leva o país ao estado em que estamos... 

 

Mas já que estamos numa de boa disposição e ignorância, alguém sabe quem foi o primeiro presidente da república?, e em que ano foi assinado o tratado de Tordesilhas?... aposto que a raiz quadrada de nove todos sabem?...  alguns professores apanhados numa manifestação, não sabem, vejam o seguinte vídeo.

Jorge Soares

publicado às 21:35


17 comentários

Imagem de perfil

De golimix a 21.11.2011 às 12:59

Estamos empatados Jorge a minha meia maçã ;) também é docente do Ensino Superior e não achou o vídeo nada estranho e nem eu porque ouço os comentários sobre os alunos imensas vezes (algumas coisitas são de bradar aos céus). Compreendo que nem todos tiveram as mesmas oportunidades no que concerne ao acesso à dita cultura geral. posso dar-te o meu exemplo, os meus pais são pessoas simples que têm a quarta classe e se esforçaram para dar algo mais aos seus filhos. Não tinham hábitos de leitura e muito menos livros em casa! E o Jornal era uma despesa considerada supérflua. Tanto eu como o meu irmão adoramos ler e tivemos um esforço suplementar para adquirir alguns conhecimentos que para nós não estavam "tão à mão". Eu lia imenso na biblioteca da escola, pois só aí tinha livros, li tudo o que podia! (claro que era gozada por alguns colegas, mas eu estava-me nas tintas). Por todo o meu (nosso esforço) há algo que me impressiona é o imenso desinteresse por algumas coisitas que são básicas. É como eles dizem "não sei nem quero saber e tenho raiva de quem sabe". Isso para mim é que é a verdadeira pobreza de espírito....
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 21.11.2011 às 22:43

Humm, tu e eu estamos empatados em muitas coisas... os primeiro livros que eu li encontrei-os numa arrecadação, lá em casa também não havia muito interesse pelos livros... e muito menos muito dinheiro para os comprar.

Entre os que encontrei havia uma coisa chamada almanaque mundial, que saia todos os anos e era um maná de informação, estavam lá guardados uns 15 anos, desde o fim dos sessenta, que fui lendo um a um... tudo cheio de cultura geral.

Quanto ao resto, concordo, agora os interesses são outros, de certeza que se as perguntas fossem sobre os morangos com açucar.. eles sabiam tudo.

Jorge
Sem imagem de perfil

De Cris a 21.11.2011 às 14:29

Que vídeo fantástico! :p
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 21.11.2011 às 22:50

É engraçado, sem dúvida
Imagem de perfil

De DyDa/Flordeliz a 21.11.2011 às 17:51

Se o entrevistador fosse o saudoso Fernando Pessa diria:
- E esta hem?
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 21.11.2011 às 22:50

Acho que ele não faria uma coisa destas... mas.... os tempos são outros
Imagem de perfil

De Rosinda a 21.11.2011 às 17:57

É normal, que não fazendo uso do que aprendemos, o esqueçamos, mas professores? Não era suposto saberem as respostas com se costuma dizer: "Com uma perna às costas"? Estou admirada...

Rosinda
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 21.11.2011 às 22:52

Eu também não me lembrava da data exacta do tratado de Tordesilhas.... mas eu não sou professor... e nunca tive história de Portugal.. mesmo assim acertava o século e a década :-)
Imagem de perfil

De opinandomais a 21.11.2011 às 18:07

Nã sei!!!!!
É confrangedor o estado em que fiquei ao ver este vídeo, nada que já não me passasse p'la cabeça
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 21.11.2011 às 22:54

É mesmo confrangedor... mas pelos vistos não é assim tão estranho
Imagem de perfil

De opinandomais a 21.11.2011 às 23:11

No estado em que estamos, já nada me estranha!
Imagem de perfil

De sentaqui a 21.11.2011 às 18:43

Já tudo foi dito sobre o desinteresse de certos assuntos que deveriam ser do conhecimento de quem passou alguns anos a estudar.
O vídeo continua a não me chocar, já que aparecer à nossa frente um chico esperto com um microfone na mão a perguntar em que ano foi celebrado o tratado de Tordesilhas, é de deixar qualquer um com os neurónios bloqueados. Eu própria já nem me lembrava e tive de ir rever.
Nenhum professor vai para uma aula sem a ter devidamente preparada, por isso as respostas não são sintomáticas da falta de cultura, isto a meu ver, claro.
Imagem de perfil

De golimix a 21.11.2011 às 19:47

Concordo plenamente contigo. Aqui para nós, em surdina, eu também não sabia quando é que foi o tratado de Tordesilhas. ;)
Bjcas
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 21.11.2011 às 23:01

Está-se mesmo a ver que não tens filhos no 4 ano :-)
Imagem de perfil

De golimix a 23.11.2011 às 08:47

O meu está no 5º ano, mas não falou do Tratado no 4º! Mas fez um trabalho sobre a República ;)
Imagem de perfil

De golimix a 23.11.2011 às 12:39

Quer dizer falou no Tratado, mas nós é que exploramos cá em casa o assunto, porque senão passava ao lado! Como em todas as classes há bons e maus profissionais...
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 21.11.2011 às 23:00

Olá Manu

Tal como o outro, este vídeo não é evidentemente para ser levado à letra, eu também não sabia o ano do tratado de Tordesilhas.. acertava o século e a década e já era bom.. mas sabia a do Manuel Arriaga... mas não deixa de ser um bocadinho mau que não saibam calcular a raiz de 9... mais não seja porque 3*3 é 9 :-)

Jorge

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D